O surf é uma prática desenvolvida pelos seres humanos há mais de 4.000 anos que encontrou em muitos sítios do planeta, as condições ideais para se tornar um dos desportos mais praticados e adorados no mundo.

Portugal é um dos países que mais beneficia do estilo de vida do surf e não é de se estranhar. A nossa profunda conexão com o mar, com o que o oceano nos oferece, o motor económico que nos proporciona, são aspetos que fazem parte do nosso dia a dia.

Com os avanços tecnológicos, dos transportes, da comunicação e da transformação do desporto numa cultura partilhada por milhões de pessoas, cidades como Ericeira, Peniche e mesmo o Porto e Lisboa progrediram e se tornaram polos, picos sagrados desta prática milenar.

Mas, quais são os primeiros momentos do surf? Como era a relação cultural com os primeiros povos que o praticavam? Como é o início da história do surf? E mais à frente, quais são os grande campeonatos e os melhores surfistas da história?

Abordaremos estas questões neste artigo!

Os melhores professores de Surf disponíveis
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (2 avaliações)
Carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joao
Joao
89€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Guilherme
Guilherme
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (2 avaliações)
Carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joao
Joao
89€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Guilherme
Guilherme
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

A história do surf

Os peruanos reclamam a invenção do surf, com relatos de objetos parecidos com pranchas, feitos de cana para que aqueles povos pudessem navegar e "montar" as ondas do Pacífico Sul. Contudo, a relação ancestral mais profunda e conhecida do surf é definitivamente com o povo havaiano.

A nobreza, as famílias mais importantes e toda a comunidade antiga do Havai se relacionava com as ondas do mar, com a cultura e estilo de vida do surf. Os reis e rainhas eram aqueles que tinham as maiores pranchas e ter uma grande habilidade nas ondas era fator obrigatório para que se assumissem como nobreza.

Surf tubo
Como começa a história milenar do surf? | Fonte: Unsplash.com

No ano de 1779 o Ocidente, pela primeira vez, se depara com a prática. Os cadernos do Tenente James King, que relatavam a vida à bordo da nau do famoso Capitão Cook, descrevem o desporto como um passatempo exótico dos nativos havaianos na água da praia.

A ilha tornou-se no século XIX uma passagem obrigatória das embarcações na travessia do Oceano Pacífico, por este motivo, os estrangeiros constantemente observavam e tinham contacto com o surf.

A princesa Ka’iulani e resistência pelo surf

Uma das personagens mais importantes da história da prática é também uma figura mitológica na história do Havai e muito pelos feitos e batalha para que a cultura permanecesse intacta mesmo com a brutal colonização.

Os colonizadores, descendentes dos ingleses que primeiramente colonizaram os Estados Unidos, quando entraram em terras havaianas, proibiram qualquer manifestação cultural originária e nativa, incluindo o surf.

Ka’iulani arriscava a sua vida, mantendo escondidas, pranchas ancestrais, utilizadas por chefes e reis de tribos. Estas pranchas que Ka’iulani salvou, hoje representam a história viva do Havai e são consideradas património de toda a sociedade do Havai.

Ka’iulani é referência de resistência e personagem do centro para que os costumes e culturas ancestrais resistam até hoje. O Havai moderno, depende do mar e do surf, economicamente e culturalmente, lá estão as melhores ondas do mundo, grande parte dos melhores surfistas nasceram lá e é dos picos e locais mais desejados por todos os amantes do desporto.

A história do surf em Portugal

Na nossa terra, o pós Revolução dos Cravos fez com que o surf pudesse avançar e que fosse desmistificado como um hobby exclusivo de hippies dos anos 60. A partir deste momento, a evolução do desporto no nosso país foi constante e hoje colhemos os frutos da liberdade para abrir a cabeça para novas ideias.

Foi na transição dos anos 80 pra os anos 90 que as competições nacionais em Portugal descolaram, assim os primeiros grandes nomes do surf de cá puderam florescer, ao passo que no começo dos anos 90, os surfistas portugueses davam trabalho para grande nomes como o próprio Kelly Slater.

Atualmente o calendário de competições da modalidade em Portugal é extenso, englobando o surf masculino, feminino, júnior e até dos miúdos que apenas iniciam o caminho nas ondas. Veja os principais campeonatos de surf em Portugal:

  • Circuito Nacional de Surf Esperanças;
  • Circuito Nacional de Surf Open;
  • Circuitos Regionais.
  • Campeonato Nacional de Surf Masters.

Nosso Frederico Morais, o Kikas, hoje é o representante máximo do surf português e, até o dia em que escrevo este artigo, faz um bom papel na experiência de surfar no WCT 2021. Estamos a espera que num futuro próximo poderemos comemorar a vitória num campeonato mundial de surf e este não é um sonho impossível.

Nos aprofundemos então não grande competições do esporte no mundo!

Quais são as competições mais importantes e os circuitos mundiais?

Portugal hoje é um centro primordial das competições do desporto no calendário nacional e mundial. As praias de Peniche, Nazaré, Ericeira e Carcavelos são conhecidas mundialmente pelas condições e belezas propícias para o esporte.

Conheça as principais competições no mundo!

Claro que o WCT ou World Championship Tour e o WQS ou World Qualification Series, são os campeonatos mais importantes mais importantes do mundo, movendo diversas cidades, celebram toda a influência do desporto no mundo e visita as principais praias de todos os continentes, sítios paradisíacos como a Gold Coast australiano ou as ilhas de Fiji.

Pranchas de surf
Quais são as principais competições do surf mundial? | Fonte: Unsplash.com

Aqueles que vencem as etapas do WQS e mantêm as melhores posições durante o ano nas etapas nacionais e continentais, são classificados para a elite da competição. Pouco mais de 40 surfistas do mundo todo acedem ao campeonato mundial que passa por tais praias:

  • Gold Coast, Austrália;
  • Ilhas Fiji;
  • Teahupo’o, Taiti;
  • J-Bay, África do Sul;
  • Saquarema, Rio de Janeiro, Brasil;
  • Peniche, Portugal;
  • Oahu, Havai.

No próximo capítulo saberemos quem são os grandes nomes do WCT na atualidade e também aqueles que desafiam o Canhão da Nazaré na competição das ondas gigantes.

Os melhores nomes do surf de hoje e o GOAT

Atualmente, com a globalização do desporto, não somente os australianos e norte-americanos, incluindo os havaianos, dominam a arte de surfar. Os brasileiros, ingleses e portugueses também batalham pelo principal título e têm nomes entre os melhores do surf dos dias de hoje.

  • Gabriel Medina do Brasil;
  • Ítalo Ferreira do Brasil: atleta com forte ligação com Portugal;
  • John John Florence do Havai;
  • Kanoa Igarashi do Japão;
  • Conner Coffin dos Estados Unidos;
  • Morgan Cibilic da Austrália;
  • Jordy Smith da África do Sul;
  • Frederico Morais "Kikas" de Portugal.

Os nomes e as respetivas nacionalidades confirmam a popularização do desporto e seu nível de globalização com todos os continentes representados entre os melhor do surf na atualidade.

As ondas gigantes de Nazaré
Quem são os maiores nomes do surf do WCT às ondas gigantes da Nazaré? | Fonte: Unsplash.com

Os nomes que desafiam o Canhão da Nazaré

A Praia do Norte em Nazaré é a mais conhecida do mundo quando falamos das ondas gigantes, lá foram surfadas as maiores ondas já registadas na história do surfe e, desde a chegada do especialistas das ondas gigantes, Garrett McNamara, a praia se tornou o grande destino para os aventureiros e os recordes foram sendo batidos.

Rodrigo Koxa do Brasil e depois Nuno Figueiredo de Portugal surfaram ondas de quase 30 metros de altura. A brasileira, Maya Gabeira, tem uma vasta história com a região. Maya sofreu um acidente no ano 2013 que quase lhe custou a vida e depois entrou para o Guiness Book, surfando a maior onda já registada.

Conheça uma das grandes história do surf, quando Maya Gabeira desafiou a morte na Nazaré.

O histórico Kelly Slater

Kelly Slater é o surfista que mais venceu títulos mundiais de surf, contudo este não é a única conquista fascinante da sua carreira. Confira a lista de recordes quebrados por Kelly durante as duas décadas em que transformou o desporto:

  • Maior número de vitórias na carreira: 56;
  • Recordista de vitórias no CT: 54;
  • Maior número vitórias na mesma época: 7;
  • Títulos Mundiais: 11 (1992, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 2005, 2006, 2008, 2010, 2011);
  • Maior número de títulos mundiais consecutivos: 5;
  • Recorde de vitórias no Pipe Masters: 7 (1992, 1994, 1995, 1996, 1999, 2008 e 2013);
  • É o Campeão Mundial mais jovem da história: 20 anos (1992);
  • Também é o Campeão Mundial mais velho da história: 39 anos (2011).

GOAT na linguagem popular do desporto quer dizer: Greatest Of All Time ou Melhor de Todos os Tempos, por todos este motivos, Slater é o GOAT do surf e influenciou a próxima geração de brilhante atletas que continuam o legado deixado pelo atleta.

Quem são os maiores nomes do surf mundial?

Qual é o material necessário para aprender o surf

É fácil perceber que para atletas experientes ou iniciantes o principal material para a prática do desporto são as pranchas. Com a evolução da prática, as pranchas evoluíram igualmente, são vários estilos: Tow-In, Malibú, Evolutiva, Gun, contudo vamos explorar as duas mais clássicas.

Quer saber sobre os outras materiais ao pormenor?

Mulheres que surfam
Conheça os materiais necessários para surfar e para aprender a surfar. | Fonte: Unsplash.com

A Shortboard é a prancha mais utilizada e o seu design evoluiu muito durante os anos de modernização do desporto. São pranchas indicadas para qualquer tipo de onda, porque foram desenvolvidas para melhor apreciação das manobras nas ondas mais velozes.

Contudo, é preciso ser um surfista bastante técnico para dominar a velocidade proporcionada pela Short, então, não é recomendada para iniciantes, as pranchas costumam ser escolhidas pelos profissionais nos circuitos mundiais do desporto.

A clássica Longboard é uma prancha de ponta grossa e é bastante longa, são inspiradas nas primeiras pranchas que se têm notícia, diziam que os chefes das tribos surfavam com pranchas de até 4 metros, feitas com os troncos das árvores nativas.

Espero que tenha gostado deste artigo e comece a se aprofundar num dos desportos mais importantes e com maior contacto com a natureza do mundo.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (2 note(s))
Loading...

Rodolfo

Sou um comunicador, músico e redator brasileiro que vive em Portugal. Escrevi e apresentei programas na televisão brasileira. Lançei 4 álbuns com minhas composições. Atualmente, sou Diretor de Comunicação de um pequeno clube de futebol português, redator freelancer e pai de um miúdo que não para de correr pela casa.