O nosso leitor sempre gostou de espanhol e adoraria aprender esta língua? Já pensou que, um dia, as suas aulas de espanhol podem abrir-lhe portas para o mundo do trabalho?

Pois é, e não é muito difícil! O espanhol é a terceira língua mais falada no mundo (logo depois do mandarim e do inglês) e o segundo idioma mais falado em diferentes países.

Além de para comunicar no nosso vizinho – Espanha –, aprender espanhol é útil para comunicar em países como a Argentina, o Uruguai, o Paraguai, a Bolívia, o Peru, a Colômbia, a Venezuela, o Chile, o Equador, o México e até os Estados Unidos da América – onde o espanhol é a segunda língua oficial graças ao número de hispanófonos que aí residem.

Mas para comunicar fluentemente em todos estes países, é não só importante saber espanhol, como ter um certificado que comprove o nível de espanhol que o estudante alcançou durante o seu curso de espanhol.

Ora, a oferta de diplomas de espanhol é vasta e, para o mercado de trabalho também! O aluno pode, por exemplo, optar por realizar o Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE) ou optar por investir no BULATS.

Um aluno, à secretária, considerando fazer um exame de espanhol.
Aprender espanhol ou queres candidatar-se a um emprego num país hispanófono? Certifique o seu Espanhol | Fonte: Unsplash

Outra opção é também aperfeiçoar o seu espanhol para negócios e tradução comercial através de outros certificados e diplomas.

É simples: se é um estudante prestes a terminar o ensino secundário ou superior e já sabe que o espanhol vai ocupar um lugar especial na sua vida profissional, há que pensar num destes diplomas!

Para os assalariados, a lógica é a mesma: validar as suas competências linguísticas pode ser um elemento curricular de diferenciação em relação aos colegas com quem estará a competir.

Nos dois casos, o estudante que terminar um curso de espanhol e quiser utilizá-lo no mundo da investigação ou no mundo do trabalho pode saber mais sobre os diplomas de espanhol profissionalmente reconhecidos lendo este artigo da Superprof.

Susana
Susana
Profe de Espanhol
4.96 4.96 (24) 15€/h
1ª aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (7) 15€/h
1ª aula grátis!
Alonso
Alonso
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (8) 14€/h
1ª aula grátis!
Julio
Julio
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (5) 15€/h
1ª aula grátis!
Virgínia
Virgínia
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (11) 15€/h
1ª aula grátis!
Santiago
Santiago
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (6) 15€/h
1ª aula grátis!
Sandra
Sandra
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (4) 15€/h
1ª aula grátis!
Ana carla
Ana carla
Profe de Espanhol
5.00 5.00 (10) 12€/h
1ª aula grátis!

Aprender espanhol e conhecer os certificados profissionais disponíveis

Exame de espanhol certificado da "Cámara de Madrid"

O que é?

O certificado da Cámara de Madrid é promovido pela Universidad de Alcalá em colaboração com a Câmara Municipal de Madrid.

É um certificado abrangente que permite apurar o vocabulario espanhol mais indicado para comunicar de forma eficaz em lingua espanhola no ambiente profissional e empresarial.

Para quem?

Esse diploma tem o objetivo de certificar o nível de espanhol num contexto profissional. Assim, é indicado para pessoas que vão trabalhar diretamente com a Câmara de Comércio de Madrid ou na área dos negócios, da saúde e do turismo.

Testes de espanhol: certificados e diplomas

Este teste de espanhol pode ser realizado de forma a obter um certificado ou um diploma.

Os certificados são diferentes para cada uma das áreas de atuação a que se destinam – negócios, saúde e turismo – e avaliam o nível de espanhol dos alunos de acordo com o Quadro Comum Europeu de Referência para as Línguas.

Já os diplomas são úteis para quem quer trabalhar em qualquer área de negócio e o estudante que realizar um exame de espanhol com intuito de o obter precisa de alcançar o nível de proficiência linguística C2.

Então, quais são os certificados e diplomas profissionais disponibilizados pela Câmara de Madrid para quem quiser tornar 'oficial' o que aprendeu nas aulas de espanhol?

  • Nível B2 - Avançado – Certificado Básico de Espanhol de Negócios; Certificado Básico de Espanhol de Turismo; Certificado Básico de Espanhol de Ciências da Saúde;
  • Nível C1 - Domínio Operativo Eficaz – Certificado Superior de Espanhol de Negócios; Certificado Superior de Espanhol de Turismo; Certificado Superior de Espanhol de Ciências da Saúde;
  • Nível C2 - Domínio Pleno - Diploma de Espanhol de Negócios.

O aluno está pronto para investir neste exame de espanhol? Então, deve começar por se preparar num bom curso de espanhol ou procurar ter aulas de espanhol particulares com um profissional Superprof!

BULATS

O teste de espanhol BULATS (Business Language Testing Service) foi criado para certificar a capacidade linguística de profissionais em várias línguas: francês, alemão, espanhol e inglês.

Ora, num universo onde muitas empresas estabelecem negócios com vários países, é importante que o executivo saiba a maioria das línguas nele faladas para fechar contratos que, quem sabe, podem vir a ser milionários.

Por isso, foi necessário criar um teste que englobasse todas essas línguas. O alemão, por exemplo, é a língua de um dos cinco países mais poderosos do mundo. Já o francês é o idioma de França e de vários países em África. Contudo, o inglês e o espanhol são as línguas mais faladas do mundo e com elas o estudante poderá fazer negócios com o mundo inteiro!

Então, porque não aprender espanhol e certificar a sua proficiência linguística com o BULATS?

Como muitos certificados, o BULATS avalia o nível linguístico dos alunos em cada língua. Então, embora qualquer aluno possa obter um certificado, o seu nível de proficiência vai variar de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas.

Ou seja, se o aluno estudar e revir muito bem a matéria das suas aulas de espanhol, poderá conseguir um diploma de nível C1 ou C2 (máximo). O B2 equivale ao nível de proficiência intermédio e os níveis A1, A2 e B1 correspondem aos níveis básicos.

Dois livros e uma caneta em cima da mesa de uma biblioteca. Ao fundo, parte de uma estante com outros livros.
Para certificar o seu nível de espanhol, convém preparar-se muito bem o seu exame de espanhol | Fonte: Unsplash

Estudar espanhol com fins académicos e profissionais

DIE

O Diploma Internacional de Español (DIE) é um dos certificados de lingua espanhola mais versáteis. Nele, os alunos são avaliados de acordo com seus níveis de espanhol tanto na escrita quanto na oralidade.

Este certificado foi concebido pela Universidad Pontificia de Salamanca e é promovido pela Fundación para la Investigación y el Desarrollo de la Cultura Española (FIDESCU).

A vantagem do DIE é que o estudante pode fazê-lo muito novo: a idade mínima para realizar este teste de espanhol é 7 anos de idade. Além disso, este exame está disponível para todas as faixas etárias: crianças, adolescentes e adultos.

Outro aspeto importante é que com o DIE é o aluno quem escolhe o tema da prova, um pouco como é o aluno quem escolhe o rumo das suas aulas de espanhol particulares pela Superprof. Isso pode deixá-lo mais seguro e, consequentemente, ajudá-lo a conquistar um melhor resultado no exame.

Além disso, o DIE também avalia o nível do aluno de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas, nos seguintes níveis:

  • A1 – DIE Escrito: Elementar – DIE Oral: 1 e 2 (dois resultados possíveis);
  • A2 – DIE Escrito: Básico – Die Oral: 3 e 4 (dois resultados possíveis);
  • B1 – DIE Escrito: Intermediário – DIE Oral: 5 e 6 (dois resultados possíveis);
  • B2 – DIE Escrito: Avançado - DIE Oral: 7 e 8 (dois resultados possíveis);
  • C1 – DIE Escrito: Superior - DIE Oral: 9 (só um resultado possível);
  • C2 – DIE Escrito: Domínio - DIE Oral: 10 (só um resultado possível).

Por fim, convém que o estudante saiba que o DIE pode ser específico para a área de saúde, para a área dos negócios e para a do turismo, tal como o Certificado da Câmara de Madrid.

DELE

O Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE) é uma iniciativa do instituto cervantes através do Ministério da Educação, Cultura e do Desporto da Espanha.

Uma fotografia da estátua da personagem de Cervantes, D. Quixote de La Mancha.
O instituto cervantes é um dos grandes patrocinadores da lingua espanhola e do DELE | Fonte: Pixabay

O DELE é o certificado mais conhecido de lingua espanhola e também o mais praticado, principalmente no que ao âmbito profissional e académico diz respeito, sobretudo porque é utilizado por várias empresas, câmaras de comércio, instituições e universidades para avaliar o nível de espanhol dos candidatos.

Aliás, muitas universidades exigem que os alunos oficializem o seu curso de espanhol com este certificado de forma a que se possam candidatar a bolsas de mestrado, doutoramento, pós-doutoramento ou realizar um intercâmbio com Espanha ou outro país hispanófono.

Já no meio profissional, o DELE é exigido aos que ocupam certos cargos que exijam muito mais do que saber dizer bom dia em espanhol. Além disso, este exame de espanhol certificado pode até representar uma oportunidade de promoção e, por consequência, um aumento de salário!

Por fim, e como todos os outros exames de espanhol oficiais, o DELE utiliza a escala de níveis do Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas e, por isso, os candidatos ao DELE podem obter seis diplomas de acordo com seu nível:

  • Diploma A1;
  • Diploma A2;
  • Diploma B1;
  • Diploma B2;
  • Diploma C1;
  • Diploma C2.

SIELE

Serviço Internacional de Avaliação da Língua Espanhola (SIELE) é realizado através de uma parceria entre o Instituto Cervantes (IC), a Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM) e a Universidade de Salamanca (USAL).

Mas, afinal, o que é que o distingue dos restantes exames de espanhol? O facto de este avaliar o nível de espanhol do aluno de forma totalmente digital! Ou seja, o estudante resolve todo este exame de espanhol através do seu computador pessoal e pela Internet.

Assim, se o aluno também escolheu um curso de espanhol online por julgar que essa era a forma mais fácil e prática de aprender a lingua espanhola, porque não utilizar o mesmo raciocínio no que concerne ao seu teste de espanhol? Com o SIELE é mesmo isso que propomos: fazer todos os exercícios do exame online e receber o resultado e o certificado pela Internet. Não é mais simples?

Além disso, com este teste de espanhol o aluno pode ser avaliado de forma global no seu domínio da lingua espanhola, mas também de acordo com as suas capacidades de leitura, escrita, oralidade e compreensão. Para não variar, os níveis de proficiência linguística são avaliados de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas, ou seja, de A1 a C2 – o que assegura a elevada conformidade deste teste com os restantes exames de espanhol ideais para o mundo profissional.

Contudo, o SIELE tem ainda uma grande vantagem final: o resultado é dado em apenas três semanas.

Que exame de espanhol se deve escolher?

Agora o nosso leitor já tem uma base sólida sobre alguns dos exames de espanhol ideais para certificar do seu nível de espanhol. Mas isto não é tudo!

Assim, se o aluno pretende obter um diploma que possa certificar o que aprendeu nas aulas de espanhol, deve saber que existem muitos outros certificados além dos que aqui forma mencionados!

A mão de uma pessoa, de caneta em punho, a realizar um exame.
De caneta em punho, o aluno deve escolher o exame de espanhol que melhor se adequar aos seus objetivos | Fonte: Pixabay

Desta forma, o nosso conselho é que o estudante obtenha mais informações junto do seu professor de espanhol e que procure saber qual o exame de espanhol mais adequado ao seu objetivo: académico (por exemplo, conseguir vagas, bolsas) ou profissional (vingar numa entrevista de emprego, ser contratado ou obter uma promoção).

Além disso, mesmo que seja um autodidata e tenha ingressado num curso de espanhol online, certamente estará consciente de que, para trabalhar num país hispanófono, deve saber mais do que os dias da semana em espanhol. Desse modo, com certeza será fácil compreender a importância de procurar o certificado adequado aos seus conhecimentos ou o certificado exigido pela universidade e/ou empresa em que está interessado.

 

Precisa de um professor de Espanhol ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marta

Sou, desde sempre, uma ávida leitora, com o coração apontado para a escrita, e uma bibliófila incurável, com um fraquinho por arquivos e espólios. Hoje, trabalho como revisora, editora e produtora de texto freelancer e sou colaboradora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.