Falar várias línguas é cada vez mais um requisito do mundo em que, atualmente, vivemos. Afinal, muitos são os empregadores que exigem o conhecimento de diversas línguas, nas mais variadas áreas profissionais. E, de facto, ser poliglota em pleno século XXI só traz vantagens — daí que falar francês seja uma boa aposta.

Saber especificamente falar francês é particularmente útil, já que esta é uma das línguas mais faladas por todo o mundo, nos cinco continentes e, como os estudantes poderão constatar, revelar-se-á uma mais-valia para quem queira trabalhar em França ou simplesmente visitar o país — entusiasmando ainda os estudantes pela cultura e história francesas e desenvolvendo o raciocínio e capacidades cognitivas como a memória.

Na verdade, o francês é uma língua falada em vários locais do mundo, trazendo, por isso, aos alunos, vantagens profissionais e pessoais. É também o idioma de inúmeras e reconhecidas canções, como aquelas interpretadas por Serge Gainsbourg ou Edith Piaf e, claro, é, por excelência, a língua do amor! Além disso, muitos são os vultos da cultura francesa em diversas áreas que, ainda que indiretamente, fazem também com que o "je ne sais quo" francês se afirme pelo mundo. Lembramos, a título de exemplo, o realizador Jacques Tati, os grandes estilistas como Coco Chanel, Yves Saint Laurent ou Christian Dior, ou atrizes como Briggite Bardot ou Ana Karina.

Por isso, neste artigo falamos-lhe da possibilidade de aprender francês, com a Superprof, em diversas cidades do país, de norte a sul, passando pelas ilhas, sem ser necessário rumar até uma cidade francesa! Podem fazê-lo aqui mesmo, em em território lusitano. Saibam por isso os mais céticos que é perfeitamente possível aprender a falar frances do zero e tornar-se um falante fluente de francês, sem sair de Portugal.

Aprender a falar frances nas duas maiores cidades do país: Lisboa e Porto

Começamos pela capital do país, pois sabemos que há inúmeros alunos que procuram cursos de francês presenciais ou cursos de francês online na maior cidade portuguesa. Ora, se o estudante vive em Lisboa, saiba que pode ter aulas de francês na cidade das sete colinas: Lisboa, com professores de excelência e atingir um nível avançado de francês. ao mesmo tempo que conhece a cidade e os seus históricos monumentos.

Mas, para isso, primeiramente, é conveniente que o estudante realize um teste de diagnóstico de forma a que possa ser colocado num nível adequado aos seus conhecimentos da escala CEFR: nos níveis iniciais A1 e A2 ou em níveis mais avançados como o B1, B2, C1 e C2.

Uma vez que lhe é atribuído em grau, o aluno escolhe o perfil de professor que mais se adequa aos seus objetivos, horários e, até, ao seu orçamento — podendo optar entre aulas individuais, totalmente personalizadas ou aulas em pequenos grupos, normalmente de valor ainda mais acessível. Além disso, os estudantes de francês podem optar por aulas online, via Skype, ou aulas presenciais, ao domicílio, dependendo da sua preferência e dos seus objetivos.

Igreja da Sé em Lisboa
Com a Superprof pode ter aulas de frances em Lisboa e aproveitar para conhecer a cidade e os seus monumentos.| Fonte: Unsplash

Contudo, aprender francês no Porto, na cidade invicta e por entre a hospitalidade do povo portuense é também uma excelente alternativa. De lembrar que, no Porto, depois das aulas de francês, pode degustar uma deliciosa francesinha e terminar a refeição com um belo cimbalino — por outras palavras, um café!

E porque não visitar a maravilhosa Livraria Lello — uma das mais belas do mundo — e comprar livros de ficção em francês para aguçar ainda mais a curiosidade dos alunos por este idioma? Os estudantes poderão optar por edições bilíngues (em francês e na sua língua materna) e, consoante o seu nível, poderão escolher histórias mais ou menos complexas e longas.

Ter aulas de frances em Coimbra ou Viseu

São muitas as razões pelas quais os alunos devem investir no estudo da língua francesa, em Coimbra, com a envolvência das paisagens com o rio Mondego. Além de um intenso espírito universitário, ou do famoso fado de Coimbra, esta é uma cidade com uma vasta tradição literária, marcada, na história, pelos intelectuais da famosa Geração de 70 e pela questão Coimbrã — que, entre outros aspectos, introduziria uma notável mudança de paradigma no mundo literário. Esta é, pois, uma cidade fortemente académica que decerto inspirará ao estudo do francês e certamente a descobrir pequenas histórias da História cultural coimbrense.

Dotada de uma da mais belas histórias de amor de sempre, Coimbra é também uma cidade romântica, palco do desenvolvimento do amor entre D. Inês de Castro e D. Pedro de Portugal — e cujos encontros às escondidas se davam muitas vezes na Quinta das Lágrimas, que é ainda hoje, muito visitada, a par da Universidade de Coimbra, cuja arquitetura notável merece também uma visita atenta.

Universidade de Coimbra
Com a Superprof é possível ter aulas de francês e conhecer a maravilhosa cidade de Coimbra. | Fonte: Unsplash

Com uma gastronomia de excelência, na qual se destacam pratos como o leitão assado, a chanfana ou o arroz de lampreia e os doces conventuais — que se poderão provar na Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra. De facto, Coimbra oferece razões mais do que suficientes para que se queira ter aulas de francês naquela que é a cidade com mais tradição universitária do nosso país.

Para aqueles que prefiram uma cidade mais a norte, Viseu é também uma boa alternativa para aprender francês. De facto, numa cidade tão interessante como esta, não há como não se sentir com o mindset correto — bem disposto e humorado — para as aulas de francês! Afinal, em Viseu, existem belíssimas construções para apreciar — algumas delas fruto da Romanização ou da presença dos celtas, como a muralha romana, a Cava de Viriato ou a estátua de Viriato.

Com vários monumentos de visita obrigatória, como a Igreja da Misericórdia e a Casa do Miradouro, decerto que os alunos não cairão no ócio depois das suas aulas de frances. Além disso, a variadíssima gastronomia de Viseu, da qual se destaca o maravilhoso Rancho à Moda de Viseu, irá certamente convencer os alunos que queiram deliciar-se antes ou depois das suas aulas de frances.

E o nosso leitor sabia que aprender francês na bela cidade de Viriato, Viseu, significa estudar a língua francesa naquela que é considerada uma das cidades do país com mais qualidade de vida! Que mais se poderia pedir?

Destinos paradisíacos para fazer um curso de francês: Faro e Funchal

Por outro lado, para aqueles que desejam estar perto da praia ao mesmo tempo que aprendem francês, sugerimos a cidade de Faro e, na Madeira, o Funchal. Estes são dois destinos turísticos por excelência que serão certamente da preferência daqueles alunos que adoram calor, praia e muitos mergulhos nas quentes águas algarvias e madeirenses!

Começando por Faro, aqui existem diversos pontos turísticos que merecem uma visita, como o Palácio de Estói e a Igreja do Caro, mas também praias absolutamente fascinantes de água límpida. Quanto à gastronomia algarvia, a caldeirada de peixe, a açorda de marisco e os bolinhos do Algarve — degustados ao mesmo tempo que se observa a rebentação das ondas do mar — convencerão qualquer aluno a escolher estudar francês neste destino balnear que faz as delícias de portugueses e de turistas de todo o mundo.

Quanto à Madeira é também uma excelente opção para se dedicar ao estudo do francês — tendo sido, aliás, eleita como o melhor destino insular do mundo pelos World Travel Awards. Com praias de água transparente, cenário da célebre Festa da Flor, e com pitéus como o irresistível bolo do caco ou os filetes de peixe espada com banana e molho de maracujá, os alunos não resistirão aos encantos deste destino de sonho. Como vê, aventurar-no no estudo do francês num destino paradisíaco como o Funchal, na Madeira, é a opção de sonho dos estudantes de francês.

Certamente que nestes dois destinos idílicos, aprender francês será mais agradável do que nunca!

Dicas para aprender a falar francês

Para aqueles que já começaram ou que pretendem começar a aprender a falar frances deixamos algumas dicas preciosas para otimizar as horas de estudo. São elas:

  • Tentar escrever diariamente em francês, tentando construir frases gradualmente mais complexas;
  • Escrever listas de vocabulário organizadas por temas e estudá-las;
  • Utilizar flashcards — cartões com imagens e a respetiva legenda que ajudarão imenso os estudantes a aprender, reter e rever o vocabulário em francês que aprenderam nas aulas;
  • Escolher um sítio calmo, bem iluminado e com poucas distrações para estudar francês;
Pessoa a escrever num computador e planta
Escolher um local com poucas distrações e bom iluminado é essencial para um bom estudo. | Fonte: Unsplash

Como complemento ao estudo do francês, sugerimos ainda:

  • Ouvir música instrumental enquanto se estuda francês, uma vez que que ajuda à concentração;
  • Fazer uma mesma tarefa, por exemplo um exercício gramatical, sem paragens ou distrações durante quinze minutos — já que, posteriormente, será muito mais fácil para o cérebro manter-se focado;
  • Ver vídeos no Youtube sobre a língua francesa, de forma a ficar mais familiarizado com a língua e o modo como esta soa;
  • Trocar o idioma dos menus do telemóvel e do computador para francês, para que os alunos possam estar ainda amais em contacto com termos franceses;
  • Ver filmes e séries em francês e ouvir podcasts em francês para ajudar a assimilar a pronúncia correta — ainda que os estudantes possam não compreender tudo;
  • Usar aplicações como a Tandem para falar com falantes nativos de francês, testando, assim, a escrita e conversação na língua francesa —  ao mesmo tempo que, provavelmente, se fazem novos amigos e se expandem horizontes culturais;
  • Fazer uma viagem a França e tentar falar exclusivamente em francês;
Amigos abraçados
Saber falar francês pode ajudar a fazer amizades por todo o mundo! | Fonte: Unsplash

Adoptando estes conselhos, o estudo do francês tornar-se-á mais divertido, interessante e entusiasmaste para todos os alunos. E com as várias possibilidades que a Superprof oferece para aprender francês em todas as cidades do nosso país — que, como vimos, tanto têm para oferecer — não há como recusar a aprendizagem do francês.

Allez! Vamos a isso!

Precisa de um professor de Francês ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Elsa

Trabalho na área da consultoria linguística e produção de texto há três anos e sou, actualmente, professora de português para estrangeiros. Dedico a maior parte do meu tempo livre à leitura e à escrita, tendo já publicado crónicas e poesia em revistas culturais e literárias.