É quase fator essencial em qualquer atividade desportiva, tanto quanto o vestuário e o calçado apropriado ao treino.  É quase automatizado o hábito de colocar uma batida adequada ao tipo de atividade que vamos desempenhar. A razão ainda não é completamente definida, mas podemos depreender, com base em alguns fatores.

Na verdade, a prática de desporto consiste em movimentos repetidos, com determinada cadência. A música é um conjunto de sons, ritmos e tempos que têm determinada frequência na sua batida e com maior ou menor velocidade. Percebemos aqui alguma semelhança. Será então em princípio uma forma de compassar o treino, ao mesmo tempo que aquecemos a alma com uma sonoridade agradável.

O som da música leva-nos a obter um sem fim de experiências. A nível emocional, desperta em nós variados sentimentos e impulsos nervosos, de acordo com o tipo de sonoridade e com o nosso estado de espírito. Quando tomamos consciência desta habilidade que a música tem, podemos usá-la a nosso favor nas mais diversas circunstâncias, e o contexto desportivo é um dos campos que beneficia com a aplicação desta arte!

Grandes performances são obtidas ao som de grandes músicas.
Todas as práticas desportivas beneficiam com a utilização da música! | fonte: Pixabay

Podemos usá-la como um fator de relaxamento e tranquilidade para conseguirmos manter algum foco e concentração. Podemos inversamente usá-la como fator de estímulo e motivação, conseguindo melhorar determinada performance. Dado que a música é sentida por nós, quando usada aliada à pratica desportiva, consegue minimizar a sensação de fadiga e monotonia, pois não vai haver foco nos efeitos adversos do treino, e este vai ter a música como fator de distração. Genial!

Quando escolhemos conscientemente a nossa lista de músicas, de acordo com o tipo de treino que pretendemos fazer, a nossa performance é largamente maximizada. Se necessitamos de treinar com alta intensidade usamos batidas mais fortes e aceleradas, se por outro lado precisamos de alongar no final do treino, a audição de melodias mais relaxantes e tranquilas vão ser muito benéficas. A nossa motivação aumenta, estejamos a treinar sozinhos, acompanhados com personal trainer ou em aulas de grupo.

Truques para uma prática desportiva mais dinâmica de um personal trainer portugal

Se treinar num ambiente controlado, como o de um ginásio, vai estar já com música a tocar para que sinta o ritmo e possa compassar o seu treino ao som das batidas escolhidas para favorecer a performance. Por regra é uma playlist já definida para estimular o treino dos sócios e garantir uma experiência agradável e tão motivadora quanto possível.

Existem ainda desportistas que preferem levar o seu próprio equipamento e escutar a sua própria playlist, selecionada de acordo como seu gosto pessoal e o seu tipo de treino, o que é uma ótima prática (imagine como pode beneficiar de fazer os seus alongamentos no final ao som de uma música relaxante escolhida por si, ao invés de estar a escutar a batida acelerada de treino do ginásio!) .

Há ainda uma outra situação onde faz sentido levar o seu equipamento, que é quando opta por fazer a sua prática de atividade física ao ar livre, mas com cautela! Deve sempre prestar muita atenção à sua envolvente, para não se expor a perigos desnecessários. Utilize o volume com moderação e seja vigilante.

Ao ar livre devemos usar a música como ajuda para chegar ao objetivo.
Quando treinar ao ar livre, tome cuidado para não se abstrair da envolvente. | fonte: Pixabay

Mas quais serão os equipamentos que eu devo considerar adquirir? Nós ajudamos:

  • headphones adequados à atividade desportiva - hoje em dia há inúmeras opções destes equipamentos adequados à atividade física. Podem ser intra-auriculares ou não, devem ser preferencialmente sem fios (para que mantenha total liberdade de movimentos). O mais importante mesmo é que sejam resistentes à transpiração, e em materiais de boa qualidade. Opte pelo sistema mais adaptado às suas necessidades, e garanta que obtém a melhor fixação possível nos equipamentos, para evitar paragens constantes quando estes sem do sitio ou caem.
  • suporte de braço para telemóvel - a maneira mais prática de transportar o seu telemóvel (onde poderá ter as suas músicas também), evitando acidentes. Muitas pessoas optam por andar com o telemóvel na mão, em vez de usar um suporte apropriado, o que leva em grande parte das vezes a danos no equipamento, maioritariamente devido a quedas. Desta forma fica com as suas mãos livres, e consegue obter o máximo rendimento.
  • opte por música que lhe transmita alegria - então se o objetivo é alcançar as metas a que nos propomos, precisamos de motivação, e a música permite-nos chegar a esse estado. Simples! Com música conseguimos chegar a estados de concentração e foco com bastante facilidade, e quando damos por isso, já terminámos a nossa rotina de treino e nem demos pelo cansaço!
  • preste atenção ao volume - por mais que seja tentador subir o volume em determinadas fases do treino, deve sempre ter em atenção que o tímpano é uma membrana extremamente frágil. A maior parte dos equipamentos tem já incorporado um aviso que informa quando atinge o limite de volume seguro, ficando depois ao seu critério arriscar ou não. Além disso, quanto mais alto estiver o volume, mais difícil será para si prestar atenção ao ambiente em seu redor. Se estiver a praticar desporto ao ar livre, pode ser uma escolha muito arriscada.
  • siga o ritmo com moderação - a batida da música faz-nos querer acompanhá-la, no entanto nem sempre deve ser seguida essa vontade. Há momentos em que deverá abrandar o seu ritmo e assim evitar lesões, como por exemplo na fase do aquecimento e dos alongamentos. Desde que cumpra com as indicações do seu personal trainer ao domicílio, tudo correrá bem, pois o plano está feito de acordo com as suas características pessoais!

Aplicações para ouvir música que são usadas também em curso de pt

A escolha da música vai ser sempre algo muito pessoal e deve fazer de acordo com as suas preferências, por forma a conseguir obter o máximo rendimento da sua escolha.

Pode optar por canais da plataforma youtube, que é gratuita e lhe permite aceder a playlists já criadas por outras pessoas com o mesmo fim, ou até criar a sua de forma completamente customizada. Pode sempre pedir ajuda ao seu personal trainer para dar uma ajuda a criar uma playlist invencível para o seu objetivo e tipo de treino!

Pode também optar por fazer o download das suas faixas musicais favoritas para o seu aparelho, o que lhe vai permitir um rápido acesso, até mesmo sem conexão à internet. Aqui deve avaliar a necessidade de espaço no dispositivo, uma vez que estes ficheiros podem ficar um pouco pesados na memória do equipamento.

Se quiser recorrer a aplicações específicas para aceder ao conteúdo musical, deve considerar, por exemplo, as seguintes:

  • spotify
  • listen
  • pandora
  • apple music

Nestas aplicações pode compor ao seu gosto a sua playlist, através da criação de conta e escolha das faixas a adicionar. Estas ficarão associadas exclusivamente a si. Em alguns casos poderá até conseguir partilhar a sua playlist com outras pessoas!

Quais os géneros musicais no curso pt, devo escolher?

Até agora confirmámos a importância da música na performance desportiva, mas e se aprofundarmos mais, podemos ainda aprimorar? Claro! Cada estilo musical tem as suas características bem próprias, e devem ser investidas para os exercícios que mais se adequem a elas. Temos por exemplos:

Cardio fitness

Esta forma de desporto tem por função aumentar a resistência, através do incremento do ritmo cardíaco e da respiração. Se escutarmos música que nos leve a dar o nosso máximo, com um ritmo ativo e agitado, mais facilmente atingimos o estado de concentração que nos inibe da fadiga e nos conduz ao objetivo. É muito bem adaptada também à musculação, por conferir aquela motivação extra quando o cansaço começa a estar muito presente.

Exemplos de música a utilizar no seu treino de cardio:

  • Tourist, « Run »
  • Parov Stelar, « Clap your hands », « Booty Swing »
  • Caravan Palace, « Sucy », « Lone Digger »
  • Chinese Man, « I’ve got that tune »
  • Roudoudou, « Peace and tranquility to earth »

Musculação

O Hip Hop é uma excelente escolha para este tipo de prática. Ajuda na concentração e a esquecer a dor que pode surgir durante a execução de alguns exercícios. A escolha certa pode ser impulsionadora da sua performance e facilitar o seu treino, ajudando a que consiga obter os resultados que pretende com uma sensação de menos esforço.

Exemplos de música a utilizar no seu treino de musculação:

  • 50 Cent, « I’ll Whip Ya Head Boy »
  • Mobb Deep, « Shook ones Part II »
  • Mark Ronson feat Bruno Mars, « Uptown Funk »
  • Snoop Dogg, « What’s my name »
  • The Fugees, « Ready or not »
Práticas mais tranquilas também beneficiam da música.
A música é poderosa quando se praticam atividades físicas de maior concentração. | fonte: pixabay

 

Se for treinar no período da noite, pode e deve optar por uma escolha musical mais serena. Assim, no final do seu treino não sentirá dificuldades para relaxar e entrar num sono descansado.

O mais importante é que se sinta bem, e com motivação para a atividade física, seja ela qual for. A música pode ser sua aliada a tirar o máximo partido do seu rendimento, e deve usá-la.

Lembre-se sempre de terminar o seu treino com um bom alongamento, pelo bem dos seus músculos!

Precisa de um professor de Personal trainer ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Raquel

Apaixonada pela vida, e pela beleza das coisas. Acredito que há sempre espaço para saber mais, e que esse conhecimento a determinada altura nos é muito útil.