Todos os estudantes têm disciplinas de que gostam e disciplinas de que não gostam. História, infelizmente, está muitas vezes no grupo das disciplinas de que não gostam. E compreendemos que muitos factos, pesquisa e investigação para descrever apenas um período histórico possa ser aborrecido.

Mas a história é um campo essencial, não só no que diz respeito á formação e educação dos alunos nas áreas das ciências, das letras e da arte, mas também para o conhecimento da cultura, património e história do nosso país. Se o ensino na escola não ensinar história, como é que vai perceber como é que Portugal se formou e evoluiu?

Por isso, mesmo que os cursos de história na faculdade ou universidade não sejam o objetivo, nem queira fazer um curso intensivo na área, não deixe de aumentar a formação e o conhecimento sobre o nosso país. Para todos esses estudantes que não querem seguir cursos, criamos este artigo com as informações necessárias sobre a dinastia de Portugal que cimentou a independência do país, a 2ª dinastia, a de Avis.

Os melhores professores de História disponíveis
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Caracterização da sociedade durante a dinastia de Avis

Esta dinastia começa com a Revolução de Avis e foi crucial para a história de Portugal, uma vez que inaugurou a dinastia que estabilizou a sucessão dinástica do país durante os dois séculos seguintes, e que permitiu consolidar a monarquia portuguesa.

Foi nesta dinastia que se estabeleceu a independência de Portugal e se colocou fim às constantes ameaças que o país sofria do reino de Castela. É também aqui que se dá início à época dos descobrimentos e de expansão territorial do país.

pintura historica
A história é um campo com muita importância na formação dos alunos e, por isso, existem vários cursos superiores em cada universidade, como no Porto e em Lisboa. | Fonte: Unsplash.com

Estes desenvolvimentos permitiram que a sociedade prosperasse, sem a constante ameaça de invasões e com acesso a matérias primas que incentivaram o desenvolvimento da indústria. Ainda com divisões das classes sociais, a dinastia de Avis desenhava uma sociedade mais coesa e menos fragmentada.

Saiba todos os elementos importantes da 1ª dinastia sem quer que investir em cursos ou numa licenciatura na universidade.

Acontecimentos mais marcantes da 2ª dinastia

Se fizer um curso intensivo de história, ou até mesmo de história de arte, verá que o programa curricular de estudos evidencia todos os eventos mais importantes da nossa história. No caso de ser um daqueles estudantes que não quer seguir para um curso profissional de história, nem precisa de fazer as provas de acesso para a licenciatura na universidade nesta área de letras ou ciências, pode sempre realizar uma pesquisa e investigação sobre esses acontecimentos do contexto político e histórico da época que precisar de estudar.

No caso da dinastia de Avis, são estes os eventos principais que a marcaram:

Batalha de Aljubarrota

A batalha de Aljubarrota é uma das principais vitórias militares dos portugueses ao longo da história, não só devido ao facto de garantir a independência, mas também devido à desproporção de forças que se encontraram no campo de batalha. Esta vitória, em Agosto de 1385, teve consequências políticas que, tanto em Portugal como em Espanha, foram muito para além da época.

Cortes de Coimbra

As Cortes que reuniram em Coimbra em 1385 têm uma importância capital na história portuguesa, uma vez que deram sanção jurídica à revolução popular que se alastrara por grande parte do país, permitiram eleger um novo rei e instaurar uma nova dinastia, além de tentar definir as regras de um regime constitucional.

Passagem do Cabo da Boa Esperança

Em 1488, Bartolomeu Dias foi o primeiro europeu a dobrar o Cabo das Tormentas que, com esperança de abrir novos caminhos às descobertas portuguesas foi re-batizado como da Boa Esperança. Esta passagem foi a confirmação de que era possível ligar-se ao Índico por mar, o que permitia abrir as portas para uma nova rota comercial entre a Europa e a Ásia.

pilha de livros
Uma ótima forma de garantir sucesso no programa curricular é investir num curso intensivo de história com aulas particulares ou num centro de estudo. | Fonte: Unsplash.com

Foi ela que permitiu que, no final do século XV, a marinha portuguesa já tivesse explorado a maior parte da costa africana virada ao atlântico.

Tratado de Tordesilhas

A 7 de junho de 1494, as delegações de Portugal e Espanha reuniram-se em Tordesilhas, para acordar uma linha que  dividisse o oceano atlântico em duas metades, onde todas as terras, descobertas e por descobrir, a oeste dessa linha pertenceriam aos reis de Espanha, e todas a leste a Portugal. Este tratado foi a solução para a crise desencadeada pela viagem de Cristóvão Colombo, realizada dois anos antes sobre o domínio do património descoberto.

Caminho marítimo para a Índia

A passagem do Cabo da Boa Esperança abriu as portas para que os portugueses acedessem ao oceano Índico e, em 1497, Vasco da Gama partiu com o objetivo de descobrir o caminho marítimo para a Índia, onde chegou em 1498.

Descoberta do Brasil

Em 1500, Pedro Álvares Cabral, dirigia-se para a Índia, mas, pelo caminho, descobriu o Brasil. Antes de dobrar o Cabo da Boa Esperança, fez um desvio no atlântico que o levou até à costa do Brasil, onde aportou. A descoberta foi anunciada como acidental, mas muitos historiadores acreditam que o desvio foi intencional e os portugueses já conheciam a localização do novo continente.

Batalha de Alcácer-Quibir

Nas redondezas da cidade de Alcácer-Quibir, o exército português perdeu a batalha e o rei D. Sebastião, que foi morto durante o recontro. O corpo do rei português terá sido mostrado aos sobreviventes portugueses, mas o mito de que teria sobrevivido e que voltaria para resolver os problemas do país manteve-se vivo durante décadas.

A derrota na batalha de Alcácer-Quibir levou à crise dinástica de 1580 e ao nascimento do mito do Sebastianismo.

Podemos garantir que cada um destes acontecimentos faz parte do programa curricular do curso de história, mas é provável que saiba o nome de muito poucos. Lembre-se que é importante fazer a sua própria pesquisa e investigação sobre cada período histórico, principalmente quando é "ignorado" no ensino tradicional.

E se tiver que rever os acontecimentos mais importantes da 3ª dinastia porque fazem parte do plano de estudos para as provas de acesso ao ensino superior, também o pode fazer.

Os melhores professores de História disponíveis
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Elementos mais importantes da 2ª dinastia

No caso de querer fazer curso de história para aumentar o conhecimento de história, das ciências, da arte e das letras, e tentar o acesso a uma licenciatura na universidade, deve dedicar-se com mais atenção ao estudos de história durante o ensino. Isso inclui fazer alguma investigação e saber quem são as personalidade com mais impacto na sua educação.

Estes são os elementos sociais mais importantes na história da dinastia de Avis:

D. João I

Torna-se líder da fação adversária à ligação de Portugal a Castela e consegue reclamar a coroa.  Vê-se abandonado por muitos nobres que se aliam a Espanha, mas mesmo assim consegue que a maior parte do país fique do seu lado.

Consegue bater as forças castelhanas na batalha de Aljubarrota e é o primeiro monarca a investir na expansão do reino para o norte de África, conquistando Ceuta aos mouros.

D. Duarte

Reforçou o poder da monarquia e quis expandir o reino para Marrocos, com resultados nem sempre positivos. Apostou na expansão marítima e foi durante o seu reinado que se registam viagens à India e ao Brasil.

mapas abertos em mesa
Portugal não é o centro da história contemporânea, mas a sua importância cultural não pode ser esquecida, uma vez que foi o nosso país que permitiu a apresentação a novas rotas marítimas. | Fonte: Unsplash.com

D. Duarte também foi responsável pela compilação da legislação do reino, um trabalho que só será concluído no reinado de D. Afonso V, e que ficou conhecido por “Ordenações Afonsinas”.

D. Manuel I

D. Manuel I era um rei astuto e empenhado na expansão do reino, que inspirou um estilo arquitetónico próprio: o estilo Manuelino. Com motivos marítimos, este estilo foi classificado como uma corrente do barroco exclusiva de Portugal e está presente em muita da arte e arquitetura do país deste período histórico.

D. Sebastião

Um rei religioso e militar zeloso, empenhou-se na preparação de um exército para combater os Mouros e em ganhar prestígio militar.  A sua morte na batalha de Alcácer Quibir, sem deixar descendência, abriu as portas à crise dinástica que vai colocar os reis de Espanha no trono português.

À sua volta nasceu o mito do “Sebastianismo”, que reflete a esperança de que o rei regressaria um dia, numa manhã de nevoeiro, para salvar o país de todos os seus problemas.

Sempre que ouvir um nome que não reconheça, faça uma pesquisa sobre ele! Nos dias de hoje tem toda a informação à distância de um click e este conhecimento pode ser a diferença entre ingressar numa faculdade e prosseguir com a sua educação ou parar os estudos.

Para saber as pessoas mais importantes da 4ª dinastia não precisa de percorrer uma grande distância, mas um curso nunca é má ideia.

Desenvolvimento económico

Após a Revolução de Avis, a burguesia portuguesa prosperou. Os reis investiram no desenvolvimento comercial do país, com o apoio da burguesia que tinha participado na revolução. O desenvolvimento da burguesia, bem como a estabilidade política alcançada após o final do século XIV, permitiram que o país fosse o pioneiro no processo de expansão marítima iniciado no século XV.

Assim, Portugal afirma-se como uma potência marítima e a sua indústria cresce juntamente com a construção naval. Em redor deste sector desenvolvem-se outras manufacturas ligadas à tecelagem (para o fabrico de velas), à tanoaria (para o armazenamento de víveres), à moagem (para o fabrico de biscoito usado como alimento nas viagens), e à madeira, matéria necessária para o fabrico de quase todos os equipamentos.

Assiste-se também à chegada de imigrantes especializados, convidados pela coroa, com o objetivo de responder às diversas necessidades do país. Da Alemanha chegam, por exemplo, armeiros encarregados de fabricar peças de artilharia para armar as embarcações. Do império vão chegar escravos, especiarias, açúcar, tabaco e, por fim, ouro.

Durante alguns períodos, existe uma tentativa de incrementar outras manufacturas e indústrias, mas a possibilidade de enriquecer de forma fácil nas colónias desviaram muitos dos esforços canalizados nesse sentido.

armario com livros
Seguir uma licenciatura de história numa universidade ou faculdade permite seguir variadas carreiras nas áreas das letras e ciências ou até no campo cultural. | Fonte: Unsplash.com

Sabe quais foram os eventos que levaram à implementação da república portuguesa?

Envolvimento politico na época

O início da dinastia parecia ter consolidado a independência do país, mas o "desaparecimento" de D. Sebastião desencadeou uma crise de sucessão em Portugal. A notícia da sua morte chegou rapidamente ao país, mas foi mantida em segredo durante algum tempo. O futuro da coroa ficou num impasse e o país vivia numa grande instabilidade política.

A falta de dinheiro para pagar o resgate dos nobres que tinham ficado prisioneiros em Alcácer-Quibir levou a que se aliassem a D. Filipe, rei de Espanha mas um dos candidatos ao trono, que prometeu pagar os resgates. De um modo geral, todas as classes dirigentes do país estavam interessadas numa integração no reino de Espanha, uma vez que a monarquia controlava diversos países e ducados europeus onde tinham sido descobertos prata e ouro.

Apenas o povo se mostrou relutante em apoiar um rei que controlava o país vizinho, mas não tinha força suficiente para causar uma ruptura e, por isso, em 1581, as cortes reunidas em Tomar declararam Filipe II de Espanha rei de Portugal, o que terminou a dinastia de Avis.

Vai continuar os estudos na área das letras ou ciências? Quer ingressar em cursos de história na faculdade? Ter conhecimento dos acontecimentos essenciais da história da nossa monarquia é obrigatório! Se sentir que precisa de um "empurrãozinho" extra para continuar a sua educação com um dos cursos na área da cultura e história portuguesas, porque não procurar na Superprof? A nossa plataforma tem vários professores à espera da sua apresentação.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.