Em Portugal, a profissão de professor particular de música não é regulamentada por nenhuma legislação. Pode, por exemplo, ser um trabalhador independente num regime de prestação de todos os serviços e, assim, exercer esta atividade.

Assim, o custo arcado pelos alunos para aprender a tocar piano pode variar muito: às vezes encontra tarifas três vezes mais caras do que outras.

Há muitas razões que fazem o preço de uma aula de música variar: localização, experiência, nível, o tipo de estrutura oferecida - existe um espaço para aula, as aulas são remotas, etc - o estilo da música.... E por aí fora.

Diante da enorme oferta de aulas individuais, escolher um bom professor para ter aulas individuais de piano pode ser uma tarefa difícil.

É preciso reservar algum tempo para fazer um levantamento dos diferentes preços cobrados na sua cidade. Mas uma coisa é certa: as aulas mais caras nem sempre são as com maior qualidade e com professores mais competentes!

Neste artigo esperamos conseguir facilitar a sua escolha com alguma informação relevante. Aqui ficam algumas ideias para refletir sobre os motivos pelos quais é tão bom tocar piano, os fatores que influenciam os preços de uma aula particular e um breve panorama das tarifas praticadas pelo país.

Porque escolher aprender a tocar piano?

Antes de considerar o preço de uma aula de piano individual, vamos refletir sobre as razões que podem estar por trás do desejo de aprender a tocar piano.

Aluno de piano a praticar
Acertar nas notas nem sempre é tarefa fácil! Tocar piano exige precisão e disciplina. | Fonte: Unsplaah

Se procura um professor de piano, claro, é porque quer aprender a tocar este instrumento.

Bem, caso ainda não saiba: tocar piano traz muitos benefícios além do simples prazer de tocar música.

Aprender música (seja com aulas de orgão ou piano online, aulas de guitarra, aulas de bateria ou aulas de violino, etc.) tem muitas vantagens, entre as quais:

  • aprimora as habilidades cognitivas
  • reduz o aparecimento de doenças neurodegenerativas
  • é um treino para superar dificuldades
  • permite adquirir rigor e disciplina
  • estimula as suas emoções e a sua expressão
  • amplia a compreensão da música e a sua formação musical (por meio dos objetivos das suas aulas de piano)
  • exercita três dos seus cinco sentidos (tato, audição, visão)
  • traz autoconfiança
  • aprimora as habilidades motoras
  • produz endorfina, a chamada hormona da “felicidade”.

No fundo, dominar os segredos do teclado significa também fortalecer o desenvolvimento pessoal por vários motivos.

Infelizmente, os preços não são tabelados, mas é possível ter uma ideia da média de preços praticados, pelo menos por professores particulares em Portugal.

Localização: um dos fatores que influencia o preço de uma aula de piano

Dependendo de onde vive, em Portugal, de forma geral, é possível encontrar aulas de música a um preço acessível. Mas a zona tem alguma influência… Partimos do princípio que cidades maiores, como a capital Lisboeta ou o Porto terão preços mais altos, mas por vezes é nas cidades mais pequenas que se encontram valores superiores, principalmente pela falta de oferta de profissionais nesta área.

Não existe propriamente homogeneidade nos preços, mas também não podemos dizer que as discrepâncias sejam colossais. Aqui está um rápido passeio pelos preços cobrados pelos professores na plataforma Superprof nalgumas cidades portuguesas.

Para cada cidade, indicamos o preço em média.

  • Lisboa – 21€
  • Porto – 19€
  • Viseu – 15€
  • Coimbra – 12€
  • Funchal – 13€
  • Braga – 18€

Sabendo que entre todas essas cidades os preços ainda podem variar, pois estamos a expor médias. Em Lisboa, por exemplo, existem ofertas por 8€ a hora e outras por 40€. Vemos que existe uma faixa muito ampla de oscilações. Portanto, existem mais fatores além da localização que influenciam a definição dos preços.

O custo das aulas particulares de piano varia, entre outros fatores, pela localização. Veja alguns preços praticados por professores nas principais cidades portuguesas | Fonte: Unsplaah

Preços diferentes em função da idade e do nível do professor

Quando olhamos para a diferença de preço, percebemos que os professores particulares que cobram mais são mais experientes e, por vezes, mais velhos. Por outro lado, os mais jovens estão nas tarifas mais baixas.

Portanto, há uma relação entre idade e preço, quase lógica: quanto mais anos de experiência, maior a qualidade da formação e, portanto, mais cara a aula individual.

Um aluno de 25 anos, ainda no conservatório ou a estudar noutra área, dificilmente pode cobrar mais de 10 ou 15€ a hora de aula de piano. Claro que nada disto é estritamente linear e a idade jovem não significa menos legitimidade pedagógica nem sequer menos conhecimento, existe, sim, menos experiência em todos os quadrantes o que pode ser um fator a considerar. 

perfil dos professores de piano cujas aulas são mais caras (acima de 20/30€) é o de pessoas que oferecem aulas de piano para todas as idades, todos os estilos musicais (especialmente jazz e aulas de piano clássico) e para todos os níveis.

São pessoas que têm mais experiência de piano do que outras.

Quando paga por uma aula de piano, também está a pagar pelo empenho e pelo diploma do profissional: um pianista graduado pela Escola Artística de Música do Conservatório Nacional, por exemplo, ou um músico de orquestra, um especialista em jazz ou piano clássico, com certeza pode reivindicar valores superiores a 25€.

A experiência tem o seu valor, mas não é sinónimo incontestável de qualidade e a escolha que fizer deve ser sempre consciente e com base em mais do que esta característica.

Por outro lado, os professores mais baratos (abaixo de 50€ por hora) podem ser os ditos mais amadores.

Em geral são perfis onde se valoriza mais os anos de prática do que a formação académica em si (seja com licenciatura em universidades ou formação em grandes instituições de música).

Os preços e o nível do curso de piano

O nível de estudos também é uma variável que influencia o preço da hora de aula particular de piano.

As qualificações do professor também fazem variar o preço. Se o seu orçamento for mais baixo, uma alternativa pode ser encontrar um docente que ainda estude ou que tenha aprendido piano por hobby | Fonte: Unsplaah

Na verdade, um aluno com uma formação que não seja na área da música, mas que tenha aprendido a tocar numa escola de música quando era criança e tenha sempre praticado por hobby, por exemplo, pode perfeitamente dar ótimas aulas de piano, provavelmente para um nível mais iniciante ou básico (aulas introdutórias ou de iniciação musical).

Por exemplo: Constança, da cidade de Lisboa, é estudante de Psicologia, mas toca piano há muitos anos e adora ensinar. Tem um estilo de aula mais livre, mas sente-se capaz de lecionar para todos os níveis e pode deslocar-se, receber os alunos em casa ou dar o curso via webcam.

As suas aulas de piano por webcam têm o custo de 5€ por hora.

Já Inês, também de Lisboa, é mais experiente e profissional da área da música. A professora Inês Simões é um dos sopranos portugueses mais bem conceituados, tendo-se apresentado a solo com a Orquestra Gulbenkian, Concertgebow Chamber Orchestra e Sinfónica Portuguesa, entre outras. Estudou em escolas internacionais. Oferece aulas particulares de canto, piano, teoria e formação musical, que adaptada às necessidades e ambições do aluno.

Cada aula tem a duração de uma hora, sendo que a primeira sessão durará 1h30 para estabelecer um plano de estudos personalizado. De acordo com estas especificações, o preço que pratica por hora é de 40€.

Pode acontecer que, quanto mais elevado o nível, mais elevado será o preço. As aulas de piano para principiantes são menos dispendiosas do que as aulas particulares mais específicas, como aquelas que servem para progredir na teoria musical ou na improvisação.

As aulas intensivas e preparatórias para entrar em cursos de música em universidades ou instituições musicais de renome também podem ter um preço diferente por exigirem outro tipo de preparação do professor e de exercícios.

Então, agora sabemos que, dependendo do seu orçamento e de quais são os seus objetivos para aprender a tocar orgão, vai sempre ter de pesquisar bastante entre todos os perfis disponíveis e fazer comparações justas e conscientes, com base nos vários elementos influentes.

Se quer começar a tocar piano, aprender teoria musical e conseguir ler uma partitura, um professor particular estudante e amador (no sentido de músico não profissional) vai certamente atender às suas necessidades.

Por outro lado, se a sua ambição é tornar-se um pianista profissional para tocar todos os estilos de música e adquirir um alto nível de prática, procure um profissional mais experiente, com estudos internacionais eventualmente e com prática também no ensino - não basta ser bom músico, tem de saber transmitir o conhecimento!

Por outras palavras, escolha um especialista.

Faça perguntas ao professor de piano para perceber o custo da hora

Antes de se comprometer e de se precipitar, movido pela ânsia de aprender a tocar piano, tem de fazer uma série de perguntas ao professor que está a considerar escolher para este desafio.

Pergunte-lhe, primeiro, qual é a sua experiência com piano. Investigue qual é a sua formação relacionada à música. Se é um pianista profissional, já deve imaginar que as aulas provavelmente estarão na ordem dos 20€ e mais por hora.

Pergunte-lhe qual ou quais são os estilos de música tem por hábito ensinar e quais as técnicas que melhor domina.

Quando pedir ou analisar orçamentos, faça perguntas aos candidatos a professor que tiver selecionado para perceber o motivo de alguns valores propostos | Fonte: Unsplaah

Se o preço proposto exceder os 35€ por hora, descubra o que justifica essa tarifa: é a técnica, o método pedagógico, a experiência, algum estilo de música pouco comum que poderá ser lecionado?

É um tipo de músico capaz e com paciência para se adaptar ao seu nível? Na verdade é importante comunicar o que já conhece de música e do instrumento em particular: teoria musical, acordes de piano, sabe ler uma partitura... Por que quer ter aulas de piano particulares?

O professor sabe como simplificar música de piano e encontrar arranjos simples?

Peça-lhe para partilhar algumas das suas canções favoritas e rapidamente vai ficar com uma ideia se terá oportunidade de aprender a tocar músicas mais clássicas ou mais atuais.

Dependendo do seu perfil e da distância que o professor terá de percorrer, vai incluir na sua tarifa horária os custos relacionados ao tempo de deslocamento, o que é perfeitamente natural, mas pode ser importante fazer também esse cálculo do seu lado.

Por fim, falta  mencionar a questão do material didático.

O fornecimento de livros didáticos e partituras já estão incluídos no valor cobrado pela aula, ou é da responsabilidade do aluno arcar com esse custo adicional ou, até, levar o seu próprio material?

Caso também queira utilizar métodos disponíveis na Internet e tutoriais, pergunte ao professor se apoia essa metodologia e se o pode auxiliar na utilização destas ferramentas online auxiliares.

Agora só falta calcular o budget que pode reservar para as suas aulas particulares de piano e encontrar um professor que se encaixe no plano: tanto financeiro, como de expectativa no que respeita a música e a aprendizagem. 

Contas feitas, vai ver que em apenas alguns meses já será um verdadeiro pianista!

Precisa de um professor de Piano ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Laura

Apaixonada por comunicação sob todas as suas formas, sempre soube que faria dela minha profissão. Sempre com as palavras e as pessoas no centro, tenho o privilégio de já ter sentido o poder transformador desta área nalgumas das suas múltiplas dimensões: no jornalismo, em marketing e em comunicação empresarial.