Viseu é uma bela cidade da Beira-Alta situada na região do centro de Portugal, com cerca de 58 mil habitantes e cuja história remonta à época castreja – época que faz referência às ruínas de um tipo de povoado da Idade do Cobre e da Idade do Ferro, caraterístico das regiões montanhosas desta zona da Península Ibérica.

Pois é, os povos antigos que ocupavam Viseu habitavam nos chamados castros, esses povoados construídos em estruturas de formato circular que, por serem sobretudo feitos de granito e xisto, nos fazem designar esta civilização por «civilização da pedra».

E Viseu não é apenas uma cidade marcada pelas civilizações mais antigas que pisaram o território português. É também a cidade de Viriato – o herói lusitano que enfrentou a expansão do império romano na região sudoeste da Península, no  século II a.C. – a cidade que várias vezes serviu de residência aos nossos monarcas – onde terá vivido D. Teresa e D. Henrique, D. Afonso Henriques e D. Duarte  –, bem como a cidade do pintor Grão Vasco, do militar e museólogo Capitão Almeida Moreira e de muitas outras figuras que fazem parte da História do país e do imaginário que tinge a letra de tantas musicas portuguesas tradicionais.

Mas Viseu está também cercado de maravilhosas paisagens montanhosas, repletas de monumentos e zonas rurais perfeitas para quem quer conhecer melhor os limites da sua voz aguda e, ingressando num curso de canto numa das escolas de música da região, aprender a cantar como ninguém.

Um microfone, no palco de um bar iluminado com luzes coloridas.
Há várias dicas e conselhos que o aluno pode seguir para aprender a cantar em Viseu e enfrentar o microfone | Fonte: Unpslash

Neste artigo damos algumas dicas ao leitor que viva em Viseu e esteja interessado em ingressar num curso de canto de qualquer nível. Fica feita a promessa: em Viseu é possível aprender a cantar tão bem quanto é possível estudar canto em qualquer outra cidade portuguesa.

Ingressar num curso de canto na cidade de Grão Vasco e Viriato

Quando comunicamos, utilizamos o nosso aparelho fonador como meio de produção sonora. Contudo, a sua boa ou má utilização é, no fundo, o que distingue uma boa ou má comunicação e, claro, um aparelho vocal muito ou pouco saudável.

Por isso, quem quer que deseje aprender a cantar – quer sonhe ingressar num curso de canto no Porto ou em Viseu –, deve seguir um percurso de aprendizagem que lhe permita fazer bom uso do seu aparelho vocal e das técnicas de canto que pode utilizar, aprendendo a cantar mais e melhor sem provocar lesões nas suas cordas vocais.

É precisamente neste contexto que surge o Curso Complementar de Canto do Conservatório Regional de Música de Viseu – Dr. José de Azeredo Perdigão, em cujo placo curricular se procura estabelecer e alcançar metas, bem como definir estratégias que fomentem as boas técnicas vocais e promovam a identidade dos alunos desta escola de música, para que vinguem no ensino superior e no mundo profissional.

Em particular, no curso de canto do Conservatório Regional de Música de Viseu, o aluno que deseje aprender a cantar para, um dia, ser um famoso barítono ou um carismático cantor de Hip Hop será orientado ao longo dos seguintes objetivos formativos desta escola:

  • Oferecer aulas de canto que permitam que o aluno ganhe uma prática musical diversificada, com um ritmo de aprendizagem adequado a cada nível de ensino;
  • Promover a noção de estética e a compreensão dos fenómenos musicais;
  • Conhecer os constituintes e compreender o funcionamento do aparelho fonador e vocal;
  • Desenvolver a capacidade de expressão e comunicação dos alunos do curso de canto, favorecendo a sua postura social e estimulando não só o seu desenvolvimento intelectual, mas também a criação artística;
  • Desenvolver conhecimentos musicais técnicos e teóricos que melhorem a sua performance em palco;
  • Valorizar a motivação do aluno como um fator importante na formação musical em geral e no curso de canto em particular;
  • Estimular a motivação do estudante para aprender a cantar;
  • Apresentar ferramentas para que o aluno possa aprender a cantar bem e afinado sozinho, isto é, investindo na sua autonomia;
  • Investir no enriquecimento cultural e cívico do aluno;
  • Fomentar a utilização de novas tecnologias para a aquisição e domínio de conteúdos úteis para aprender a cantar;
  • Promover a criatividade dos alunos – em todas as áreas da sua vida;
  • Possibilitar a frequência de concertos organizados pela própria escola ou eventos musicais na cidade de Viseu.

Assim, o aluno do curso de canto poderá, finalmente, obter a formação musical de que precisa para aprender a cantar como ninguém e, claro, transformar-se no baritono ou no rapper que sempre sonhou ser.

Uma rapariga em palco, a cantar.
Ingressando num curso de canto, o aluno poderá aprender a estar confiante em palco | Fonte: Unsplash

Além disso, o estudante do Conservatório de Viseu seguirá um plano curricular semelhante ao do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode, no Funchal, e, em tantos outros conservatórios do país, poderá optar por ter aulas de canto num regime supletivo (em que os alunos do curso de canto frequentam a escola regular e, em paralelo, as aulas de canto do currículo musical do conservatório), num regime articulado (em que os alunos frequentam o curso de canto em articulação com a escola regular, evitando a sobrecarga horária) e, por fim, num regime livre (em que os alunos escolhem ter aulas de canto individuais ou em grupo como uma atividade extracurricular).

Viseu: as vantagens de ter aulas com um professor de canto particular

Se, por outro, lado, o aluno deseja aprender a cantar de forma mais autónoma e, quem sabe, aproveitar os benefícios da Internet para tornar o programa das suas aulas de canto mais completo, então o nosso conselho é que opte por ter aulas de canto com um professor particular, quer seja:

  • em sua casa;
  • em casa do professor;
  • por webcam.

Na verdade, se está sempre a sonhar com cantar, mas não tem tempo ou vontade de ingressar num curso de canto tradicional em qualquer uma das escolas de música da cidade de Grão Vasco, o aluno pode sempre procurar um professor da Superprof que possa orientar a sua formação de forma totalmente personalizada.

Nesse sentido, basta que o aluno procure um professor de canto na região onde reside – ou a zona do país onde lhe parece que haja mais oferta formativa – e escolher o professor cuja apresentação, metodologia ou preço lhe pareçam mais adequados aos seus objetivos.

Na Superprof poderá encontrar, por exemplo, um professor de canto que:

  • Tenha mais de uma década de experiência no ensino de música, já tendo dado aulas de canto e de teoria musical a alunos de todas as idades e com todos os tipos de repertório. Um professor de canto que saiba exatamente como equilibrar a teoria com a prática, que seja particularmente capaz de auxiliar o aluno na consolidação dos seus conhecimentos e objetivos, nomeadamente na preparação para os exames de acesso a uma faculdade como a Escola Superior de Música de Lisboa ou outras exigentes escolas da capital portuguesa – onde o aluno possa investir num curso de canto do mais alto nível.
  • Seja ainda aluno de canto ou um jovem recém-formado nesta área, que siga uma metodologia que tenha como base a prática e a técnica musical, livre de tensões, e sempre com o objectivo de estabelecer uma boa conexão entre a voz e as emoções do aluno. Normalmente, um professor de canto mais jovem apresenta uma oferta formativa mais dinâmica ou, em alguns casos, mais concentrada num determinado estilo de música.
  • Organize aulas de grupo ou aulas de canto individuais, consoante a preferência do aluno;
  • Tenha uma metodologia de ensino mais expositiva ou mais prática;
  • Tenha um percurso mais artístico – e cujas aulas de canto se baseiem na sua experiência de palco e ajudem o aluno a brilhar na presença de um microfone ou diante de uma pauta de músicas portuguesas, estrangeiras ou até de canções infantis.
Um homem a cantar para um microfone.
O seu professor de canto pode ser um profissional do ensino ou um artista | Fonte: Unsplash

O certo é que, com um professor de canto particular o aluno poderá tomar as rédeas do seu curso de canto e escolher o professor de canto que mais lhe agrade – mesmo que este esteja a quilómetros de distância, mas esteja disposto a orientar a aprendizagem autónoma do aluno por meio de uma ou duas sessões semanais via webcam.

O importante é que, neste regime, o aluno saiba que pode, com a ajuda do seu professor de canto, traçar um plano de aulas que considere as suas capacidades e as suas dificuldades, os materiais úteis, as atividades adequadas aos seus objetivos e, claro, o repertório (de rock, pop, jazz, música clássica etc) de que mais goste!

Estudar canto na Beira-Alta e transformar-se num barítono sem igual

Por fim, o aluno que viva em Viseu pode ainda aproveitar para praticar o que aprende nas suas aulas de canto, deixando-se inspirar pelas paisagens montanhosas pintadas por Grão Vasco ou procurando dar corpo à sua voz mais aguda ou mais grave envolvido pela natureza das mais belas zonas rurais de Viseu como a aldeia de Mosteirinho ou Travasso.

É verdade, tal como o aluno que esteja a aprender a cantar em Faro deve aproveitar o silêncio da praia para praticar a sua extensão vocal, um aluno de canto que resida em Viseu não pode deixar de visitar zonas rurais como a aldeia do Mosteirinho ou a região do Travasso e deixar-se levar pela riqueza destas paisagens, dando força à sua voz e procurando a emoção que deve conduzir as suas atuações.

No Mosteirinho, o aluno encontrará a rica história dos caminhos de ferro e poderá praticar as suas escalas com vista para maravilhosas hortas cobertas de laranjais. Pois é, o aluno não se pode esquecer que todos os artistas – dos pintores aos cantores –trabalham com as emoções e, por isso, que melhor forma de melhorar a sua extensão vocal e cantar mais e melhor do que num local inspirador, que apele às emoções de que todos nós precisamos para vingar em palco?

Já Travasso é uma zona que merece uma visita do aluno do curso de canto sobretudo pela sua quietude, mas também pela memória das terras e gentes dali, que fazem desta uma região bucólica e natural, repleta de fauna e flora que pintam um ecossistema em perfeita sintonia. Sim, com lagos, planaltos, vegetação variada, a paisagem agreste de Travasso é o quadro ideal para quem quer aprender a cantar fazendo os seus exercícios de respiração diários e insistindo no calma e concentração que um curso de canto e a leitura de uma pauta exigem.

Um fotografia panorâmica tirada na região de Viseu.
Aproveitar as vistas e a quietude da região da Beira-Alta para cantar mais. Já sabe que quem canta seus males espanta. | Fonte: Unsplash

Só assim o estudante poderá enriquecer a sua formação musical e aprender a cantar com alma e coração. A inspiração e a emoção em palco são tão importantes quanto a formação técnica – e essa é a primeira regra de ouro para quem deseje ter aulas de canto em Coimbra, para quem quiser seguir um percurso musical no Porto ou, claro, para quem não quiser desperdiçar o que a bela cidade de Viseu tem para lhe oferecer.

Ah, e se a paixão do aluno é, sem dúvida, o canto, e não se esqueça do que reza uma das musicas tradicionais portuguesas mais cantadas de sempre: "Indo eu, indo eu,/ a caminho de Viseu,/ Encontrei o meu amor,/ ai Jesus que lá vou eu".

Precisa de um professor de Canto ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Marta

Sou, desde sempre, uma ávida leitora, com o coração apontado para a escrita, e uma bibliófila incurável, com um fraquinho por arquivos e espólios. Hoje, trabalho como revisora, editora e produtora de texto freelancer e sou colaboradora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.