Foram muitas as experiências de química que levaram a descobertas que mudaram a maneira como vivemos hoje. Isto significa que, a contribuição da biologia, da medicina, da engenharia e da agricultura, entre muitas outras disciplinas, ofereceram-nos novos meios que transformaram a maneira como comemos, comunicamos e combatemos doenças e lesões.

Assim, somos da opinião que os feitos de alguns químicos famosos, assim como alguns conceitos base da química não podem ser esquecidos, pois o mundo atual não seria o mesmo sem eles.

E, neste artigo vamos falar sobre algumas dessas importantes descobertas que certamente já ouviu falar nas aulas de quimica. Preparado?

Os melhores professores de Química disponíveis
1ª aula grátis!
Ana margarida
5
5 (46 avaliações)
Ana margarida
10€
/h
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (12 avaliações)
Teresa
8€
/h
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (3 avaliações)
Gonçalo
10€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (7 avaliações)
Diogo
13€
/h
1ª aula grátis!
Vitor
5
5 (9 avaliações)
Vitor
12€
/h
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (16 avaliações)
Francisco
15€
/h
1ª aula grátis!
Alexandre
5
5 (6 avaliações)
Alexandre
15€
/h
1ª aula grátis!
Gustavo
5
5 (8 avaliações)
Gustavo
10€
/h
1ª aula grátis!
Ana margarida
5
5 (46 avaliações)
Ana margarida
10€
/h
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (12 avaliações)
Teresa
8€
/h
1ª aula grátis!
Gonçalo
5
5 (3 avaliações)
Gonçalo
10€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (7 avaliações)
Diogo
13€
/h
1ª aula grátis!
Vitor
5
5 (9 avaliações)
Vitor
12€
/h
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (16 avaliações)
Francisco
15€
/h
1ª aula grátis!
Alexandre
5
5 (6 avaliações)
Alexandre
15€
/h
1ª aula grátis!
Gustavo
5
5 (8 avaliações)
Gustavo
10€
/h
1ª aula gratuita>

Curso de bioquímica sobre a química medicinal

As descobertas no mundo da química abrangeram as diversas áreas conhecidas por nós: a medicina, a alimentação e até a nossa vivência diária no nosso planeta.

Contudo, é de conhecimento geral que talvez tenha sido na medicina que esta área de investigação mais contribuiu e se mostrou vitoriosa. Já a seguir contamos-lhe como e porquê.

Penicilina

Em 1928, Alexander Fleming, um médico escocês, farmacologista e bacteriologista, realizou algumas experiências no seu laboratório com uma certa bactéria numa placa, quando percebeu que, uma das suas amostras tinha ganho bolor. No entanto, rapidamente percebeu que este bolor estava a matar as bactérias da sua experiência.

Este processo químico passou a ser conhecido como penicilina e tornou-se uma das mais importantes descobertas médicas já feitas.

Porém, não foi apenas Fleming que contribuiu para esta grande descoberta. Posteriormente, Howard Florey e Ernst Boris Chain, dois bioquímicos continuaram a desenvolver esta experiência até ela ganhar a forma que conhecemos hoje.

Os três cientistas ganharam, em conjunto, o Prémio Nobel pela sua investigação com a penicilina e a descoberta salvou duzentos milhões de pessoas. Para além destes, existem outras pessoas que fazem parte da lista dos químicos mais famosos da história da química.

O blor deu origem à penicilina.
O bolor foi um dos quimicos que deu origem à penicilina. | Fonte: Unsplash

Taxol

Já ouviu falar nesta substância? Se sim, sabe que se trata de um dos tratamentos mais eficazes para o cancro. Este medicamento funciona impedindo a divisão das células, o que leva à própria morte da célula. Isto significa que, no caso do cancro, cujas células se dividem muito rapidamente, o Taxol funciona como um veneno.

Esta cura eficaz foi descoberta em 1960, por Monroe Wall e Mansukh Wani quando se encontravam a trabalhar num projeto do Instituto Nacional do Cancro dos EUA. Estes dois químicos medicinais apresentaram, entre muitas outras árvores e plantas, um extrato do Teixo do Pacífico e encontraram neste, uma substância tóxica para as células cancerígenas. Eles chamaram-na de paclitaxel e, nas décadas seguintes, a substância passou por uma pesquisa sistemática em laboratório antes de finalmente ser usado em pacientes, em 1992.

Anestésico

Sabia que, durante muito tempo, a única maneira viável de aliviar a dor durante uma operação, era usar álcool ? Porém, em meados do século XIX, quando William Morton, um dentista e químico amador, descobriu que os animais desmaiavam após a inalação de éter sulfúrico, esta situação estava prestes a mudar.

Em 1846, Morton realizou um espetáculo ao vivo sobre uma cirurgia dentária que fez a um paciente anestesiado e esta descoberta deixou toda a gente vislumbrada e convencida da eficiência do éter sulfúrico.

Porém, e apesar de Morton se ter afirmado como o inventor da anestesia, isso não é realmente verdade se tivermos em conta que o ópio e o próprio álcool eram substâncias eficazes para o alívio da dor. Para além disso, um outro tipo de éter já tinha sido usado em 1525, por Paracelsus. Esta é uma das muitas curiosidades da história da bioquímica.

Antigamente, não se utilizava anastesias nas cirurgias.
No curso de bioquímica vai aprender que as primeiras cirurgias foram feitas sem anestesia. | Fonte: Unsplash

Inovações alimentares que posso aprender com a fisico quimica online

É de conhecimento geral que muitos dos alimentos que hoje consumimos, passam obrigatoriamente por processos químicos, sendo que, nalguns casos estas transformações têm de ser feitas para garantir que não são ingeridos vírus ou bactérias através da alimentação.

Pasteurização

Hoje, já temos como dado adquirido que, se cozinharmos ou aquecermos os alimentos, matamos as bactérias que neles possam existir. Porém, este conhecimento nem sempre foi tido em conta.

Embora, o processo de pasteurização já tivesse sido estudado na China do século XII, no Japão do século XVI e na Itália no século XVIII, foi Louis Pasteur, o homem que recebeu a honra desta descoberta, porque estudou meticulosamente a relação que existem entre o calor e a morte de bactérias. Assim, nos dias de hoje, é considerado, sem qualquer dúvida, a personalidade mais conhecida relacionada com este assunto.

A descoberta de Pasteur, aconteceu quando decidiu aquecer o vinho, sendo que este processo se tenha tornado mais popular estando associado ao leite.

Existem muitas pessoas que bebem leite sem estar pasteurizado, porém, consideramos que beber leite depois de atravessar este processo pode ser mais benéfico para a saúde.

Processo Haber-Bosch

Sabia que 80% do ar que respiramos é formado por nitrogénio? Este é um elemento químico muito popular e um dos termos abordados nas aulas de química.

No entanto, como o nitrogénio é reativo, relativamente ao corpo humano, às plantas e aos animais, tornou-se necessário desenvolver métodos biológicos complexos para extrair esse elemento do ar.

No início do século XX, os cientistas encontravam-se a tentar desenvolver métodos artificiais de extração de nitrogénio, para o desenvolvimento da agricultura e ainda para o desenvolvimento de armas.

Um desses métodos de extração, e talvez o mais eficiente em energia e em mão-de-obra foi o processo proposto por Fritz Haber, que foi posteriormente transformado num processo industrial maciço por Carl Bosch.

Este processo é uma das descobertas mais importantes na história da civilização humana porque permitiu que a agricultura fosse muito mais eficaz e originou ainda o crescimento da população humana no último século.

A pasteurização foi uma inovação da engenharia bioquímica.
A pasteurização foi uma das mais importantes inovações da engenharia bioquímica. | Fonte: Unsplash

Eventos da engenharia bioquímica que mudaram a nossa vida

Como já foi referido anteriormente, as inovações e transformações químicas estão presentes em quase todos os momentos do nosso dia-a-dia, e quase tudo aquilo em que tocamos é o produto final dessa transformação química. Dois exemplos do afirmado são:

Plástico

O plástico está definitivamente em toda parte, certo? Nos telemóveis, nos carros, em quase tudo na sua cozinha, nos brinquedos e até a maioria dos materiais usados nas experiências químicas. Mas sabe quem o inventou?

Embora o material do plástico seja mais sintético, a categoria similar de compostos químicos, os polímeros, já existia naturalmente.

Os polímeros foram utilizado há muitos séculos na América, e considera-se que a primeira pessoa a construir um plástico sintético foi Alexander Parkes, em 1855, que pretendia que o plástico fosse usado como revestimento impermeável para as roupas de tecido.

A invenção de Parkes surgiu quando a sua empresa faliu e foi assim que se deu início à indústria do plástico.

Em 1907, um químico americano, Leo Baekeland, criou outro tipo de plástico chamado baquelite, que era simplesmente uma substância química maleável feita por dois outros produtos químicos. Este tipo de plástico passou a ser usado em todos os tipos de máquinas, e o mundo do plástico surgiu tal como o que conhecemos hoje.

Ecrãs LCD

Está foi uma das descobertas mais importantes da química no último meio século, se tivermos em conta que os telefones inteligentes, as redes sociais e muitas outras coisas que usufruem deste material revolucionaram a nossa vida.

Embora os cientistas estivessem conscientes dos benefícios do cristal líquido na década de 1960, acreditava-se que esta tecnologia não funcionava se não estivesse sujeita a temperaturas muito altas que manteriam as propriedades do cristal líquido.

Foi então que, George Gray, um químico britânico foi contratado para estudar este fenómeno. Das suas pesquisas e experiências surgiu uma molécula específica que funciona a uma temperatura mais baixa, e foi esta a inovação e descoberta que permitiu a concretização dos ecrãs como a conhecemos hoje. A molécula tem como nomenclatura: molécula de 5CB.

O plástico é o material quimico mais usado.
O plástico é a invenção quimica mais usada no nosso dia-a-dia. | Fonte: Unsplash

Radiação: a grande descoberta da fisico quimica e da bioquímica

Marie Curie é a cientista mais famosa associada à descoberta da radioatividade. A sua biografia faz muitas referências à descoberta desta matéria química. No entanto, ela fazia parte de uma equipa de profissionais da química e da física que trabalhavam com raios-x, radiação e produtos químicos bastante radioativos, como o urânio e o rádio.

Por outro lado, a radioatividade foi verdadeiramente descoberta por Henri Becquerel, quando percebeu que certos materiais brilhavam no escuro. Ele percebeu rapidamente que o urânio, um material que hoje sabemos ser altamente radioativo,  mudou a cor das folhas sensíveis à luz, mesmo quando havia uma camada de papel entre a folha e o elemento de estudo. Assim, Henri  percebeu que este material deveria estar a emitir algo que não fosse visível a olho nu.

Porém, a contribuição particular de Marie Curie foi descobrir o polónio e o rádio e assim, dar ao processo o nome de 'radioatividade', algo que foi causado pelo colapso de átomos específicos. O seu legado baseou-se no uso da descoberta de Becquerel com o objetivo de combater o cancro. Como profissional da química e da física, Marie Curie é a única pessoa no mundo que ganhou o prémio Nobel em duas ciências ou disciplinas distintas.

Lembra-se de ter falado sobre isto nas suas aulas de fisico quimica 9 ano ou durante o curso de bioquímica?

Caso não tenha frequentado um curso de química e tenha ficado curioso sobre mais descobertas no mundo da química, aconselhamos que tenha aulas com um professor particular e a plataforma Superprof é o melhor sítio para o encontrar! Na nossa plataforma existem professores que praticam vários preços e especializados em várias áreas, que lhe poderão ensinar tudo sobre o mundo fascinante da ciência química!

Precisa de um professor de Química ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Marília

Sou licenciada em História da Arte e Mestre em Estudos Artísticos, na vertente de Teoria e Crítica da Arte. No passado, escrevi também alguns artigos para a revista Umbigo (online) e criei e geri todos os conteúdos da plataforma pensarte.pt.