As crianças que integram o ensino do primeiro ciclo, têm que estudar variadas componentes para saber falar e escrever português corretamente. É neste inicio do percurso escolar que existe acesso às bases de todas as capacidades e competências necessárias para o resto dos seus estudos.

Ainda que o português seja a sua língua materna, existem vários conteúdos que têm que conhecer para se conseguirem expressar sem dificuldades, entre saber ler e treinar a leitura, saber escrever e treinar a redação escrita, saber falar e aumentar o vocabulário e saber gramática e as regras gramaticais.

Uma vez que engloba tantos conteúdos, nem sempre é fácil as crianças acompanharem o decorrer do curso de português e precisarem de ajuda ao longo da sua educação. Por isso, ficam aqui algumas ideias sobre como praticar e desenvolver estas capacidades tão importantes no crescimento e na educação de uma criança.

Os melhores professores disponíveis
Tiago
Tiago
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tiago
Tiago
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Melhorar a capacidade de leitura

O primeiro passo no processo de leitura é a aprendizagem do alfabeto. É importante que as crianças conheçam bem todas as 26 letras que compõem o alfabeto, que saibam que cada uma dessas letras, ou um grupo delas, corresponde a um som e que sejam capazes de o identificar quando o veem escrito. Isso é algo que tem que ser trabalhado nas aulas, junto com as famílias das palavras e o feminino e o masculino, para os alunos aprenderem a ler.

criancas a ouvir historias
Treinar a leitura permite aumentar o vocabulário básico, mas também o conhecimento da componente nominal e verbal, bem a capacidade de interpretação dos textos. | Fonte: Unsplash.com

A melhor forma de praticar a leitura e a interpretação dentro e fora da sala de aula é fazer muitos exercícios e treinar bastante. A melhor coisa que o professor pode fazer é aumentar o número de exercícios nas aulas de português, para que as crianças fiquem familiarizadas com as vogais e as consoantes. bem como a diferença entre uma letra maiúscula e minúscula. Esse contacto precoce cria uma maior facilidade de memorização e é uma grande mais valia a longo prazo.

Os pais também podem, e devem, ajudar os seus filhos a ler fora das aulas. Podem utilizar vídeos ou séries infantis direcionadas para a aprendizagem ou até mesmo jogos educativos para que as crianças consigam aprender a ler enquanto brincam. E devem continuar a praticar mesmo que a criança já tenha alguma facilidade a ler, basta aumentar o nível de dificuldade dos textos e incentivar a ler pequenas histórias ou contos. Desta forma, não só se incentiva a sua criatividade e imaginação, mas também ganham mais capacidade lexical e de concentração.

Também podem criar os seus próprios jogos com cartões ou letras cortadas, em que as crianças podem treinar a formar palavras, a identificar os sons das sílabas e dos ditongos ou a distinguir as vogais das consoantes. Todas estas técnicas vão ajudar a desenvolver as capacidades de leitura da língua portuguesa.

Aprender os conceitos básicos de gramática

É durante os primeiros quatro anos da educação de um aluno que se criam as bases para a aprendizagem de todas as questões fundamentais do português, incluindo as regras gramaticais. De forma geral aquilo que se pretende é que os alunos consigam entender a estrutura, o sentido e a ortografia das palavras, bem como identificar a sua ligação com a sintaxe.

escrever num tablet
É importante que as crianças praticam também vários dias em casa, fora do ambiente da sala de aula. | Fonte: Unsplash.com

No 1º ano as crianças começam a saber como reconhecer sinónimos e antónimos, nomes e adjetivos, que podem ser de género feminino e masculino e no singular ou plural. Durante o 2º ano dá-se início às classes das palavras e os alunos vão também estudar com maior ênfase os nomes, os artigos definidos e indefinidos, os verbos e os adjetivos.

Durante o decorrer do 3º ano aumenta-se a complexidade da gramática. Os alunos são introduzidos às sílabas tónicas e átonas, às palavras agudas, graves e esdrúxulas e monossílabos, dissílabos, trissílabos e polissílabos. Aprendem a diferença entre nomes próprios e comuns, os pronomes pessoais, os determinantes demonstrativos e possessivos bem como novos advérbios. Estudam ainda a flexão de verbos regulares e irregulares e as variadas conjunções verbais.

Nas aulas do 4º ano, uma vez que as crianças têm um conhecimento mais alargado, espera-se que cada criança consolide os conteúdos que tem vindo a conhecer. Além da continuação do estudo dos nomes comuns e coletivos, dos adjetivos, dos prefixos e sufixos, as crianças vão também estudar os graus dos adjetivos e a variação em grau dos nomes. Além de novas regras da flexão dos verbos, vão também estudar tempos verbais como o pretérito perfeito, imperfeito, futuro e imperativo. É também neste ano que os alunos são apresentados às funções sintáticas e aprendem o sujeito e o predicado de uma frase.

Naquilo que diz respeito à gramática, é essencial que se realizem muitos exercícios para perceber se ainda existem dúvidas ou questões e eliminá-las. Os alunos têm que assimilar o conteúdo gramatical básico da língua portuguesa, para poderem continuar os seus estudos e concluir a educação, em português e nas outras disciplinas. Isso só é possível com muita prática e, caso seja necessário, deve ser pedida ajuda a um professor particular para garantir que não ficam questões por resolver.

Aumentar o vocabulário nas aulas de português

O conhecimento do vocabulário não começa na escola, mas sim a partir do momento em que uma criança pequena começa a falar, quer seja em português ou noutros idiomas. Quando a criança começa a falar, repete apenas as palavras que ouve normalmente no seu ambiente e que os pais ou familiares lhe ensinam. São portanto, termos familiares relacionadas com o meio em que se coloca. O papel da escola é desenvolver esse vocabulário, para incluir termos de outras temáticas e assuntos aos quais os alunos vão estar expostos no seu dia a dia.

menina num computador
Nos dias de hoje um professor ou professora tem acesso a material físico e online para o ensino do curso, tendo até disponível recursos e material em vídeo, em site ou numa plataforma online. | Fonte: Unsplash.com

Durante o decorrer do primeiro ciclo, as crianças começam aumentar o vocabulário mais básico, que é referente ao meio ambiente que os rodeia. Vão começar por aprender os nomes dos objetos mais comuns da sala de aula e dos animais, por exemplo. Mais tarde serão introduzidos conceitos como os sentimentos ou ações.

Este aumento de vocabulário permite que as crianças se sintam confortáveis quando têm que se expressar, que sejam capazes de reconhecer esses termos ou ações quando leem e que consigam transmiti-los corretamente para a escrita. Essa capacidade será um grande mais valia quando começarem a estudar temas das restantes disciplinas, o que por sua vez irá também aumentar o seu vocabulário.

Tal como acontece com as restantes competências ensinadas aos alunos da primária, existem vários exercícios e jogos que os alunos têm disponível e que podem ser utilizados para aumentar o vocabulário. Estas brincadeiras podem ser realizadas na sala de aula pelo professor ou em casa pelos pais da criança. Entre eles um jogo para encontrarem os sinónimos ou dizerem as famílias das palavras, e até mesmo o tão famoso jogo do STOP. Qualquer um destes é uma ótima opção para desenvolver o vocabulário das crianças enquanto brincam.

Aprender a escrever com qualidade durante o curso

Um elemento de foco no ensino e algo que as crianças treinam e aperfeiçoam durante cada aula em todo o percurso escolar é a escrita. Isto porque ter boas capacidades de expressão escrita é uma capacidade incalculável para o resto da vida de uma criança.

Uma boa forma de treinar a escrita em português e perceber quais são as dúvidas que persistem é o ditado. Num ditado é possível perceber quais são os erros ortográficos e regras de pontuação com os quais os alunos têm mais dificuldades. É muito comum as crianças errarem a distinguir entre o "s", o "ss" e o "ç". Ou não saberem como separar as sílabas das palavras com consoantes duplas como "rr" ou "ss". Também têm bastante dificuldade em diferenciar entre o "à" e o "há" e em utilizar os acentos corretos. Os ditados permitem não só que o professor consiga identificar essas dúvidas, mas também que o aluno comece a fazer a associação do som de uma palavra e como se escreve.

menino a escrever
A redação é uma parte importante dos estudos de uma criança, uma vez que treina aspetos como a capacidade de escrita, mas também o conhecimento da componente verbal e nominal e dos verbos. | Fonte: Unsplash.com

Outro grande aliado no treino da escrita é a cópia, que permite não só ter contacto com regras de escrita e de ortografia aplicadas corretamente, mas através da repetição constante também estimula a memória. A prática de copiar várias vezes durante o curso a mesma frase ou um texto pequeno auxilia à memorização da escrita correta das palavras, bem como das regras de concordância de género e de número.

Ambos são bons métodos para treinar a escrita, mas não permitem que o aluno se expresse livremente. Por isso, é importante que, tanto no curso da escola como em casa, as crianças tenham liberdade para poder criar pequenos textos e histórias sobre as temáticas que lhes interessarem. Isto também permite que vão melhorando as suas capacidades de expressão escrita e que vão praticando a escrever e estruturar pequenos textos.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.