Sabemos que aprender japonês pode ser complicado. A verdade é que não existe sucesso sem tentar e falhar algumas vezes pelo caminho. Se quer continuar a sua formação nesta língua oriental, terá que ser persistente.

A grande vantagem dos números em japonês é que são mais simples do que muitos outros elementos da língua japonesa, como é o caso da sua caligrafia. Isto, claro, partindo do princípio que o aluno tem origem latina, como é o nosso caso.

Tal como acontece nas línguas estrangeiras, saber contar e contabilizar é um conhecimento fundamental e, ao mesmo tempo, um elemento muito acessível. Isto porque, em japonês se soubermos apenas 11 palavras, podemos contar até 999!

Em primeiro lugar, é importante mencionar que em japonês os números não se dizem ou escrevem da mesma maneira que em português. Por exemplo, para dizer cem milhões na nossa língua materna, agrupamos os números em três, ou seja, 100 000 000. Na língua oriental, o agrupamento de números é feito em 4 dígitos e 100 milhões são escritos em 1 0000 0000.

Aqui estão algumas das nossas dicas para aprender a contar durante as aulas do curso de japonês.

Os melhores professores de Japonês disponíveis
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Diferenças e semelhanças com a numeração chinesa

A numeração japonesa é semelhante à do modelo chinês. Os caracteres do mandarim, conhecidos como sinogramas, são iguais aos do kanji japonês. A única exceção é o método de contagem, e isso é parte do que aprende nas aulas do curso.

parede de cartas
Durante cada aula, o professor vai incluir no programa a pronúncia correta dos números da língua oriental, juntamente com a formação da gramática, expressão oral e cultura. | Fonte: Pexels.com

Em ambas as línguas, o kanji ou o sinograma para designar o número 1 é escrito "一". Mas, para dizer 100, em japonês utiliza-se o kanji "百" e em chinês os caracteres "一百", que significam "uma vez cem".

É utilizado o mesmo princípio para designar "mil". "千" em japonês e "一 千" em chinês. Para dizer 2000 ou 600, por exemplo, é exatamente a mesma coisa. A única diferença notável é que quantificamos o número 1 em chinês quando nos referimos a uma dúzia, cem ou mil, o que não acontece em japonês.

Se quer saber como dizer a data em japonês, é essencial aprender primeiro os números! Sim, sabemos que grande parte do que aprende nas aulas é vocabulário, mas saber contar também é importante. E é precisamente por isso que o programa do curso inclui os números em japonês.

Saber contar de 0 a 9 no curso japones

A base fundamental de conseguir contar é dominar os números de 0 a 9. Tal como quando os professores ensinam a contar no ensino primário, nas aulas vai começar com o básico da língua japonesa. É com essa base que será capaz de formar alguns números mais complexos, com unidades e dezenas. Isto porque o sistema em japonês funciona da mesma forma que o da nossa língua, ou seja, com decomposição do número em várias entidades distintas.

Estes são todos os elementos essenciais, desde hiragana, até a transcrição em kanji ou em romaji e a pronunciação correta, pela seguinte ordem, número - kanji - hiragana - romaji - pronúncia fonética:

  • 0 - 零 - れ い - rei - reye;
  • 1 - 一 - い ち / い つ - ichi / itsu - itchi / itsu;
  • 2 - 二 - に - ni - ni;
  • 3 - 三 - さ ん - san - sanne;
  • 4 - 四 - し / よ ん - shi / yon - chi / yonne;
  • 5 - 五 - ご - go - go;
  • 6 - 六 - ろ く - roku - rokou;
  • 7 - 七 - し ち / な な - shichi / nana - chitchi / nana;
  • 8 - 八 - は ち - hachi - hatchi;
  • 9 - 九 - き ゅ う / く - kyu / ku - kyou / kou.

Esta informação já permite dominar a compreensão oral de um número (através da sua pronúncia), mas também a escrita japonesa através dos ideogramas que encontra em hiragana, por exemplo. Conhecer todos estes elementos é essencial para começar a aprender números e contas neste idioma, seja nas aulas do curso de japonês ou noutro contexto da sua educação.

escrever caracteres
Saber contar no idioma que está a estudar é essencial e faz parte do currículo de todos os cursos, sejam cursos profissionais, com professores particulares ou online. | Fonte: Pexels.com

Por isso, pode utilizá-los mesmo se decidir começar pela oralidade antes de enfrentar o kana e kanji. Quando se apresenta na aula de japonês, também tem que dizer a sua idade. Mais um motivo para conhecer os números japoneses.

Os melhores professores de Japonês disponíveis
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (20 avaliações)
Ricardo
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (10 avaliações)
Joana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (13 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Masafumi
5
5 (4 avaliações)
Masafumi
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Carolina
5
5 (9 avaliações)
Carolina
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Hugo
5
5 (2 avaliações)
Hugo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Claudia
5
5 (1 avaliações)
Claudia
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipe
5
5 (1 avaliações)
Filipe
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Os números mais básicos das aulas de japonês

Os números não servem apenas para resolver problemas matemáticos. E com o conhecimento dos números de 0 a 9, poderá formar vários números mais complexos. São números importantes para se expressar corretamente no idioma e são ensinados pelos professores do curso juntamente com os restantes estudos:

  • 10 - 十 - じ ゅう - jū - ju;
  • 20 - 二 十 - に じ ゅ う - niju - niju;
  • 30 - 三十 - さ ん じ ゅ う - sanju - sanju;
  • 100 - 百 - ひ ゃ く - hyaku, hyaku;
  • 1000 - 千 - せ ん - sen - senne;
  • 1 0000 (dez mil) - 万 - ま ん - man -manne;
  • 10 0000 (cem mil) - 十万 - じ ゅ う ま ん - jūman - ju-manne;
  • 100 0000 (um milhão) - 百万 - ひゃくまん - hyakuman - hyakumanne;
  • 1000 0000 (dez milhões) - 一千万 - いっせんまん - issenman - issennemanne;
  • 1 0000 0000 (cem milhões) - 億 - おく - oku - oku.

Também existe uma articulação muito simples para os números entre eles.

Por exemplo, para 20, observamos que a decomposição do número é feita com 2 e 10, de forma a significar que 20 é equivalente a duas vezes dez. É precisamente por esse motivo que encontramos ambos os componentes (2 e 10) tanto na escrita kanji, hiragana, como a transcrever em romaji. Neste caso, o 2 vem sempre antes de 10.

Tal como mencionamos, ao contrário do que acontece no nosso idioma materno, o agrupamento dos números no Japão é feito em 4 números em vez de 3. Desta forma, em português escrevemos cem mil 100.000, mas com os números japoneses a lógica é outra.

Na verdade, em japonês, cem mil será sempre representado como dez vezes mil, devido à decomposição por 4 dígitos e não por 3. Aliás, muitas das contas que fará nos cursos de japonês seguem a mesma lógica, como um milhão que corresponde a cem vezes cem, por exemplo. O professor não vai referir muitas exceções, uma vez que é o sistema de contagem que difere. Na lógica japonesa não há necessidade de o ensino incluir várias exceções, uma vez que não existem.

fitas com caracteres
No curso, os professores ensinam os alunos a contar de acordo com a cultura no Japão. | Fonte: Pexels.com

Pode parecer insignificante, mas é um detalhe importante. É perfeitamente normal que fique tentado a escrever e contar os números da forma que lhe é mais familiar, mas deve lembrar-se em cada aula desta diferença para não cometer erros quando estiver, por exemplo, a contar as horas na aula de japonês.

Exceções importantes nos cursos de japones

Já estabelecemos que aprender a falar japonês não é tão difícil quanto parece. Mas existem algumas exceções que podem dificultar os estudos, como o facto de os japoneses contarem pelos dedos de forma diferente. Juntamente com isto, existem alguns números que também são exceção à regra geral.

Isto é perfeitamente normal, tal como acontecia nas aulas de gramática do ensino escolar, onde aprendia as regras e as consequentes exceções. Isto também acontece com alguns números em japonês.

E para que as possa conhecer e aprender todas, a Superprof está aqui para ajudar! A maioria destas exceções segue uma lógica, tanto ao nível oral como ao nível escrito. Desta forma, permitem facilitar o processo quando pronuncia e quando escreve. Desta forma, para dizer 300, não dizemos "sanhyaku" mas "sanbyaku" (三百 em kanjis e さ ん び ゃ く em hiragana).

Da mesma forma:

  • 600 (六百): dizemos "roppyaku" (ろ ぴ ゃ く) em vez de "rokuhyaku";
  • 800: (八百): dizemos "happyaku" (は ぴ ゃ く) em vez de "hachihyaku";
  • 3000 (三千): não dizemos "san sen" mas "san zen" (さ ん ぜ ん);
  • 8000 (八千), dizemos "hassen".
cidade no japao
Quer seja numa aula online ou presencial, os professores profissionais dão formação sobre todos os aspetos da língua e da cultura, incluindo os números. | Fonte: Pexels.com

Estas exceções ocorrem em todos os números em que estão incluídas, como 824 ou 3252, por exemplo.

Exemplos para pôr os conhecimentos em prática

Depois de conhecerem a teoria nas aulas, os alunos precisam de praticar. Como já mencionamos, a decomposição de números é diferente em japonês e só será capaz de a dominar se praticar bastante fora do curso. Por isso, deixamos ficar em baixo alguns exemplos para começar. Tente pensar na solução sozinho, antes de ver a resposta. E sempre que sentir dificuldade com algum número peça ajuda ao professor, que vai introduzir no programa de estudos exercícios extra para estudar.

Exemplos:

  • 15 = 十五: dez mais cinco. Pronunciado "jûgo";
  • 32 = 三十二: três dezenas e duas unidades para completar trinta e dois (sanjūni);
  • 106 = 百六: cem mais seis (hyakuroku) para pronunciar "hyakuroku";
  • 1764 = 千 七百 六十 四, ou seja, (1000 - 7 - 100 - 6 - 10 - 4): uma vez mil, sete vezes cem, seis vezes dez e quatro unidades. No final, o aluno terá que escrever "sen'shichihyakuroku'jūyon";
  • 15 0000 = 十五万: neste caso, 15 vezes 10.000 e não cento e cinquenta mil, como seria em português.

Existem ainda outras particularidades quando está a estudar as contas e os números do idioma do Japão. Por exemplo, para contar uma pessoa, usamos o kanji 人 antes do número. No entanto, a pronúncia muda. Por isso, para designar uma pessoa, os alunos escrevem "一 人" que se pronuncia "hitoli".

Se quiser perguntar "quantas pessoas?" terá que dizer "何人" nan'nin' ou "何 名 様", nan'meesama na versão mais educada ou mais formal.

Também existem diferenças no que diz respeito à contagem de "coisas". Para isso, usamos o kanji "つ" (tsu) juntamente com o kanji do número ou ao número associado. Desta forma, escreve "一 つ" mas pronuncia "hitotsu" e não "itchitsu".

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.