Sintomas como rouquidão, dores de garganta, pigarro, nódulos, pólipos, afonia, irritação ou inflamação da laringe são sinais de que deve procurar ajuda profissional. Segundo os especialistas em tratamento de doenças deste foro, os professores, cantores, atores e artistas em geral são os profissionais com mais predisposição a terem algum tipo alteração da voz.

Por outras palavras, estas profissões têm mais probabilidades de causar distúrbios na fala, uma vez que obrigam ao uso constante das cordas vocais.  Quando se é cantor ou professor, evitar a perca da voz é uma questão muito importante, assim como seguir adequadamente as recomendações de um especialista.

Mas sabe ao certo qual é o especialista responsável pelo tratamento da sua saúde vocal? Não? Então continue a ler para descobrir como a foniatria o pode ajudar a cuidar da voz e cantar melhor!

Os melhores professores de Canto disponíveis
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maja
5
5 (39 avaliações)
Maja
27€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (25 avaliações)
Susana
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rosy
5
5 (29 avaliações)
Rosy
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Beatriz
5
5 (15 avaliações)
Beatriz
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (13 avaliações)
Sandra
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (12 avaliações)
Diogo
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lara
5
5 (11 avaliações)
Lara
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

A foniatria é uma área de atuação da medicina, dentro da otorrinolaringologia, responsável pelo diagnóstico dos distúrbios da fala. Nesta especialidade médica, o especialista trata distúrbios dos sons, de fonação, da emissão de sons, mais precisamente, da fala.

medico com estetoscopio
Se quer garantir que consegue aprender e colocar em prática a técnica que os professores estão a demonstrar na aula, deve garantir que está de boa saúde. | Fonte: Pexels.com

O foniatra trata distúrbios do nariz, garganta, ouvidos, cabeça e pescoço e também realiza procedimentos cirúrgicos, se tais foram necessários. Um fonoaudiólogo, por outro lado, trabalha com diferentes aspetos da comunicação humana como linguagem oral e escrita, fala, audição e as funções responsáveis pela mastigação, deglutição e respiração. Este especialista desenvolve atividades relacionadas com a promoção da saúde da voz, orientação e prevenção, avaliação, diagnóstico e terapia de vários aspetos da comunicação humana.

A maior diferença entre os dois é que um fonoaudiólogo pode diagnósticos e propor tratamentos adaptados aos distúrbios da comunicação, mas nada mais. O foniatra, por outro lado, pode solicitar exames, emitir prescrições médicas e passar atestados.

Existem várias razões porque pode ser necessária a intervenção de um foniatra, como:

  • Atrasos no desenvolvimento da fala/linguagem;
  • Distúrbios da fala como gagueira, dislalias, distúrbios articulatórios, disfonias, rouquidão;
  • Afasias e sequelas neurológicas;
  • Problemas respiratórios;
  • Transtornos de aprendizagem, como dislexia, discalculia, disgrafia, entre outros.

O foniatra pode ajudar a solucionar problemas como:

  • Dor de garganta;
  • Tosse crónica;
  • Alergias;
  • Fadiga vocal;
  • Afonia e disfonia.

É essencial que o médico otorrinolaringologista que atua na área da foniatria também tenha o apoio de outros profissionais da área da saúde, para que haja um acompanhamento perfeito dos pacientes e sejam recomendados os tratamentos adequados. É precisamente por este motivo que costumam trabalhar em conjunto com fonoaudiólogos e psicólogos.

Dependendo da gravidade do diagnóstico, o médico poderá solicitar sessões de terapia da fala, prescrever alguns medicamentos ou aconselhar o uso de produtos naturais aliado a descanso. O especialista é a pessoa indicada para o ajudar a melhorar.

relogio em lencois
Para estar na melhor forma musical nas aulas de canto e conseguir aprender todas as técnicas que a professora ensina, tem que descansar bem entre cada aula. | Fonte: Pexels.com

Saiba como pode reeducar a forma como canta.

Devo consultar um foniatra depois da aula de canto?

Durante o dia, a nossa voz é submetida a diversos fatores que podem causar alterações ou desgaste. Essas alterações podem ter origem natural ou não. Entre as causas mais recorrentes, podem ocorrer por:

  • Fatores de risco como tabagismo e alcoolismo;
  • Excesso de trabalho no aparelho fonador, como falar alto, gritar ou pigarrear;
  • Inflamação bacteriana ou viral da mucosa laríngea;
  • Fatores externos como exposição a poluição urbana, ar condicionado, etc.

Deve procurar a ajuda de um foniatra quando surgem sintomas como fadiga, rouquidão, incómodo na garganta ou afonia. Se persistirem durante mais do que uma semana é recomendável agendar uma consulta com um médico otorrinolaringologista por precaução. Muitas vezes, o que começa com uma simples dor de garganta ou rouquidão pode agravar para doenças mais graves.

O médico pode realizar exames mais completos como, por exemplo, uma laringoscopia para verificar detalhadamente as estruturas da laringe e perceber se existem algumas lesões orgânicas ou funcionais. Este tipo de exames permite diagnosticar doenças da cavidade oral, hipofaringe, orofaringe e da laringe.

Nos casos onde os sintomas são causados por excesso de tabaco ou bebidas alcoólicas, o médico irá recomendar uma redução dessas práticas, senão um corte completo. Além disso, irá certamente recomendar uma maior ingestão de água para repor a hidratação que foi perdida.

Em casos mais graves, como uma suspeita de tumor benigno ou outras situações semelhantes, geralmente é prescrito um tratamento por reeducação ortofónica, que é muitas vezes suficiente para remover a lesão. Nas situações em que o paciente não responde aos métodos de tratamento mais conservadores, o foniatra pode optar por realizar uma microcirurgia e remover os tumores.

medico de bata
Os médicos vão aconselhar o tratamento indicado, mas os alunos devem seguir os conselhos dos professores da escola de música ou da professora particulares para evitar que os sintomas surjam. | Fonte: Pexels.com

Saiba como evitar correr riscos nas aulas de canto.

Quais são os sintomas a devo prestar atenção?

Como já mencionamos, um foniatra pode ser a solução para vários problemas. Para saber se necessita de o consultar, deve estar atento ao surgimento de sintomas como:

  • Dor ou incómodo na garganta;
  • Perda da voz;
  • Fadiga vocal;
  • Afonia;
  • Disfonia;
  • Rouquidão persistente;
  • Dificuldade em falar;
  • Inflamação da garganta;
  • Irritação da garganta;
  • Sensação de inchaço;
  • Dor na laringe ou laringite crónica;
  • Dificuldade de atingir os agudos;
  • Formigueiro na garganta;
  • Tosse crónica.

Ter um ou vários destes sintomas não quer dizer que tenha um problema grave. Muitos casos são facilmente resolvidos com um tratamento muito simples:

  • Repouso;
  • Terapia da fala;
  • Medicamento prescrito pelo médico, etc.

Estas dicas só são indicadas quando existe em excesso de esforço e os sintomas não persistem durante muito tempo. Se durarem mais que uma semana, podem ser sinal de patologias mais graves. Se for o seu caso, aconselhamos agendar uma consulta com um otorrinolaringologista.

Dependendo dos sintomas e do caso específico, existe uma infinidade de tratamentos possíveis para cada tipo de sintoma. Quando o diagnóstico alerta para uma doença mais grave, como pólipos, o médico pode recomendar muito repouso, terapia da fala ou até mesmo medicamentos, mas se esses tratamentos não tiverem o efeito adequado, poderá ser necessário fazer uma microcirurgia para remover o pólipo da garganta.

Mas mais importante do que saber quais são os possíveis tratamentos, interessa perceber como é que os cantores podem evitar o aparecimento destes sintomas. Se tem aulas de canto e utiliza a voz com mais frequência, deve tentar seguir estas recomendações médicas:

  • Beber bastante água;
  • Evitar frequentar espaços com ar condicionado, que secam a garganta;
  • Utilizar um humidificador de ar em casa;
  • Utilizar sempre um tom confortável e evitar gritar;
  • Fazer vários exercícios de respiração abdominal, que ajudam a controlar o stress e a ansiedade.

Se tiver dificuldade em atingir as notas musicais durante as aulas de canto ou sentir qualquer tipo de desconforto a cantar, pode ter algum problema físico que o impeça de fazer boas vocalizações. Neste caso, pode ser boa ideia considerar ter uma consulta com um foniatra.

medica de bata
Deve ter atenção se consegue aprender e atingir as notas nas aulas do curso de canto, caso contrário a professora poderá aconselhar que marque uma consulta. | Fonte: Pexels.com

Saiba quais são os cuidados que deve ter para continuar a cantar.

Como funciona uma consulta de foniatria?

Um médico otorrinolaringologista, especializado em foniatria, irá analisar cuidadosamente todos os sintomas dos pacientes para determinar qual é o seu problema. Tal como acontece com outras áreas da medicina, o especialista irá fazer uso da sua formação e experiência, bem como vários exames clínicos (se necessário) para obter um diagnóstico. Isso vai incluir avaliar todos os sintomas enumerados pelo paciente e também a saúde do aparelho vocal.

Dependendo da patologia, uma consulta pode ser o suficiente para obter um diagnóstico. Se for necessário, o especialista vai avaliar a parte inferior da garganta, para poder observar com detalhe o estado da laringe. Em casos mais extremos será pedida uma endoscopia. Tudo isto será decidido pelo profissional, que avaliará cada situação individual e recomendará o tratamento adequado.

No caso específico dos cantores ou praticantes de aulas de canto, é muito importante avaliar a saúde das cordas vocais e de todo o aparelho regularmente. Deve ser feito apenas como forma de precaução, mas é essencial para que possa saber se tem que reeducar a voz ou alterar os exercícios respiratórios, mesmo que tenha todos os cuidados quando se prepara para cantar. Este diagnóstico médico só pode ser feito por um médico otorrinolaringologista e é ele que deve consultar.

No entanto, se achar mais fácil, pode fazer o diagnóstico com um foniatra e pedir encaminhamento para as sessões de reabilitação vocal com o especialista que tiver mais perto. O essencial é que tenha acompanhamento médico.

E não podemos deixar de reforçar que pode evitar vários destes sintomas com o apoio adequado do professor de canto durante as aulas. Sempre que sentir desconforto na aula de canto, pare e peça conselhos ao professor. Com a sua formação em música, canto e técnica vocal, o professor é a pessoa ideal para o ajudar com a reeducação e os exercícios necessário.

Independentemente de serem aulas de canto numa escola de música, aulas de canto particulares presenciais ou até mesmo numa aula de canto online, os professores ajudam os alunos a dominar melhor as técnicas essenciais e a vocalizar as notas musicais corretamente. Desta forma, e com aulas de canto adequadas, consegue garantir boas vocalizações e melhorar a técnica a cantar, sem causar nenhuma lesão.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.