Na Supeprof, como os nossos alunos já sabem, podem dedicar-se à aprendizagem e estudo do francês em qualquer cidade do país, nomeadamente aprender francês na bela cidade de Viriato, Viseu, ou ter aulas de francês na cidade com mais tradição universitária, Coimbra.

Contudo, hoje, focamo-nos em Faro, no Algarve, um dos mais belos destinos balneares portugueses, e em como aprender a falar frances nesta cidade de praias de cortar a respiração. Por isso, neste artigo explicamos tudo aquilo que precisa de saber para se iniciar num curso de francês neste ponto do país, para começar do zero a aprender o idioma francês ou para desenvolver ainda mais os seus conhecimentos nesta que é uma língua repleta de glamour.

Afinal, a língua francesa é a língua de tantos filmes marcantes do cinema, que, por sua vez, associamos a grandes atrizes francesas como Anna Karina ou Brigitte Bardot. Cada vez mais, independentemente da área de trabalho, os empregadores procuram pessoas que saibam falar várias línguas — e o francês é uma das línguas mais requisitadas. Por isso, saber falar esta língua trará vantagens a nível profissional e também a nível pessoal — podendo fazer amigos de outras paragens do mundo, onde o francês é falado.

Falada por cerca de 87 milhões de nativos, o francês é uma língua distribuída por todo o globo, por exemplo, na Guiana Francesa, no Quebec, na Suíça e Bélgica, mas também em ex-colónias como o Senegal, Costa do Marfim, Argélia e Marrocos. De facto, podemos dizer que é uma língua extremamente globalizada — daí que aprender francês seja, sem dúvida, uma boa aposta para o enriquecimento dos conhecimentos e do currículo de qualquer pessoa, além de ser, claro, uma excelente forma de fazer amigos noutras partes do mundo, alargar horizontes e mergulhar na história e cultura e francesas!

Amigos a conversar
Aprender a falar francês pode ser uma forma de fazer novas amizades pelo mundo inteiro! | Fonte: Unsplash
Andrea
Andrea
Profe de Francês
5.00 5.00 (19) 17€/h
1ª aula grátis!
Marcia
Marcia
Profe de Francês
5.00 5.00 (14) 19€/h
1ª aula grátis!
Ophelia
Ophelia
Profe de Francês
4.97 4.97 (34) 13€/h
1ª aula grátis!
Virgínia
Virgínia
Profe de Francês
5.00 5.00 (11) 15€/h
1ª aula grátis!
Manon
Manon
Profe de Francês
5.00 5.00 (6) 15€/h
1ª aula grátis!
Vanessa
Vanessa
Profe de Francês
5.00 5.00 (7) 12€/h
1ª aula grátis!
Jessica
Jessica
Profe de Francês
5.00 5.00 (38) 16€/h
1ª aula grátis!
Santiago
Santiago
Profe de Francês
5.00 5.00 (6) 15€/h
1ª aula grátis!

A ciência explica por que motivos aprender uma língua, como o francês

Quanto mais cedo começarmos a aprender uma língua diferente da nossa língua materna, melhor — pois, como bem sabemos, as crianças têm uma relativa facilidade para aprender línguas. Contudo, independentemente da idade, quer o nosso futuro aluno esteja no ensino básico, secundário, na universidade ou já a trabalhar numa determina área, aprender francês por razões pessoais e/ou profissionais pode e deve estar no seu horizonte.

Além do mais, muitos são os benefícios e os estímulos que oferecemos ao cérebro quando nos propomos a aprender uma língua nova, como o francês. Vamos conhecer alguns deles?

  • Benefícios cognitivos, como a proteção das memórias adquiridas e, em geral, melhoria da memorização de conteúdos. Como vários estudos têm vindo a demonstrar, quantas mais línguas conhecemos menos probabilidade de ter problemas cognitivos temos;
  • Os risco de ter uma doença como o Alzheimer pode ser reduzido. Através de alguns estudos realizados conclui-se que um adulto que fale apenas uma língua tem mais possibilidade de vir a ter problemas relacionados com a falta de capacidades cognitivas mais cedo do que um adulto que fale duas ou mais línguas.
  • Desenvolvemos a competência de multitasking, ou seja, conseguimos mais facilmente  fazer várias tarefas ao mesmo tempo, dado que, quando aprendemos e exercitamos uma língua nova, diferente da nossa língua materna, o cérebro é obrigado a alternar entre diferentes estruturas linguísticas (como a fala ou a escrita).
  • Favorece a concentração, melhorando a atenção e a capacidade de o cérebro lidar e assimilar novos conteúdos.
  • Melhora a capacidade de lidar e solucionar problemas, já que os estudantes que aprendem uma nova língua como o francês treinam o confronto com o erro, a necessidade de lembrar regras gramaticais e, por isso, exercitam a agilidade mental;
  • Facilita a aprendizagem de uma terceira língua. Por isso, se, além da sua língua materna, o aluno  investir em cursos de francês,  deve saber que, quando aprender uma terceira língua, o processo será ainda mais fácil e ágil. Impressionante, não é?

Como agilizar o processo de aprender a falar francês

De modo a que os estudantes agilizem e tornem mais fácil o processo de aprender a falar frances, existem alguns conselhos que podem e devem ser seguidos. Primeiramente, o aluno deve estar com a máxima atenção nas suas aulas de frances, expondo as suas dúvidas o mais cedo possível — já que, se as deixar acumular, os conteúdos da matéria seguinte poderão ser mais difíceis de compreender, tendo em conta que muitos deles se interligam e relacionam. Por isso, não há que ter receio de pedir (muitas) explicações ao professor!

Em segundo lugar, é necessário que o estudo do francês — independentemente de o nível do aluno ser A1, A2, B1, B2, C1 ou mesmo C2 — seja diário e consistente. Todos nós sabemos o quão rápido uma língua se esquece se não a estudarmos ou praticarmos. Por isso, o estudo é fulcral e deve incluir a revisão da matéria aprendida, a realização dos trabalhos de casa e de exercícios que testem os conteúdos lecionados nas aulas.

Em terceiro lugar, convém complementar o estudo e o curso intensivo de francês com a audição de podcasts, músicas, filmes ou séries em francês — de modo a que os estudantes se familiarizem o mais possível com a língua, ainda que não compreendam tudo! O importante é escutar francês e, quase involuntariamente, a pronúncia tornar-se-á menos estranha, mais familiar e também fácil de reproduzir. Ver alguns vídeos no YouTube sobre francês pode também ser uma boa forma de ouvir a língua de modo descontraído e igualmente eficaz na assimilação de vocábulos franceses.

Em quarto lugar, é conveniente que os estudantes repitam e escrevam vocabulário que ouviram e não compreenderam, que usem o dicionário e que escrevam composições nas quais usam o vocabulário aprendido. Aprender todos os dias uma palavra em francês é também uma meta fácil de atingir, que trará, certamente, inúmeros benefícios à conversação e escrita em francês.

Palavra "Natal" em Francês
Aprender uma palavra por dia do vocabulário francês é uma boa forma de aumentar o vocabulário | Fonte: Unsplash

Em quinto e último lugar, sugerimos uma viagem a uma cidade francesa, de modo a que possa não só treinar o francês, mas também descobrir — por exemplo, em Paris — o Museu do Louvre, a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, a Catedral de Notre Dame e tantos outros locais que aumentarão a curiosidade dos alunos pela língua e cultura francesas.

Aprender a falar francês de forma fácil e interativa em Faro

Outra das questões que se impõe relaciona-se com os cursos de francês, o modelo de aulas e os professores de francês que os alunos devem escolher. Nesse sentido, a Superprof oferece diferentes possibilidades de aprender a falar francês, para todos os gostos, e, claro, a preços acessíveis.

Ora, se o nosso estudante já fala uma língua românica, ou seja, um idioma com base latina — como português, espanhol ou italiano — então, aprender francês não será, de todo, difícil. E mesmo que o aluno não fale nenhuma língua românica, com estudo, dedicação e um bom professor Superprof, aprender a falar francês não é uma tarefa impossível.

Lembramos que os estudantes podem ter aulas de francês de norte a sul, do litoral ao interior. Também em cidades balneares de sonho é possível aprender francês, uma vez que o aluno pode, por exemplo, dedicar-se ao estudo do francês num destino paradisíaco como o Funchal, na Madeira ou em Faro, no Algarve.

De facto, aprender a língua francesa fica ainda mais interessante se o aluno tiver no seu horizonte a fímbria do mar. Então, se o estudante gosta de praia e de dar uns mergulhos, por que razão não investir em aulas de francês em Faro? Esta cidade do sul do país conta com praias lindíssimas, como a praia de Faro, a praia da Culatra, a praia da Barreta, a praia do Farol, a praia da Barrinha, entre tantas outras...

Foto de praia, em Faro, no Algarve
Aprender a falar francês e alternar as aulas com dias de descanso e praia, com a Superprof | Fonte: Unsplash

Para além disso, muitos são os pontos turísticos dignos de visita em Faro, como o Palácio de Estói, a Igreja do Caro, a Cidade Velha, a Catedral de Faro, ente tantos outros...

Quanto à gastronomia algarvia, em Faro, e depois das aulas de francês, os alunos poderão degustar o delicioso peixe fresco desta zona, a caldeirada de peixe, a açorda de marisco e, para sobremesa, os deliciosos bolinhos do Algarve, enquanto observam o areal, sentem a brisa do mar e apreciam o planar das gaivotas.

Além do mais, os estuantes que aqui decidirem dedicar-se ao estudo da língua francesa poderão fazer, por exemplo, um passeio de barco, com a duração de três horas, pelas três ilhas como a Culatra, Farol e Deserta — podendo ver os pescadores a pescar, deslumbrar-se com as paisagens vistas desde o meio do oceano, e, quem sabe, assistir ao pôr do sol desde o barco.

Paisagem e pôr do sol
Em Faro, os alunos de francês poderão inspirar-se no soberbo pôr do sol visto da praia | Fonte: Unsplash

Com uma pesquisa no site da Superprof, os estudantes encontrarão diversos professores de francês, dispostos a lecionar em diferentes horários e em regimes também distintos — já que se pode optar pelos cursos de francês online através do Skype, ou, então, pelas aulas presenciais, ao domicílio, e que poderão ocorrer na casa do próprio aluno, se este assim desejar.

Lembramos que também é possível ter aulas de francês na cidade das sete colinas: Lisboaaprender francês no Porto, na cidade invicta, ou em qualquer ponto do país — por isso aulas presenciais com professores da região do aluno estão ao alcance de todos.

Além disso, os estudantes poderão optar por aulas em pequenos grupos ou, por outro lado, por aulas individuais e, portanto, personalizadas, nas quais o professor se foca a cem por cento num só aluno, nas suas dúvidas e, claro, insistindo mais nos aspetos nos quais o estudante sente dificuldade. A metodologia é sempre adaptável ao aluno, às suas metas e objetivos, e, em parte, à sua personalidade. Por isso, se o estudante procura um ensino individualizar e de qualidade, a Superprof é uma aposta certeira.

É também importante ressalvar que os alunos poderão, de imediato, no perfil dos professores, confirmar o preço cobrado por uma hora de aula de francês e ver, até que ponto, este está dentro do seu orçamento. Ressalvamos que, em geral, os preços Superprof são acessíveis — apesar de professores com uma vasta experiência académica e muita experiência profissional cobrarem, em geral, mais do que professores mais novos — igualmente rigorosos e bastante dinâmicos, mas com menos experiência.

Geralmente, a primeira aula é oferecida pelos professores, permitindo aos alunos testar o modelo de aula e a credibilidade do profissional — mas decerto que os alunos ficarão bem impressionados com a excelência dos nossos excelentes professores de francês em Faro.

Vamos a isso?

Precisa de um professor de Francês ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Elsa

Trabalho na área da consultoria linguística e produção de texto há três anos e sou, actualmente, professora de português para estrangeiros. Dedico a maior parte do meu tempo livre à leitura e à escrita, tendo já publicado crónicas e poesia em revistas culturais e literárias.