Os exames nacionais são um pesadelo para alguns alunos que sonham entrar no ensino superior. O stress e o nervosismo das médias, de poder perder o seu curso de eleição por apenas umas décimas pode fazer alguns estudantes andarem com os nervos à flor da pele durante as épocas dos exames nacionais.

Mas, esses alunos não se devem esquecer do seguinte: se são bons alunos ou pelo menos esforçados e se estão a fazer uma boa preparação para os exames nacionais, a probabilidade de terem sucesso é grande. Quanto maior o seu esforço, maiores as suas probabilidades de conseguirem acesso ao ensino superior no curso superior que querem tirar e muitas vezes, o nervosismo que falamos acaba por atrapalhar e talvez colocar em causa tudo aquilo pelo que o estudante tanto trabalhou.

Portanto, se o aluno estudou e se preparou, deverá ter confiança em si mesmo que irá conseguir e caso não consiga na 1ª fase, que irá consegui-lo na 2ª fase de exames nacionais.

Os melhores professores de Exames Nacionais disponíveis
Ana
5
5 (13 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (13 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

A história dos exames nacionais

Os exames nacionais estão presentes na vida dos estudantes portugueses há mais de 20 anos. Foi em 1996 que se decidiu a sua implementação após o ensino secundário, passando estes a ser obrigatórios para que os alunos consigam ter acesso ao ensino superior.

Depois de 1996, houveram ainda mais mudanças passando também a ser obrigatórias as provas de aferição para os alunos do ensino básico.

Os exames nacionais e as provas de aferição embora tenham fins diferentes, partilham um objetivo em comum: comprovar os conhecimentos que cada aluno conseguiu adquirir ao longo do percurso escolar até ao momento. Embora muitos alunos acreditem que seria melhor as suas vidas sem a existência dos exames nacionais, sabemos que isso não é a realidade.

pessoa a escrever
Os exames nacionais exigem que os alunos estudem bastante | Fonte: Unsplash

Não existe vaga para todos os alunos no ensino superior e, ainda pior, se um aluno sem aproveitamento escolar entrar no ensino superior, poderá estar a ocupar uma vaga de um aluno esforçado que realmente queira ter acesso ao ensino superior.

Existindo os exames nacionais, é possível fazer a distinção entre os alunos que querem ir mais além e os que preferem ficar com o ensino secundário e também os alunos que mostram ser mais capazes e com maturidade suficiente para frequentar uma instituição de ensino superior.

Que tipos de exames nacionais existem

Em todos os anos, desde o ano de 1996, em que apareceram os primeiros exames nacionais, são sempre 4 os exames nacionais obrigatórios para todos os alunos que estejam a frequentar o ensino secundário. Estão divididos igualmente pelo 11º ano, onde o aluno tem de fazer 2 exames nacionais e outros dois exames nacionais obrigatórios no 12º ano.

Os exames nacionais de portugues são obrigatórios a todos os alunos, podendo estes escolher os restantes, consoante o que for requisitado pela instituição de ensino superior que pretendam frequentar.

Os exames nacionais obrigatórios para os alunos que frequentem o 11º ano, poderão ser dois da seguinte lista:

  • Exame Nacional de Alemão;
  • Exames Nacionais Biologia e Geologia;
  • Exames Economia A;
  • Exames Nacionais Espanhol;
  • Exames Nacionais Filosofia;
  • Exames Fisica e Quimica;
  • Exames Nacionais de Frances;
  • Exames de Geografia A;
  • Exames Geometria Descritiva A;
  • Exame de História B;
  • Exames Nacionais de História da Cultura e das Artes;
  • Exames Nacionais Ingles;
  • Exames Nacionais de Latim;
  • Exames Literatura Portuguesa;
  • Exame MACS (Matemática aplicada às ciências Sociais);
  • Exames Nacionais Matemática B.
exames nacionais
Escolher que exames nacionais pode fazer é uma boa oportunidade de se dedicar às disciplinas que mais gosta | Fonte: Unsplash

Enquanto que os exames nacionais obrigatórios para os alunos do 12º ano podem ser dois dos seguintes:

  • Exame de desenho A;
  • Exame Historia A;
  • Exame Matematica A;
  • Exames Nacionais Portugues;
  • Exames Nacionais de Portugues Língua Não Materna;
  • Exames Nacionais Portugues Língua Segunda.

Os alunos que se podem candidatar ao ensino superior, podem fazer os seguintes exames:

  • Exames nacionais dos cursos Científico-Humanísticos
  • Exames nacionais dos alunos de artes
  • Exames nacionais dos alunos dos cursos profissionais e vocacionais
  • Exames nacionais para maiores de 23 anos

Dependendo sempre do objetivo do aluno em questão e qual dos cursos superiores este pretende frequentar, deverá escolher os exames mais adequados. Para isso, deverá sempre pesquisar ou questionar quais são os exames necessários para o curso do ensino superior que pretende.

Os melhores professores de Exames Nacionais disponíveis
Ana
5
5 (13 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (13 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Que alunos devem fazer os exames nacionais

Os exames nacionais, embora temidos, são muito importantes e todos os alunos que se inscrevem para os fazer sabem a sua importância e o que significam nos seus futuros.

Qualquer aluno que tenha completado com sucesso (sem notas negativas) as disciplinas do ensino secundário e que pretendam um certificado do ensino secundário ou que, se queiram candidatar para terem acesso ao ensino superior devem fazer os exames nacionais exigidos. Serão certamente exames diferentes. Um aluno que queira fazer um curso de línguas provavelmente não irá fazer o exame de matemática assim como um aluno de biologia não irá fazer o exame de alemão.

Acesso ao ensino superior maiores de 23 anos
Alunos com mais de 23 anos, desde que tenham o ensino secundário completo e os exames nacionais pedidos, podem ter acesso ao ensino superior | Fonte: Pixabay

Os exames nacionais, no caso dos alunos que queiram acesso ao ensino superior, devem ser os solicitados pela instituição do ensino superior, caso contrário, o aluno estará a estudar, a fazer a preparação para os exames nacionais para no final, não dar uso ao resultado que conseguiu obter no exame.

Mas, além dos alunos do ensino secundário, existem outros que se podem querer candidatar ao ensino superior e também esses alunos têm exames nacionais ou provas específicas para conseguirem ter acesso ao ensino superior. São ex alunos que por algum motivo não se tenham candidatado ao ensino superior quando terminaram o ensino secundário. O requisito para estes é que tenham mais de 23 anos, sem existir uma idade máxima.

Mas, os exames nacionais são obrigatórios a todos, só desta forma as instituições de ensino superior poderão selecionar os que consideram mais capazes e competentes de frequentar os seus cursos superiores e esta seleção é feita, claro, pelos resultados dos exames nacionais e pela média que o aluno teve durante o ensino secundário.

As datas dos exames nacionais

Os exames nacionais acontecem normalmente nos meses de junho e julho, sendo que a 1ª fase dos exames nacionais costuma ser na última semana do mês de julho e a 2ª fase dos exames nacionais, na última semana do mês de julho.

Todos os anos o calendário dos exames nacionais se apresenta desta forma e antes da data limite para a candidatura à 2ª fase de exames, os estudantes devem já ter conhecimento dos resultados exames nacionais 1ª fase para que possam tomar as decisões necessárias: manter a nota, reclamar o resultado ou candidatar à 2ª fase dos exames nacionais para tentar melhorar o resultado.

O que precisa o aluno de saber sobre os exames nacionais para ter bons resultados

São várias as coisas que o aluno pode fazer para ter bons resultados nos exames nacionais mas, uma delas e a mais importante é estudar. Outra, é ter a noção do que significam os exames nacionais nas suas vidas e de que forma irão afectar e influenciar os seus futuros.

Se o aluno não decidiu ainda qual dos cursos superiores se quer inscrever ou se pretende sequer ter acesso ao ensino superior, deve estudar bastante. Existem várias formas de conseguir fazer uma boa preparação para os exames nacionais e se no final, o aluno não quiser ter acesso ao ensino superior, não foi tempo perdido pois o que estudou e conseguiu aprender, permitiu que terminasse o ensino secundário com sucesso e adquiriu competências e conhecimentos que levará consigo o resto da vida.

Estudar em conjunto para exames nacionais
Estudar para os exames nacionais em conjunto com outros colegas de turma poderá ajudar a ter bons resultados e acesso ao ensino superior | Fonte: Pixabay

Para os outros alunos, que pretendem ir mais além do que o ensino secundário, há várias formas que pode utilizar para ter bons resultados nos exames nacionais:

  • estar atento às aulas: não pegar no telemóvel, não conversar com colegas durante as aulas, não faltar às aulas. Deveria ser óbvio mas sabemos que há alunos que acreditam conseguir ter sucesso sem assistir às aulas e embora possa ser possível (com muito estudo em casa e com a ajuda de um professor particular), o seu tempo será muito mais produtivo se estiver efetivamente a aprender as matérias que poderão sair nos exames nacionais.
  • rever a matéria diariamente ou pelo menos de dois em dois dias: depois do dia de aulas, o aluno deverá rever ou pelo menos ler por alto a matéria que foi abordada durante as aulas garantindo assim que, caso haja alguma dúvida, esta possa ser colocada e explicada pelo professor durante as aulas e não nos dias antes dos exames nacionais;
  • pedir ajuda sempre que sentir dificuldades: ao pedir ajuda a um professor ou explicador particular especializado em preparação para exames nacionais, pode ser um dos maiores aliados do aluno para ter bons resultados nos exames nacionais e conseguir ter acesso aos cursos superiores;
  • criar uma rotina bem estruturada de estudos, abordando toda a matéria que vai sendo dada ao longo do ano e não apenas a matéria que se assume que irá sair nos exames nacionais, nunca se sabe quando podem aparecer surpresas.

Exames nacionais: resultados

Os resultados dos exames nacionais, são a pior parte depois de ter de fazer os exames. Por vezes a espera pode ser equivalente a uma tortura pois os estudantes sabem que deste resultado depende, os seus futuros.

Os resultados costumam sair no prazo de 2 semanas e os seus participantes podem ter acesso aos resultados online, através do site da DGES.

Caso o resultado dos exames nacionais tenha sito pouco satisfatório para os seus objetivos de ter acesso ao ensino superior, não desanime. Contrate um professor particular Superprof e tente de novo na 2ª fase de exames!

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Cláudia

Sou uma pessoa dedicada e empenhada a 100% a todos os projetos, quer sejam eles de carácter mais pessoal quer sejam a nível profissional. Sou licenciada em Assessoria e Tradução de todo o tipo de matérias e para além disso sou especializada na língua inglesa e alemã. Tenho uma grande paixão pela leitura e escrita. Sou muito curiosa e aberta ao conhecimento o que me faz querer saber, aprender e partilhar mais sobre, na verdade, tudo um pouco.