Muitos pais sentem que são os verdadeiros responsáveis por ajudarem os filhos a melhorar o seu desempenho na escola. E a verdade é que podem ser uma grande ajuda nesse processo. Umas das melhores formas de auxiliar é proporcionar atividades para realizar em casa.

Pode escolher entra vários tipos de reforço escolar, como aulas particulares, explicações, cursos online, aplicações para telemóvel, etc. Qualquer um destes meios pode auxiliar o seu filho na melhoria das notas, na aprendizagem e nos estudos em geral.

Mas quando for escolher o método, deve ter em conta: a qualidade do ensino que é oferecido e o perfil do aluno. É essencial ter uma boa metodologia de ensino, mas cada estudante tem as suas particularidades e, muitas vezes, a maneira como a matéria é apresentada pode influenciar de forma positiva ou negativa o seu aproveitamento.

Independentemente da dificuldade que o seu filho tem em matemática, português, química ou inglês, se encontrar o modelo ideal, podemos garantir que verá o progresso nas notas. Aliás, se tem assim tanto interesse em acompanhar as notas do seu filho, porque não oferecer um apoio extra para as melhorar? Já para não mencionar a facilidade em acompanhá-lo nessas atividades fora da escola e poder observar os resultados de perto.

Essa também é uma ótima fora de se aproximar do seu filho e perceber quais são as suas dificuldades, preocupações e receios. Desta forma, será possível ajudá-lo e encorajá-lo a dedicar-se com afinco aos estudos. As aulas particulares exigem uma maior autonomia por parte dos alunos e isso permite que desenvolvam um sentido de responsabilidade maior em relação aos seus estudos e percurso escolar.

No entanto, não se deve esquecer de valorizar o esforço feito e destacar todos os bons resultados. Desta forma, ao mesmo tempo que se torna mais responsável, o estudante também desenvolve a sua autoconfiança e sente-se mais seguro.

mae e filha com computador
Ajudar na educação do seu filho não é só saber que disciplinas ele estuda, mas também apoiar os professores. | Fonte: Pexels.com

Tudo o que mencionamos está ao seu alcance. Por isso, pode começar agora mesmo a auxiliar o seu filho a alcançar o sucesso que deseja.

Os melhores professores de Explicações disponíveis
Isabel
4,9
4,9 (8 avaliações)
Isabel
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (17 avaliações)
Pedro
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (8 avaliações)
Marta
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (15 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jorge
5
5 (5 avaliações)
Jorge
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Samuel
5
5 (17 avaliações)
Samuel
4€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (10 avaliações)
Susana
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (8 avaliações)
Isabel
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (17 avaliações)
Pedro
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (8 avaliações)
Marta
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (15 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jorge
5
5 (5 avaliações)
Jorge
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Samuel
5
5 (17 avaliações)
Samuel
4€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (10 avaliações)
Susana
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Determinar as dificuldades do aluno

O primeiro passo para auxiliar o seu filho com o desempenho académico é reconhecer quais são as suas verdadeiras dificuldades.

Não consegue fazer as equações de matemática? Tem más notas nos testes de português? Tem dificuldades em aprender inglês? Deve ter em mente que ele pode ter notas excelentes em algumas disciplinas e ter dificuldades noutros. Tem que perceber quais são as dificuldades para que possam ser ultrapassadas.

Nalguns casos, apenas é necessário aprofundar os conhecimentos do aluno de modo geral. Alguns precisam de se preparar para testes ou exames, outros querem continuar o percurso académico em universidades específicas, que precisam de provas de ingresso para entrar.  Todas essas questões podem ser um motivo para considerar a hipótese de ter explicações.

Também deve ter em conta a forma como a criança aprende. É autodidata? Ou precisa de ter regras restritas para conseguir organizar os seus estudos? Aprende melhor com material visual ou a fazer exercícios escritos?

Com essas informações, é possível determinar que tipo de apoio trará os melhores resultados. E esses resultados devem ser sempre acompanhados em tempo real. Se estiver bem atento, irá facilmente perceber quais são as matérias onde o seu filho precisa de ajuda e o tipo de aulas que são mais indicadas.

Alguns estudantes têm dificuldades em fazer os trabalhos de casa e nem sempre os pais têm tempo ou os conhecimentos para os apoiar. Nestes casos, a presença de um professor particular pode ser uma grande ajuda.

Se, para além das dificuldades escolares, o seu filho for muito tímido, também pode considerar aulas de apoio ao estudo em grupo para o auxiliar. As aulas em grupo forçam a interação, ao colocá-lo frente a frente com outros alunos. Neste caso, além dos resultados relacionados com as notas, a criança também desenvolve a sua capacidade de comunicação e perde a vergonha e o medo.

menina com dificuldades
Deve considerar quais são as maiores dificuldades na educação do seu filho, se em português, numa língua estrangeira ou outra matéria. | Fonte: Pexels.com

Além disso, ao ter contacto com outros estudantes que sentem dificuldades semelhantes, faz com que não se sinta diferente dos colegas ou deslocado. Isto permite que aprenda a ver para lá da sua realidade e perceber que as dificuldades escolares fazem parte da vida de todos os alunos. Cabe a cada um realizar os esforços necessários para as ultrapassar.

Compreender as alterações na vida da criança

Se quer garantir que o seu filho tem sucesso nas explicações, deve ir acompanhando o seu percurso e progresso.

Conhecer o ritmo escolar

Com o avanço dos anos, a escola vai exigir cada vez mais do seu filho. Vão surgindo cada vez mais responsabilidades à medida que vai avançando nos seus estudos. Se se tornarem demasiado, pode ser necessário transferi-lo. No caso de ser mais longe, isso pode significar mais horas de viagem e menos horas de sono.

Ter que dedicar mais horas do dia aos estudos pode levar a que o estudante se sinta cansado e desmotivado. É por isso que é importante que conheça o ritmo das aulas e possa acompanhar a criança quando está em casa. Isso significa não só auxiliar nos trabalhos de casa e nas explicações, mas também ter momentos de lazer onde possam relaxar.

Assim, o seu filho terá um aliado que o ajuda a acompanhar o ritmo do seu dia a dia.

Organizar o estudo

Nos primeiros anos escolares, os alunos só têm um professor a dar as aulas de todas matérias. Nos anos seguintes, passam a ter vários professores, um para cada matéria diferente. Tendo em conta que cada um desses professores tem uma metodologia de ensino diferente, vai ser necessário que a criança se saiba organizar.

É importante que o estudante aprenda, desde cedo, a lidar com essas diferenças e perceber que é ele que tem que se adaptar ao ritmo de cada professor. Isto também o prepara para a vida profissional, que exige muitas vezes que nos adaptemos rapidamente.

Se, além de aulas escolares, o estudante também tem aulas particulares ou explicações, terá mais uma coisa para se adaptar. Isso significa que terá que organizar o seu tempo de estudo, realizar as tarefas e os exercícios propostos em cada explicação com o mesmo empenho que utiliza para os estudos escolares.

O professor particular é também uma grande ajuda neste aspeto, uma vez que, com o decorrer das aulas, consegue perceber o ritmo do estudante e criar atividades que o ajudem a manter-se organizado. O trabalho desempenhado nas explicações permite desenvolver as capacidades de concentração e atenção da criança.

Estar a par da quantidade de tarefas

O volume de tarefas também aumenta com o avanço escolar. Os trabalhos de caso ficam mais longos e elaborados. E ainda que possam existir épocas mais calmas, com menos trabalhos e projetos, terão que ser aproveitadas para estudar para os testes e exames seguintes.

fazer exercicios em casa
É importante que acompanhe o decorrer das explicações particulares e as tarefas que os explicadores propõem. | Fonte: Pexels.com

É importante que partilhe estas informações com o professor particular do seu filho, para que o possa auxiliar a resolver os exercícios de matemática ou de português onde tem dúvidas e que não fique nada para trás.

Acompanhar a criança depois das explicaçoes

As explicações e aulas de apoio ao estudo, sejam elas online, com um professor particular ou em grupo, devem ser encaradas da mesma forma que o ensino convencional. Caso contrário, todo o esforço em encontrar o método ideal será em vão.

Os resultados só são positivos quando o estudante se disponibiliza a aprender e se dedica verdadeiramente aos estudos. Por isso, não pode simplesmente "deixá-lo estar" e deve estar atento à sua organização.

O tutor particular é responsável por explicar os conceitos para que o seu filho tenha melhor aproveitamento. Mas cabe-lhe a si continuar esse trabalho fora das explicações. Terá que funcionar como uma parceria.

Se optou por explicações ou aulas online, deve garantir que tem todos os recursos necessários para que possam correr sem problemas. Qualquer modelo de explicações, quer seja online ou presencial, requer o acompanhamento dos pais.

Criar um plano de estudos

O seu filho passa várias horas do dia na escola. E com o explicador particular define um período semanal, de uma ou duas sessões.

Além disso, também precisa de fazer os trabalhos de casa e estudar para se preparar para os testes e os exames. E é necessário que reserve tempo para o poder acompanhar.

Vai funcionar como uma espécie de coordenador, que garante que os prazos para os trabalhos são cumpridos e que o trabalho do explicador particular está a ser aproveitado.

Ajudar o estudante a ter autoconfiança

Mesmo com toda a importância da sua supervisão, o seu filho também precisa de aprender a responder por si mesmo. Deve entender a sua responsabilidade com os trabalhos e estar ciente de que será o único prejudicado se não as cumprir.

duas mulheres com computador
Um bom acompanhamento permite que a criança se desenvolva e ganhe mais confiança em si mesma. | Fonte: Pexels.com

É importante encontrar um equilíbrio entre exigir que tente o seu melhor e não ser demasiado rígido com as falhas. Se tiver demasiadas expectativas, vai acabar por desencorajar a criança e não motivá-la.

O estudante deve entender que é capaz de progredir por si mesmo, mas sem os pais se tornarem uma causa de stress.

Preparar o local do apoio ao estudo

A criança precisa de um local onde ter as aulas particulares, ou onde aceder à internet se as explicações forem online.

Deve certificar-se que espaço é seguro, confortável e não tem barulhos ou distrações que possam incomodar o aluno. Também é importante ter à mão cadernos, livros e todo o material necessário para acompanhar as aulas.

Quando se trata de aulas de reforço, o papel dos pais não se resume a escolher um bom professor e pagar pelos seus serviços. O apoio, o acompanhamento e o investimento emocional são fatores igualmente importantes para garantir o sucesso das aulas.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.