A região do Algarve é conhecida por estar recheada de praias maravilhosas e paisagens montanhosas de deixar qualquer pessoa de queixo caído. É também por isso que é um dos principais destinos turísticos do país e a região de Portugal onde os turistas mais gostam de vir passar os seus dias de descanso.

Contudo, é também um local perfeito para se viver, quer se esteja a criar uma família, a estudar no ensino superior ou, finalmente, a abraçar a reforma pacífica com que sempre sonhou.

E Faro, a capital da região, não podia ser exceção. Aliás, esta é a cidade mais escolhida por quem procura:

  • tranquilidade;
  • contacto com a natureza e acesso rápido ao mar;
  • qualidade de vida;
  • bom clima.

Além disso, também é o local ideal para quem gosta de estar na ribalta e deseja aprender a cantar. Vamos saber como?

Viver em Faro e aproveitar o silêncio para aprender a cantar

Há também quem procure o Algarve e a região de Faro para dar, por fim, asas à sua veia artística, precisamente porque esta é uma cidade que não paga dívidas ao estilo e vida mais urbano e, por isso, é ideal para procurar a inspiração necessária à criação artística.

Por essa razão, e porque estudar canto por diferentes cidades portuguesas tem diferentes vantagens, quem quiser aprender a cantar na cidade de Faro beneficiará de viver numa cidade não só coberta de paisagens espantosas, mas também por levar uma vida menos agitada do que nos grandes centros urbanos.

Quando falamos de silêncio, falamos da total ou relativa ausência de sons audíveis e, de forma análoga, aplicamos o termo à ausência de comunicação e ruído. Ora, assim sendo, se há coisa que mais há pela região do Algarve – especialmente no inverno – é zonas de silêncio e, por isso, o aluno interessado em aprender a cantar que queira utilizá-los a seu favor terá muito por onde escolher.

Uma fotografia do mar algarvio e de um pontão com um farol.
Aproveite o silêncio e som das ondas do mar de Faro para aprender a cantar | Fonte: Unsplash

Pois é, em Faro há, por exemplo, uma ilha totalmente deserta que, graças ao seu aspeto isolado, agrada muito aos viajantes, mas também aos artistas. Este é um sítio ideal para quem deseja estar em contacto consigo e com a natureza, mas é também um local onde só se ouve o mar e, por isso, é perfeito para quem queira praticar a sua extensão vocal e todas as músicas portuguesas tradicionais que aprendeu nas aulas de canto, sem inibições e sem incomodar ninguém.

Da mesma forma, o aluno que esteja a estudar canto em Faro também pode procurar visitar a famosa Praia da Falésia e aproveitar a paisagem marítima de águas claras e imagem da alta escarpa que dá nome à praia e, quem sabe depois de um mergulho, sentar-se à beira-mar a praticar as escalas e a decorar a pauta que deverá cantar na aula de canto seguinte.

Por fim, porque não usufruir do silêncio noturno da cidade e – tal como quem estudar canto na cidade de Viseu poderá aproveitar o silêncio das montanhas – desfrutar de um passeio pelas ruas vazias e treinar o repertório musical que tem aprendido ao longo do curso de canto?

Como vê, em Faro não faltarão formas de utilizar a paisagem e o silêncio para complementar o seu curso de canto.

Mas, então, como aprender a cantar em Faro e que dicas seguir para beneficiar deste relaxado lugar à beira-mar e alcançar o total domínio das sua voz aguda?

Dicas para começar a cantar e ter êxito nas aulas de canto

Comecemos por saber que dicas deve o leitor seguir se estiver verdadeiramente empenhado em ingressar nas suas primeiras aulas de canto e, claro, se desejar cantar mais e melhor a cada dia.

É verdade: viver num lugar calmo e inspirador como Faro – ou estudar canto em zonas encantadoras do país como no Funchal ou Viseu – certamente ajudará o estudante de um curso de canto a ter mais tempo para praticar. Contudo, não deixa de ser necessário saber como enfrentar o microfone e, mesmo por sua conta, praticar a sua extensão vocal e estar bem preparado para as suas aulas de canto.

Cantar bem: a importância dos exercícios de respiração

Quem quer que deseje aprender a cantar como ninguém deve, antes de mais, aprender a importância de fazer exercícios de respiração.

É muito simples: os exercícios de respiração são, na verdade, o que permite que o estudante tenha total controlo sobre o tom e duração da sua voz enquanto canta. Mas, afinal, o que deve o estudante fazer para ingressar num curso de canto já sabendo algumas coisas sobre a sua respiração?

  • Exercitar a sua glote (a porção final da sua laringe) para que esteja preparada para começar a cantar. Para isso, o aluno deve relaxar os maxilares, abrindo e fechando a boca, começando também a flectir, aos poucos, os músculos do rosto.
  • Respirar fundo algumas vezes, tentando estar consciente do peso do ar que respira;
  • Deixar que o ar chegue até à barriga, isto é ao seu diagrama, e soltá-lo. O aluno deve repetir o exercício quantas vezes sentir que necessita, antes da sua aula de canto começar;
  • Soprar gradual mas continuamente, como se estivesse a tentar manter uma pena no ar. Assim, ativará os músculos abdominais e preparará os seus pulmões para quando subir a palco e começar a cantar.
Alguém a meditar e fazer exercícios de respiração numa falésia do Algarve.
Se o aluno passa o dia a sonhar com cantar e quer fugir à confusão, lembre-se que, em Faro, pode fazer os seus exercícios de respiração junto ao mar | Fonte: Unsplash

Aprender a cantar sem aquecer a voz?

Não, assim que ingressar num curso de canto – seja numa escola de canto, com aulas de canto particulares ou quer o aluno prefira aprender a cantar online – a primeira coisa que aprenderá é que aquecer a voz é um dos passos mais importantes para quem canta.

Pois é, as cordas vocais são um músculo como qualquer outro e, tal como não convém dar uma corrida de uma hora sem aquecer os seus quadríceps e gémeos, também não convém ter uma aula de canto de uma hora sem aquecer as suas cordas vocais.

Mas como fazê-lo? O aluno deve:

  • Praticar as escalas maiores, começando por descer nas notas musicais e só depois subir às mais agudas.
  • Não forçar a sua voz e nunca ir além do que ela permite. Com aquecimento e com treino qualquer aluno pode treinar a sua voz mais aguda, mas para tal é preciso tempo e, claro, muito treino.
  • Percorrer as escalas até que as complete, não deixando nenhuma nota de fora. Na verdade, é pouco provável que as músicas portuguesas ou estrangeiras que se proponha a cantar não utilizem todas as notas, não é verdade?

E o aluno não se pode deixar enganar: quer esteja a aprender a cantar na invicta cidade do Porto ou junto às praias do sul de Portugal o aquecimento da sua voz é uma regra de ouro que não pode ser contornada – pela saúde da sua laringe, cordas vocais e, claro, pela harmonia do seu canto!

Saber utilizar um gravador de voz e encontrar a sua extensão vocal

Se o aluno está agora a começar no mundo da música e gostaria de estar mais bem preparado para o que aprenderá nas suas aulas de canto, então deve seguir outro dos nossos conselhos: saber utilizar um gravador de voz para que, sempre que se ponha cantar, possa ouvir os seus erros.

Assim, se o estudante se gravar a cantar em casa ou mesmo durante a aula de canto poderá perceber se está a articular corretamente as vogais de cada palavra, bem como se está a respirar como devia durante o processo, mantendo as notas no tom e durante o tempo certo.

Além disso, com a ajuda de um gravador de voz, o aluno poderá compreender melhor qual é a sua extensão vocal – isto é, quais os tons que consegue cantar sem dificuldade. Isso dar-lhe-á uma enorme liberdade enquanto estiver a aprender a cantar.

Depois, ao ouvir a gravação, deve tirar as notas sobre o que ouve procurar:

  • saber em que é que falhou;
  • melhorar as notas menos bem controladas;
  • insistir nos exercícios de respiração relacionados com os seus momentos de dificuldade;
  • tirar as suas dúvidas mais técnicas e teóricas junto do seu professor de canto.
Um gravador de voz de pé, em cima de uma mesa.
É fácil preparar as aulas de canto se o aluno se gravar e ouvir a cantar | Fonte: Unsplash

Ter aulas de canto em Faro, a capital algarvia

Por fim, se o aluno sente que já fez tudo quanto podia e já não sabe como aprender a cantar bem e afinado sozinho, então talvez esteja na altura de procurar ingressar – ou avançar – num curso de canto adequado ao seu nível!

E a boa notícia é que na capital algarvia não faltam opções para quem queira avançar para aulas de canto mais avançadas, quer o aluno escolha matricular-se numa escola de música como o Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, quer escolha ter aulas com um professor de canto particular.

Ora, no Conservatório Regional do Algarve Maria Campina, criado pela pianista algarvia Maria Campina em 1973, o aluno poderá ingressar num curso de coro em regime supletivo, articulado ou livre, ou ingressar num curso de canto em regime livre. Poderá ainda participar numa série de eventos e concertos organizados pelo conservatório e, combinando essas participações com os espetáculos musicais que mais lhe interessarem em Faro, ter sempre uma agenda completa com o que mais gosta de fazer: cantar. Aqui o aluno terá uma formação musical completa e estudar canto como estudaria numa escola de música em Lisboa ou em qualquer outra cidade do país.

Por outro lado, se o aluno está mais inclinado para avançar na sua formação musical de forma mais pessoal, então o nosso conselho é que procure ter aulas de canto particulares com um professor da Superprof!

Com um professor de canto particular da Superprof, o aluno pode residir e estudar em Faro, mas ter aulas particulares por webcam com um professor de canto de Coimbra, por exemplo. Pois é, com o método das aulas de canto particulares por webcam o aluno pode investir na sua formação musical de forma relativamente autónoma e, ao mesmo tempo, beneficiar do acompanhamento de um profissional que o ajude a enfrentar as suas dificuldades.

Além disso, não se pode esquecer de que, com um professor de canto particular, tudo pode ser ajustado à sua medida:

  • o número de horas que dedica às aulas de canto;
  • a metodologia do seu curso de canto: mais prático ou mais teórico;
  • as músicas que pretende aprender – das musicas portuguesas tradicionais às mais recentes músicas estrangeiras;
  • o género de música em que gostaria de trabalhar – do jazz à música clássica, passando pelo canto lírico ou mesmo pelo hiphop.
Um rapaz, em palco, a cantar hiphop.
Um professor de canto particular pode ajudá-lo a dominar qualquer género de música | Fonte: Unsplash

Ademais, o aluno é quem escolhe o seu professor de canto, por isso, pode optar por um professor mais jovem – e quem sabe ainda em formação – ou por um professor de canto mais experiente que, apesar de provavelmente cobrar mais, possa prometer fazer do aluno um talentoso barítono.

Vive em Faro e está sempre a sonhar com cantar? De que é que à espera? No Algarve tem tudo quanto precisa!

Precisa de um professor de Canto ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marta

Sou, desde sempre, uma ávida leitora, com o coração apontado para a escrita, e uma bibliófila incurável, com um fraquinho por arquivos e espólios. Hoje, trabalho como revisora, editora e produtora de texto freelancer e sou colaboradora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.