O surf é um desporto que tem vindo a ganhar mais popularidade em Portugal nos últimos anos. Essa popularidade crescente alastra-se também para muitas outras modalidades que partilham semelhanças com este desporto, tal como o stand up paddleboarding.

E, na verdade, isso não é de espantar, se pensarmos na quantidade de praias de qualidade que temos no país. De norte a sul da nossa costa, de Peniche à Nazaré, de Carcavelos à Ericeira, Portugal tem algumas das melhores praias mundiais.

Por este motivo, independentemente da cidade ou região do país onde morar, não faltam opções de locais onde pode aprender a praticar esta várias modalidades do surf, como é o caso do stand up paddle, com a ajuda surfistas profissionais competentes que com toda a sua experiência podem partilhar muitas dicas valiosas.

Por isso se está interessado em fazer stand up paddle Portugal ou se está a ouvir falar deste conceito pela primeira vez e quer saber mais sobre o assunto, continue a ler este artigo que elaboramos com um pouco da história deste desporto e as várias modalidades que engloba.

mulher em cima da prancha
Pode praticar stand up paddle em qualquer praia da costa de Portugal. | Fonte: Unsplash.com

E se gosta de desportos aquáticos mas não quer optar por esta modalidade, porque não fazer windsurf ou kitesurf?

Os melhores professores de Surf disponíveis
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniel
5
5 (2 avaliações)
Daniel
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (4 avaliações)
Fábio
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
Alexandre
35€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (2 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniel
5
5 (2 avaliações)
Daniel
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
Pedro
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (1 avaliações)
Gonçalo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

O que é o stand up paddle surf?

O stand up paddleboarding (ou SUP) é uma antiga forma de surf que ressurgiu recentemente como disciplina autónoma. De forma simplificada, é uma modalidade praticada em águas planas com pranchas de dimensões maiores. Este desporto é caracterizado por manter o surfista em pé na prancha, com a utilização de um remo para se deslocar pela água.

Ao contrário do surf convencional onde a ideia é ideia é domar ondas e fazer truques, no stand up paddle o surfista rema por lazer ou apenas para fazer exercício físico.

Pode ser praticado em nas ondas no mar, tal como o surf ou surfe, ou em águas paradas como rios e lagos, por isso não faltam opções de locais para praticar. Independentemente do local que escolher, é um desporto muito gratificante e um ótimo complemento para quem quer treinar de forma diferente. Com ou sem ondas, representa uma boa oportunidade para treinar o equilíbrio, fortalecer o corpo, relaxar a mente e aprender outras formas de deslizar na água.

surfista sozinho no mar
O stand up paddle é um desporto que pode ser praticado apenas pelo prazer e pela experiência de estar no oceano a remar. | Fonte: Unsplash.com

Sabia que existem equipamentos alternativos para a prática de surf? Experimente uma aula de kayaksurf!

História do stand up paddle no mundo e em Portugal

Embora o SPU em si seja um desporto relativamente recente, as suas origens e a prática de remar em pé são milenares. Diversas civilizações por todo o mundo mantinham práticas semelhantes há séculos atrás, com a utilização de embarcações individuais, para a pesca, transporte e também como forma de atividade recreativa.

Entre elas, podemos destacar os povos indígenas da Amazónia, que remavam em canoas feitas de madeira com grandes hastes do mesmo material. Também os moches no Peru, entre 200 a.c. e 700 d.c., utilizavam os seus Cabalitos de Totora, uma embarcação feita de junco, para pescar no mar e depois apanhavam as ondas para voltar à praia.

Mas foi no Havai que a modalidade evoluiu e se espalhou pelas praias do mundo inteiro. Nos anos 60, os instrutores de surf da cidade de Waikiki, conhecidos por Beach Boys, começaram a utilizar grandes pranchas com remo para auxiliar nos treinos e nas aulas de surf e também para fotografar os aspirantes a surfistas que aprendiam a surfar, uma vez que estando de pé tinham mais visibilidade.

Mesmo com o aumento da prática, apenas no início dos anos 2000 é que a modalidade se tornou moda quando surfistas os havaianos começaram a praticar o stand up paddle como forma alternativa de treino nos dias em que não havia ondas ou quando o mar não tinha condições adequadas para surfar. Surfistas como Dave Kamala, Garry Lopez, Brian Keaulana, Rick Tomas, Robbie Naish, Archie Kalepa e Laird Hamilton foram os grandes responsáveis por difundir o desporto nos anos seguintes.

Em Portugal, a modalidade começou a ter destaque também nos anos 2000, por parte dos surfistas praticantes de windsurf. Inspirados pelos havaianos, os atletas passaram a remar nas suas pranchas de windsurf nos dias em que não havia vento. Nos dias de hoje, o stand up paddle é um dos desportos com maior crescimento no país, depois de hospedar duas etapas do EuroTour em 2016.

arvores junto ao rio
Pratique stand up paddle numa praia, num lago ou num rio perto da sua cidade. | Fonte: Unsplash.com

Existem algumas modalidades de surf que podem não praticadas numa praia, como é o caso do riversurf ou kayaksurf. Conheça todas as informações sobre o surf e as suas modalidades.

Modalidades mais praticadas

O stand up paddle pode ser praticado em quatro modalidades, todas elas com características e objetivos diferente. As modalidades mais praticadas são wave, race, freestyle e rafting. Fique a saber um pouco mais sobre cada uma delas.

Wave

Esta modalidade de stand up paddle tem como objetivo unir as habilidades e possibilidades de desempenho do surf clássico e moderno, em conjunto com o uso do remo. Desta forma, pretende-se que todas as potencialidades e características do equipamento (tanto da prancha como do remo) sejam usadas a surfar uma onda.  Neste modalidade o objetivo não é apenas surfar a onda sem ter o auxilio do remo.

A prancha de stand up paddle que é utilizada nesta prática tem um desenho muito semelhante das pranchas de surfe tradicional, possuindo uma curvatura na parte de baixo que facilita o deslizamento e, na maioria das vezes, três quilhas. Na wave, é utilizado um remo com pá de um comprimento menor, feito de um material leve e resistente, como fibra de carbono, adequado ao uso extremo.

Esta modalidade também tem campeonatos, que seguem as mesmas características das provas de surf, com regras e juízes que avaliam o desempenho dos surfistas, que se desafiam e competem pelo melhor tempo,

Race

A modalidade de race tem como objetivo atribuir o prémio de vencedor ao surfista com o maior potencial de rendimento em cima da prancha com o remo, que é capaz de realizar o percurso estabelecido para a prova no menor tempo possível, tenho ultrapassado a linha de chegada à frente dos outros concorrentes.

As pranchas de race são grandes e têm um design frontal semelhante ao design das canoas, para ganhar mais estabilidade em linha reta e ter melhor capacidade de navegação. Os remos têm a área de pá um pouco maior do que nas restantes modalidades, uma vez que o mais importante é a velocidade. Além disso, o cabo é mais comprido, para obter uma remada mais longa.

Esta modalidade tem provas e competições variadas. Uma delas é a flat water (ou água parada em português) realizada em lagos, rios ou mar sem ondas. Neste caso, o mais importante é a técnica, a força e a resistência do surfistas. Já a downwind (onde as pranchas se movimentam a favor do vento, num percurso linear) depende das condições do vento e da ondulação a favor, que fazem com que as pranchas andem muito rápido, exigindo que o atleta tenha mais técnica do que força.

Freestyle

A modalidade de freestyle é a mais praticada e tem como objetivo avaliar a variedade de manobras realizadas sobre a prancha de stand up paddle, apenas com a mobilidade do corpo e o auxílio do remo. É, portanto, a modalidade que atrai mais espectadores e que tem mais visibilidade.

praticantes em cima da prancha
As diferentes modalidades de SPU permitem praticar o desporto ou surfe em vários locais além da praia. | Fonte: Unsplash.com

Sabia que se experimentar fazer bodysurf o fato utilizado pode ser muito diferente?

Rafting

A modalidade de rafting tem como objetivo descer rápidos em cima da prancha de stand up paddle apenas com a mobilidade do corpo e com auxilio do remo.

Como praticar esta modalidade permite não só fazer desporto mas também aproveitar o sol e a praia, são imensos os benefícios de praticar stand up paddle. E sabia que existem em Portugal praias com ondas consideradas mais indicadas para testar as suas técnicas do que no resto da Europa e de algumas partes do globo? Certamente que já ouviu falar das praias da Ericeira, de Peniche, de Carcavelos e da praia da Nazaré. Têm até fama mundial, por isso não tem desculpa para não as conhecer.

Mas mesmo que more numa região longe destes locais, pode optar por fazer stand up paddle ou qualquer outro desporto aquático, como aulas de bodyboard, em qualquer praia de Portugal, porque todas elas têm das melhores condições e ondas.

E como ambos sabemos que vai passar os próximos meses de verão dentro de água, todos os dias dê por onde der, porque não aproveitar para aprender a dominar ondas, em vez de se deixar apenas levar por elas? Pode tirar o máximo proveito dos seus dias e ficar mais em forma. Quer esteja no norte ou na região centro da nossa costa, aproveite todos os aspetos das nossas praias de calibre mundial no Algarve, Lisboa ou Porto, entre outras e passe tempo nas ondas a praticar este desporto tão benéfico para si.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.