Poderíamos alegar que, de todas as disciplinas da educação e ensino, a história é aquela com mais importância. Não porque seja mais importante que as ciências, as letras ou a arte, mas porque o seu estudo é uma apresentação à formação do mundo. Saber história permite conhecer a cultura, o património, as condições sociais e muito mais, independentemente da distância do período que estejamos a analisar.

Ainda assim, poucos são os estudantes que se interessam verdadeiramente por história acima das outras disciplinas. Mas os cursos de história continuam a existir e a insistir. Porque é essencial saber história.

Por esse motivo, e para todos aqueles alunos que não sabem se devem seguir um curso de história, aglomeramos neste artigo todas as informações essenciais sobre o período da implementação da república, que sucedeu todas as dinastias portuguesas.

prateleiras de biblioteca
Todos os cursos nas áreas das ciências, letras ou qualquer campo de história incluem a implementação da república no programa curricular. | Fonte: Unsplash.com

Saiba todos os elementos importantes da 1ª dinastia sem quer que investir em cursos ou numa licenciatura na universidade.

Os melhores professores de História disponíveis
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (12 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (16 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (8 avaliações)
Filipa
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria otília
5
5 (5 avaliações)
Maria otília
13€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diana raquel
5
5 (6 avaliações)
Diana raquel
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Caracterização da sociedade na época

A implementação da república foi um processo longo de mutação política, social e mental. A cedência portuguesa às exigências britânicas foi vista como uma subjugação e uma humilhação nacional, o que levou a um profundo descontentamento da população e das elites.

Além disso, a igreja tinha cada vez mais poder, algo que desagradava os membros da nobreza e da burguesia, que não concordavam com a repartição dos poderes. A instabilidade política e social, o sistema de alternância de dois partidos na tentativa de obtenção de poder e a incapacidade do país de acompanhar a evolução dos tempos e se adaptar à modernidade culminaram na queda da monarquia e na implementação da república.

Ainda que não tenha resolvido as diferenças sociais, a proclamação da república foi claramente o reflexo da vontade popular e uma alteração que permitiu um crescimento social e cultural do país. É também importante mencionar que, com a passagem da monarquia para a república, foram também alterados os símbolos do país, sendo criada uma nova bandeira e implementado um hino nacional.

Conheça os eventos mais marcantes da 2ª dinastia sem ter que fazer uma pesquisa ou investigação a solo.

Eventos mais marcantes da implementação da república

Se estiver a considerar seguir carreira nas áreas da história, ciências ou letras será necessário fazer um curso de história numa universidade os faculdade. Os estudantes que frequentam estes cursos estudam os acontecimentos mais importantes da história do país como parte do programa curricular do curso. Mas mesmo aqueles estudantes que não necessitam de se preparar para as provas de acesso a uma licenciatura na universidade, devem fazer alguma pesquisa e investigação sobre os eventos que marcam o contexto político e histórico de cada época de destaque nos seus estudos.

Para ajudar, segue-se uma breve apresentação dos acontecimentos principais antes e depois da implementação da república.

Mapa Cor de Rosa e o Ultimato Inglês

O Mapa Cor-de-Rosa definia as novas fronteiras no império africano ligando Angola e Moçambique. A administração portuguesa destes territórios era aceite internacionalmente, mas em 1890, os ingleses, que sonhavam com um caminho-de-ferro da África do Sul ao Egipto, impõem um ultimato aos portugueses. Como potência dominante da época, ameaçam Portugal com uma guerra caso continuasse com a pretensão de manter o mapa.

apontar para mapa antigo
Se não quiser fazer um curso, pode sempre ter aulas particulares de história ou inscrever-se num centro de estudo. | Fonte: Pexels.com

O rei D. Carlos, coroado recentemente, protesta, mas não pode fazer mais do que recuar. A população portuguesa também se levanta em protestos e os republicanos aproveitam a situação para mostrar o que chamam a fraqueza da monarquia.

Revolta do Porto

A revolta republicana do Porto, em 1891, surge na sequência do Ultimato Inglês, mas tem uma vida muito curta, uma vez que os revoltosos têm pouco apoio e estão desorganizados. São poucos os oficiais que se juntaram aos revoltosos e a maioria das forças era constituída por sargentos e soldados.

Assassinato do rei

Em 1908, no regresso a Lisboa, o Rei D. Carlos e o príncipe herdeiro, Luís Filipe, são assassinados por anarquistas. A sua morte deixa a monarquia fragilizada, o que permite a proclamação da república apenas dois anos depois. O assassinato vem culminar um clima de grande tensão política, uma vez que vários dirigentes republicanos estavam detidos e havia um novo decreto permitia a sua deportação.

Implantação da república

Na noite de 3 para 4 de outubro de 1910, diversas forças militares revoltam-se contra a monarquia. Após vários confrontos, que envolvem civis e militares de ambos os lados, a monarquia é derrubada e no dia 5 implanta-se a República. A proclamação é feita das varandas da Câmara Municipal de Lisboa e é resultado de um longo processo, que foi criando na população, especialmente em algumas elites, a vontade de mudar o regime.

Ainda no mesmo dia, o rei e a família abandonam Portugal para o exílio.

1ª Guerra Mundial

Em 1914 é assassinado o Arquiduque Francisco Fernando, herdeiro da coroa do império Austro-Húngaro. O ataque, realizado por um grupo nacionalista que reunia bósnios, sérvios e croatas, desencadeou imediatamente a I Guerra Mundial. A partir daqui, todo o frágil sistema de alianças e pactos secretos entre as potências europeias desabou, numa espécie de efeito dominó.

Toda a Europa acaba por se envolver no conflito, que se alastrou à escala mundial e durou 4 anos, quando todos supunham que terminasse rapidamente. No final, foram contabilizados mais de 15 milhões de mortos e um grau de destruição que a Europa nunca tinha conhecido.

A grande maioria destes eventos são reconhecidos por todos os alunos, uma vez que fazem parte do programa curricular do curso de história do ensino básico, ensino secundário e até mesmo depois no ensino superior. De qualquer das formas, e para garantir que não lhe falta nenhum detalhe, pode sempre complementar esta informação com investigação e pesquisa sobre este campo da história.

E se tiver que rever os acontecimentos mais importantes da 3ª dinastia porque fazem parte do plano de estudos para as provas de acesso ao ensino superior, também o pode fazer.

Personagens mais importantes deste período histórico

Fazer um curso de história, ou até mesmo um curso de história de arte, é uma ótima forma de ganhar uma nova visão da cultura e património e aumentar o conhecimento de história, das ciências, da arte e das letras. Se é a sua intenção, aconselhamos a que dedique aos estudos na disciplina de história com ligeiramente mais afinco que as restantes disciplinas, se quer ter sucesso no acesso a uma licenciatura na universidade ou faculdade.

pintura na parede
A história de arte é muito importante e é uma alternativa a um curso no campo da ciências, letras ou história cultural. | Fonte: Pexels.com

Essa dedicação incluí conhecer as pessoas com o maior impacto histórico e as razões porque as estuda na sua educação e conseguinte formação. Estas são as figuras mais importantes na época da implementação da república.

D. Carlos

D. Carlos era um rei viajado, muito ligado às coisas do mar, cujo reinado foi marcado por acontecimentos que anunciavam o fim da monarquia, como o Ultimato Inglês, revoltas no ultramar e a revolução republicana. Todos estes eventos são utilizados pelos meios republicanos como exemplo da fraqueza da coroa e acaba por ser morto com o filho e herdeiro da coroa, num atentado.

D. Manuel II

Último rei de Portugal, governou o país apenas durante 2 anos antes de se exilar em Inglaterra. Após a revolução republicana, foi obrigado a abdicar do trono e, em 1910, sai do país com a família. Primeiro refugia-se em Gibraltar e finalmente o soberano inglês acolhe-o no Reino Unido, onde o passará o resto da sua vida.

Sidónio Pais

Sidónio Pais não participou no golpe do 5 de Outubro, mas era um entusiasta proclamado da república. Assumiu vários cargos públicos, pastas governamentais e diplomáticas durante a primeira fase da governação republicana.

Em 1917, liderou um golpe militar que derrubou a república democrática e, com base numa mudança na lei eleitoral, marca novas eleições presidências. Fundou o que designou de República Nova, uma nova realidade política de tipo presidencialista e é eleito presidente da república.

Estes são os nomes que deve memorizar, independentemente da fase da formação em que esteja. Há algum que não conheça? Faça mais pesquisa e investigação, para garantir que tem sucesso nos estudos e consegue continuar a sua educação e aceder à universidade ou faculdade dos seus sonhos!

Descubra quais foram as pessoas mais importantes da 4ª dinastia ser ter que percorrer uma grande distância, mas não descarte a hipótese de fazer um curso.

Aulas de história e o ambiente político e económico pré e pós república

Todo o período histórico entre o final "oficial" da monarquia e a implementação da república foi marcado pelas tentativas de controlar republicanos, anarquistas e outras correntes políticas que se entranhavam na sociedade portuguesa.

busto na biblioteca
Todas as classes sociais estavam no centro do período da implementação da república e contribuíram para a sua apresentação ao país. | Fonte:

Com a participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial, existe um agravamento da crise económica e social, o que por sua vez acende o conflito entre o regime republicano e os partidários da monarquia deposta. O surgimento de Sidónio Pais, em 1917, aumenta a discórdia entre as várias fações do regime e dá um novo alento aos núcleos políticos mais conservadores e que eram claramente simpatizantes da causa monárquica.

Existia um clima de pré-insurreição em diversos setores militares e o próprio campo republicano estava dividido. De um lado, estava o governo e os defensores do modelo presidencialista de Sidónio Pais, do outros os partidos republicanos tradicionais que exigiam o regresso ao modelo parlamentar dos primeiros anos da República.

Após vários meses de crise política e de movimentações militares e tentativas de revolta, por parte de setores e grupos diversos, tenta-se proclamar uma “Monarquia do Norte” que falha e marca o fim das tentativas de restauração da monarquia pela via militar e divide os setores monárquicos.

Assinala igualmente a derrota dos setores sidonistas e o regresso das lutas entre os partidos republicanos tradicionais. Os anos seguintes foram marcados por uma extrema instabilidade política, com a rápida sucessão de governos, por vezes vários no espaço de um ano, e repetidos atos eleitorais.

Foi esta instabilidade que acabou por conduzir ao golpe militar de 28 de maio de 1926, que permite o regresso ao poder dos setores monárquicos e conservadores e que leva à ascensão de António de Oliveira Salazar.

Ainda indeciso sobre os cursos de história? Com uma pesquisa no site da Superprof encontra perfis com apresentação de todos os professores do campo de história disponíveis para o ajudar a decidir o futuro da sua educação, apenas à distância de um click.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.