O baterista dita o ritmo dos operários da música, conduz a orquestra num compasso exato, num passo perfeito, é o Senhor do Tempo de uma boa composição musical. Aprender bateria poderá ser um exercício de concentração, coordenação e ritmo, para miúdos, adolescentes, adultos e pessoas na terceira idade.

Neste artigo, vamos explorar o mundo deste instrumento fascinante e daremos dicas imperdíveis para que desenvolva uma boa aula de bateria ou até mesmo um curso de bateria com vários níveis de dificuldade. Como dar um bom curso de bateria?

Bateria num concerto
Neste artigo, saiba como dar um bom curso de bateria em Portugal. Está preparado? Saiba mais! | Fonte: Unsplash.com

Com a plataforma Superprof, terá um recurso a mais para encontrar alunos em todo o território nacional, expandir o conhecimento e também a sua capacidade de ensinar num curso de bateria. Com apenas alguns cliques o seu anúncio ficará disponível para centenas de potenciais alunos.

Os melhores professores de Bateria disponíveis
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula gratuita>

A importância das aulas de bateria e como dar um curso de bateria

Sabemos que muitos pais ficam apreensivos com a possibilidade do seu filho ou da sua filha escolherem a bateria como instrumento e, faz sentido. A bateria, no início, mostra-se como um instrumento demasiadamente caro, grande, ruidoso. Contudo, a aprendizagem de um instrumento musical é um importante benefício para que pessoas de todas as idades aumentem a sua capacidade de concentração, coordenação e potencializem a aprendizagem num âmbito geral.

A bateria é um dos mais importantes instrumentos ao pensarmos nas questões supracitadas. A mecânica do instrumento e a sua importância dentro de uma composição musical ou no processo de gravação de uma música, traz uma grande responsabilidade para quem está atrás da bateria, ao requerer do instrumentista um conhecimento rítmico avançado.

Claro que para um aluno que está apenas a iniciar a sua caminhada ou mesmo para um professor iniciante, não será requerida a perfeição, no entanto, o estudo dos ritmos, beats, contagens, poderá transformar a cabeça de qualquer pessoa.

Sabe o que faz daquela música um hit? O que faz com que uma canção se torne um sucesso no mundo todo? O que transforma uma música numa obra dançante, contagiante? Na maioria das vezes o instrumento que traz o ritmo à canção é a bateria.

Muitos dos géneros mais dançáveis da música mundial, têm como instrumento principal a bateria ou a percussão. Conhecer estes ritmos, que influenciam a música de todo o mundo, potencializará as suas aulas e irá submeter o aluno às canções, deverá fazer parte do cronograma das aulas. Veja alguns exemplos que selecionamos para si:

  • Música Africana de Fela Kuti e Salif Keita;
  • Música Brasileira de Gilberto Gil e Chico César;
  • O Reggae de Bob Marley e Jimmy Cliff;
  • O Hip Hop de Drake e Childish Gambino;
  • O Metal dos Gojira e dos Tool.

Sim, é uma lista eclética e que demonstra a importância da bateria para os diversos géneros da música no mundo todo. Para dar um bom curso de bateria, é necessário ser um ávido ouvinte das músicas produzidas ao redor do mundo, ser desprovido de preconceitos musicais. Então, como dar aulas de bateria e como preparar as suas aulas de bateria?

Baterista a tocar
Conheça os ritmos que têm a bateria como instrumento principal. Dê aulas de bateria. | Fonte: Unsplash.com

Primeiramente, deverá ter o conhecimento de técnicas, exercícios e, claro, ter uma bateria. Poderá começar as suas aulas com uma forte parte teórica, entretanto, saiba que a bateria é um instrumento que requer uma prática diária, treinar o cérebro às métricas, ritmos, sabendo que não poderá desenvolver uma boa aula prática sem o instrumento.

Saiba também que os cursos online de bateria poderão resultar tão bem quanto um curso presencial, no entanto, é importante saber quais são os sítios ideais para uma boa aula de bateria, seja no Porto, Lisboa, Funchal, Coimbra ou Viseu. Onde dar aulas de bateria?

Quais são os sítios ideais para dar aulas de bateria?

Os estudos para a aprendizagem de música e de um instrumentos musical requerem uma forte parte teórica e prática para a melhor absorção da teoria, no entanto, o aluno deverá estar num constante contacto com o seu instrumento. Os melhores instrumentistas do mundo parecem ter os seus instrumentos como parte do seu próprio corpo e para que isto fosse possível, lá se foram horas e horas de prática. Ou seja, a parte teórica, como qualquer outra matéria, poderá ser lecionada em diversos sítios:

  • Aula em casa do aluno;
  • Aula em casa do professor;
  • Num estúdio musical;
  • Num parque;
  • Num café.

Porém, a parte prática, requer que o aluno tenha a consciência de que quanto mais contacto com o seu instrumento maior será o potencial de aprendizagem do mesmo. Para uma boa aula prática de bateria então, será necessário arrendar um estúdio musical com um bom setup de bateria.

As aulas virtuais, tanto a parte prática como a parte teórica poderão resultar bem, mas tenha em consideração que a bateria é um instrumento ruidoso, ou seja, se tiver como captar o som e o transmitir ao aluno de forma mais profissional, adicionará uma mais valia ao curso de bateria.

Outra opção é o investimento numa bateria eletrónica. O preço poderá ser um pouco alto, no entanto, vai adicionar valor ao seu curso, uma qualidade de som que poderá ser mais facilmente atingida do que com uma bateria acústica.

Os melhores professores de Bateria disponíveis
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula gratuita>

Como preparar as suas aulas de bateria?

Quais dicas poderão ser úteis para preparar as aulas do curso de bateria? O instrumento exige uma boa dose de paixão e superação nas primeiras etapas, para que o aluno adapte-se à bateria, às baquetas, aos padrões de ritmo, à coordenação de combinar os membros superiores e inferiores.

Logo, lembro-me do filme Whiplash de Damien Chazelle. No filme a personagem principal deseja se tornar o melhor baterista da sua geração e a sua história se cruza com a de um impiedoso professor de bateria, fascinado pelo jazz e pela perfeição nos tempos e ritmos. Este filme é uma boa referência do que se fazer e do que não se fazer num curso de bateria. Não seja tão brutal quanto aquele professor, vá!

Voltemos à preparação das aulas. Quais são os conhecimentos que um baterista iniciante deve receber, como poderá ser a ordem dos assuntos abordados pelo professor durante o curso de bateria?

  • Aquecimento;
  • Rudimento;
  • Coordenação;
  • Independência;
  • Padrões rítmicos;
  • Quebras rítmicas;
  • Géneros musicais;
  • Partitura para bateria e percussão.

Um exercício muito conhecido e bastante útil para os iniciantes é o Break and Patterns. Este exercício trabalha a coordenação e independência dos membros superiores e inferiores. A coordenação é a capacidade de utilizar todos os membros numa sincronia, fazendo com que haja uma cooperação entre as peças da bateria. Já a independência é a capacidade de autonomia dos membros, conforme aumenta a independência, o estudo das quebras rítmicas poderá avançar.

Como estudioso de bateria, deve saber que um dos fatores mais importantes para a aprendizagem dos tópicos citados é a repetição. O estudo repetitivo da coordenação prepara-nos para a independência, uma coisa não vive sem a outra. Com estes aspetos aprendidos o aluno estará preparado para avançar aos outros módulos, como por exemplo:

  • Andamento;
  • Musicalidade;
  • Improvisação;
  • Criação.

Um curso de bateria poderá com estes módulos dar uma forte base para a aprendizagem de um aluno iniciante.

Luzes de neon com música
Num curso de bateria, a coordenação leva à independência, que leva à improvisação e à criação. | Fonte: Unsplash.com

Na plataforma Superprof, o professor tem a liberdade de escolher como o conteúdo será disponibilizado ao aluno. Quer potencializar os recursos das suas aulas de bateria?

Quais recursos utilizar para um bom curso de bateria?

Imagino que já saiba qual é o recurso primordial para as suas aulas de bateria, certo? Sim, a bateria. No entanto, considerando os dias atuais e a necessidade de se contar com as aulas online mesmo num curso tão prático, outros recursos deverão ser inseridos como materiais indispensáveis.

Contudo, começaremos com o instrumento. A bateria pode ser o pesadelo dos seus vizinhos, mas o instrumento é fascinante por sua complexidade e beleza. Escolher a melhor marca e o modelo que melhor interaja com o seu espaço de estudo, fará diferença.

As principais marcas de bateria do mundo estão diretamente ligadas aos célebres bateristas que foram embaixadores destas marcas:

  • Ludwig, utilizada por Ringo Starr num concerto dos Beatles no Ed Sullivan Show e por ser a escolha de outro grande baterista: John Bonham dos Led Zeppelin;
  • Tama, marca japonesa que era muito utilizada pelos bateristas das bandas consideradas de nu-metal nos anos 1990 e, principalmente, por Lars Ulrich dos Metallica;
  • DW Drums, que inova nas baterias desde o ano de 1972 e ficou conhecida pelo seu célebre usuário, Neil Peart, baterista dos Rush;
  • Gretsch Drums tem forte ligação com o cantor e baterista Phil Collins e, recentemente, ganhou prestígio depois que Taylor Hawkins dos Foo Fighters começar a tocar com uma;
  • Pearl, marca japonesa de peso e que esteve sempre no palco dos Rage Against The Machine com o baterista Brad Wilk.

Tanto as baquetas como as peles das baterias, têm marcas específicas com diferentes níveis de qualidade. Percebeu que compreender das marcas e recursos para o estudo da bateria poderá mesmo ser parte do seu conteúdo programático? Uma aula específica somente para analisar o trabalho de diferentes bateristas e os sons das diferentes marcas de bateria poderá ser muito rico e divertido.

Bateria elétrica, drum machine
As drum machines facilitam o trabalho do professor e podem ser um módulo extra do curso de bateria. | Fonte: Unsplash.com

Hoje em dia, as drum machines e baterias electrónicas são recursos que facilitam o transporte do som de uma bateria acústica para o mundo virtual. Esta tecnologia somada às aplicações de comunicação como o Zoom, Teams e Skype, poderá aumentar a qualidade de som das aulas e também, poderá ser um módulo extra do curso.

Outro recurso avançado para as aulas são as drum machines online. Estas aplicações e sites por vezes são experiências artísticas e estéticas que poderão enriquecer o seu curso de bateria para alunos que já estejam num nível avançado. Facilmente, poderá aceder à qualquer um destes sites e experimentar novos sons e ritmos.

  • The Infinite Drum Machine - Experiments With Google;
  • Drumbit App;
  • Musicca;
  • One Motion.

Mas existem muitos outros meios para conseguir ser um excelente professor de bateria, saiba mais sobre estes recursos online.

Quais são os preços das aulas e curso de bateria?

Por fim, é importante ter atenção ao definir os valores dos cursos de bateria e quais métricas utilizar para defini-los. Saiba que toda a sua experiência, formação e talento contam para que consiga adaptar os valores às suas aulas.

Quantos anos de experiência tem ao lecionar? Já tocou bateria em alguma banda? Já tocou bateria ou percussão em alguma orquestra? Já lecionou em escolas de música particulares? Já gravou bateria para artistas com reconhecimento nacional? Responda todas estas perguntas, sabendo que elas podem valorizar o seu curso.

Além disso, é importante aceder à nossa plataforma e comparar os valores aplicados por outros professores nas diferentes zonas do país. Cada cidade tem uma média orçamentária das aulas e o seu valor não deverá ser demasiadamente elevado ou muito baixo. Estas são as médias dos preços da hora/aula de bateria nas principais cidade de Portugal:

  • Lisboa, 18€
  • Porto, 16€
  • Funchal, 20€
  • Viseu, 7€
  • Coimbra, 10€

Quanto irá gastar para se locomover até o sítio da aula? Quais serão os materiais e recursos extras utilizados? Quanto vai custar a reposição de materiais, como baquetas, pele e etc.? Quanto irá investir para começar a dar as suas aulas?

Com o material disponibilizado neste artigo, terá uma base para preparar as suas aulas, escolher os recursos e materiais e, por fim, definir o preço adequado para o seu trabalho. Espero que tenha gostado e que este artigo possa lhe inspirar a partilhar o seu conhecimento com centenas de alunos conectados à Superprof.

Precisa de um professor de Bateria ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 2 voto(s)
Loading...

Rodolfo

Sou um comunicador, músico e redator brasileiro que vive em Portugal. Escrevi e apresentei programas na televisão brasileira. Lançei 4 álbuns com minhas composições. Atualmente, sou Diretor de Comunicação de um pequeno clube de futebol português, redator freelancer e pai de um miúdo que não para de correr pela casa.