Aprender a escrever é um dos fundamentos da educação de uma criança e um passo fundamental para todos os alunos terem sucesso na escola, quer seja em português ou nas outras disciplinas.

É um elemento de foco no ensino e algo que as crianças treinam e aperfeiçoam durante cada aula em todo o percurso escolar, e algumas mesmo nos cursos do ensino superior, juntamente com a leitura. No entanto, é algo em que a maioria dos alunos sente muita dificuldade. Não é de surpreender, uma vez que a escrita requer não só um bom conhecimento de português e da ortografia das palavras, mas também das regras da gramática portuguesa e do tipo de texto.

Mas isso não quer dizer que seja impossível escrever bem. Não é necessário ficar a escrever ao nível de José Saramago, mas ter boas capacidades de expressão escrita e de exposição de ideias em papel é uma capacidade incalculável para o resto da vida de um aluno.

escrever no quarto de casa
É muito importante que as crianças sejam capazes de se expressar na sua língua materna de forma escrita, com todo o conteúdo básico e a componente nominal e verbal para o poder fazer. | Fonte: Unsplash.com

Por isso, ficam aqui as nossas dicas sobre as aulas de português da escola primária e melhorar a escrita e praticar a passagem das ideias para o papel dentro e fora da sala de aula.

Os melhores professores de Português para estrangeiros disponíveis
Ana
5
5 (29 avaliações)
Ana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Samuel
5
5 (59 avaliações)
Samuel
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (39 avaliações)
Alberto
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês
5
5 (18 avaliações)
Inês
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
4,9
4,9 (13 avaliações)
Catarina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paula
5
5 (24 avaliações)
Paula
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (12 avaliações)
Marta
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (29 avaliações)
Ana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Samuel
5
5 (59 avaliações)
Samuel
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (39 avaliações)
Alberto
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês
5
5 (18 avaliações)
Inês
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
4,9
4,9 (13 avaliações)
Catarina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paula
5
5 (24 avaliações)
Paula
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (12 avaliações)
Marta
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Fazer muitos ditados na aula de portugues

A melhor forma de treinar a escrita e perceber quais são as dúvidas que persistem é o ditado. Num ditado é possível perceber quais são os erros ortográficos e regras de pontuação com os quais os alunos têm mais dificuldades. E podem ser muitos. Aliás, há adultos que mesmo nos dias de hoje ainda não sabem escrever corretamente, precisamente porque não foi dado ênfase suficiente ou foram utilizados métodos errados durante o seu ensino.

É muito comum as crianças errarem a distinguir entre o "s", o "ss" e o "ç". Ou não saberem como separar as sílabas das palavras com consoantes duplas como "rr" ou "ss". Também têm bastante dificuldade em diferenciar entre o "à" e o "há" (não temos todos?) e em utilizar os acentos corretos. Já para não falar nas dificuldades em assinalar de forma correta a pontuação nos diferentes tipos de discurso. Mas se forem praticados vários ditados nas aulas de português, será fácil o professor identificar essas dúvidas e dar a ajuda necessária para que deixem de existir.

Os ditados também têm a vantagem de permitirem que o aluno consiga fazer a associação entre o som de uma palavra e a forma como ela se escreve, uma vez que é o professor que está a ler o texto. Isso desenvolve a capacidade mental, ao obrigar a que se concentre em dois estímulos diferentes ao mesmo tempo. Ao fazer um ditado, a criança pratica a compreensão e interpretação de texto e a escrita ao mesmo tempo.

No entanto, como são tão facilitadores de erros ortográficos, a maioria dos alunos não gosta de fazer ditados na escola. É importante que o tipo de textos seja adequado ao nível de compreensão e escrita das crianças, ou seja, estimulante o suficiente mas não demasiado complicado, e, se possível, num tema que seja cativante e interessante. Isto garante que os alunos não perdem "o fio à meada" durante o ditado e se mantêm concentrados.

mao a escrever em folha
O ditado permite estudar o vocabulário básico enquanto se ouve a língua e se pensa como é que se escreve o que a professora disse. | Fonte: Unsplash.com

Também é um ótimo veículo para estimular o uso de dicionários para pesquisar todas as palavras que ouvem mas que não conhecem e que, por isso, escreveram mal. O vocabulário da língua portuguesa é uma parte muito importante da escrita e deve ser desenvolvido durante as aulas, em conjunto com a ortografia e outras questões.

Treinar a escrita com cópias

Outro grande aliado no treino da escrita é a cópia. Atenção, não nos estamos a referir de copiar durante os testes, esse (desa)conselho seria mais apropriado para alunos de idades mais avançadas. Falamos das simples cópias de texto, precisamente como aquelas que todos fazíamos nas aulas das primária de português.

Este método é dos poucos que subsiste na educação em Portugal e com razão. A cópia durante a aula permite não só ter contacto com regras de escrita e de ortografia aplicadas corretamente, mas através da repetição constante também estimula a memória. A prática de copiar várias vezes a mesma frase ou um texto pequeno auxilia à memorização da escrita correta das palavras, bem como das regras de concordância de género e de número. Além disso, tal como no ditado, também permite treinar as regras de separação de sílabas, por isso tem inúmeras vantagens.

Aliás, esta técnica é tão eficaz que é utilizada durante toda a educação da criança e é algo que continuamos a fazer no nosso dia a dia, muitas vez sem que nos apercebamos disso. Nunca pensou na razão porque a professora ou o professor projetam conteúdos e slides ou pedem que se tire apontamentos durante a aula? Isso acontece porque escrever as coisas torna mais fácil lembrar-se delas depois.

É também um ótimo exercício para os pais fazerem em casa com os filhos depois das aulas de português, sem ser necessário investir em material didático extra. Podem pedir às crianças para fazer cópias de excertos das suas histórias favoritas ou, se forem alunos mais avançados no curso, pequenos resumos do seu conteúdo.

crianca a escrever no chao
As cópias permitem consolidar o básico da escrita, mas também testar o conhecimento da leitura, dos verbos e outros aspetos de uma redação. | Fonte: Unsplash.com

Se não for fácil mante-los concentradas para esse exercício, podem copiar frases de um programa de televisão ou vídeo do YouTube, por exemplo. O que importante é que pratiquem também fora das aulas e do ambiente escolar.

Estimular a escrita criativa desde cedo

Tanto o ditado como a cópia são ótimos métodos e exercícios para treinar as regras da escrita, mas não permitem que o aluno se expresse livremente. Em ambos os casos, aquilo que está a ser escrito são ideias e construções frásicas de outras pessoas e que não provém da imaginação ou da capacidade da criança.

Essas regras são extremamente necessárias para que as crianças possam aprender como se escreve um texto (afinal de contas não há melhor método do que "ver para crer"), mas saber escrever é muito mais que isso. Parte da educação de uma criança passa por dar-lhe as ferramentas necessárias para que possa expressar-se de forma oral e escrita. Para isso é necessário não só ensinar as regras de ortografia ou como fazer interpretação de ideias, mas também destinar tempo durante as aulas de português para os alunos treinarem a escrita livre.

Por isso, é importante que, tanto na escola como em casa, as crianças tenham liberdade para poder criar pequenos textos e histórias sobre as temáticas que lhes interessarem. No início é ideal que não haja limitações ou grandes restrições de tempo, um dos motivos porque também pode e deve ser feito em casa. À medida que os alunos vão ganhando mais destreza a escrever, podem ser pedidos textos de temas específicos, com x número de palavras, para ser feito em x tempo.

O importante não é ter um texto final com enorme qualidade criativa e uma história extremamente bem organizada, mas sim treinar a escrita e perceber se as crianças conseguem escrever os verbos e o seu tempo verbal, manter a concordância de número e género e estruturar frases com sujeito e predicado correto no decorrer do texto. Caso contrário, esses questões devem ser trabalhadas com mais afinco.

menino a escrever
A escrita criativa é uma ótima forma de as crianças de expressarem dentro e fora do curso, e passarem todas as suas ideias e estudos para o papel. | Fonte: Unsplash.com

Isto também permite que vão melhorando as suas capacidades de expressão escrita e que vão praticando a escrever e estruturar pequenos textos. Essa competência vai ser posta à prova e avaliada em todos os testes e exames que façam ao longo da sua educação, inclusive na faculdade se decidirem seguir um curso superior. É precisamente por esse motivo que é tão importante desenvolvê-la desde muito cedo e garantir que existe ajuda suficiente para que as crianças não tenham dúvidas na ortografia, pontuação ou regras de gramática.

Se houverem grandes dificuldades de escrita, a criança pode beneficiar de ter aulas com um professor ou professora particular. Uma aula particular permite ter ajuda de um profissional formado para responder a todas as questões onde hajam dificuldades. Quer sejam no conteúdo básico, para estudar os verbos e a componente nominal, na leitura e interpretação de textos em português ou, neste caso concreto, na redação e escrita.

Aqui têm a oportunidade de realizar vários exercícios para estudar as componentes da língua portuguesa onde existem mais dificuldades. Vão ter material disponível para ajudar e acesso a recursos físicos e online, com um plano de estudos personalizado. Esse plano estrutura a carga horária necessária para cada componente, com os exercícios indicados para testar os conhecimentos dos verbos e a capacidade de leitura fluida.

Com os professores particulares que estão registados na plataforma online da Superprof é possível ter acesso a profissionais com um curso superior que podem proporcionar tudo isto. No nosso site os alunos têm ainda a vantagem de poder escolher os dias das sessões e a localização do curso, seja presencialmente ou online.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.