Atualmente, para sair um pouco da rotina dos estudos, os jovens optam por fazer pesquisas na internet e nas redes sociais.

Com o intuito de auxiliar, muitos profissionais tentam aproximar-se das redes sociais para inserir o seu conteúdo e investir em aulas (particulares de matemática) online, fazendo com que, não só o professor divulgue o seu material e os seus métodos de ensino, mas também com o objetivo principal, beneficiar o aluno, de forma interativa e inovadora, com um novo método de ensino.

O bom desta metodologia, é que muitas vezes nem precisa sair de casa para aprender, pois a maioria das aulas, pode simplesmente assistir diretamente do seu computador, tablet ou até mesmo smartphone!

Ensinar e aprender faz parte da essência humana
Uma divulgação muito pedagógica para estudantes | Fonte: Unsplash

Segundo as estatísticas da PORDATA, mostram que nos últimos 10 anos, a taxa em percentagem, dos  jovens entre 16 e 24 anos que acedem à internet está muito próxima de 100% mais concretamente, 99,5% em 2019 face a 2010 que a taxa rondava os 89%. Este aumento do uso da internet verificou-se em todos os grupos etários sendo que dos 65-74 anos a taxa de utilização da internet em 2019 foi de 33,1%. Como complemento à informação já referida, o Jornal Público, publicou um estudo em fevereiro de 2019, realizado pela Universidade Nova de Lisboa com uma amostra total de 2 mil alunos entre os 9 e os 17 anos e constatou-se o seguinte:

  1. O telemóvel ou Smartphone é o dispositivo mais utilizados na amostra observada com 87%.
  2. A faixa etária dos 15 aos 17 anos passam cerca de 4 horas na internet, seguida pelas faixas etárias 13 aos 14 (3,6 horas), 11 aos 12 anos (2,5 horas) e dos 9 aos 10 anos (1,8 horas).
  3. Na questão: "qual a frequência do uso online para vários motivos nos últimos meses?" - cerca de 78% dos inquiridos admitiu que o uso da internet foi para o motivo "ver um vídeo" (50% em 2014), "fui ver uma rede social" obteve 73% face aos 50% de 2014 e, finalmente, 80% dos inquiridos que responderam "ouviram música online" (em 2014 a taxa de resposta a este motivo foi de 52%).

Estes estudos vem confirmar que os jovens adolescente e pré-adultos utilizam a internet por uma quantidade substancial de horas por dia. Porém é preciso prestar bastante atenção antes de entrar em sites com conteúdo inapropriado para a idade da criança ou do adolescente.

Observe bem antes de disponibilizar o conteúdo com os quais jovens podem ter acesso, uma vez que muitos anúncios que incitem perversão, bullying ou até conteúdos do género propaganda/publicidade, podem gerar algum obstáculo na evolução da aprendizagem.

Por outras palavras, os dias em que a Internet apenas serviu para diversão, ocupar o tempo menos monótono são bem e verdadeiramente superiores. De agora em diante, é de uma importância relevante como um moderador autêntico às insuficiências do conhecimento e às deficiências intelectuais.

Além da consideração recente desta ferramenta, os alunos devem estar cientes que podem usá-la como um meio para resolver suas dificuldades (em matemática) pessoais, desde que a sua complementaridade seja avaliada e as suas limitações sejam conhecidas.

O objetivo do artigo será precisamente expor as várias maneiras de aproveitar a Internet para rever as suas aulas de matemática e melhorar a sua prática académica, informando ao leitor as armadilhas a evitar. Dada a variedade de assuntos e a complexidade de cada um deles, focamos incessantemente no caso da matemática.(monitorias reforço escolar)

Cursos online e exercícios para trabalhar as aulas de matemática

A Internet está cheia de sites onde pode facilmente encontrar uma infinidade de aulas de matemática e uma série de exercícios corrigidos. Geralmente na forma de arquivos em "pdf" (Adobe), a maioria deles permanece em consonância com os programas oficiais dos diferentes níveis. A presença de cores, gráficos ou tabelas torna mais fácil a navegação pelo site e faz com que o conteúdo da informação seja mais legível e acessível. Claro, nem todas as matemáticas (dar aula online) dos últimos anos do Ensino Secundário, exame nacionais de matemática e os exercícios online possuem estes atributos, que ocasionalmente podem ser decepcionantes e contraproducentes. Por conseguinte, é necessário listar as vantagens e desvantagens de tal modo de aprendizagem.

Aprenda com problemas matemáticos
Cursos online para aprender matemática: sempre estude baseado nas dicas de um professor de matemática | Fonte: Unsplash

Para iniciantes, são uma ótima maneira de complementar os próprios cursos. Às vezes, por várias razões, o aluno não possui um curso completo e esta insuficiência prova ser difícil de reparar. A possibilidade de aceder a um curso online permitirá que solucione esse problema. Além disso, pode claramente sair beneficiado de muitas explicações diferentes das trazidas pelo seu professor oficial.

Isto é, irá obter vantagens através de uma pedagogia distinta daquela a que se confronta diariamente. Depois de visitar diferentes sites, é certo que o aluno encontrará um que mais lhe convier, o que só pode melhorar a sua compreensão e a sua motivação para estudar.

No entanto, evite todas as formas de repetição com o curso do professor. O que confere o caráter sedutor da matemática de tutoria online é precisamente distinguir mais ou menos daqueles estabelecidos com o professor. A consulta na internet deve ter como objetivo fornecer um suplemento do conteúdo que é desconhecido ou não adquirido para o momento. Caso contrário, o interesse seria limitado ou mesmo insuficiente.

Então, é fundamental a escolha de um site que não ignore nenhum capítulo ou parte do programa. Ignorar este aviso levaria o aluno a negligenciar elementos sérios ou a acreditar que são de importância secundária, merecendo, portanto, atenção limitada.

Podemos confiar em exercícios de matemática corrigidos online?

É óbvio que o termo "corrigido" tem um lugar privilegiado porque sem este, os exercícios online não teriam nenhum interesse. Devemos, portanto, começar por dizer que todos os exercícios selecionados na Internet devem ser feitos com base na existência de uma correção detalhada. Selecionar esses exercícios sem o último seria como cozinhar uma receita sem acessórios. Isso certamente levaria a um resultado, mas seria impossível saber se as nossas ações estavam de acordo com as expectativas impostas. A simples correção também não é suficiente porque seria tão inútil ter resultados sem esclarecimentos específicos.

Exercícios de matemática online
Encontre os melhores sites com exercícios corrigidos de matemática | Fonte: Unsplash

Um dos pontos fortes dos exercícios corrigidos online é oferecer uma gama muito diversificada de aplicações de todos os tipos. O aluno pode então realizar exercícios incomuns, diferentes dos discutidos na sala de aula. Quando sabemos a importância da prática matemática, só podemos nos alegrar com tal possibilidade.

Quanto mais heterogéneo for o treino, melhor será a aprendizagem da matemática. Portanto, ao realizar vários exercícios, o aluno vai poder melhorar o seu nível e, por isso, a sua média ou nota. Podemos adicionar a isso o facto de que a internet oferece uma grande quantidade de exercícios, disponíveis em enormes quantidades. Os exercícios da sala de aula são limitados e, para alguns alunos, insuficientes. Eles sentem que não estão suficientemente preparados.

Graças à internet, essa falta será preenchida naturalmente, o aluno poderá, sozinho, definir a quota de exercícios desejados. Quanto aos alunos do último ano do Ensino Secundário, não terão dificuldade em encontrar uma série de exames nacionais de matemática corrigidos para melhor preparar (seus estudos em matemática?) a entrada na faculdade desejada.

Fique atento: alguns sites oferecem exercícios a serem feitos diretamente online através de aplicativos divertidos e animados. Eles podem assumir a forma de jogos, texto com espaço de resposta curta ou caixas para preencher.

Geralmente, os sites são simples de usar e bastante funcionais, não exigindo um conhecimento específico para serem usados. No entanto, apesar da atração que os qualifica, esses sites também possuem falhas consideráveis ​​que não devem ser negligenciadas de forma alguma. O menos insignificante deles relaciona-se com a natureza restritiva desses sites. O conteúdo do programa é modesto, as partes tratadas são poucas e as perguntas sempre se concentram em um conjunto de conceitos que, apesar de seu personagem principal, não cobrem todos os pontos a serem conhecidos.

Além disso, os exercícios presentes nesses sites são muito simplistas para que o aluno adquira o nível exigido na aula de matematica. Isso significa claramente que os exercícios não estão sempre de acordo, em termos de forma e substância, com aqueles cuja prática é necessária. Sob nenhuma circunstância, esse tipo de aplicativo deve ser preferido, pois muitas vezes é desconectado das necessidades reais do aluno.

Vídeos online numa sala virtual para progredir em matemática

Criados há alguns anos, os vídeos de aulas e exercícios online continuam a crescer e reunir mais e mais professores e alunos. A sua concepção prática e funcional é o que atrai indiscutivelmente cada vez mais pessoas de diversas faixas etárias. Em vez de ler e escrever durante o curso, agora é possível assistir. Atualmente, dada a ligação dos jovens às novas tecnologias, a oportunidade de aprender e compreender em forma digital é uma verdadeira praticidade.

A escolha é sua para aula de matemática
Os cursos de matemática online estão cada vez mais acessíveis e estão a tornar-se mais do que uma alternativa. | Fonte: Unsplash

Graças a estes, o aluno consegue ter uma segunda opção na hora de estudar, com a diferença de que pode olhar sozinho, calmamente e retornar, rever quantas vezes quiser, nos pontos que ficam mal interpretados. Aprender por meio de vídeos, ao contrário do que normalmente é praticado, é dotado de flexibilidade absoluta, podendo o aluno adequar-se como quiser.

Sempre com uma boa rede de dados de conexão, como é frequente o caso, os vídeos são de fácil acesso, e para além disso, a pedagogia, embora modesta na sua forma, é particularmente rica na sua essência. O objetivo principal é popularizar e aumentar a quantidade e qualidade do conteúdo dos programas, pois o interesse reside nesta qualidade.

Atenção!

Os alunos devem estar cientes de que nem todos os vídeos online possuem estes atributos, alguns dos quais são difíceis de acesso e às vezes incompreensíveis. As explicações fornecidas permanecem complexas para todos aqueles que têm grande dificuldade nos pontos estudados. É aconselhável evitar assistir a vídeos que o aluno não possa compreender e esperar qualquer progresso notável. A vulgarização insuficiente é  parte desses vídeos inúteis para assistir, aqueles cuja forma é rígida, monótona e cujos antecedentes são muito técnicos, não vão de forma alguma auxiliar na aprendizagem, então procure evitá-los!

O uso da internet para trabalhar em matemática deve permanecer complementar ao "ensino oficial"

A internet, sem dúvida, contém um vasto conteúdo devido ao seu uso prático e à diversidade de seus recursos. Pode sempre procurar as melhores informações de vários cursos de matemática online.

Irá permitir um ensino heterogéneo e uma pedagogia incomum que pode ser melhor confundida com as suas prioridades e necessidades educacionais. No entanto, a sua utilização deve continuar a ser complementar ao"ensino oficial", no qual abrange o educador, o método de ensino e o aluno, e não pode, em qualquer caso, substituir a presença em sala de aula, nem a atenção a manifestar durante a mesma.

Se não encontrar a solução, sempre pode optar por um curso de matematica online e o professor particular vai ajudar através do site superprof.pt

Precisa de um professor de Matemática ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.