Chega de passar horas a fio a tentar instalar um software, a enervar-se com o seu editor de fotos ou a ser bloqueado por um problema de manutenção de computador. Aprenda os fundamentos da informática de uma vez por todas!

Aprender programação nunca foi tão fácil: há centenas de especialistas em linguagens C, Visual Basic, Python, Java ou base de dados como Mysql inscritos no Superprof.

Mas se está à procura de um simples tutorial de TI para dominar a edição de texto ou os segredos do Excel ou se quer uma formação em informática mais avançada para ajudá-lo a tornar-se um programador mais eficiente no trabalho: saiba que as habilidades em TI dos professores particulares do Superprof são amplas e adaptam-se a qualquer público.

Para dar apoio a todos os níveis de escolaridade ou para aumentar e diversificar as competências de profissionais já no mercado ou até para preparação de concursos públicos, tudo é possível com estes docentes que lhe prestam um apoio personalizado.

Antes de iniciar o seu curso, descubra aqui as nossas melhores dicas para que todo o processo de aprendizagem corra pelo melhor!

Passo 1: o material indispensável para aprender informática

Para todas as aulas convém reunir um conjunto de materiais que facilite a aprendizagem, seja para tirar notas ou ter manuais onde se possa consultar a informação que nos foi transmitida.

Tablet e portátil
O tablet pode ser um equipamento adicional útil para a sua aprendizagem de informática. | Fonte: Unsplash

No caso da informática esta constatação é ainda mais relevante, porque há um domínio prático muito forte e indispensável, o que não pode acontecer sem um computador e outros dispositivos. Então, antes de começar a ter as aulas, vamos listar alguns essenciais que deve garantir desde início das aulas particulares de informática:

  • O computador:Seja um PC (Microsoft) ou um Mac (Apple), seja um portátil ou uma torre e desktop, a opção é sua. Não precisa de investir muito, pois hoje em dia já existem opções bastante acessíveis, mas é absolutamente primordial ter este equipamento;
  • Programas: A maioria dos softwares de escritório (Pacote Office e outros) estão disponíveis para o sistema operacional PC ou Mac, portanto aqui fica um problema a menos. Alguns são gratuitos, outros são pagos. Mas garante que tem outros programas devidamente adquiridos e instalados, no caso de necessitar deles para a sua prendizagem, no caso de querer aprender Photoshop, por exemplo;
  • Internet: obrigatório! Procure a melhor solução na relação qualidade/preço nas principais operadoras portuguesas: NOS, VODAFONE, MEO e NOWO;
  • Disco externo: muito importante para salvaguardar todos os seus documentos, projetos e informações e não sobrecarregar a memória do coputador.

Se vai dar ou receber aulas à distância, ter uma webcam com boa qualidade e uns bons headphones também faz parte da lista de essenciais. Se quiser diversificar a utilização, pode ainda adquirir um tablet.

Uma vez que o material estiver em sua casa, estará pronto para finalmente ter as suas primeiras aulas e começar a formação mais adequada.

Passo 2: aulas de programação presenciais ou à distância?

Uma das grandes vantagens das aulas particulares é poder escolher se prefere tê-las presencialmente ou remotamente, com a ajuda da internet e das câmaras dos computadores.

Rapariga a ter aula de informática à distância
Praticamente todos os professores de informática do Superprof têm a opção de dar aulas à distância | Fonte: Unsplash

Os dois são de facto possíveis, mas há certos temas ou até certos níveis em que o contacto “ao vivo” é importante e pode fazer muita diferença. Os cursos iniciantes, para um nível introdutório, por exemplo, poderão ser um desses casos.

Mas se estudar conteúdos como programação e outros cursos mais avançados, pode perfeitamente optar pelo ensino à distância via Skype ou outro software gratuito de videoconferência.

Existem vários fatores que podem influenciar esta decisão, nomeadamente o preço que, como referimos abaixo, aumenta ligeiramente quando os professores devem deslocar-se. Mas também a comodidade e uma agenda preenchida são motivos a ter em conta porque, é claro, as aulas remotas são mais práticas.

O que é ótimo é poder ter essa opção e se espreitar os perfis dos professores inscritos no Superprof, vai rapidamente perceber que praticamente todos estão disponíveis das duas formas, ainda que com preços distintos.

Entre no Superprof e encontre rapidamente um docente para o ajudar a decidir o melhor método de aprendizagem. Num instante vai tornar-se um especialista e, quem sabe, vai acabar também por transmitir o conhecimento que antes lhe forneceram a si!

Passo 3: quanto custa uma especialização em ciências e tecnologias?

Mas afinal, quando custa ter aulas particulares de informática? É certamente a primeira pergunta que lhe passa pela cabeça. De acordo com os dados do Superprof, que regista todas as aulas particulares realizadas através da sua plataforma ao longo dos anos, podemos observar que as aulas de informática estão entre as mais solicitadas e que há uma oferta vasta de profissionais capazes de lhe ensinar o que precisa saber sobre este vasto mundo das tecnologias de informação.

Ainda com base nos dados da plataforma, percebemos que para a zona de Lisboa o custo médio por hora de uma aula particular de informática é de 10 euros.

Depois os valores mudam quando se especifica a área que se pretende aprofundar, visto que estamos a falar já de especialidades e, por isso, o custo hora dos profissionais é mais elevado, bem como a quantidade de professores disponíveis e aptos para esse tipo de ensino.

Pote transparente com moedas
Existem alguns fatores que fazem o preço das aulas particulares variar. Veja qual é o seu budget e procure um docente com um custo por hora que entre no seu orçamento | Fonte: Unsplash

Vamos analisar três exemplos para visualizar melhor do que falamos. Deixamos aqui os preços para aulas particulares de três grandes disciplinas distintas entre si, apesar de todas pertencerem a informática:

  • Design gráfico: 11 euros;
  • Base de dados: 18 euros;
  • Desenvolvimento web: 19 euros.

E o mesmo acontece se pretende aprender a utilizar um determinado software. Vejamos mais três exemplos:

  • Word (editor de texto): 14 euros;
  • AutoCAD: 12 euros;
  • SketchUp (3D): 13 euros.

Passo 4: tutoriais de informática no Youtube!

A Internet está cheia de conteúdo em vídeo construído para ensinar e passar conhecimento. São, por norma, os chamados tutoriais. E se é verdade que este método é prático e gratuito, também é verdade que nem sempre é fiável. Acontece que por vezes o conteúdo não é verificado e/ou que o protagonista do vídeo não reúna o conhecimento mínimo necessário para transmitir a melhor informação.

É preciso ter atenção e selecionar bem os vídeos que vai ver! Procure seguir empresas, instituições de ensino ou pessoas singulares reconhecidas na área. Em princípio, assim correrá menos riscos.

Na biblioteca do YouTube, encontra então muitos cursos de informática para iniciantes, com os seguintes temas:

  • Limpeza de arquivos temporários;
  • Personalização do Windows e outros sistemas operativos;
  • Aprender sobre manutenção do computador;
  • Navegar na Internet;
  • Editar vídeos ou fotografias.

Além da fonte e da qualidade de informação, antes de iniciar uma sessão no YouTube, certifique-se igualmente que tem os materiais necessários para que o curso seja rentável:

  • Um computador com RAM suficiente para carregar o vídeo rapidamente;
  • Ligação de Internet de alta velocidade;
  • Headphones de qualidade.

Passo 5: cursos de informatica virtuais

Os Massive Open Online Course (MOOC) são cursos virtuais abertos, disponibilizados em plataformas de aprendizagem, ferramentas da Web 2.0 ou redes sociais e visam oferecer aum grande número de alunos a oportunidade de alargar conhecimentos num processo de co-produção.

O MOOC é um formato recente na área de educação à distância, que se caracteriza pelo acesso aberto a todos os utilizadores e pela sua escabilidade, no sentido em que não está refém de um número mínimo de participantes para acontecer, uma característica comum à maioria das formações tradicionais.

No portal Coursera , por exemplo, encontra muitos cursos deste tipo ministrados em português. Reúne 62 universidades, entre elas Stanford, Princeton, Columbia, Yale, Michigan e Pensilvânia.

Passo 6: leve o departamento de informática para sua casa

Como em qualquer processo de aprendizagem, as aulas não são suficientes e é preciso existir trabalho feito em casa. No caso da informática, tem vários meios ao seu dispor para isso, até porque é um estudo menos tradicional e pode não passar tanto pela revisão de apontamentos ou pelo estudo de manuais.

Então, para otimizar o aproveitamento das aulas particulares de informática, o Superprof aconselha-o a ver vídeos especializados em linguagem informática, conversar com especialistas em computação ou, até, a ver filmes e séries baseadas no tema, como Big Bang Theory, para começar a perceber a linguagem por trás da área de interesse.

Livros e equipamentos de informática
Os livros de computação continuam a ser uma das melhores ferramentas de estudo, tanto para a teoria, como para a prática | Fonte: Unsplash

As aclamadas TED Talks (Technology, Entertainment and Design) são uma série de vídeos organizados internacionalmente pela The Sapling Foundation e oferecem conferências muito interessantes com personalidades do sector que podem ser muito úteis. Seguir o canal de YouTube das TED pode ser uma ótima forma de estudar.

Se a sua formação em informática é mais virada para as linguagens de programação, o melhor é praticar muito em casa com exercícios de programação, para não se esquecer do que aprendeu nas aulas! Seja em livros ou online, procure casos práticos para resolver e aplicar o que tem aprendido nas aulas.

Aliás, uma dica clássica, mas sempre válida, é recorrer aos livros de informática. Existem centenas de livros sobre o tema e de certeza que o seu professore particular pode aconselhar-lhe alguns bons títulos. Mas também é possível encontrar muitas obras de programação e livros introdutórios em bibliotecas e mediatecas.

Criar a sua biblioteca pessoal de informática é uma excelente forma de estudar e rever os conhecimentos básicos.

Mais competências informáticas = melhores oportunidades

Não há dúvida que a tecnologia e o digital fazem parte de todas as atividades hoje em dia, sejam profissionais ou pessoais. Por isso, chegou a hora de apostar nesta formação e de aumentar as suas competências informáticas.

Pode ser apenas o básico para lhe facilitar o dia a dia ou pode tirar um curso mais específico e procurar novas e melhores saídas profissionais.

Independentemente dos seus objetivos e obstáculos, com o Superprof vai encontrar muitos profissionais capazes de o ajudar. O processo é muito fácil e pode mudar a sua vida! Aproveite.

Precisa de um professor de Informática ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Laura

Apaixonada por comunicação sob todas as suas formas, sempre soube que faria dela minha profissão. Sempre com as palavras e as pessoas no centro, tenho o privilégio de já ter sentido o poder transformador desta área nalgumas das suas múltiplas dimensões: no jornalismo, em marketing e em comunicação empresarial.