Para ser professor ou explicador ou dar aulas de reforço escolar, é necessário ter, para além de conhecimentos técnicos e rigorosos, algumas qualidades humanas tais como: organização, empatia, dedicação e claro, boa comunicação oral.

Se já tem todas estas características e ainda vontade de partilhar os seus conhecimentos sobre história, história da arte, matemática, geografia, dança ou até desenho mas não sabe por onde começar, leia este artigo! Vamos resumir em alguns passos qual deve ser o seu plano para se tornar um professor exemplar e contribuir para o sucesso escolar dos seus alunos.

Está pronto? Vamos lá!

Os melhores professores de Explicações disponíveis
Pedro
5
5 (17 avaliações)
Pedro
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (8 avaliações)
Isabel
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (29 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (8 avaliações)
Marta
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (15 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jorge
5
5 (5 avaliações)
Jorge
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (10 avaliações)
Susana
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (17 avaliações)
Pedro
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Isabel
4,9
4,9 (8 avaliações)
Isabel
6€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (29 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (30 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marta
5
5 (8 avaliações)
Marta
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (15 avaliações)
Francisco
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jorge
5
5 (5 avaliações)
Jorge
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (10 avaliações)
Susana
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Escolha a disciplina a lecionar nas suas explicações

Se já sabe que tem todos os requisitos necessários para dar aulas de apoio escolar deve, primeiramente, perguntar-se a si mesmo: qual a disciplina que quero ensinar na minha aula de reforço escolar?

Depois de escolher a disciplina, tem de perceber se possui conhecimentos suficientes para poder exercer este tipo de atividade e se está disposto a fornecer um acompanhamento diário sobre esta matéria aos seus alunos. Caso se sinta confiante, basta apenas consolidar algum conteudo ou matéria que tenha mais dificuldade. Mas, se sentir desconfortável com a docência da disciplina escolhida, aconselhamos que antes de iniciar o processo da tutoria, aperfeiçoe os conhecimentos que tem sobre ela num curso rápido, em formações mais intensivas, ou até através de uma licenciatura.

O explicador deve dominar a disciplina que leciona.
Os explicadores devem ter formação académica especializada ou conhecimentos rigorosos na disciplina que ensinam. | Fonte: Unsplash

Isto significa que, gostar muito de uma matéria ou disciplina não chega para poder dar lições de reforço escolar sobre ela a outras pessoas, pois é sempre necessário possuir algumas habilidades e alguns estudos específicos para conseguir transmitir conhecimentos de forma clara e com rigor científico, se for o caso.

Um professor do centro de explicações deve estar pronto para responder a qualquer pergunta ou dúvida que possa surgir e essa é a principal razão para ter de estar bem preparado para lecionar a disciplina em questão.

Para além disso, é necessário perceber qual o tipo de explicações que pretende oferecer aos seus futuros alunos e quais os métodos pedagógicos a optar em função das dificuldades de cada aluno e claro, da disciplina. É de conhecimento geral que a criatividade dos métodos de ensino adotados, dependem quase na totalidade, da criatividade do professor e contribuem inconscientemente para o desenvolvimento da aprendizagem do estudante.

Assim, e tendo em conta toda esta informação, passemos à etapa seguinte: como vou divulgar as minhas aulas de apoio ao estudo?

Divulgue as suas competências como explicador

Existem muitos locais, maneiras e modos para conseguir divulgar os seus serviços como explicador de inglês, francês, espanhol ou italiano. Deixamos aqui algumas sugestões:

  • entregar panfletos na sua zona de residência: faça panfletos atrativos e com uma comunicação clara e objetiva. Depois entregue-os àqueles vizinhos com quem tem uma melhor relação. Para além disto, pode ainda deixá-los na escola que fica perto da sua casa, em cafés, mercearias ou lojas de outro tipo, perto da sua área de residência, mas claro, sempre com autorização do proprietário;
  • falar dos seus serviços aos amigos e familiares mais próximos: toda a gente conhece alguém que esteja a precisar de melhorar os seus conhecimentos em inglês, matemática ou físico-química. Por isso, fale com os seus familiares mais próximos ou com os seus amigos porque temos certeza que será a primeira pessoa de quem eles se vão lembrar quando surgir alguém à procura dos serviços que vai oferecer;
  • utilizar as redes sociais para divulgação das suas explicações ou aulas online: o maior poder da internet é conseguir fazer chegar rapidamente uma informação ou serviço a um vasto número de pessoas. E, por isso mesmo, aconselhamos que usufrua desta vantagem e anuncie os seus serviços em todas as suas redes sociais;
  • inscrever-se na Superprof: este talvez seja o método mais eficaz e indicado para começar a dar aulas de apoio escolar. Na plataforma Superprof pode inscrever-se gratuitamente e nenhuma comissão será cobrada. Não é necessário apresentar um diploma específico para poder transmitir os seus conhecimentos e existem muitos alunos que procuram aqui pela sua ajuda para conseguir passar naquele exame muito importante que será a chave para a entrada no ensino superior.
Pode divulgar as suas aulas de apoio na internet.
As redes sociais são um meio eficaz para conseguir divulgar as suas aulas de apoio escolar. | Fonte: Unsplash

Assim, e depois de escolher qual o melhor meio para começar a divulgar os seus serviços ou procurar os seus novos alunos, aconselhamos que decida como dar aulas de apoio ao estudo. E se ainda não tem nenhuma estratégia definida, nós podemos ajudar um pouco.

Defina a abordagem pedagógica das suas explicaçoes

Todos os professores ou explicadores, independentemente da sua experiência profissional ou formação académica, têm dois principais objetivos: ajudar o aluno a atingir o sucesso escolar pretendido e conseguir motivar o aluno através das suas aulas dinâmicas e divertidas!

Isto significa que, para além das competências e das qualificações académicas necessárias para se tornar um explicador, deve também possuir uma abordagem pedagógica adequada aos seus alunos, à disciplina que está a lecionar e aos tipos de aulas de apoio escolar que decidiu adotar.

Somos da opinião que, as explicações ou as aulas de apoio ao estudo são um tipo de ensino personalizado e que têm de ter como objetivo principal, o sucesso escolar do aluno em questão. Porém, e para isso, é necessário conhecer o aluno, descobrir detalhes da sua personalidade, quais as suas maiores dúvidas e ainda que tipo de mecanismos de aprendizagem podem fazer com que ele fique cativado e empenhado para superar as suas dificuldades.

Depois de obter todas estas informações, aconselhamos que prepare uma lista de instrumentos didáticos e discuta sobre a mesma com o seu aluno.

Os métodos das aulas de apoio escolar são muito importantes.
Os métodos pedagógicos utilizados pelo explicador vão determinar o grau de motivação do aluno. | Fonte: Unsplash

Estes meios de aprendizagem podem ser:

  • plataformas online de aprendizagem: onde através de jogos e desafios o aluno consegue consolidar o conteudo abordado na sala de aula, de forma divertida;
  • vídeos de reforço dos conteúdos: tendo sempre em conta qual a informação que o aluno deve filtrar  sobre essa matéria ou disciplina;
  • documentários: é um meio pedagógico que funciona muito bem para lecionar disciplinas como história ou história da arte;
  • filmes: tal como os documentários, funcionam muito bem para transmitir conhecimentos históricos;
  • músicas: é um método de ensino muito utilizado nas aulas de idiomas;
  • aplicações para telefone ou tablet: estes são ferramentas que o seu aluno poderá utilizar em qualquer hora e em qualquer lugar, mesmo fora da sala de aula.

Temos certeza que, ao dispor de tantos materiais "não tão académicos" o seu aluno vai ficar muito motivado para frequentar as suas aulas, vai conseguir melhorar as notas escolares, vai aprender de forma inconsciente e divertida e ainda poderá continuar a aprender fora da escola ou da sala de estudo.

Estabeleça o preço a cobrar nas aulas de apoio escolar

O preço das suas aulas de reforço ou apoio ao estudo vai depender de vários fatores como o seu curso ou formação académica para ser explicador, do tipo de aula que vai oferecer, da disciplina que vai lecionar, e ainda da cidade onde se encontra e vai divulgar os seus serviços.

É de conhecimento geral que quanto maior for o seu grau académico, ou a sua especialização num determinado assunto ou disciplina, mais vai poder cobrar pelas suas aulas de apoio escolar. Porém, queremos deixar claro que qualquer pessoa pode dar explicações autonomamente, mas existem algumas instituições como centros de estudo, institutos ou escolas que exigem que os professores das aulas de apoio escolar tenham uma licenciatura focada na disciplina a ensinar.

O preço das aulas de apoio ao estudo particulares é por norma mais elevado.
O preço das aulas de apoio ao estudo particulares é por norma mais elevado do que o valor das explicações em grupo. | Fonte: Unsplash

Por outro lado, o tipo de aula que vai propor aos seus alunos e as atividades a ela associadas, também vão influenciar no preço a cobrar. Isto significa que, as aulas particulares e ao domicílio serão certamente mais pagas que as aulas de grupo online, (independentemente do conteudo abordado), uma vez que o professor, no primeiro caso, tem de cobrar pela sua deslocação até à casa do aluno e estará completamente focado nas necessidades e dúvidas do mesmo. Porém, se optar por dar aulas presenciais numa escola ou centro de explicações, é provável que o preço das aulas, assim como os seus ganhos, sejam definidos pela instituição em questão.

Relativamente à disciplina, aconselhamos que escolha ensinar uma matéria que domine e goste e não aquela que sabe que será mais rentável a nível monetário. É de conhecimento geral que os cursos das disciplinas mais raras serão as mais caras mas isto não deve ser o mote para que comece a sua experiência como explicador. É fundamental que escolha a disciplina em que mais conhecimentos possui e, temos certeza que se as suas aulas forem dinâmicas e divertidas, poderá obter ótimos rendimentos num futuro próximo e o desenvolvimento da aprendizagem dos seus alunos será notório.

Por fim, deve ter em conta que a cidade onde vai dar as suas explicaçoes ou lições de reforço escolar vai obviamente influenciar nos preços a praticar. É de conhecimento geral que as aulas de qualquer disciplina são mais caras nas maiores cidades de Portugal (como Porto, Lisboa ou Braga) e por isso deve fazer um estudo de mercado relativamente aos preços praticados na zona onde reside.

Assim, e depois de já ter escolhido qual a disciplina a lecionar, como vai divulgar as suas competências, quais os métodos pedagógicos a adotar e qual o preço mais justo a cobrar relativamente às suas aulas de apoio escolar, aconselhamos que se informe sobre os benefícios das explicações ou aulas de apoio escolar!

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Marília

Sou licenciada em História da Arte e Mestre em Estudos Artísticos, na vertente de Teoria e Crítica da Arte. No passado, escrevi também alguns artigos para a revista Umbigo (online) e criei e geri todos os conteúdos da plataforma pensarte.pt.