Quando a voz é o seu instrumento principal de trabalho, deve evitar ao máximo causar fadiga, desgaste ou outros problemas. Sintomas como, por exemplo, rouquidão, alergias, pólipos, irritações ou inflamação da laringe, não podem fazer parte do dia a dia de um professor de canto ou cantor.

E mesmo que não seja professor, a música faz parte da nossa vida. Cantamos várias vezes durante o dia, seja por estarmos felizes, tristes ou até melancólicos. Cantar faz bem e liberta vários estímulos positivos. E precisamente por este motivo, o aparelho fonador merece ter atenção constante. Neste artigo, damos os nossos melhores conselhos sobre como deve cuidar da voz e continuar a atingir todas as notas.

Os melhores professores de Canto disponíveis
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

1- Aquecer a voz antes de cantar

O termo aparelho fonador designa o conjunto de órgãos responsáveis pela fonação humana. As nossas cordas vocais são duas pregas de tecido musculoso situadas no interior da laringe. Quando o ar é inspirado ou expirado, passa pela laringe e se as pregas estiverem relaxadas, passa sem vibrar, não produzindo qualquer tipo de som.

A história é muito diferente se não estiverem relaxadas. Quando falamos ou cantamos, o nosso cérebro emite mensagens através dos nervos até os músculos que controlam as cordas, e estas, por sua vez, aproximam-se de modo que apenas fique um espaço estreito entre elas. Em termos científicos, quando o diafragma e os músculos do tórax empurram o ar para fora dos pulmões, isso produz vibrações e como consequência, emite-se um som.

No que diz respeito ao canto, e como em qualquer músculo que vai ser colocado em esforço, é sempre recomendado que o cantor faça exercícios de aquecimento vocal antes de qualquer atuação. É necessário que haja um trabalho e uma preparação prévia para evitar o risco de lesões nos músculos das pregas.

Isto porque, como as pregas são fibras elásticas que têm a capacidade de se distanciar ou relaxar através da ação dos músculos, qualquer pessoa pode, em condições normais, adicionar-lhes tensão e alterar o som que é emitido.  No entanto, ao utilizar a usando a técnica adequada, ensinada pelo professor de canto durante as aulas, pode aprender a utilizá-las para atingir todas as notas musicais. Este treino e preparação que tem nas aulas é o que permite evitar as lesões.

mulher de boca aberta
Nas aulas de canto vai perder algum tempo a aquecer o aparelho antes de passar para a parte musical, seja em aulas numa escola de música ou aulas particulares. | Fonte: Pexels.com

Saiba como pode reeducar a forma como canta.

2- Descansar bem antes da aula de canto

Pode não parecer, mas a fadiga é um dos piores inimigos do bom funcionamento do corpo e da mente. Desta forma, ter uma boa noite de sono pode ajudar a recuperar as energias, mas também pode ajudar a recuperar a saúde da voz. Por outro lado, uma má noite de sonho, com pouco descanso, pode contribuir para o aparecimento de sintomas como a rouquidão.

Isto porque quando dorme, não faz qualquer tipo de esforço, o que significa que uma boa noite de sono é um dos momentos mais benéficos para todas as pessoas que utilizam a sua voz constantemente. Dormir permite não só o seu descanso, mas também a regeneração.

É muito provável que, depois de ter uma constipação, uma infeção viral, bacteriana ou outra doença que afete a zona da garganta, o médico lhe tenha recomendado uma boa noite de sono para ajudar a recuperar.

Saiba quais são os cuidados que deve ter durante e fora das aulas de canto.

3- Manter uma boa postura no curso de canto

Já reparou como os cantores têm uma postura específica quando cantam? Se há algo que os professores (particulares ou não) ensinam aos alunos nas aulas é que um bom timbre é resultado de uma boa técnica vocal e de uma postura corporal favorável à libertação do sistema respiratório e muitos exercícios.

Portanto, deve perder algum tempo nas aulas de canto com o seu professor a encontrar a posição que lhe proporciona mais conforto vocal, ou seja, a posição em que canta com mais facilidade.

Se for necessário, o professor também lhe pode recomendar algumas atividades que envolvem exercícios respiratórios, ajudar a posicionar corretamente no palco ou até solicitar que cada aluno vocalize sempre com as costas retas durante a aula de canto, para abrir o diafragma. Outro exercício pode ser pedir aos alunos que tentem atingir as notas musicais e as vocalizações com os ombros relaxados.

A ausência de tensão corporal vai automaticamente influenciar o aparelho fonador, uma vez que emite outros sons quando está descontraído.

Os melhores professores de Canto disponíveis
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

4- Praticar exercício físico regularmente

Certamente que já sabia que a prática de atividade física permite alcançar a harmonia entre o corpo e a mente. A prática de desporto traz inúmeros benefícios para o corpo humano e ajuda a prevenir alguns doenças associadas a uma vida sedentária. Mas como é que a prática de exercício físico pode ajudar um cantor?

mulher a correr
Fazer exercício pode não parecer uma atividade musical, mas permite respirar melhor e ter mais facilidade em aplicar cada técnica. | Fonte: Pexels.com

Fazer exercício regularmente, como um treino de resistência por exemplo, contribui para o desenvolvimento da capacidade respiratória do cantor. A prática de desportos como a corrida ou a natação ajudam a aumentar a resistência. Isso acontece porque durante o exercício físico, o corpo consome mais oxigénio, a respiração e a circulação sanguínea aumentam, fornecendo energia aos músculos. Os músculos, por sua vez, mantêm a circulação sanguínea ativa no corpo todo, o que permite manter os pulmões saudáveis.

Com essa prática, o cantor tem menos falta de ar entre cada vocalização e outra, o que garante que consegue manter uma nota musical durante mais tempo.

Saiba quando deve ser observado por um médico para conseguir cantar melhor.

5- Parar de fumar

Na verdade, esta poderia ser a primeira dica da lista. Isto porque o uso contínuo de tabaco pode provocar uma inflamação crônica nas cordas vocais, causando uma alteração da voz, que vai engrossando e ficando mais rouca. Em certos casos, as pessoas ficam mesmo sem falar, sendo necessário drenar o edema para que voltem a conseguir vocalizar os seus pensamentos.

Segundo vários médicos, o cigarro pode aumentar os riscos de ter cancro do pulmão, boca, língua e laringe. É importante estar atento ao surgimento de sintomas como rouquidão, dificuldade a engolir ou respirar e uma sensação de caroço na zona da garganta. Qualquer um destes sintomas pode ser sinal de que é necessário ter uma consulta com um otorrinolaringologista.

Mas não o queremos alarmar. É fácil evitar todos estes problemas, é simples: basta parar de fumar. Se ficar apenas um dia sem fumar, já vai sentir e ouvir mudanças significativas na qualidade da voz durante as aulas de canto.

pessoa a acender cigarro
Fumar pode causar-lhe muitos problemas na aula e terá muito mais dificuldade em aprender e executar a técnica que a professora lhe ensina. | Fonte: Pexels.com

Deixar de fumar e optar por uma vida mais saudável também tem benefícios como:

  • Limpeza das vias aéreas;
  • Diminuição da irritação das mucosas;
  • Diminuição do risco de cancro;
  • Diminuição do risco de aparecimento de nódulos, pólipos e tumores.

6- Evitar excessos fora da aula de canto

Depois de passar o dia a utilizar e esforçar a voz, seja enquanto fala ou enquanto canta, tem que a descansar. Isto porque o excesso de esforço constante pode causar desgaste nas cordas vocais, além de aumentar a tensão dos músculos do peito, causando fadiga respiratória. A longo prazo, este excesso e desgaste provoca alterações na voz e até pode levar à perca temporária da mesma.

Em alguns casos estes excesso de esforço, principalmente quando é algo recorrente,  provoca inflação e fibroses, que levam à rouquidão ou afonia. Neste caso, e noutros semelhantes, é recomendado um descanso vocal total, seja por um foniatra ou fonoaudiólogo.

7- Proteger do frio

Certamente que já viu fotografias de cantores famosos a usar um cachecol para proteger a zona da laringe na época das mudanças de temperatura. Pode parecer um exagero, mas basta uma mudança brusca de temperatura para comprometer o aparelho fonador.

mulher com agasalho
Deve proteger-se do frio para não sentir dificuldades a praticar de forma profissional durante cada aula. | Fonte: Pexels.com

Doenças como laringite, dores de garganta, bronquite, gripe, entre outras, são típicas do período de frio e podem causar sofrimento a todos os alunos das aulas de canto durante vários dias. Até mesmo as infeções mais leves, como simples constipação, podem ser irritantes para quem utiliza a sua voz para trabalhar.

8- Consultar um otorrinolaringologista ou um especialista em foniatria

É importante respeitar os limites do seu corpo, porque pensar que consegue cantar mesmo quando o corpo diz o contrário é um grande erro. Se existir algum tipo de inflamação nas vias aéreas, não faz qualquer sentido que tente continuar a cantar e esforçar o aparelho fonador.

E se esses sintomas não desaparecem e durarem mais do que uma semana, terá mesmo que procurar ajuda profissional. Marque uma consulta com um médico especialista em problemas da voz, como um otorrinolaringologista ou foniatra. Estes médicos especializados em distúrbios da voz possuem a formação necessária para realizar um diagnóstico preciso, com um tratamento adequado.

E se sentir algum desconforto enquanto está nas aulas de canto, fale com a professora. Os professores de uma escola de música ou os professores particulares de canto são cantores profissionais, com uma formação extensiva em música e técnicas de vocalização. Como tal, poderão dar-lhe várias dicas e técnicas de controlo vocal que o podem ajudar a sentir-se melhor e evitar o aparecimento destes sintomas.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.