Por razões académicas, profissionais ou culturais, o número de portugueses com o desejo de aprender chinês ou cantones é cada vez maior.

Porém, nem todas essas pessoas têm a sorte de se poderem inscrever numa escola especializada neste tipo de idioma. Isso pode acontecer devido à sua rotina profissional uma vez que é necessário encontrar aulas com um horário compatível ao seu nível de conhecimento desta língua.

Este é um fator que tem levado muitas gente a procurar o ensino personalizado do idioma. E se a sua vontade é dar aulas a estas mesmas pessoas, este artigo é para si!

Depois de ler o nosso artigo, vai compreender quais são os principais passos para se tornar um professor de chinês.

Os melhores professores de Chinês disponíveis
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (8 avaliações)
Joana
20€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (7 avaliações)
Catarina
18€
/h
1ª aula grátis!
跃yue
5
5 (3 avaliações)
跃yue
15€
/h
1ª aula grátis!
Isabela
5
5 (4 avaliações)
Isabela
12€
/h
1ª aula grátis!
Yiying
5
5 (4 avaliações)
Yiying
15€
/h
1ª aula grátis!
Patrícia alexandra
Patrícia alexandra
12€
/h
1ª aula grátis!
Lisa
Lisa
12€
/h
1ª aula grátis!
Shin
5
5 (6 avaliações)
Shin
15€
/h
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (8 avaliações)
Joana
20€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (7 avaliações)
Catarina
18€
/h
1ª aula grátis!
跃yue
5
5 (3 avaliações)
跃yue
15€
/h
1ª aula grátis!
Isabela
5
5 (4 avaliações)
Isabela
12€
/h
1ª aula grátis!
Yiying
5
5 (4 avaliações)
Yiying
15€
/h
1ª aula grátis!
Patrícia alexandra
Patrícia alexandra
12€
/h
1ª aula grátis!
Lisa
Lisa
12€
/h
1ª aula grátis!
Shin
5
5 (6 avaliações)
Shin
15€
/h
1ª aula gratuita>

Onde fazer um curso de mandarim para depois ensinar mandarim?

A primeira pergunta que deve fazer quando decide dar aulas de chinês é: será que preciso de formação académica para isso? Existe uma licenciatura especializada para lecionar este idioma? Saiba que a resposta para estas duas perguntas é não!

Os diplomas universitários não são estritamente necessários para dar aulas particulares de chinês. O mais importante neste tipo de aulas são, sem dúvida, os seus conhecimentos sobre o idioma e sobre a cultura chinesa e, claro, a vontade de os transmitir.

fazer intercambio na china para aprender chines
Viver uma temporada na China é uma forma muito eficaz para aprender mandarim ou chinês. | Fonte: Pixabay

Além disso, quanto mais se destacar enquanto professor, melhor. A metodologia adotada, a criatividade e o planeamento das suas aulas contam muito para se tornar, um dia, o professor preferido do público.

As pessoas nativas e não nativas podem ensinar a língua chinesa porque, na verdade, qualquer pessoa pode aprender mandarim. Contudo, não nos podemos esquecer que para ser professor, é necessária uma boa dose de empatia e dinamismo.

Muitos professores começam as suas carreiras profissionais dando aulas em escolas e instituições específicas. Mas, para isso, é necessário enquadrar-se nas normas e nos pré-requisitos exigidos por tais organizações.

Existem também outras situações nas quais alguém sonha em ensinar chinês, mas ainda não possui os conhecimentos suficientes no idioma para desempenhar tal função. Nesse caso, será necessário procurar formas de aprofundar os seus conhecimentos antes de iniciar o seu percurso profissional e isso pode ser feito de várias maneiras:

  • Fazer cursos intensivos sobre a China, debruçando os seus estudos na língua e na cultura;
  • Fazer cursos preparatórios para exames internacionais de proficiência;
  • Viver uma temporada no próprio país da língua para estudar e passar alguns meses verdadeiramente imerso na cultura local.

Somos da opinião que um intercâmbio é o melhor método para reter rapidamente alguns conhecimentos sobre o idioma e talvez seja o que vai motivá-lo ainda mais a exercer esta profissão. E, há muitas pessoas que viajaram para a China para estudar e, que acabaram por ficar lá a morar devido a uma valiosa oportunidade de emprego. Todo este novo conhecimento irá tornar o seu perfil muito interessante no momento em que encontra os seus alunos para aulas de mandarim ou chinês.

Mas, considerando que volta, mais tarde, ao seu país de origem, é certo nunca mais será o mesmo. A bagagem emocional e cultural trazidas depois de uma experiência tão intensa, certamente fará com que se torne um profissional distinto.

Há muita gente que prefere aulas online
Para dar explicações ou aulas de chinês online não precisa de ter uma licenciatura especializada no idioma. | Fonte: Pixabay

Saiba quem quer aprender chines ou língua mandarim

Para muitos professores, e especialmente para aqueles que estão no início da carreira, a parte mais complicada  de ensinar o mandarim é encontrar os primeiros alunos.

Contudo, lembramos que existem algumas estratégias que, uma vez adaptadas, podem fazer toda a diferença, sobre que ferramentas necessita para dar aulas de mandarim.

O primeiro passo é tornar a sua nova profissão conhecida entre as pessoas mais próximas: familiares, amigos e vizinhos, pois a propaganda "boca a boca" pode ser o caminho para trazer os seus primeiros alunos até si.

Partilhar informações sobre as suas aulas de cantones ou cursos de mandarim com a sua família e com os seus amigos pode fazer com que estes também a passem essa mesma informação a alguém que quer aprender chinês ou mandarim.

Por outro lado e se mora num condomínio, pode conversar com a administração do mesmo sobre a possibilidade de colocar anúncios do seu trabalho em espaços comuns.

Há também a opção de bater na porta da sua vizinhança para se apresentar e informar sobre os seus conhecimentos.

E pode também visitar as lojas que existem na sua zona de habitação, e expor a possibilidade de entregarem panfletos sobre os seus serviços nesses locais.

Pense que, desta forma, é possível que as pessoas do seu bairro que estão à procura de aulas de chinês, tomem conhecimento de que há um professor próximo delas e certamente optaram pelos seus serviços, devido a essa comodidade.

Contudo, no momento de realizar os seus anúncios, é importante ter em mente que devem conter informações relevantes, claras e objetivas como, por exemplo: o seu público-alvo, o tipo de curso, a sua disponibilidade de horários e os seus contactos. Para além disso, deve referir ainda a metodologia adotada e a sua formação académica.

Por outro lado, e se as suas aulas são direcionadas a estudantes de escolas secundárias e licenciados, pode também conversar com a direção de escolas e universidades próximas para poder entregar os seus panfletos.

quem quer aprender chines
Fale com os seus amigos sobre os seus serviços pois talvez eles saibam de alguém que quer aprender mandarim. | Fonte: Pixabay

Os estudantes procuram, na maioria das vezes, uma oportunidade para aprender um idioma específico, sem saber ao certo onde encontrá-la. E, se os seus serviços chegarem a essas pessoas através da escola que frequentam, a credibilidade certamente será maior.

Porém, se a sua intenção é ensinar o mandarim direcionad0 a ambientes corporativos, deverá divulgar os seus serviços em empresas multinacionais. Muitas delas adorariam contratar um professor para dar aulas do idioma a alguns dos funcionários, que precisam de participar em reuniões e eventos com chineses nativos.

Lembre-se de que o mercado chinês está em expansão e muitos profissionais desejam aprender a língua para dar o salto na sua carreira.

Um outro meio eficiente, e não menos eficaz, para anunciar seus serviços é a internet. Nos dias de hoje, a maioria das pessoas está constantemente presente nas redes sociais e usam a internet para procurar produtos e serviços do seu interesse. E as suas aulas de mandarim, chines ou cantones são certamente um serviço de interesse para muita gente em Portugal.

Além disso, existem plataformas que promovem o encontro autónomo entre alunos e professores como é o caso da Superprof! Pode inscrever-se gratuitamente nesta plataforma e, assim, tornar-se visível para centenas de alunos que procuram aprender chines online.

Cursos de mandarim ou chinês: como devo ensinar?

Se já conseguiu encontrar seus primeiros alunos de chinês, saiba que já deu um grande passo rumo a uma carreira profissional feliz e promissora. Agora, precisa oferecer um ensino de qualidade e distinção e para isso, temos algumas dicas básicas:

Seja metódico e organizado

Ensinar exige, sem dúvida, muita organização e metodologia. Não há muito tempo nem espaço para improvisos, quando existe um compromisso com a gramática e o uso correto da língua chinesa.

Além disso, deve estar consciente que existem alunos de diferentes perfis e com vários objetivos e, por isso, as suas aulas precisam de ser preparadas de acordo com as metas e anseios de cada um deles. Caso contrário, o seu serviço não pode ser considero como um ensino personalizado.

Para isso, precisará de:

  • Identificar as necessidades de cada aluno;
  • Preparar as suas aulas com bastante antecedência;
  • Explicar ao aluno como funcionarão as suas aulas;
  • Incentivar a prática escrita e oral em todas as aula;
  • Fazer avaliações regulares para verificar o progresso de aprendizagem dos seus alunos.

Cada aluno tem o seu ritmo de aprendizagem e o professor deverá entender o que funciona melhor em cada caso.

há muitos meios para ensinar chines
Existem muitos alunos que aprendem chinês ou mandarim mais rapidamente se forem utilizados métodos não convencionais para ensinar estes idiomas. | Fonte: Pixabay

Diversificar os materiais de apoio das aulas de língua chinesa

Nos dias de hoje, os professores dispõem de um vasto leque de materiais de apoio para as suas aulas. Existem livros, materiais gratuitos na internet, aplicações , filmes, entre outros.

E por isso, somos da opinião que seria um verdadeiro desperdício se o docente não os usasse a todos, em momentos obviamente pertinentes.

Desta forma, as suas aulas serão lúdicas, motivadoras e originais. E, embora alguns alunos aprendam melhor quando se seguem por um livro didático, existem outros que ficam mais motivados e atentos com a exposição de músicas e vídeos da internet. Isto significa que, é o professor quem tem de ter a sensibilidade de observar essas diferenças e usá-las a favor do desempenho do aluno.Está preparado? Caso tenha falta de coragem ou inspiração, lembre-se deste provérbio chines: "Conhecer a própria ignorância é a melhor parte do conhecimento."

Use vários canais para dar aulas

Acha que consegue ensinar melhor chinês pessoalmente ou via Skype? Ser professor particular dá-lhe a liberdade de poder fazer esta escolha.

Contudo, é preciso ter em conta que, embora as aulas online sejam uma boa forma para que o seu lucro nesta atividade seja maior, nem todos os alunos apresentam um rendimento satisfatório quando aprendem chinês online devido à barreira de proximidade que é estabelecida com o professor.

Se preferir, pode dar aulas em ambas as formas, de acordo com as preferências e possibilidades de cada um dos seus alunos. Fantástico, não é?

Seja original

Apesar de ter em conta o perfil do aluno na hora de planificar as suas aulas, é importante desenvolver sua própria maneira de ensinar chinês, que funcionará no futuro, como a sua identidade como professor.

Há profissionais que se tornam conhecidos por desenvolverem métodos próprios e criativos que funcionam bem com a maioria dos alunos.

Qual o preços do curso de mandarim ou cantonês?

A remuneração de um professor de chinês varia consoante diversos fatores: a região na qual é lecionada, o perfil dos alunos, entre outros.

Trabalhar em escolas especializadas de idiomas confere uma remuneração fixa ao profissional mas retira, por outro lado, a liberdade de decidir quanto cobrar pelas aulas.

A sua formação académica e experiência profissional também contribuem para a valorização do seu trabalho. Contudo, é importante pesquisar qual a média de preços no local onde vai lecionar para poder praticar preços justos e razoáveis.

Como pode ver, embora os conhecimentos sejam necessários a todos os professores, cada um pode desenvolver seus próprios métodos pedagógicos e ritmos de trabalho.

E então? Já escolheu qual tipo de professor vai ser? Já tem os conhecimentos necessários para dar aulas? Vamos pensar em formas de tornar os seus conhecimentos populares no lugar onde vive?

Precisa de um professor de Chinês ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Marília

Sou licenciada em História da Arte e Mestre em Estudos Artísticos, na vertente de Teoria e Crítica da Arte. No passado, escrevi também alguns artigos para a revista Umbigo (online) e criei e geri todos os conteúdos da plataforma pensarte.pt.