O surf é muito mais que apenas um desporto, a sua história milenar desempenhou um papel fundamental para a cultura de povos ligador ao mar de todo o planeta. A arte de surfar nas praias conquistou todos os recantos do mundo e hoje é parte da cultura popular global e movimento a economia com um estilo de vida de preservação da natureza e respeito à ancestralidade.

Para conhecer a história da prática do surf é preciso voltar 4.000 anos atrás, analisar a sua relação com as Ilhas da Polinésia e principalmente da identidade do povo havaiano. Cá em Portugal, cidades e praias como Carcavelos, Ericeira, Nazaré, Figueira da Foz, Peniche, a Costa da Caparica, são consideradas centro do surf nacional.

Neste artigo vamos descobrir quais são os materiais apropriados pra praticar o surf, quais são as principais pranchas para a modalidade e como elas modificam o ato de surfar nas praias? Quais são as ferramentas para aqueles surfistas iniciantes?

Leia o artigo e prepare-se para andar sobre as águas com a Superprof, numa das invenções mais bonitas do ser humano: o surf!

Os melhores professores de Surf disponíveis
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (2 avaliações)
Carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joao
Joao
89€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Guilherme
Guilherme
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (2 avaliações)
Carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joao
Joao
89€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Guilherme
Guilherme
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

As modalidades de surf e as suas pranchas

As pranchas de surf são, obviamente, as principais ferramentas para o surfista. Nos tempos passados eram construídas com as madeiras provenientes dos sítios onde era praticado. No Peru, sabemos que os primeiros praticantes da região, faziam as suas pranchas com um material retirado da cana de açúcar, por exemplo. No Havai o uso da madeira era mais comum.

Com o passar dos anos, a tecnologia para a construção do instrumento do surfista avançou, tanto quanto os diferentes estilos e modelos, que fazem com que as modalidades do surf variem bastante também.

Hoje, as pranchas são feitas de fibra de vidro, são altamente duradouras e extremamente leves. Sabe tudo sobre o desporto? Vamos explorar os principais modelos de pranchas e o que elas propiciam aos praticantes.

Prancha de surf na praia
Conheça o principal material para o surf: a prancha e as suas variações. | Fonte: Unsplash.com

Se estou a escrever para um surfista experiente saberá quais são os tipos de pranchas, porém pra um iniciante é importante introduzir as variações e como elas mudam a maneira de surfas. Ordenaremos da menor para a maior:

Tow-in

As pranchas Tow-in são as menores do mercado, necessitam de uma boa habilidade do surfista, ao passo que é preciso ter uma experiência média ou avançada para usá-la. É perfeita para ondas grandes, pois dá uma grande estabilidade, contudo vêm com footstraps para mantê-la sempre junto aos pés.

Fish

A Fish é uma ferramenta larga, com poucas curvas, curta e trás uma cauda de andorinha. Não funcionam muito bem nas ondas de grande potência, como ondas grandes ou com tubos ocos, contudo, é uma ótima opção para ondas com pouca força, pois desliza facilmente no mar.

Retro

As Retro têm o seu estilo inspirado nas pranchas dos anos 70, por este motivo o nome, são curtas, grossas e com uma longa superfície frontal, o que facilita a sua mobilidade durante a atividade nas ondas médias ou pequenas.

Este modelo não desenvolve um bom papel nas ondas grandes e uma curiosidade é que pode-se utilizar até 4 quilhas. Os anos 70 são considerados os anos de ouro do surf, ou seja, os surfistas old school têm um apreço pela Retro.

Shortboard

A Shortboard é a mais comum e a que tem o design que mais evoluiu durante os anos de modernização do desporto. São pranchas indicadas para qualquer tipo de onda, pois foram desenvolvidas para melhor manobrabilidade e também para ondas velozes.

Contudo, é preciso ser um surfista bastante técnico para dominar a velocidade proporcionada pela prancha. Não é recomendada para iniciantes. Estas pranchas costumam ser escolhidas pelos profissionais nos circuitos do desporto.

Conheça os principais campeonatos!

Evolutiva

Já a Evolutiva é ideal para os iniciantes na atividade. Por ser maior e ter uma espessura mais larga do que as Short, a Evolutiva trabalha melhor em determinados aspetos como flutuabilidade ou estabilidade, facilitando a vida dos que estão apenas no início na atividade.

Malibú

Malibú ou Mini-Longboard é uma de proa arredondada, porém um pouco menor e com maior possibilidade de manobra do que a Longboard tradicional. Contudo, também é possível realizar manobras clássicas das grandes pranchas com a Malibú.

Considerando o seu tamanho e espessura, é uma boa opção para miúdos e alunos nas aulas de surf e para surfistas experientes em dias de ondas com pouca força ou mesmo pouca ondulação.

Gun

Este modelo, com ponta e cauda afiadas, faz com que acelerem e que sejam estáveis, perfeitas para aproveitar grandes ondas. A Gun é uma prancha adequada para os apaixonados mais experientes e não é recomendada aos iniciantes, pois acelera imensamente sobre a água.

Longboard

A clássica Longboard é uma prancha de ponta grossa e é bastante longa. São inspiradas nas primeiras pranchas de surf que se têm notícia, tentam sugerir em seu design as pranchas utilizadas pelos chefes de tribos havaianas, diziam que surfavam com pranchas de até 4 metros, feitas com os troncos das árvores nativas daquele sítio.

Longboard e o seu estilo
O belo estilo daqueles que deslizam nas ondas da praia com uma longboard no surfe. | Fonte: Unsplash.com

É ideal para ondas pequenas e com pouca força, porém os mais experientes costumam a utilizar em ondas mais robustas e velozes. Estes modelos têm movimentos próprios como:

  • Drop Knee;
  • Hang Five;
  • Hang Ten.

Stand Paddle

Um fenómeno mundial! É a maior entre todas as opções e suporta o peso de um homem com facilidade. É comum vermos as pessoas surfarem em pé, em passeios tranquilos nas águas menos agitadas dos mares e rios, contudo pode ser utilizada para navegar em ondas mais rápidas.

É claro que, pelo seu tamanho e dificuldade de manobrar, para utilizá-la numa onda mais rápida, será preciso muito treino e muita confiança por parte do surfista.

Os fatos de surf

Além das pranchas, os fatos de surf são importantes para a prática, ainda mais ao falarmos das marés de Portugal e do resto da Europa, normalmente frias, o que as torna praticamente impossíveis de entrar em determinadas épocas do ano sem o famoso fato de neoprene vendido nas principais lojas do estilo de vida do surf no mundo.

Fatos de surf
Quais são os fatos de surf para o inverno e para o verão na praia? | Fonte: Unsplash.com

Estes fatos custam de 30 a 200 euros, protegendo o surfista da frieza do mar, mas também oferece proteção à extrema exposição ao sol, dependendo da cidade e da parte do globo em que comunicamos o nosso artigo.

Saiba sobre a história dos maiores surfistas do mundo.

Durante as principais competições dos circuitos nacionais e mundiais é possível ver os atletas de ponta a utilizar os fatos de surf, em vários estilos. Os principais são os citados abaixo:

  • Shorty ou mesmo, fato de Primavera: cobre o dorso e não tem mangas nos braços e pernas.
  • Long John: cobre o dorso e pernas, não cobre os braços.
  • Full Suit ou fato completo: cobre o dorso e o comprimento total dos braços e pernas, por vezes também a cabeça.

Os materiais para surfistas iniciantes nas aulas de surf

Além da prancha, dos fatos de surf, um aluno ou surfista iniciante, que está a aprender a surfar em Portugal, nas nossas capitais do surf como: Ericeira, Peniche, Carcavelos, Figueira da Foz ou mesmo Lisboa e Porto, necessitará de outras ferramentas para a atividade.

Materiais para alunos de surf
O que é preciso utilizar para aprender surfe com segurança e conforto na praia? | Fonte: Unsplash.com

Primeiramente, um balde para levar à praia e organizar todo o material e para que este material seja transportado mais facilmente, seja de carro ou transporte público.

Outro material indispensável é a wax ou a cera para a prancha. O wax é uma fórmula natural da cera de abelhas e cera sintéctica para aplicar na prancha de surf, evitando que o surfista escorregue ao remar ou surfar no mar.

Na maior parte do wax vemos a temperatura da água para a qual é indicado se utilizar, pois o wax, quando utilizado em ambiente frio, fica duro e não oferece a viscosidade necessária para ficar na prancha.

Os preços destes materiais podem ser realmente muito altos, entretanto, é válido procurar por materiais mais baratos nas lojas especializadas no ramo do esporte, do desporto, do turismo como é o caso da Decathlon em Portugal, da QuikSilver ou da Billabong.

Saiba mais sobre as principais ligas de surf no site oficial das competições.

Superprof para saber sobre aulas de surf

Da costa norte a costa sul do nosso país, encontramos as melhores condições do mar para a prática dos vários estilos do surf: desporto que movimenta a nossa economia, o nosso turismo e a cultura do nosso país comunicada para o resto do planeta.

Se deseja aprender a arte de surfar, saiba que a Superprof poderá lhe ajudar. Aceda a nossa plataforma e com poucos cliques conecte-se com os professores de surf de cada região, zona e cidade de Portugal

Espero que tenha aprendido um pouco mais sobre este fascinante estilo de vida e que o espírito Aloha esteja consigo!

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (2 note(s))
Loading...

Rodolfo

Sou um comunicador, músico e redator brasileiro que vive em Portugal. Escrevi e apresentei programas na televisão brasileira. Lançei 4 álbuns com minhas composições. Atualmente, sou Diretor de Comunicação de um pequeno clube de futebol português, redator freelancer e pai de um miúdo que não para de correr pela casa.