Os surfistas são aqueles que fazem do mar o seu instrumento, são aqueles que conhecem o oceano como ninguém, sabem senti-lo, parecem que andam sobre a água e fazem do seu ofício um estilo de vida, culturalmente rico e repleto de história.

Muitos podem ver o surf com um olhar que remete à rebeldia e a modernidade, contudo, a prática é milenar e acompanhou o desenvolvimento de culturas como a das Ilhas da Polinésia e principalmente a do Havai.

Nestes sítios, os chefes das tribos e comunidades eram os surfistas mais talentosos, aqueles que dispunham da melhor prancha. A descoberta da atividade pelos colonizadores do Ocidente e por fim a descoberta da potência capitalista da exploração do mercado do surf, transformou o desporto numa febre mundial, que comunica saúde, estilo de vida, competição e prazer.

Saiba como surgiu o surf e o seu impacto cultural no nosso mundo!

Neste artigo vamos relembrar os principais surfistas do passado e do presente, e mais, os melhores nomes nas ondas gigantes tão famosas em Portugal e também os grandes nomes da terrinha. Vamos conhecer os homens e mulheres que dominam esta arte?

Os melhores professores de Surf disponíveis
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (1 avaliações)
Pedro
15€
/h
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
1ª aula grátis!
Eurico
Eurico
20€
/h
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (3 avaliações)
Duarte
15€
/h
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
1ª aula grátis!
Gonçalo
Gonçalo
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
25€
/h
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (1 avaliações)
Pedro
15€
/h
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
1ª aula grátis!
Eurico
Eurico
20€
/h
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (3 avaliações)
Duarte
15€
/h
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
1ª aula grátis!
Gonçalo
Gonçalo
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
25€
/h
1ª aula gratuita>

Os melhores surfistas do passado

Foi no início do século XX que homens como George Freeth e Duke Kahanamoku, ousaram fazer publicidade e exibir a prática tão comum na cultura havaiana. Freeth é um dos principais responsáveis pela popularização do surf na América e na Europa, ao passo que Kahanamoku fez com que o desporto adentra-se na Oceania. Conhece a história do surf?

Contudo, foi somente nos anos 1980 do século passado, o surf mudou radicalmente com a popularização do seu circuito mundial. A partir daqueles dias do passado, "montar" numa onda ganhou um novo status e os melhores de todos os tempos começaram a aparecer.

Vista da prancha de surf
Saiba quais foram os mais importantes surfistas do passado e o legado que eles deixaram. | Fonte: Unsplash.com

O surf de Mark Richards

O australiano Mark Richards é um dos maiores nomes da modalidade de todos os tempos e um dos que mais se aproxima de Kelly Slater em número de títulos dos circuito mundial. Entre o final da década de 70 e o início da década de 80, o aussie dominou as atividades.

Considerado um dos pais do surf moderno, Richards faz parte do Hall da Fama do desporto desde o ano de 1985. Abaixo veja quais foram os anos dominados por Richards, campeão do WSL em:

  • 1979;
  • 1980;
  • 1981;
  • 1982.

Os recordes de Tom Curren

Outro expoente da modalidade nas praias da costa norte-americana, Tom Curren venceu o circuito mundial 3 vezes, mas o mais impressionante é o seu recorde, obtido ao vencer 33 etapas do WSL. Este recorde foi somente batido há poucos anos por Kelly Slater.

O norte-america é campeão do mundo nas épocas:

  • 1985/86;
  • 1986/87;
  • 1990.

Estilo único de Tom Carrol

Pois o australiano Tom Carrol tinha uma grande personalidade e enriqueceu graças ao seu estilo de vida e de surfar. Carrol foi o primeiro "goofy", na linguagem do desporto aquele que usa o pé direito à frente na prancha, a ser campeão do mundo.

Em meados dos anos 80 o desporto vivia o seu primeiro boom. Empresas sobre o estilo de vida nas ondas, cidades na costa aproveitavam o turismo e muitos atletas se tornaram milionários, como foi o caso de Carrol, quando assinou um contrato com a marca de roupas e acessórios Quiksilver.

Carrol venceu o WSL nas épocas de 1983/84 e 1984/85.

The Iceman ou O Homem de Gelo

A alcunha foi dada a Damien Hardman pelo seu estilo frio, calculista e que mostrava-se não se importar com as tensas decisões dos campeonatos do circuito. Durante toda a sua carreira, o atleta nascido no sul da Austrália, esteve entre os melhores nas etapas que disputou.

Damien foi campeão do mundo no circuito de 1987 aos 21 anos de idade, sendo campeão novamente em 1991. É considerado um dos melhores da praia da costa australiana, nação proeminente no desporto. Em 1999 entrou para o Hall dos Melhores do Surf Australiano.

O histórico Kelly Slater

Robert Kelly Slater é o maior de todos os tempos e continuará neste posto por muitos e muitos anos. É impossível falar do desporto sem mencionar as conquistas do norte-americano e os seu fascinantes recordes.

Kelly Slater é a pessoa que mais venceu títulos mundiais de surf no mundo, mas este não é o único feito fascinante da sua carreira. Veja a lista de recordes quebrados por Kelly durante as duas décadas em que transformou o desporto:

  • Maior número de vitórias na carreira: 56;
  • Recordista de vitórias no CT: 54;
  • Maior número vitórias na mesma época: 7;
  • Títulos Mundiais: 11 (1992, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 2005, 2006, 2008, 2010, 2011);
  • Maior número de títulos mundiais consecutivos: 5;
  • Recorde de vitórias no Pipe Masters: 7 (1992, 1994, 1995, 1996, 1999, 2008 e 2013);
  • É o Campeão Mundial mais jovem da história: 20 anos (1992);
  • Também é o Campeão Mundial mais velho da história: 39 anos (2011).

Por todos este motivos, Slater influenciou a próxima geração de brilhante atletas que continuam o legado deixado pelo atleta. No próximo capítulo, veremos a modernização do esporte e a consolidação dos campeonatos mundiais.

Os melhores surfistas do surf moderno

No início do século XXI, a comunicação social nas redes de televisão finalmente perceberam o tamanho que desporto iria ganhar. Em termos de técnicas no desempenho dos atletas, os nomes que vamos citar neste capítulo, transformaram por completo o desporto e consolidaram o poder económico dos campeonatos da modalidade desportiva.

Surfistas profissionais
Quem são os nomes mais relevantes do surf na atualidade? | Fonte: Unsplash.com

Andy Irons

Andy foi o homem que ousou desafiar Kelly Slater no auge da carreira do seu oponente. No início dos anos 2000 a hegemonia de Slater parecia ser impossível de ser superada, contudo, Irons surgiu e deixou as etapas muito mais saborosas para os espectadores.

Irons foi campeão mundial em 2002, 2003 e 2004, vencendo Slater em todas estas oportunidades, quebrando momentaneamente o reinado do surfista de Cocoa Beach. Andy ainda venceu pelo menos 1 vez todas as etapas do CT, somando 20 etapas vencidas.

Andy Irons faleceu em 2010, encerrando precocemente a sua passagem por aqui, contudo o seu legado e as históricas disputas com Slater são dos momentos mais memoráveis do desporto.

Mick Fanning

Fanning é um dos poucos atletas que têm a experiência de vencer CT por 3 vezes. O australiano foi campeão em 2007, 2009 e 2013, somando quase 3 milhões de dólares em premiações nas 22 etapas em que venceu.

Conhece as competições mais importantes do desporto?

Um facto curiosos e assustador aconteceu com Fanning no CT de 2015 num dos locais mais importantes do circuito, a praia de J-Bay. Naquela altura, Fanning foi atacado por um tubarão! Felizmente nada de grave aconteceu, mas o susto viralizou nas redes sociais. Impressionante!

Brazilian Storm ou A Tempestade do Brasil

A nação irmã, o Brasil, produziu uma geração de novos atletas que ainda espanta o mundo com tamanho talento. Na terra do "surfe" surgiram nomes como: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Adriano de Souza e Filipe Toledo.

A costa sul do país oferece a melhor das condições pra prática da modalidade e foi de lá que saíram os principais nomes do desporto no Brasil. Gabriel Medina hoje é uma das maiores celebridades do desporto, foi ele o primeiro campeão mundial vindo do Brasil em 2014, aos 20 anos.

Medina tornar-se-ia uma das grandes referências no WSL e conquistou o seu segundo título em 2018, além disso e apesar de ser jovem, Medina já deixou um legado no desporto e depois dele Adriano de Souza e Ítalo Ferreira venceram o WSL e colocaram o Brasil entre as nações mais vencedoras na arte de surfar.

As mulheres históricas das ondas

As mulheres são parte da ancestralidade da prática do surf, por exemplo, a princesa havaiana Ka’iulani foi responsável por manter a cultura viva mesmo após a colonização norte-americana e as inúmeras tentativas de cercear a prática. Ka’iulani foi o centro da resistência e até mesmo escondeu pranchas dos colonizadores.

A herança de Ka’iulani foi passada para todas as gerações de mulheres surfistas que nasceram. Vamos lembrar das principais surfistas da história, desde os anos 1970 até os dias de hoje, a começar com Margo Oberg, a primeira surfista profissional.

Margo Oberg competia com os homens numa altura considerada a revolução das pranchas curtas e mais rápidas, ferramenta que revolucionou as competições para sempre.

Coração do Mar

Kapolioka’ehukai significa "coração do mar" no idioma havaiano e é o apelido de Rell Sunn. A atleta histórica dominava todos os aspetos do mar, era surfista, bodysurfer, praticava canoagem e caça submarina.

Além disso, Kapolioka’ehukai, foi a principal responsável pela fundação da Women’s Professional Surfing Association, associação que possibilitou a criação dos campeonatos femininos do desporto.

Lisa Andersen

A norte-americana, Lisa Andersen, é provavelmente a maior campeã feminina no desporto. Foi campeã mundial de 1994 a 1998, competia com os homens e muitas vezes os vencia em competições fora do circuito mundial.

Maya Gabeira e o surf da Praia do Norte: O Canhão da Nazaré

A histórica brasileira Maya Gabeira chocou o mundo ao entrar para o Guiness Book ao andar sobre a maior onda na história da humanidade, com mais de 22 metros de altura. Aos 33 anos de idade, a brasileira entrou para o Hall dos grandes nomes do desporto.

Surfista de ondas gigantes
Quem são os corajosos e corajosas que desafiam as ondas gigantes em Nazaré? | Fonte: Unsplash.com

Na mesma cidade, na Nazaré, Maya sofreu um acidente gravíssimo e quase perdeu a vida na onda gigantesca. Gabeira durante o ride, caiu da prancha e ficou submersa por vários minutos, chegando inconsciente na costa.

Por sorte nada mais grave aconteceu e nos anos seguintes ela pôde dedicar-se a sua grande paixão que é surfar as ondas gigantes.

Surfing Portugal: quem sãos os surfistas da terrinha?

Portugal reúne condições especiais para a prática: Carcavelos, Ericeira, Peniche, Matosinhos, entre outros, são parte do circuito nacional e Peniche é a paragem portuguesa do WSL. Com a praia ao pé das grande cidades como Lisboa e Porto, o desporto é um dos mais praticados no nosso país e produz grandes nomes do surf mundial.

Surf na nossa terra
Os surfistas da nossa terra têm aparecido entre os melhores nas principais competições! | Fonte: Unsplash.com

Frederico Morais

Conhecido como Kikas, o atleta venceu pela primeira vez em 2009 e por mais 4 anos. O seu ratio de vitórias é dos mais altos desde sempre no circuito, o que confere a Kikas o estatuto de melhor surfista português dos últimos anos.

Vasco Ribeiro

Vasco esteve sempre a olhar por vagas no CT e é um dos surfistas que mais venceram o circuito nacional, conquistando o maior prêmio do surf português 4 vezes.

Tiago Pires

A última que Tiago Pires esteve para vencer o circuito nacional foi em 1997, tendo iniciado o ano seguinte o seu percurso em direção de um objetivo muito maior, chegar ao Championship Tour. Pires foi o único a vencer três etapas consecutivas do circuito nacional, em 2005 e em 2002 sagrou-se campeão nacional.

Ruben Gonzalez, Nicolau Von Rupp, João Antunes, José Gregório, Miguel Blanco são outros grandes nomes do desporto em Portugal e conquistaram muitos títulos nacionais nos últimos anos.

Quais são os materiais utilizados para a prática do surf?

Portugal é um dos sítios mais importantes da cultura do surf no mundo e está relação com o desporto trás frutos para o turismo e economia do nosso país, que hoje exporta as suas praias e a sua cultura da arte de surfar.

Precisa de um professor de Surf ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 2 voto(s)
Loading...

Rodolfo

Sou um comunicador, músico e redator brasileiro que vive em Portugal. Escrevi e apresentei programas na televisão brasileira. Lançei 4 álbuns com minhas composições. Atualmente, sou Diretor de Comunicação de um pequeno clube de futebol português, redator freelancer e pai de um miúdo que não para de correr pela casa.