Com certeza o nosso leitor já experimentou aquela sensação de bem-estar depois de uma hora de corrida, de uma sessão de crossfit ou de um intenso treino com o seu personal trainer, por exemplo.

Pois é, depois de uma boa sessão de exercício físico, todos nós nos sentimos cheios de energia e prontos para começar tudo de novo. E os benefícios do desporto para o nosso organismo são quase imediatos, já que implicam uma redução da atividade cortical do nosso cérebro, o que está relacionado com o nosso estado de relaxamento e, consequentemente, com a diminuição da tensão emocional que tantas vezes sentimos.

Assim, a partir do momento em que o seu corpo se habituar a receber esse estímulo que provoca boas sensações, ficará estabelecida uma espécie de relação de dependência, ou seja, o organismo sentirá falta das hormonas libertadas pelo exercício físico, como é o caso da endorfina – a hormona que, como lhe explicará o seu personal trainer, é responsável pela sensação de bem-estar.

Ora a endorfina libertada pelo exercício físico é benéfica para o nosso organismo porque funciona como um anestésico natural, que ajuda a diminuir a sensação de dor depois de uma determinada carga de exercícios. Além disso, a endorfina elimina toxinas do nosso corpo, aliviando a ansiedade e o stress que dominam nas nossas rotinas.

Desta forma, a prática de exercício físico – seja sozinho, com a ajuda de um personal trainer ao domicilio ou em grupo, no seu ginásio – pode proporcionar uma melhor qualidade de vida ao aluno e contribuir para:

  • diminuir o stress causado pelas tensões do dia a dia;
  • aumentar a concentração e a sua produtividade no trabalho ou na escola;
  • melhorar a qualidade do seu sono;
  • aumentar a sua autoestima;
  • ajudar pessoas menos sociáveis a serem mais bem integradas;
Uma rapariga a treinar, com pesos e a olhar-se ao espelho.
Fazer exercício e ser acompanhado por um personal trainer online ou presencialmente aumenta a sua autoestima | Fonte: Unsplash

Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que pelo menos um em cada quatro pacientes que sofrem de doenças cardiovasculares, problemas neurológicos ou até de transtornos mentais dão pelos seus males bem mais controlados (ou até curados) graças à prática de exercício físico regular.

É verdade: o desporto pode ter um grande impacto no bem-estar das pessoas, e um personal trainer é a pessoa ideal para o fazer compreender todos os meandros e vantagens do exercício físico.

Como é que treinar com um personal trainer pode melhorar a sua saúde psicológica

Está cientificamente provado que a prática regular de exercício físico, mesmo com sessões de curta duração, tem um papel terapêutico muito significativo na luta contra um grande número de doenças, tanto psicológicas quanto físicas, desde a obesidade, febre e diabetes à hepatite ou à gripe.

Outros estudos provam ainda o impacto positivo da prática de desporto no combate de distúrbios como a depressão. Da mesma forma, também está provado que treinar com um personal trainer pode melhorar significativamente a confiança e a autoestima dos indivíduos, já que passam a ter outra perceção do seu corpo.

Mas para que compreendamos verdadeiramente como é que um personal trainer nos pode ajudar a sentir melhor, é importante saber que a sensação de bem-estar que sentimos durante um treino ou uma corrida resulta da ativação de quatro elementos e da consequente libertação de duas hormonas responsáveis pela sensação de bem-estar, a serotonina e a endorfina.

Ora, em primeiro lugar, treinar com um profissional que tenha um curso de personal trainer provoca no aluno:

  • um bem-estar afetivo e emocional, relacionado com o seu estado de fadiga, stress e ansiedade;
  • uma melhor perceção de si mesmo;
  • um bem-estar físico, sobretudo no que diz respeito a doenças crónicas ou estados de dor;
  • um bem-estar psicológico, no que concerne à sua qualidade de vida e ao significado da sua existência.

Todas estas emoções e sensações fazem parte daquilo a que chamamos "bem-estar". E o desporto e o exercício físico acompanhado por um personal trainer podem evidenciar alguns desses aspetos, contribuindo para o nosso bem-estar físico e emocional.

Mas a verdade é que a Organização Mundial de Saúde especifica que a atividade desportiva tem um vínculo direto com a saúde mental, tendo numerosas consequências positivas e concretas, entre as quais:

  • a redução do consumo de drogas como o tabaco e álcool;
  • o aumento da capacidade de resiliência dos indivíduos;
  • alterações nos seus hábitos alimentares;
  • melhoria da qualidade do sono;
  • maior preocupação com a sua saúde.

Assim, graças à prática regular de exercício físico, um personal trainer pode ajudá-lo a implementar uma verdadeira mudança comportamental que vai ajudá-lo a emagrecer, ao mesmo tempo que contribui para que seu corpo e seu cérebro funcionem melhor.

Treinar com um personal trainer é o primeiro passo para uma vida saudável

São inúmeros os fatores que influenciam a forma como o exercício físico afeta a saúde.

Contudo, importa saber que há alguns elementos que, associados à prática regular de exercício físico, podem ter um impacto direto na nossa vida, de forma positiva ou negativa. São eles:

  • a nossa alimentação;
  • a intensidade e frequência com que praticamos exercício;
  • a forma como nos vestimos;
  • as condições climáticas do país e da cidade onde vivemos;
  • o nosso nível de stress e ansiedade;
  • a qualidade do nosso sono e o número de horas que dormimos.

Assim, é natural que aliar o exercício físico a alguns dos conselhos que o seu personal trainer lhe der seja o primeiro passo para levar uma vida mais saudável.

Uma rapariga a fazer musculação com a ajuda do seu personal trainer.
Treinar com um personal trainer em casa pode ser o primeiro passo para uma vida física e psicologicamente saudável | Fonte: Pixabay

Por exemplo, com a prática regular de exercício físico acompanhado por um personal trainer em casa ou no ginásio, todos podemos não só seguir um plano de treino adequado às nossas necessidades e objetivos, mas também podemos aprender, por exemplo, que o exercício físico está associado à libertação de algumas hormonas como a leptina – a hormona produzida pelo tecido adiposo que influencia os nossos mecanismos de saciedade.

Além de controlar a saciedade, a leptina atua nos nossos neurónios, fazendo-os produzir dopamina – um dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de felicidade. E é por essa razão que, muitas vezes, os profissionais com curso de personal trainer brincam dizendo que o exercício físico é só para quem quer ser feliz.

Por fim, saiba que o seu personal trainer também pode ajudá-lo a compreender o papel da nutrição no emagrecimento e na condição física.

As mudanças sociais associadas a treinar com ou sem um personal trainer

Não é novidade que o desporto e o exercício são catalisadores de mudanças sociais. Aliás, centenas de atletas em todo mundo mudaram as suas vidas através do desporto, utilizando-o como uma válvula de escape da dura realidade em que viviam.

Contudo, os profissionais de Educação Física ou os profissionais com curso de personal trainer associados a esses atletas acabam por, muitas vezes, passar despercebidos, mesmo tendo dedicado tanto tempo ao sucesso do seu tutorando.

Mas é verdade: profissionais do desporto e um personal trainer podem transformar a vida das pessoas de uma forma surpreendente! Além de serem responsáveis pelo treino e desenvolvimento de atletas de alta competição, também podem ajudar pessoas comuns através de projetos sociais ou, simplesmente, através de um serviço de treino personalizado que transforme a sua saúde.

Ademais, não nos podemos esquecer que a prática de exercício físico com ou sem personal trainer permite o desenvolvimento de competências cognitivas, sociais e emocionais que enriquecem a nossa personalidade e acabam por nos tornar mais capazes de enfrentar as escolhas mais difíceis da nossa vida.

Assim sendo, treinar com um personal trainer ou ingressar numa atividade desportiva coletiva orientada por um treinador são atividades que têm potencial para aumentar a qualidade de vida de uma pessoa, no sentido em que a aproxima de outras pessoas, bem como de si mesma.

Por fim, a ampla importância do exercício físico gera ações na área do desenvolvimento humano e abre espaço para novas abordagens que podem melhorar a qualidade de vida das pessoas mais carentes, já que é uma ferramenta poderosa na promoção da dignidade e da igualdade, e uma força motriz de mudanças sociais positivas que promovem valores como o respeito, a disciplina e a tolerância.

Uma rapariga sentada, sozinha, numa rocha, no meio da natureza.
Treinar com um personal trainer outdoor ajuda-nos a saber mais sobre nós | Fonte: Pixabay

Benefícios de ter um personal trainer ou um professor de educação física na sua vida

Se ainda não se convenceu dos benefícios que a prática de atividades desportivas e de exercício físico acompanhado podem trazer para sua vida, aqui estão quatro exemplos que, certamente, farão o nosso leitor mudar de opinião.

O exercício físico melhora o humor

Quer acordar de bom humor todos os dias? Então, a solução está em investir num personal trainer ao domicilio ou no ginásio. Ademais, os desportos coletivos são ainda mais eficazes do que o treino individual, pois dão ao aluno a oportunidade de socializar com pessoas que têm um interesse comum aos seus.

O certo é que praticar exercício vai acionar a libertação das hormonas do bem-estar no seu cérebro, como é o caso da dopamina e da serotonina.

Fazer exercício melhora a concentração

O exercício físico regular ajuda o aluno a manter as suas capacidades mentais e cognitivas afiadas à medida que envelhece, como é o caso da sua capacidade de aprendizagem e a sua concentração em tarefas quotidianas.

Assim, saiba que uma hora de futebol ou 30 minutos de treino por dia com o seu personal trainer são o suficiente para proteger o seu cérebro de possíveis problemas neurológicos, ao mesmo tempo que alimentam o seu potencial intelectual.

Caso não tenha grande tempo para desportos coletivos e todas as atividades de socialização que eles implicam, o aluno pode conciliar os seus horários com os de um personal trainer em casa ou com um personal trainer online!

Fazer desporto reduz o stress e a ansiedade

Quando estamos fisicamente ativos, a nossa mente concentra-se no esforço corporal, na execução correta dos exercícios e, consequentemente, acaba por esquecer os problemas do dia a dia.

Aliás, o seu personal trainer dir-lhe-á que o nosso cérebro, assim como os nossos músculos, precisa de exercício e de descanso para recuperar. Por isso, depois de um dia de trabalho longo, praticar exercício físico ajudará o aluno a não se sentir tão assoberbado pelos seus pensamentos negativos, regenerando o seu cérebro.

O desporto ajuda a dormir melhor

Sabia que, com a ajuda de um personal trainer, nos podemos livrar das malfadadas insónias?

Pois é, há inúmeros estudos que demonstram como o desporto e o exercício físico acompanhado por um personal trainer melhoram a qualidade do sono.

O sono é extremamente importante para o bom funcionamento do nosso organismo, principalmente no que diz respeito a atividades cognitivas e intelectuais. Assim, uma boa noite de sono permite-nos manter a nossa acuidade mental e realizar as tarefas do dia de forma mais eficiente.

Uma rapariga num estúdio, a meditar sobre um tapete de ioga.
Ter um personal treinar e fazer alongamentos pode melhorar o nosso stress e fazer-nos dormir melhor | Fonte: Pixabay

O exercício físico ajuda a emagrecer

Por fim, um indivíduo interessado em viver uma vida mais saudável – física e psicologicamente – deve saber que o exercício é absolutamente indispensável para quem quer perder massa gorda.

Assim, onde quer que viva, saiba que o conselho da Superprof para quem quer emagrecer com eficácia é procurar um personal trainer que possa acompanhar o seu treino. Com um personal trainer é possível emagrecer de forma rápida e personalizada e, claro, assegurando que não recuperará os quilos que perdeu de um momento para o outro.

Precisa de um professor de Personal trainer ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marta

Sou, desde sempre, uma ávida leitora, com o coração apontado para a escrita, e uma bibliófila incurável, com um fraquinho por arquivos e espólios. Hoje, trabalho como revisora, editora e produtora de texto freelancer e sou colaboradora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.