O nosso leitor é um ávido apreciador de música e adoraria aprender as notas musicais?

Gosta de ouvir música clássica, jazz ou qualquer outro género musical que possa ser tocado ou acompanhado ao piano – o instrumento de origem italiana criado por Bartolomeu Cristoforia no início do século XVIII e que, até hoje, é um dos instrumentos musicais mais conhecidos?

Gosta de assistir a concertos e, em particular, de acompanhar o compasso musical e a perfomance dos pianistas, ao mesmo tempo que sonha em ser um grande pianista portugues e andar em digressão pelo país e pelo mundo?

Adoraria aprender a tocar piano como ninguém, mas teme não saber por onde começar ou não ter boas razões para aprender este grandioso instrumento de cordas percurssivas?

A Superprof compreende todos estes sentimentos e, por isso, dá-lhe algumas informações sobre aprender piano ao longo de todo o território português e algumas dicas para os que estão particularmente interessados em aprender piano no Funchal, capital da Madeira.

Funchal: uma cidade inspiradora para aprender piano

O Funchal é a capital da ilha da Madeira. Tem mais de 500 anos de história e, segundo os habitantes mais antigos da ilha, foi assim designada porque os seus primeiros povoadores, ao desembarcarem na ilha, aperceberam-se que a mesma estava coberta por uma grande quantidade de funcho.

Mas o Funchal não é apenas mais uma cidade portuguesa, já que carrega um contexto histórico que, ao longo do tempo, foi transformando a cidade – e também a ilha — num local cosmopolita que passou de ser um porto frequentado por inúmeros barcos e caravelas vindos de todos os pontos do mundo, para ser uma cidade sofisticada que hoje tem cerca de 110.00 habitantes e uma grande investimento no turismo ao longo de todo o ano.

Por essa razão, no Funchal é possível visitar o ambiente histórico da zona velha da cidade e, ao mesmo tempo, experimentar uma cultura altamente vincada e multifacetada, que se reflete no valor histórico e religioso da diocese da cidade, na importância do seu património edificado, na sua gastronomia, nos seus jardins e no mar que a banha.

Sim, o Funchal é uma cidade carregada de história e, além disso, está envolvida por majestosas paisagens de mar e de montanhas que, não há como negar, serão para sempre poderosas fontes de inspiração para os artistas.

Assim, como uma cidade cosmopolita cheia de cultura, gentes, paladares e paisagens, o Funchal também é uma cidade ideal para inspirar quem deseje aprender música e, em particular, para quem deseja aprender a tocar piano – um instrumento cuja mestria exige não só um grande conhecimento da teoria musical e das notas musicais (para que se possam ler as mais complexas pautas musicais), mas também uma boa postura e muita motivação!

Uma fotografia das escarpas da ilha da Madeira.
As maravilhosas paisagens da Madeira são uma fabulosa fonte de inspiração para quem quer aprender a tocar piano | Fonte: Pixabay

Assim, como aprender piano em Faro, à beira-mar pode tornar o estudo mais prazeroso, ou como aprender piano no seio do ambiente estudantil da cidade de Coimbra pode oferecer a motivação necessária para quem quer tocar piano com brio, aprender piano no meio do Atlântico, na ilha da Madeira, também tem as suas vantagens!

8 razões para aprender piano no Funchal

É natural que alguns de nós caiam no erro de desistir da ideia de aprender piano apenas porque vivemos num local relativamente isolado – como é o caso da ilha da Madeira e de outras regiões insulares...

Por isso, e caso o aluno não esteja totalmente convencido das suas possibilidades, a Superprof lembra-lhe que, além de se querer seguir o ensino superior de música e talvez até ser-se um pianista profissional, existem muitas outras motivações para aprender piano.

E, embora essas motivações sejam válidas para todas as zonas do país, elas são relativamente importantes para quem pensa em estudar piano numa cidade como Viseu ou na ilha da Madeira, isto é, em zonas do país mais isoladas e com menos opções do que, por exemplo, Lisboa — uma cidade onde não faltam escolas e professores para dar resposta aos que querem saber como ler partituras de piano na capital portuguesa.

Então, se o estudante vive no Funchal (ou em qualquer outra cidade do país onde lhe possa faltar motivação profissional para agarrar no teclado), a Superprof lista-te algumas das razões universais para começar a aprender piano:

  1. aprender piano oferece-nos um divertimento inigualável, ideal para todas as ocasiões em família;
  2. estudar e tocar piano diariamente estimula o nosso cérebro e combate o envelhecimento, dado que exige muita concentração, coordenação, ritmo e memória.
  3. aprender a tocar piano torna-nos pessoas – e músicos – versáteis, porque nos obriga a ter muito ouvido e a conseguir acompanhar qualquer batida;
  4. tocar piano é cada vez mais fácil, dado que há vários materiais de piano online, inúmeras escolas e muitos professores qualificados.
  5. aprender a tocar piano faz-nos contribuir para um mundo com quase 300 anos de tradição, fazendo-nos sentir parte de uma comunidade;
  6. tocar piano é uma atividade que podemos fazer durante toda a vida, sendo uma atividade adequada para os mais pequenos e para os mais velhos.
  7. estudar piano e aprender a ler pautas musicais permite-nos tocar – e ouvir – as nossas músicas preferidas sempre que quisermos;
  8. aprender a dominar o teclado e o compasso musical ao piano enriquece a nossa experiência diária de ouvir música.
Um livro de partituras musicais em cima de uma mesa de madeira.
Aprender acordes piano e aprender a ler pautas musicais desaceleram o envelhecimento do nosso cérebro | Fonte: Unsplash

Ensino comunitário e profissional de piano na Madeira

Tiradas as dúvidas e convencidos os que hesitam em aprender piano na cidade do Funchal, é tempo de pensar sobre onde aprender piano nesta bela ilha do Atlântico, que fica exatamente entre Portugal continental, as ilhas Canárias, o continente africano e o arquipélago dos Açores.

Ora, com esta localização geográfica e com pouco menos de metade do número de habitantes da cidade de Lisboa, é natural que na ilha da Madeira não haja tantas hipóteses para quem pretende seguir uma vida profissional na música e ingressar no ensino superior de piano.

Contudo, isso não é razão para desistir! Como já mencionámos, há muitas razões para investir em aulas de piano e mesmo no meio do oceano é possível encontrar escolas e professores disponíveis para dar aulas de piano a iniciantes ou para acompanhar os alunos até um nível bastante avançado deste instrumento.

Para quem quiser aprender piano na Madeira, a Superprof tem três propostas:

  • ingressar nas aulas de piano ministradas na Casa do Povo da Ponta do Sol, a poucos quilómetros do Funchal;
  • conhecer a oferta formativa do ensino secundário e profissional do Conservatório – Escola das Artes – Eng.º Luiz Peter Clode e escolher um curso de instrumentista em instrumentos de teclas;
  • ter aulas de piano particulares presenciais ou online, com o professor cujo perfil mais agradar ao aluno.

Na Casa do Povo da Ponta do Sol, as aulas de piano são apenas uma das inúmeras atividades patrocinadas por esta instituição – de exposições, a concursos, desfiles e muitos outros eventos culturais. Contudo, a formação é também uma das prioridades desta casa, que apresenta um vasto leque de cursos e workshops para todos os interessados.

Entre esses cursos, podem encontrar-se aulas de música e teatro, aulas de flauta, aulas de viola e, claro, aulas de piano para os mais miúdos e para os mais graúdos!

Se o estudante está interessado em seguir as suas aulas de piano ao nível superior e profissional – para, quem sabe, um dia ser um pianista portugues de topo e tocar nas melhores orquestras e salas do país – então a Superprof aconselha-o a ingressar no Conservatório Escola das Artes, escolhendo o Curso Profissional de Instrumentista de Cordas e de Tecla.

Daqui o aluno de piano sairá com:

  • um diploma de conclusão do nível secundário de educação;
  • um certificado de qualificação profissional de nível 3;
  • uma especialização em piano;
  • qualificações para atuar como solista em diversos ambientes profissionais da música;
  • a possibilidade de prosseguir os estudos de piano no ensino superior de música;
Uma solista ao piano, num concerto.
Viver no Funchal, sonhar com um piano de cauda e com ser o solista de noite? Tudo é possível | Fonte: VisualHunt

Aulas de piano particulares no Funchal

Por fim, se o aluno vive no Funchal mas não tenciona ingressar em nenhuma escola de música com uma metodologia de ensino regular – ou se lhe parece que isso não será o suficiente para alcançar os seus objetivos –, então siga o conselho da Superprof e opte por ter aulas de piano particulares e aproveite todos os benefícios de um ensino altamente direcionado.

Sim, também no Funchal o estudante poderá encontrar o professor de piano particular ideal para si e escolher um professor formado em ensino de piano, um músico com uma inclinação especial para o ensino do instrumento ou um aluno de piano avançado que possa ensinar-lhe tudo quanto já sabe, à medida que consolida todos os conhecimentos que vai adquirindo.

Nesta modalidade o plano de aprendizagem do piano é, no fundo, decidido pelo estudante.

Assim, se pretende consolidar a sua teoria musical, praticar escalas, tirar dúvidas sobre o compasso musical ou perceber o papel (fundamental) das notas musicais na pauta, o aluno pode escolher um professor com uma metodologia mais teórica.

Se, por outro lado, quer apenas aprender o básico sobre os acordes de piano ou se quer preparar o ingresso no ensino superior de música e precisa de praticar muito, então o estudante pode escolher ter aulas de piano com uma metodologia fundamentalmente prática!

No Funchal é possível ter aulas de piano particulares por cerca de 13€ por hora, o que é uma proposta bastante acessível.

Casa triangular, típica do concelho de Santana, na Madeira, rodeada de um jardim colorido.
Dificuldade em encontrar onde aprender piano na Madeira? Escolha um professor de piano particular e procure inspirar-se pelas cores da ilha | Fonte: Unsplash

Ainda assim, se o aluno não estiver inclinado para nenhum dos professores dispostos a deslocar-se a sua casa, pode sempre optar por ter aulas de piano online e, quem sabe, encontrar um professor de piano no Porto que esteja disposto a prestar-lhe apoio via Skype.

Tudo é possível! Por isso, viver no isolamento insular não é desculpa para o aluno não aprender a tocar piano e investir na carreira de pianista com que sempre sonhou. Basta procurar a inspiração necessária – que no mar e nas paisagens da Madeira será fácil de encontrar – e considerar a melhor opção.

Precisa de um professor de Piano ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marta

Sou, desde sempre, uma ávida leitora, com o coração apontado para a escrita, e uma bibliófila incurável, com um fraquinho por arquivos e espólios. Hoje, trabalho como revisora, editora e produtora de texto freelancer e sou colaboradora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.