Com cerca de 127 milhões de habitantes, o Japão é um país extremamente atrativo para os seus visitantes. Além de ser a terceira maior potência global, é tão rico no setor económico como no cultural. Adicionalmente, a língua oficial é exportada para muitos países asiáticos e de outros continentes do globo.

E ainda que o idioma do país tenha a reputação de ser complicado, a verdade é que é utilizado regularmente no contexto editorial, no comércio internacional ou no setor automóvel.

Se é um dos alunos que gostava de aprender japonês, lembramos que não é impossível. Mas terá que ter alguma paciência, uma vez que a língua tem:

Ao início pode sentir algumas dificuldades de comunicação, mas depois de começar a aprendizagem verá que é totalmente possível ter um domínio total. Basta ter atenção ao que o professor ensina durante as aulas de japonês do curso!

Mas se ainda tem dúvidas sobre as vantagens de fazer um curso, continue a ler para descobrir a importância da língua japonesa no mundo inteiro.

Os melhores professores de Japonês disponíveis
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Falantes nativos de japonês

Se está a ponderar começar as aulas de japonês, é provável que esteja a pensar quanto lhe vai aula de japonês. Mas antes de ponderar o curso, deve saber se vale a pena aprender este idioma tão diferente do nosso num curso de japonês online.

templo nas arvores
Durante as aulas do curso, o professor também vai dar formação sobre o impacto cultural do país e a sua influência na comunicação global. | Fonte: Pexels.com

Como mencionamos anteriormente, a população do Japão é de mais de 127 milhões. A população do país utiliza alguns dialetos regionais, mas fala toda o mesmo idioma a nível linguístico. O japonês oficial é conhecido por yamato e é a 13º língua mais falada no mundo.

Ao longo da sua história e desenvolvimento, o japonês foi exportado para países da América Latina e de outros continentes. Nos dias de hoje, existem falantes nativos um pouco por todo o globo.

Das dezenas de dialetos existentes, quatro são mais utilizados. O mais popular é o "Kansai-ben", da região de Kansai, a 500 km de Tóquio, que é muito utilizado na televisão para fazer o público rir.

Estas são algumas expressões populares que diferem por região:

  • Olá: Konnichiwa no leste, Maido no oeste;
  • Como está? : genki desu ka no no leste, Moukarimaka no oeste;
  • Estou bem: Genki desu no leste, Bochichidenna no oeste;
  • Adeus: sayonara para o leste, hona para o oeste.

O impacto das colonizações na língua das aulas de japonês

A história do país foi marcada pelas suas colonizações, uma vez que durante cinquenta anos, dominou os países vizinhos.

Em 1895, quando terminou a guerra sino-japonesa, a China cedeu a ilha de Formosa (Taiwan) ao Japão, bem como a península de Liaodong (sul da Manchúria).

prato de sushi
De aula a aula, os professores introduzem temas no programa de estudos como a história e a gastronomia, juntamente com a expressão oral e escrita. | Fonte: Pexels.com

Alguns anos depois, a conquista da Coreia é outro passo importante no colonialismo japonês. De 1910 a 1918, o Japão assumiu o controle das terras coreanas e impôs mudanças administrativas, entre elas uma política de linguagem com um centro de ensino de conversão para o idioma nacional.

Este centro tornou-se rapidamente uma escola para a formação de professores em língua japonesa, para que o governo a pudesse impor nas escolas. Pouco a pouco, ter domínio de japonês passou a ser norma em todos estes territórios.

Este domínio acabou por se desenvolver também noutros países asiáticos. No sul da China, na região da Manchúria, o governo japonês implementa uma política linguística menos rígida, que permitia outras línguas locais mas onde os japoneses utilizavam o seu idioma nacional.

Pouco a pouco, o japonês é introduzido em textos oficiais dentro da administração local. Nas escolas, os professores são bilíngues e ensinam ambos os idiomas aos alunos.

Os melhores professores de Japonês disponíveis
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Cursos de japones no mundo inteiro

Todos os anos dezenas de pessoas começam a aprender japonês para trabalhar ou viver no Japão ou para emergir na cultura e poder ler manga ou ver anime.

Se for uma dessas pessoas, queremos lembrar que para dominar japonês vai precisar do dobro do tempo do que seria necessário para outros idiomas europeus. Isto porque terá que estudar e memorizar os kanas (o alfabeto fonético) e os kanji (o alfabeto simbólico) que representam duas partes muito importantes do sistema gráfico japonês.

Em Portugal, tal como acontece com todas as restantes línguas estrangeiras, existem duas formas distintas de os estudantes fazerem a sua formação:

  • Curso de Letras com cadeiras de japonês ou cursos de línguas nas universidades;
  • Aulas de japonês em escolas especializadas, escolas profissionais, centros culturais ou com professores de japonês particulares.

Cada uma das opções tem o seu próprio conjunto de cursos específicos e dá formação alunos para um objetivo específico. Existem vários locais por todo o país onde pode fazer uma aula, mas se precisar de aprofundar o conhecimento da gramática e sintaxe do japonês nem todos os cursos são boa opção.

cartazes e luzes
Estudar japonês, seja com aulas particulares, cursos profissionais ou um curso no ensino superior permite seguir carreira em áreas profissionais variadas. | Fonte: Pexels.com

Regra geral, os centros urbanos têm mais opções, mas podemos garantir que não faltam professores. Qualquer professor da Superprof tem capacidade para lhe dar apoio e formação até atingir um nível de fluência que lhe permita completar uma avaliação e obter um certificado de proficiência como o JLPT (Japanese-Language Proficiency Test).

A nível internacional, existem dezenas de escolas japonesas onde um aluno pode estudar. Em Itália até existe uma escola europeia de manga, a primeira academia de arte dedicada às técnicas japonesas.

Impacto do japonês no comércio

O Japão ocupa a primeira posição no comércio asiático. Por isso, se tem ideias de se envolver no comércio internacional, pode beneficiar de ter aulas com um professor particular de japonês.

O país tem um vasto domínio marítimo, que representa uma vantagem ambiental crucial para o comércio. O comércio exterior é, portanto, um elemento fundamental da sua influência comercial no globo e, em particular, na Ásia. De acordo com o Moniteur de Commerce International, 57% das importações japonesas e 48% das exportações são com a Ásia. Devido à proximidade geográfica, a China é o primeiro parceiro comercial.

Como 3ª potência mundial, o Japão domina vários setores que enfatizam a sua influência comercial, como:

  • automóvel;
  • robótica;
  • biotecnologias;
  • energias renováveis.

O Japão é um grande importador e exportador mundial de bens e o comércio representa cerca de 36% do PIB. Além disso, também criou ligações privilegiadas com os países ocidentais, tornando-se o primeiro credor e o maior investidor do mundo.

O país também é dono da Bolsa de Valores de Tóquio, que é a segunda maior bolsa de valores do globo. Se gostava de trabalhar na área do comércio ou quer continuar os estudos com formação em negócios, aprender japonês pode fazer a diferença e destacá-lo dos restantes candidatos.

trajes tradicionais
Seja na área do comércio, da industria ou da arte, o impacto global da expressão e comunicação do país não pode ser negado. | Fonte: Pexels.com

Se tiver um certificado que ateste o seu nível de proficiência na língua japonesa, pode abrir muitas portas nesta área e ter uma carreira comercial de muito sucesso. Um curso ou aulas de japonês com um professor particular podem ajudar bastante.

A influência dos manga

Os mangas possibilitaram a exportação da língua e cultura japonesa por todo o globo. Mesmo que nunca tenha lido um, temos a certeza que pelo menos já ouviu falar de algum. E desde que surgiu, continua a fascinar miúdos e graúdos.

Inventado pelo cartunista Katsushika Hokusai, o termo manga significa literalmente "imagem ridícula". No Japão, o termo refere-se aos livros de banda desenhada no sentido mais amplo. Por outro lado, nos países do ocidente, tem um significado e uma conotação à cultura japonesa inegável. Pelo menos tanto quanto os caracteres da caligrafia, é instantaneamente relacionado.

Este tipo de livros populares têm ainda a vantagem de não ser muito caros, o que facilita a sua distribuição generalizada. No Japão, o manga é uma parte integrante do quotidiano da população ( e representa 40% dos livros comprados). Desde muito cedo, cultura, história ou religião são ensinadas nas escolas primárias através das páginas dos mangas.

Consegue encontrar distribuidores de mangas na rua, bem como cartazes publicitários omnipresentes e são várias as séries que são transmitidas pela televisão. Podemos afirmar com certeza que existe uma verdadeira cultura de manga.

Faz parte da vida dos japoneses, mas também é uma ótima maneira de exportar a língua japonesa para os restantes países. Como uma verdadeira porta de entrada para a cultura japonesa, o manga tem seguidores em todo o planeta e ajuda a aumentar o interesse pelo Japão. Hoje em dia é um dos produtos de exportação mais lucrativos do ponto de vista económico e social.

A América do Norte, por exemplo, é um dos países que mais importa mangas, com um valor que chega às centenas de milhões de dólares. Mas também existem outros grandes mercados em muitos países da Europa e da Ásia. Certamente que conhece a série dos Pokémon ou Naruto, certo?

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.