Cozinhar e comer são duas coisas essenciais na nossa vida. Por isso, não é de surpreender que haja um aumento na procura de conhecimento sobre alimentação e nutrição e, consequentemente, um número maior de workshops e cursos profissionais para todos os alunos que queiram saber mais sobre esta área.

Para todos esses interessados, escrevemos este artigo com as nossas dicas e todas as informações necessárias para iniciar a sua aprendizagem gastronómica e fazer a inscrição no workshop culinário que quiser, já hoje mesmo.

Os melhores professores de Culinária disponíveis
Paula
5
5 (7 avaliações)
Paula
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jussy
5
5 (11 avaliações)
Jussy
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Walei
5
5 (24 avaliações)
Walei
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (7 avaliações)
Daniela
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ângelo
5
5 (9 avaliações)
Ângelo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (9 avaliações)
Joana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Madalena
5
5 (5 avaliações)
Madalena
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paula
5
5 (7 avaliações)
Paula
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jussy
5
5 (11 avaliações)
Jussy
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Walei
5
5 (24 avaliações)
Walei
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (7 avaliações)
Daniela
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ângelo
5
5 (9 avaliações)
Ângelo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (9 avaliações)
Joana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Madalena
5
5 (5 avaliações)
Madalena
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Evolução da gastronomia

A alimentação não teve sempre o mesmo aspeto ou forma de preparação. A história da culinária começa com os primeiros homens que alteravam o seu modo de vida devido às dificuldades ou às facilidades de conseguir obter alimentos, ato que levou a espécie humana de coletora de raízes e sementes a caçadora de animais.

Isso levou á descoberta do fogo e, consequentemente, à capacidade de transformar a preparação e confeção dos alimentos e da comida, num ritual social de convívio, como se podia comprovar com os banquetes ritualísticos que existiam na Mesopotâmia, em 2000 a.C.

varios vegetais crus
Existiu uma grande evolução na produção e confeção dos alimentos e dos pratos ao longo dos tempos. | Fonte: Pexels.com

A Idade Média devolveu o ato de cozinhar aos espaços privados, eliminando a prática de banquetes, mas trouxe ordens conventuais, onde era esperado que os monges e freiras se ocupassem com alguma atividade artesanal. Foi assim que surgiu a tradição da doçaria conventual, com receitas de pastelaria e sobremesas que são ainda muito apreciadas nos dias de hoje, um pouco por todo o mundo.

Com o desenvolvimento de equipamentos tecnológicos no início do século XX, a gastronomia como a conheciam foi totalmente alterada. O aparecimento da tecnologia veio alterar o método de trabalho do chef, facilitando a sua vida profissional, mas também a de todos os cozinheiros amadores que preparavam receitas em casa.

O que deve fazer antes do workshop de cozinha?

Para poder começar a aprender a cozinhar, deve perceber qual é o orçamento que tem para gastar com o curso. Este orçamento deve incluir não só o custo total do curso ou workshop de cozinha, mas também o possível equipamento que terá que comprar ou até material de apoio. Isto permite eliminar imediatamente os cursos que têm um custo demasiado alto e não perder tempo a ver alternativas nas quais não tem possibilidades de fazer inscrição.

Depois, deve perceber quais são os tipos de aulas ou cursos que existem na sua zona. Se tiver intenção de fazer um curso de culinária numa escola profissional, faça uma pesquisa sobre as escolas que existem perto de si e que oferecem o tipo de curso que procura.

Se optar por ter aulas particulares com um professor, pense se tem um amigo que cozinha muito bem e que pode abordar para lhe dar umas aulas e ensinar aquela receita que sempre quis saber preparar. Se não conhecer ninguém também pode estar atento aos anúncios nos jornais, revistas e nas redes sociais ou pesquisar em plataformas online como a da Superprof.

pessoa a cozinhar em bancada
Nos dias de hoje, pode continuar a sua formação com um workshop culinário ou de pastelaria, ou até fazer inscrição numa escola profissional ou superior. | Fonte: Pexels.com

Independentemente de onde escolher procurar, deve comparar os perfis de todos os professores que encontrar, a sua formação e experiência profissional, de forma a garantir que escolhe a melhor opção.

Os melhores professores de Culinária disponíveis
Paula
5
5 (7 avaliações)
Paula
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jussy
5
5 (11 avaliações)
Jussy
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Walei
5
5 (24 avaliações)
Walei
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (7 avaliações)
Daniela
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ângelo
5
5 (9 avaliações)
Ângelo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (9 avaliações)
Joana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Madalena
5
5 (5 avaliações)
Madalena
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paula
5
5 (7 avaliações)
Paula
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jussy
5
5 (11 avaliações)
Jussy
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Walei
5
5 (24 avaliações)
Walei
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (7 avaliações)
Daniela
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ângelo
5
5 (9 avaliações)
Ângelo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (9 avaliações)
Joana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Madalena
5
5 (5 avaliações)
Madalena
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Onde ter aulas de culinária?

Devido à importância da alimentação na nossa vida, existe cada vez mais procura por saber cozinhar por gosto e interesse pela culinária e vontade de conhecer gastronomias de outros países. Por esse motivo, multiplicam-se os locais onde pode fazer um curso ou ter aulas de culinária.

Se tem intenções de seguir carreira como chef de cozinha, os cursos de culinária nas escolas profissionais são a opção ideal para o que procura. Nestes cursos vai poder estudar todas as técnicas essenciais de preparação dos alimentos, como manusear facas com segurança e dezenas de receitas que deve dominar na cozinha.

Também pode fazer pequenos workshops de culinária onde aprende as técnicas corretas para preparar, temperar e cozinhar os alimentos e conseguir elaborar aqueles pratos de que tanto gosta. Este tipo de workshop é indicado para aquelas pessoas que não se querem tornar cozinheiros profissionais, mas que gostam de comida portuguesa e internacional.

Se nenhuma das outras opções lhe parecer apelativa e preferir um apoio mais individualizado, pode optar por ter aulas com um professor particular. Desta forma, poderá escolher exatamente quais são as técnicas e áreas gastronómicas que quer ficar a conhecer durante a sua aprendizagem e ganhar confiança na cozinha com o professor que preferir, com garantia de ter uma aprendizagem com qualidade e muito proveitosa.

Preparar-se para o curso cozinha

Pode ser óbvio, mas existem algumas coisas que deve fazer para se preparar para o curso de cozinha. A primeira coisa que deve fazer para se começar a preparar é definir de forma clara quais são as suas metas de aprendizagem para o final do curso, para perceber qual é o tipo de curso que precisa e onde o vai fazer.

cebola as rodelas
Deve preparar-se corretamente para os workshops, de forma a garantir que tira o melhor proveito deles. | Fonte: Pexels.com

Depois, deve fazer uma pesquisa extensiva sobre os equipamentos em que deve investir e que podem ser necessários para a realização dos cursos e workshops de gastronomia. Isto evita que seja apanhado desprevenido quando for fazer a inscrição, mas também permite começar a investir no material de carácter obrigatório numa cozinha, sem ter que o fazer tudo de uma vez.

Além disso também é muito importante que se familiarize com a terminologia usada pelos cozinheiros e chefs profissionais. A maioria das temáticas que rodeiam a gastronomia, como o equipamento e as técnicas, têm termos específicos e um cozinheiro com experiência terá que os utilizar, além de ser capaz de os reconhecer para poder seguir o workshop.

Recursos necessários para um workshop cozinha

Qualquer aspirante a cozinheiro saber que existem alguns equipamentos que são obrigatórios para quem quer aprender a cozinhar. São equipamentos essenciais á prática de receitas na cozinha e que são necessários para pôr em prática todas as técnicas necessárias para a confeção dos pratos. Estes são alguns dos mais importantes:

  • facas: objetos principais, e os mais caros, da lista de equipamentos obrigatórios. Mesmo mesmo que queira poupar dinheiro, as facas são um elemento onde deve investir, uma vez que é fundamental que sejam de boa qualidade. Devem ser uma peça única de metal, sem ter cabo de madeira ou de plástico porque este pode partir;
  • tábua de corte: não se pode esquecer da tábua onde vai cortar os alimentos. Quer seja para o corte de vegetais, de carne ou de peixe, deve escolher uma tábua grande, que lhe permita trabalhar com espaço na cozinha;
  • descascador: essencial para ajudar a remover a pele dos vegetais, desperdiçando o menos possível;
  • tachos, panelas e frigideiras: elemento essencial na cozinha para a confeção dos alimentos. Deve investir numa variedade grande destes equipamentos, porque vai necessitar de vários e de vários tamanhos para confecionar diferentes elementos de um prato:
  • avental e luvas: não se pode esquecer da utilização de elementos de proteção, de forma a garantir que não se suja, magoa ou queima, enquanto está a cozinhar.

Pode comprar estes equipamentos em lojas para a casa ou até mesmo na maioria dos supermercados do país.

Quanto custa aprender a cozinhar?

É totalmente possível saber cozinhar sem ter que ir gastar rios de dinheiro, mas deve ter noção dos custos que lhe esperam e do valor que pode ter que gastar se quiser ficar proficiente na cozinha. Existem certos fatores que influenciam o preços por hora de aula, como a região onde vai ter as aulas, o conhecimento e experiência que o professor tem ou até mesmo o seu nível como aluno.

pasteleira com bolos
Pode seguir carreira na pastelaria a confecionar de doces ou até mesmo ingressar no mercado de trabalho pela via do ensino e ensinar a cozinhar numa escola. | Fonte: Pexels.com

Se optar por fazer um curso de gastronomia e alimentação numa escola profissional, tem várias opções por onde escolher. Este tipo de cursos dão-lhe a garantia de aprender com chefs com métodos comprovados e de terminar o curso com o certificado de cozinheiro, pronto a ingressar no mercado de trabalho. No entanto, devido a todos esses fatores, acabam por ser bastante caros e é importante que tenha isso em mente.

Da mesma forma, pode fazer a inscrição num workshop de cozinha portuguesa, internacional ou até mesmo de pastelaria, onde aumenta o seu conhecimento de receitas dessas gastronomias. Se escolher ter aulas com um professor particular, vai ficar a dominar todas as técnicas necessárias e a manusear os equipamentos com segurança de forma muito mais económica.

Com aulas particulares, pode optar entre professores com mais formação e mais caros ou cozinheiros com menos experiência na cozinha mas que cobram menos pelo curso. Tudo depende daquilo que quer saber, mas o local onde tem o curso também tem influencia no preço. Estes os preços médios que pode esperar encontrar em algumas cidades do país,

CidadePreço médio aulas presenciaisPreço médio aulas online
Porto16€10€
Lisboa16€10€
Viseu20€10€
Braga13€10€
Leiria13€10€

Pronto para começar a cozinhar?

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.