Esta guerra ainda está muito presente nos nossos dias, especialmente no povo alemão. Porquê? Aconteceu há menos de 100 anos e mudou radicalmente a relação sociopolítica de todas as nações, cujos impactos se fazem sentir ainda hoje.

E, para além disso, é um dos eventos mais estudados da historia da humanidade.

Curiosamente, e apesar da existência de tantos estudos sobre este acontecimento, qualquer historiador tem as suas dúvidas sobre qual o evento específico que terá dado início a este conflito global e quando exatamente este pode ter começado. Alan JP Taylor, um historiador britânico, acredita que as guerras europeias e sino-japonesas começaram ao mesmo tempo e se fundiram em 1941.

Por outro lado, Antony Beevor, outro historiador britânico, atribui a data real de início deste conflito às batalhas que envolveram o Japão contra as forças mongóis e russas ao longo da fronteira russa, em Khalkhin Gol, que começaram em meados de 1939.

Há ainda uma terceira teoria que marca o início da Segunda Guerra Mundial paralelamente com os combates entre a Itália e a Etiópia que começaram em outubro de 1935.

Naquela época, muitos países ainda estavam ainda a recuperar dos efeitos da Grande Depressão e os pensamentos de guerra provavelmente surgiam, obviamente, em segundo lugar para a sobrevivência e reconstrução das economias.

Não obstante, uma análise mais tradicional data o verdadeiro início da Segunda Guerra Mundial na Europa em 01 de setembro, 1939, ou seja, a data da invasão da Polónia pelas tropas nazis.

Este evento e data serão o nosso ponto de partida para aquele que foi um dos periodos da historia mais sangrentos de sempre, e que mudou sem sobra de dúvida, a visão da humanidade.

Lembra-se de falar sobre isto nas aulas de historia 7 ano?

Os melhores professores de História disponíveis
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (7 avaliações)
Filipa
15€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (3 avaliações)
Catarina
10€
/h
1ª aula grátis!
Maria rita
5
5 (4 avaliações)
Maria rita
10€
/h
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (10 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
1ª aula grátis!
António
5
5 (1 avaliações)
António
6€
/h
1ª aula grátis!
Fabricio
5
5 (13 avaliações)
Fabricio
6€
/h
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (7 avaliações)
Isabel
8€
/h
1ª aula grátis!
Filipa
5
5 (7 avaliações)
Filipa
15€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (3 avaliações)
Catarina
10€
/h
1ª aula grátis!
Maria rita
5
5 (4 avaliações)
Maria rita
10€
/h
1ª aula grátis!
Inês cavadas
5
5 (10 avaliações)
Inês cavadas
12€
/h
1ª aula grátis!
António
5
5 (1 avaliações)
António
6€
/h
1ª aula gratuita>

Períodos da história: o que aconteceu antes da Segunda Guerra Mundial?

É de conhecimento geral que o fim da Primeira Guerra Mundial deixou a Alemanha tecnicamente isolada porque todos os seus aliados se renderam. Além disso, quase todas as nações do mundo  declararam guerra à Alemanha antes do fim do conflito.

Assim, é possível imaginar que ninguém tinha intenção de se aliar às forças alemãs, uma vez que, todos estavam ocupados a recuperar a sua estabilidade económica e social.

Guerra Civil Russa
A Guerra Civil da Rússia também foi um periodo da historia muito importante. | Fonte: Unsplash

Assim, o presidente da Alemanha colocou um homem anteriormente condenado por traição na chancelaria, na primeira linha da governação do país alemão. Este homem era alguém que tinha visões de mundo radicais e pretendia executá-las, quer o mundo aplaudisse, ou não.

Foi então que Adolf Hitler tirou o seu país do "abismo" através de uma abordagem divida em três frentes, sendo que uma delas foi o rearmamento que constituía por si só, no maior impulsionador económico para os cofres do seu país, atitude que pelo contrário, não foi tomada pela Coroa na época da colonização da América.

Hitler também ensinava a crianças de apenas 10 anos de idade a sua ideologia nazi através da adesão obrigatória a grupos da Juventude Hitlerista. Mais tarde, estas crianças seriam também convocadas para o serviço militar.

Contudo, e embora a Alemanha continuasse a viver em ambiente de crise socioeconómica, o foco do mundo não estava centrado necessariamente neste país pois ao redor do globo aconteciam outros grandes conflitos:

  • A Guerra Civil Russa, que durou cinco anos, entre 1917 e 1922;
  • A Guerra Civil Finlandesa em 1918;
  • O conflito na fronteira polonesa, que durou durante décadas contra os tchecos;
  • A Guerra dos Loucos, na Indochina, que consumiu a maior parte do arsenal militar e do dinheiro da França, e que foi precedente da Guerra Franco-Síria em 1920.

Tal significa que, todos os vizinhos alemães também estavam em conflito.

E, o facto da Áustria não ter retaliado quando foi tomada como posse da Alemanha talvez tenha levado Hitler a acreditar que poderia governar qualquer território que quisesse através da intimidação política ou pela força.

Curso de historia online sobre a falsidade da Europa

Depois de vários acontecimentos com direito até a uma bandeira falsa ao longo da fronteira germano-polonesa, a invasão real da Polónia originou uma batalha.

Por sua vez, a Grã-Bretanha confrontou a Alemanha com um ultimato para cessar todas as atividades militares e 48 horas depois, França, Austrália e Nova Zelândia juntaram-se ao Reino Unido para declarar guerra à Alemanha porque nenhuma resposta ao ultimato foi obtida.

Contudo, nenhum desses aliados forneceu apoio direto à Polónia, mas estabeleceram um bloqueio naval com o objetivo de limitar as rotas de abastecimento e, portanto, da guerra. A Alemanha respondeu, por sua vez, atacando as várias frotas com submarinos, dando início à Batalha do Atlântico.

Já por terra, e assim que a Wehrmacht alcançou Varsóvia, a Rússia entrou imediatamente na Polónia pelo lado leste e esta foi obrigada a aliar-se também na luta contra a Alemanha.

Depois de dividir Polónia e Rússia, Hitler estendeu uma oferta de paz à França e ao Reino Unido, insistindo para que a Polónia permanecesse sob controle alemão e soviético. Porém, os franceses e os britânicos rejeitaram por unanimidade estas propostas.

Mapa Mundo
O mundo viu-se dividido em várias nações e alianças naquele que foi um dos periodos da história mais importantes de sempre: a Segunda Guerra Mundial. | Fonte: Unsplash

Posteriormente, a Alemanha usou as suas tropas para contornar a linha Maginot em maio de 1940 mas a vitória total veio apenas seis semanas depois.

Enquanto isso, a Rússia, aparentemente inspirada pela audácia nazi, rapidamente conquistou a Letónia, a Lituânia e a Estónia e os finlandeses não gostaram desta invasão e, por isso, lutaram com toda a garra e terminaram o conflito com um número mínimo de mortes.

Porém, e apesar das táticas nazis serem idênticas às da Rússia, estas duas grandes potências discordavam em pontos muitos importantes e, isso obviamente poderia gerar um grande conflito e deixar a Alemanha numa posição frágil, ou seja, no meio de uma guerra de duas frentes com apenas um único aliado.

Não obstante, sabe-se que a aliança Hitler-Mussolini veio do desejo mútuo de que o mundo inteiro se submetesse a uma grande liderança que teria como eixo Berlim-Roma e em torno do qual a política global giraria.

Sabia que o nome Axis Powers é inspirado nessa linha imaginária?

Ter um professor para ensinar estes detalhes será ótimo para a sua aprendizagem, pode procurar na sua localidade como por exemplo, aulas Cascais historia.

O que se sabe da historia de Portugal perante a Segunda Guerra Mundial?

Portugal declarou de forma imediata a sua neutralidade perante o grande conflito que foi a Segunda Guerra Mundial.

Esta posição foi determinada pela defesa daquilo que o Governo disse ser o "interesse português" e não por afinidades ideológicas com qualquer uma das partes em conflito.

Neste momento, o nosso país encontrava-se sob o domínio de uma ditadura e Salazar entendia que Portugal não se deveria incluir no leque das políticas europeias, sendo a sua vocação essencialmente ultramarina, pelo que o interesse português era, obviamente, o de se afastar o mais possível desse conflito.

Contudo, e mesmo com a aliança inglesa assumida, mas de forma a não embaraçar a liberdade de movimentos do nosso país, ocorreram imensos pedidos dos ingleses, nomeadamente o pedido de autorização do trânsito de soldados e munições inglesas por Moçambique ou o requisito da proibição do desembarque de alemães em Portugal.

Para além disto, fizeram-se algumas diligências diplomáticas para evitar que a Espanha entrasse no conflito ao lado das potências do Eixo, porque essa situação poderia trazer o ambiente de guerra à Península e isso dificultaria obviamente a neutralidade portuguesa.

Portugal na Segunda Guerra Mundial
Na historia de Portugal conta-se que o nosso país conseguiu manter a neutralidade face à Segunda Guerra Mundial. | Fonte: Unsplash

Assim, sabe-se que Portugal conseguiu permanecer fora da guerra numa situação de neutralidade, ainda que os conflitos tenham sido sentidos nos territórios dos Açores e Cabo Verde, pois constituíam em territórios de enorme importância estratégica para a guerra marítima.

Porém, a 18 de agosto de 1943, e após muitas negociações, quando já se adivinhava a derrota alemã, é assinado um acordo secreto que concede aos ingleses facilidades militares nos Açores e a 8 de outubro desse ano, as tropas inglesas desembarcam nos Açores, enquanto Salazar informava o Governo espanhol do facto, e assim conseguiu, por consequência deste o compromisso, que o exército espanhol se opusesse caso a Alemanha resolvesse atacar Portugal.

Seja historiador e saiba como terminou a Segunda Guerra Mundial

Embora a morte de Hitler a 30 de abril de 1945 seja geralmente considerada como o fim dos conflitos na Europa, a Alemanha declarou rendição incondicional a 08 de maio do mesmo ano. Trata-se da segunda rendição da Alemanha em 2 conflitos mundiais.

Porém, e devido a grandes perdas humanas e económicas, muitos países viveram muitos anos sob medidas de austeridade enquanto reconstruíam as suas cidades, a sua economia, e a sua vida social.

Alemanha e as guerras mundiais
A Alemanha foi o principal interveniente nos dois momentos da historia mais importantes de sempre. | Fonte: Pixabay

Na verdade, a guerra mais sangrenta da história resumiu-se em duas partes: os Aliados e as potências do Eixo (formado pela Alemanha, Itália e Japão) que lutaram pela supremacia.

Dito isto, aprendemos que a Alemanha, tendo causado as duas guerras mundiais, não deveria ser deixada a atuar sem supervisão.

Por sua vez, os soviéticos, membros desta aliança, também foram acusados ​​de ocupar o território alemão, reivindicando metade de Berlim, juntamente com a parte da Alemanha atribuída na Conferência de Yalta. Isto originou que os Aliados se revoltassem contra os soviéticos, dando início a mais uma guerra: A Guerra Fria.

Porém, dos destroços da Segunda Guerra Mundial permitiram com que o mundo se organizasse e tivesse a oportunidade de se tornar um lugar melhor onde agora a paz e a cooperação eram valorizados por todas as classes sociais.

Ficou curioso sobre outros conflitos que possam ter acontecido ao longo da historia da humanidade? Faça aulas de história online na Superprof e aprenda sobre esse e outros conflitos que mudaram a visão do mundo!

Precisa de um professor de História ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Marília

Sou licenciada em História da Arte e Mestre em Estudos Artísticos, na vertente de Teoria e Crítica da Arte. No passado, escrevi também alguns artigos para a revista Umbigo (online) e criei e geri todos os conteúdos da plataforma pensarte.pt.