Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Desporto Artes e Lazer
Partilhar

Como resolver todos os exercicios de matematica sem ter nenhuma dúvida?

De Marta, publicado dia 30/10/2019 Blog > Apoio Escolar > Matemática > Estudar matemática em Coimbra, a cidade dos estudantes!

Para muitos, a matemática faz chegar à memória os momentos mais dolorosos da nossa infância e adolescência, passados na sala de aula. Afinal, quem nunca se escondeu do professor para não responder àquela pergunta difícil sobre a matéria?

Pois é, a matemática é normalmente a ovelha negra na pauta da maioria dos alunos, estejam eles ainda no ensino pré-escolar, no 2.º e 3.º ciclos, ou mesmo no ensino superior — sim, porque estudar arquitetura, economia e algumas áreas da saúde também implica ter cadeiras exatas com muita matemática!

Então, se estudar a matéria acaba mesmo por ser inevitável, onde e como é que se pode fazê-lo com sucesso?

Como vencer o medo da matemática, que tantas vezes se transforma em eternos bloqueios de raciocínio? E, em particular, onde e como é que os alunos do centro do país podem ser acompanhados, por exemplo, na cidade de Coimbra?

Existem métodos e ferramentas propícias para aprender matemática?

É possível tornar a matemática divertida?

Aqui, na Superprof, ajudamos os alunos a encontrar as melhores formas de aprender matemática em qualquer região de Portugal, sugerindo conteúdos, ferramentas e, como se isso não bastasse, deixando um enorme leque de professores de matemática de todos o país dispostos a prestar apoio aos alunos das mais variadas regiões e pelos melhores preços!

Assim, se o estudante procura um curso de matemática na capital lisboeta, ou um reforço escolar com recursos didáticos diferentes e acompanhamento individual em matemática na cidade de Aveiro, a Superprof é o lugar onde o procurar. E sim, até em Coimbra o poderá encontrar!

Matemática: a estranha ciência do dia a dia

Quando se é estudante – quer se seja um adulto feito ou se tenha 8 ou 18 anos de idade – a matemática ocupa sempre um grande espaço da nossa vida! É uma disciplina que está presente em todas as áreas de trabalho e em todas as tarefas do dia a dia: não há como fugir a ela.

De facto, as pessoas utilizam vários princípios matemáticos todos os dias, mesmo que não se apercebam disso. Fazem-no quando vão às compras, quando remodelam a casa, quando olham para o relógio…

 

Um despertador preto em cima de uma mesa. Todos nós fazemos cálculos matemáticos diariamente: mesmo quando olhamos para o despertador | Fonte: Pixabay

 

A matemática é uma ferramenta essencial para entender e analisar o mundo em que vivemos, mesmo que possa ter sido a disciplina que mais terror e pânico causou no passado de tanta gente.

Sim! Porque a matemática não se limita a integrar somas e subtrações, multiplicações e divisões – na verdade, esta disciplina agrupa vários domínios como a álgebra, a geometria, a análise, as probabilidades e até a estatística.

As suas aplicações são, portanto, múltiplas! Por isso, não nos podemos deixar enganar: a matemática está mesmo em todo o lado: nos bancos, nas indústrias, na gestão de empresas, na informática, na física, nos nossos seguros de saúde ou do carro, nas compras que fazemos no supermercado… Aliás, não é por acaso que existe um ramo da matemática chamado “matemática financeira”.

Assim, aprender a matemática faz muito sentido não só quando se sabe muito bem onde se pretende chegar profissionalmente, mas também quando se quer, simplesmente, entender melhor o mundo em que se vive.

Além dos conhecimentos técnicos que dão acesso a todas as profissões que recorrem à matemática, aprender matemática habitua o aluno — qualquer que seja a sua idade ou nível de escolaridade — a um elevado nível de rigor, bem como a adotar um comportamento bastante racional, crítico e analítico.

Por isso, não há como negar: a matemática é um ótimo trampolim para aqueles que querem colocar as suas melhores competências ao serviço do desenvolvimento e da criatividade! E bem o dizem os melhores professores e explicadores de matemática do país.

Coimbra: uma cidade com matemática para todos

Há algumas pessoas que cedo se aperceberam que a matemática não tem de ser um bicho de sete cabeças e para quem, consequentemente, esta ciência é absolutamente fascinante. Sim, por isso existem professores de matemática e explicadores de matemática, economistas e gestores: são pessoas que têm um particular gosto por esta disciplina, e para quem a noção de ‘matemática divertida’ não é nenhum mito!

Mas esses profissionais também foram, um dia, alunos que quiseram ingressar numa formação superior em matemática. E, em Coimbra, há várias instituições de ensino superior que farão os deleites dos mais interessados na matemática, alimentando o seu gosto pela disciplina e investindo numa formação de alta qualidade nessa área.

Por outro lado, como referimos, muitos alunos sentem um enorme bloqueio em relação à matemática e, nesses casos, a resistência e a frustração por não se ser capaz de compreender os conteúdos programáticos podem ser tão fortes que acabam mesmo por impedir o aluno de aprender a matéria.

Então, como acabar com esse bloqueio? Onde e como encontrar o apoio ideal para o nível de matemática em que se deseja investir?

Em Coimbra, como no restante país, a solução pode ser ingressar numa instituição de ensino superior em matemática — para os apaixonados pela disciplina — ou até arranjar um professor de matemática particular — para os que desejam terminar o ensino secundário com a melhor nota ou para os que tenham mais dificuldades! Em qualquer dos casos, uma coisa é certa: não há razão para um estudante não se “reconciliar” com os cálculos e, quem sabe, tornar-se um verdadeiro amante dos números.

O ensino superior de Matemática em Coimbra

Se o sonho do aluno é agarrar a sua paixão pelos números e continuar a aprender matemática mesmo depois de ter terminado o ensino secundário, deve saber que estudar matemática no Porto, no norte do país, ou estudar matemática junto às belas praias de Faro são ótimas opções.

Contudo, em Coimbra o aluno também pode encontrar variadíssimas opções altamente recomendadas para ingressar no ensino superior em Matemática ou áreas do conhecimento semelhantes.

A Universidade de Coimbra é a mais antiga universidade portuguesa, tendo sido criada em 1290 pelo rei D. Dinis. Hoje em dia, é não só património mundial da UNESCO (desde 2013), como tem uma das bibliotecas mais bonitas do mundo (a biblioteca Joanina) e está cotada com 5 estrelas no QS Stars University Rankings 2018, entre as melhores universidades do mundo.

Aqui, os alunos que são apaixonados pela matemática, podem investir na sua formação superior ingressando num curso de matemática, mas também em muitos outros cursos onde a matemática é absolutamente essencial:

  • Bioquímica
  • Química Medicinal
  • Gestão
  • Economia
  • Engenharia Informática.

Os estudantes do departamento de matemática da Universidade de Coimbra têm à sua disposição a melhor biblioteca de matemática em Portugal, bem como acesso às melhores tecnologias informáticas, salas de estudo e salas de leitura. Além disso, o departamento de matemática também oferece um amplo leque de materiais de apoio que podem ser utilizados quer para o estudo autónomo do aluno, quer para as suas sessões de tutoria com um explicador de matemática que o ajude a orientar o seu estudo.

 

Uma fotografia da zona antiga da cidade de Coimbra, tirada da outra margem do rio. Universidade Coimbra: estudar matemática na instituição de ensino superior mais antiga do país | Fonte: Pixabay

 

Este é ou não é o sítio ideal para os ases da matemática?

Aulas de matemática particulares em Coimbra

Mas, se o aluno ainda frequenta 1.º ou 2.º ciclos, o ensino secundário, a faculdade ou até já trabalha, em Coimbra também há muitas outras formas de aprender matemática ou de continuar a rever os conceitos básicos dessa disciplina.

Obviamente, para aqueles que têm pouca disponibilidade ou para aqueles que simplesmente preferem ter uma formação totalmente personalizada, as aulas de matemática particulares ou explicações online são uma ótima alternativa. E, nisso, a Superprof pode ajudar!

Muitas pessoas – professores aposentados, professores em atividade, estudantes, ou até especialistas (como físicos ou engenheiros informáticos) – disponibilizam os seus serviços ao domicílio e a um preço bastante acessível. Neste modelo, o curso de matemática pode ser semanal ou várias vezes por semana, e pode ser presencial (na casa do aluno!) ou até por Skype. Na verdade, é o aluno quem escolhe a modalidade que prefere! O importante é trabalhar com uma certa regularidade, de forma a progredir com eficácia.

Contudo, na Superprof estamos conscientes de que cada aluno só pode ter sucesso se tiver acesso a uma explicação personalizada da matéria, e que os problemas de aprendizagem normalmente não vêm dos conteúdos lecionados, mas sim da forma como são ensinados e do ambiente que os estudantes têm na sala de aula.

É evidente que se um professor de matemática intimida, amedronta, tiraniza ou ridiculariza o aluno, é natural que este se sinta inferiorizado e, consequentemente, não consiga superar os exercícios de matemática que lhe foram pedidos. Da mesma forma, há outros fatores que podem levar ao fracasso na matemática, como:

  • o medo de errar;
  • a incompreensão da linguagem matemática;
  • a falta de concentração;
  • o ritmo inadequado das aulas;
  • etc.

Assim, se o bloqueio que tantos alunos têm em relação à matemática nem sempre está diretamente associado aos conteúdos aprendidos, então talvez devam procurar o apoio de um professor ou explicador de matemática particular que os possa ajudar a orientar o seu estudo e resolver algumas dúvidas.

O professor particular de matemática oferece ajuda e dá atenção especial ao seu tutorando, focando-se nos problemas e angústias de cada aluno. Já para não falar de que dá sempre algumas dicas para que o estudante possa memorizar e compreender melhor a matéria, bem como para tirar melhores notas nos testes.

Além disso, o professor de matemática pode até tornar a matemática divertida, fazendo com que o seu aluno passe a gostar da matéria. Se gostar de números, aprender matemática torna-se muito mais fácil!

E, como se não bastasse, o aluno tem sempre uma palavra a dizer sobre a metodologia do professor de matemática que melhor se adequa a si. Assim, por meio das expetativas do aluno e servindo-se de problemas e exercícios de matemática, livros, enigmas, histórias e jogos de matematica, o professor de matemática vai identificar todas as dificuldades do estudante e estabelecer estratégias para as superar.

Em pouco tempo, será fácil perceber que a matemática está, de facto, ao alcance de todos.

Porquê escolher aulas de matemática particulares?

As aulas de matemática particulares são uma oportunidade para o estudante beneficiar do conhecimento e da experiência de um profissional especializado, já que, de acordo com o nível do seu aluno, o professor adaptará o conteúdo, o programa e a abordagem das suas aulas de matemática.

Talvez o estudante só precise de rever alguns pontos de álgebra ou algumas regras de geometria. Ou talvez precise de se preparar para um exame.

Como já referimos, a matemática está presente no nosso quotidiano. Por isso, é essencial que todos a dominemos. Tudo é possível, e essa é a grande vantagem da aula particular: é o aluno é quem decide o que quer compreender, rever ou praticar.

Como escolher um professor de matemática?

Antes de saltar de cabeça para o estudo, o melhor é começar por escolher um professor de matemática com atenção. O aluno vai passar bastante tempo com ele e, por isso, é muito importante que estejam em sintonia para que possa haver algum progresso!

Se o estudante quer, simplesmente, estar familiarizado com os conceitos básicos da matemática ou relembrar os conteúdos que estudou na escola, as aulas de matemática particulares são muito úteis. Mas, para que isso assim seja, é necessário encontrar o professor com a abordagem mais adequada às necessidades de cada um.

O que é que faz de um professor um bom professor?

Há várias caraterísticas que são comuns a todos os bons professores. Assim, um bom professor:

  • é um professor disponível. Se o aluno opta por aulas de matemática particulares, é porque tem certas necessidades específicas que precisam de ser colmatadas. O professor deve ter isso em conta;

 

  • dá aulas personalizadas, sabendo ouvir o aluno e adaptando as sessões de esclarecimento às suas dúvidas;

 

  • segue uma excelente metodologia. A metodologia é a base de trabalho de todos os bons professores, já que o sucesso dos seus alunos depende da sua capacidade de transmitir o conhecimento com clareza.

 

  • tem boa postura e empatia. É fundamental que o professor e o aluno se deem bem, pois vão passar muitas horas juntos. Um conselho da Superprof é que o estudante marque o primeiro encontro com o seu futuro professor de matemática num ambiente informal, para que possam conversar e analisar até que ponto estão confortáveis um com o outro…

 

Um professor, ao computador, a preparar uma aula, com uma folha de notas com um post it. Um bom professor deve estar sempre bem preparado | Fonte: Pixabay

Outras formas de aprender matemática

Se o aluno não tiver o maior dos orçamentos para investir na matemática, deve saber que existem ótimos sites e aplicações para telemóvel que disponibilizam muitos materiais de estudo on-line, que podem perfeitamente servir de recursos para as sessões de esclarecimento com o seu explicador de matemática.

É o caso dos sites:

  • IXL
  • Academia aberta
  • Situações matemáticas
  • OmegaMat

Ou das aplicações:

  • Matemática Elementar
  • Rei da Matemática
  • iMathematics
  • MathYou

Estes recursos oferecem não só exercícios de matemática e jogos mas também vídeos explicativos e resumos que vão prestar auxílio ao estudo do aluno. Ademais, além de muito intuitivos, muitos destes recursos são de acesso totalmente gratuito!

Mas, atenção: nenhum destes recursos substitui a aprendizagem presencial com um professor de matemática particular. Por isso, o nosso conselho é que o aluno os utilize como material de apoio nas suas aulas de matemática.

13 estratégias para se ser bom a matemática

Todos nos lembramos de como foi estudar matemática, quer no ensino básico, secundário ou até na universidade (no caso dos que seguiram para o ramo das ciências exatas). Em qualquer um dos casos, a verdade é que as aulas de matemática deixam uma marca na memória de quase toda a gente.

Sendo uma disciplina muito importante no desenvolvimento das crianças, na escola a matemática começa a ser aprendida desde muito cedo. Aliás, de tal forma que algumas instituições já introduzem a noção de cálculo mesmo antes do ensino pré-escolar, sobretudo porque é essencial que tenhamos, desde pequenos, contacto com os conceitos de lógica, de grandeza, de síntese, de espaço e de memorização. O estudo da matemática é, portanto, uma forma de desenvolver muitas outras competências essenciais.

Mas é frequente que os alunos tenham algumas dificuldades ao longo do processo de aprendizagem da matemática e, muitas vezes, se não tiverem a distância necessária para recuperar tudo o que aprenderam nas aulas, o seu estudo pode tornar-se caótico. Se as notas descerem, a autoestima do estudante decresce, acabando por se instalar um ciclo vicioso em nada vantajoso para o aluno.

Mas é precisamente por isso que a Superprof tem 13 estratégias que prometem melhorar as notas de matemática de qualquer um. O que importa, antes de mais, é não desanimar — porque ser bom a matemática não é impossível.

Aqui vão elas:

1- dominar um tópico antes de passar para o próximo;

2- praticar regularmente com muitos exercícios de matemática e exames de matematica;

3- rever frequentemente as pedras basilares da matemática (o cálculo, a multiplicação, os números decimais, a divisão, a bissetriz, os teoremas de Tales e Pitágoras, a simetria, o círculo, o ângulo, a geometria, a trigonometria, a álgebra, a aritmética, a raiz quadrada etc., …), isto é, todos os conceitos fundamentais que estão na base desta ciência exata;

4- escrever e tirar notas em papel, para ajudar a memorizar;

5- estudar num lugar calmo, como no quarto ou na biblioteca;

6- falar com os colegas sobre os assuntos mais complexos, procurando ajudar os outros sempre que necessário e explicar o que já se sabe sempre que possível;

7- anotar as etapas da resolução de cada um dos exercícios de matemática;

8- escrever primeiro a lápis e, só depois, passar o raciocínio a limpo;

9- saber fazer um bom rascunho;

10- evitar estudar de madrugada;

11- ilustrar o problema, para que se perceba bem o seu objetivo;

12- utilizar suportes concretos, ultrapassando o medo da matemática por meio de estratégias que permitam visualizar a matéria através de diferentes objetos, tornando-a, assim, menos abstrata.

13- identificar possíveis bloqueios psicológicos (como problemas familiares, por exemplo) que possam estar na origem do medo da matemática. Nesses casos, o melhor a fazer é enfrentar primeiro esses problemas e, só depois, os cálculos.

Como evitar os erros mais recorrentes da matemática

Para se tornar bom em matemática, não basta estar presente nas aulas. É importante estar atento aos erros recorrentes e tomar atitudes que permitam evitar esses erros no futuro.

Para isso, o primeiro passo é saber quais são os erros que os alunos comentem mais frequentemente durante o estudo da matemática:

  • acreditar que a inteligência é suficiente. Antes de mais, o estudante passa por presunçoso. Além disso, não procura resolver novos exercícios de matemática — o que é absolutamente necessário para assimilar novos métodos e novas ferramentas de resolução de problemas.

 

  • perder tempo nas aulas. A matemática exige não só que se saiba de cor tudo quanto foi tratado nas aulas, mas também que esses conteúdos sejam compreendidos. Por isso, é importante não desperdiçar as aulas de matemática, já que, do ponto de vista didático, elas são imprescindíveis à aprendizagem.

 

  • trabalhar com exercícios de matemática não corrigidos. Praticar com exercícios sem correção impede o aluno de sedimentar o conhecimento. O ideal é escolher exercícios que possam ser corrigidos no final da sessão de estudo, para que o aluno possa acompanhar a sua evolução, identificar os seus erros e, assim, descobrir – junto do seu professor de matemática particular – qual o melhor método a utilizar na resolução de cada caso.

 

  • esperar que o professor marque um teste para começar a estudar. Neste cenário, o cérebro do estudante não terá tempo suficiente para digerir toda a informação necessária. Por isso, a Superprof aconselha que se estude com regularidade — só assim o aluno poderá alcançar um nível de estudo autónomo e ganhar velocidade.

 

  • contar unicamente com a ajuda da calculadora para qualquer operação. A calculadora é apenas uma ferramenta de apoio na aprendizagem da matemática! Como é evidente, o resultado que ela sugere depende sempre de como o aluno raciocinou e realizou os cálculos. Por isso, é preferível começar por dominar a técnica de cálculo mental e, claro, saber contar depressa.

 

Um quadro verde com números, variáveis, gráficos e sinais de operação escritos a giz. Enfrentar os cálculos e os números pode tornar a matemática divertida e fácil | Fonte: Pixabay

 

Considerações finais:

É possível não ter medo da matemática. Mesmo se tiver dificuldades na matéria, o aluno pode sempre procurar as razões por trás desse medo: não estar devidamente concentrado nas aulas, não gostar da abordagem do seu professor de matemática, não saber como rever a matéria e não ser capaz de terminar os exercícios de matemática suficientes.

Um professor de matemática particular pode ajudar os alunos a encontrar os verdadeiros motivos por trás do fracasso em matemática e, mais do que isso, pode ir direto ao assunto e resolver as suas dúvidas, por completo.

Além disso, o aluno tem sempre uma palavra a dizer no que diz respeito à metodologia do seu professor de matemática particular. Consequentemente, este irá preparar todos os conteúdos da aula, focando-se nas dúvidas do aluno, e podendo até recorrer a sites e aplicações didáticas especialmente desenhadas para os que querem aprender matemática de uma forma mais descontraída.

Assim, se o aluno tiver determinação, persistência e ânimo, tem tudo o que precisa.

Portanto, não há razão para não dizer “sim” à matemática!

Partilhar

Os nossos leitores adoram este artigo
Este artigo contêm as informações que procura?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar