Quer aprender a tocar viola ou guitarra? Deseja imitar os seus guitarristas preferidos como Jimmy Page, Jimi Hendrix, Andreas Kisser, Kirk Hammet ou ainda Eric Clapton?

Pois é, mas a grande questão que nos intriga é: por onde começar?

Felizmente, na era da internet, vários blogs e vídeos no Youtube têm inúmeros tutoriais que o vão ajudar na sua aprendizagem. Então, a partir daí, já pode obter uma boa base antes de começar com tudo!

Mas como escolher quais destes vídeos ou artigos assistir ou ler? Por onde devemos começar a aprender o instrumento de 6 cordas?

As bases de toda a aprendizagem de viola ou guitarra:

2 questões essenciais:

Pergunte a si mesmo estas duas questões antes de começar com a viola ou a guitarra:

  • Quer fazer cursos de formação musical ou solfejo? Esse tipo de aprendizagem é excelente para descobrir o mundo da música e para decifrar a linguagem musical.
  • Quer aprender sozinho ou com a ajuda de um professor? Aqui, duas opções são possíveis, mas isso depende de suas expectativas, do nível a que quer chegar ao tocar viola ou guitarra.

Se quiser aprender sozinho, existem vários tutoriais de aula de viola para iniciantes na internet. Mas quem sabe se não poderia ser mais apropriado ter como métodos livros? Ebooks podem ser as suas primeiras armas?

Se quiser passar pela opção "professor de viola ou guitarra", várias soluções são possíveis: inscrever-se numa escola de música, conservatório, em associações musicais que propõem cursos, oficinas ou, ainda , ter aulas particulares com professores independentes.

Primeiras armas para aprender violão ou guitarra
Aprender a tocar violão ou guitarra

Veja as nossas dicas essenciais para entender melhor como começar o violão ou a guitarra e poder tocar nas melhores condições.

Pode encontrar vídeos explicativos nalguns sites especializados e se quiser aprofundar os seus conhecimentos. É bem fácil de encontrá-los. Não deixe de entrar em contacto com um professor de violão ou guitarra que poderá dar-lhe cursos particulares e ensinar-lhe outros recursos e técnicas úteis. Um bom professor do instrumento que deseja tocar pode vir a ser o grande diferencial para o seu desempenho. É claro que a sua determinação também está sempre em jogo! Esse é, aliás, um dos fatores principais!

Que tal fazer uma aula de violão em Lisboa ou noutra cidade portuguesa?

Os melhores professores de Viola disponíveis
Lorenzo
5
5 (25 avaliações)
Lorenzo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
José
5
5 (11 avaliações)
José
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Zé
5
5 (23 avaliações)
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (10 avaliações)
Ricardo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Thiago
5
5 (8 avaliações)
Thiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marcos
5
5 (15 avaliações)
Marcos
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lorenzo
5
5 (25 avaliações)
Lorenzo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
José
5
5 (11 avaliações)
José
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Zé
5
5 (23 avaliações)
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (10 avaliações)
Ricardo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Thiago
5
5 (8 avaliações)
Thiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marcos
5
5 (15 avaliações)
Marcos
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Ler e tocar os acordes de violão ou guitarra

É uma das bases para aprender a tocar violão ou guitarra: vai ter que aprender a tocar os principais acordes do instrumento que desejar dedilhar.

O nosso conselho é que aprenda os acordes maiores, menores e os de sétima.

Depois, vale a pena dar uma atenção especial a outros acordes, como por exemplo, as harmonias ou o treino dos arpejos.

Aprender alguns acordes e alguns padrões rítmicos para tocar músicas é um dos primeiros passos. Os acordes são como a "fundação" das músicas, é através destes que obtemos e sentimos a harmonia. Os padrões rítmicos definem o ritmo com que os acordes são tocados e, juntos, estes acompanham a voz que, por norma, dita a melodia.

Os oito acordes para guitarra que todos os guitarristas iniciantes devem aprender inicialmente são: Dó maior – Lá maior – Sol maior – Mi maior – Ré maior – Lá menor – Mi menor – Ré menor.

Com estes acordes já é possível tocar inúmeras músicas. Há, por exemplo, milhares de temas que utilizam esta progressão de acordes: Sol – Ré – Mi menor – Dó.

Assim, pode ser uma boa estratégia começar por praticar primeiro quatro acordes e depois os próximos quatro, desta forma terá tempo de os praticar e assimilar corretamente todos.

Folheie os livros especializados, veja os vídeos disponíveis na internet ou pergunte ao seu professor como posicionar os dedos no braço da guitarra ou mesmo de outro instrumento de cordas, se for o caso, como o cavaquinho, a cítara ou o violino.

Escolha um estilo antes de aprender a tocar viola

A questão dos acordes está diretamente ligada a este ponto. Antes de escolher um professor ou uma escola de música, terá de ter em conta o estilo de guitarra que vai preferir aprender ou aquele em que, pelo menos, gostaria de se especializar. Será contraproducente dedicar tempo a ter aulas, por exemplo, de guitarra Clássica quando o seu objectivo é aprender rock.

Jovem mulher toca guitarra elétrica
Pode focar as suas aulas de guitarra num determinado estilo musical que mais lhe corresponda | Fonte: Pixabay

Claro que um músico torna-se mais completo se dominar vários estilos e, na maioria das vezes, há sinergias e influências entre géneros musicais que obrigam um guitarrista a ampliar o repertório. É igualmente verdade que as técnicas que adquire podem ter uma grande influencia no seu nível de criatividade.

Por isso, o ideal é que não esteja completamente estanque a um único estilo e permitir-se uma aprendizagem o mais completa possível, mas nada impede que se queira especializa num estilo que sabe, à partida que irá tocar mais vezes e que lhe trará um gosto acrescido.

É certo que o estilo em que se pretende focar irá definir quais os tipos de acordes que deve dominar na perfeição. Por exemplo, se deseja tocar jazz , os acordes com sétima e com mais notas adicionadas são fundamentais.

Já os acordes com barra devem ser dominados independentemente do estilo predominante de um guitarrista.

Se está a aprender como tocar viola, o nosso conselho é que passe um pouco por todos os universos da música e que consiga adquirir diversas técnicas para depois escolher melhor o seu próprio caminho. No final, vai perceber que valerá o esforço e, como se costuma dizer, "o saber não ocupa lugar".

Ler a tablatura de violão ou guitarra

Mais uma vez este passo faz parte de todo um processo encadeado que é aprender a tocar guitarra visto que, para aprender a tocar os primeiros acordes, é fundamental que se aprenda a ler um diagrama de acordes ou tablatura.

Aprenda a ler uma tablatura para saber como posicionar os seus dedos: os números indicados mostram-lhe quais são os dedos que deve utilizar em cada casa (o indicador é o número "1", o médio é o "2", o anelar é o "3" e o mindinho o "4" ).

Quanto ao polegar, não se preocupe, ele é normalmente indicado com a letra "T" (para "trumb" em inglês).

A diferença de uma partitura e uma tablatura é a representação gráfica dos das casas do braço da guitarra e a indicação de onde deve pressionar para dar som à música. Dê uma vista de olhos à imagem abaixo:

A tablatura facilita o aprendizado de violão e guitarra
Toque a sua música preferida com as tablaturas!

Essa simplificação facilita a aprendizagem, mas também pode trazer alguns inconvenientes, como por exemplo, perder informações sobre o que está a tocar é uma delas.

Com a tablatura sabe onde tocar tal nota, onde colocar o seu dedo no braço da viola ou da guitarra.

Não se esqueça desta regra para tocar e ler as tablaturas: tocar somente aquilo que está escrito, ou seja, se uma corda não possui nenhum número, ela não deve ser tocada. Lembre-se disso.

Encontre o ritmo de uma música

Como encontrar o ritmo de uma música se ele não estiver indicado na tablatura?

Não existe fórmula mágica para identificar um ritmo de uma música para viola ou guitarra. Senão seria muito fácil e perderia a graça.  Então, tem duas opções: ou compra o songbook oficial que pode indicar-lhe como tocar a música, ou afina os seus ouvidos musicais e a sua capacidade para reconhecer os ritmos. Não se esqueça de treinar sem parar para reproduzir os sons que acaba de escutar.

A chave para reproduzir uma música no nível rítmico é não querer reproduzir exatamente o que escutar. É melhor dar a sua interpretação daquilo que escutar. Isso é a grande característica dos grandes músicos quando retomam alguma música famosa de maneira sublime. A originalidade e a sua personalidade são extremamente importantes na música!

São também o seu interesse e a sua capacidade de concentração que o vão ajudar a melhorar neste ponto, além, é claro, da criatividade que emanar de si próprio.

Dê preferência a estilos de música nos quais o ritmo é importante, mas relativamente simples, como o rock, pop, metal, folk, etc.

Os melhores professores de Viola disponíveis
Lorenzo
5
5 (25 avaliações)
Lorenzo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
José
5
5 (11 avaliações)
José
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Zé
5
5 (23 avaliações)
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (10 avaliações)
Ricardo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Thiago
5
5 (8 avaliações)
Thiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marcos
5
5 (15 avaliações)
Marcos
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Lorenzo
5
5 (25 avaliações)
Lorenzo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (15 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
José
5
5 (11 avaliações)
José
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Zé
5
5 (23 avaliações)
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (10 avaliações)
Ricardo
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Thiago
5
5 (8 avaliações)
Thiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Marcos
5
5 (15 avaliações)
Marcos
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (6 avaliações)
Diogo
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Comece com os arpejos

Tocando os principais acordes no violão ou na guitarra (maior, menor, ré maior, sol maior e outros), vai poder exercitar os seus dedos, desenvolver uma fluidez e uma agilidade para posicioná-los sobre o braço da sua viola ou da sua guitarra.

É também uma excelente ocasião para aprender a tocar sem olhar para a sua mão esquerda! Será que é capaz? Não temos dúvidas...

Tablatura e braço de guitarra
Estudar e praticar são fatores essenciais para que as aulas de guitarra sejam eficientes e para que consiga atingir os seus objetivos | Fonte: Pixabay

Existem dois tipos de arpejo para o violão ou a guitarra: os arpejos de acompanhamento que são tocados numa rítmica (ao invés de arranhar todas as cordas juntas, toca uma de cada vez) e os arpejos utilizados para os solos que são, normalmente, usados para o jazz e para o rock nas guitarras elétricas.

É importante começar a tocar bem devagar, relaxar a sua mão direita, mexer somente os dedos e não as mãos e ser regular com o seu ritmo.

Depois, quando se sentir mais seguro, vai poder aumentar o ritmo e experimentar mais ritmos.

Fazer a sequência de acordes

Sonha em tocar as suas músicas favoritas? Em dedilhar pelas cordas da viola ou guitarra à frente dos seus amigos ou animar as festas?

Para aprender a dar sequência aos acordes da sua música preferida, só há uma solução: a repetição.

Vai ter que repetir e ensaiar várias vezes até que o mecanismo se torne natural.

O objetivo é de desenvolver automatismos, os reflexos, tal como quando aprendemos a escrever ou a atar os atacadores dos  sapatos.

Não deixe de ver tutoriais na internet ou perguntar para o seu professor de violão ou guitarra como dar sequência a seus acordes de uma boa maneira para não criar maus hábitos.

Comece com acordes simples como o Mi menor e o Dó maior.

Uma coisa óbvia, mas que não custa repetir: dê sequência somente aos acordes que conhece, senão, aprenda-os primeiro.

Treine lentamente, repare cada gesto e aumente a cadência.

Trocar as cordas do violão ou da guitarra

Aprenda a trocar você mesmo as cordas de seu violão ou guitarra.

As cordas metálicas se oxidam e elas precisam de ser substituídas!

Veja os tutoriais na internet ou pergunte a seu professor para te ensinar os principais gestos para trocar as cordas de seu violão ou de sua guitarra.

Mas quando trocar as cordas de seu violão ou guitarra? Isso depende de vários fatores: a regularidade com a qual toca, o tempo que seu violão ou sua guitarra ficou parado (ou não), o desgaste das cordas, a impossibilidade de afinar etc.

Desenvolver a sua técnica com o violão ou a guitarra

Claro, começou a tocar violão ou guitarra, mas a sua técnica continua rudimentar, os seus gestos ainda não são naturais e isso é perfeitamente normal.

Não se preocupe! Essa etapa é tão importante como aprender a andar antes de correr! Com o violão ou guitarra, isso não poderia ser diferente!

Jovem toca guitarra clássica
Aprender a tocar viola exige técnica, dedicação e paciência | Fonte: Pixabay

Tocar devagar, às vezes com o ritmo mais lento que o previsto, aprender a decompor as músicas, a observar, a posicionar seus dedos no braço do instrumento e a recomeçar outra vez se for preciso.

A repetição e a insistência serão grandes aliadas nessa aprendizagem da técnica do violão ou da guitarra!

Preste atenção aos pequenos detalhes que podem ajudar a perceber como ter uma boa postura sentado, segurar bem o seu violão ou guitarra, posicionar bem suas mãos, seus dedos, saber solicitar os bons músculos.

Vamos ver aqui algumas das técnicas principais e outras que são opcionais dependendo do gosto pessoal e do estilo ao qual vai dar predominância na sua aprendizagem, como já falámos:

  • Dedilhados 

    Para quem quer tocar guitarra clássica, ter uma técnica avançada no dedilhado é essencial, no entanto, muitos guitarristas também a utilizam na guitarra elétrica, por exemplo. Esta técnica representa a utilização dos dedos para tocar as cordas em vez da palheta e abre um novo leque de possibilidades para tocar guitarra. Uma das maiores dificuldades na sua execução e a coordenação, pelo que o nosso conselho é que comece a praticar esta técnica lentamente e depois aumentar a velocidade gradualmente.

  • Hammer on / Pull Off

    Estas são técnicas fundamentais para quem toca guitarra. Ambas implicam saber tocar uma nota sem utilizar a mão direita e exigem bastante treino para que adquira precisão e força nos dedos. O Hammer on consiste em tocar uma nota e, com outro dedo, martelar outra nota mais aguda. Por outro lado, o pull off consiste em tocar uma nota e dar uma puxada na corda com o dedo para tocar uma nota mais grave.

  • Bend

    Para quem toca guitarra elétrica esta é uma técnica muito importante e das mais agradáveis e expressivas. O bend consiste em tocar uma nota e empurrar a corda para criar tensão e atingir outra nota, geralmente mais alta, de uma forma extremamente gradual. O bend deve ser feito com a força da rotação do pulso e não com a força do dedo - contrariamente ao que se poderia pensar. É mais comum utilizar-se o dedo anelar para esta técnica, mas na verdade pode ser realizada com qualquer um dos quatro dedos. Para executar um bom bend uma das competências mais relevantes é um bom ouvido para perceber a afinação. o maior diferencial e a piada do bend está no facto de ser uma técnica que simula a voz humana e dá à guitarra um som altamente expressivo. Experimente!

  • Slide

    Estamos, mais uma vez, perante uma técnica essencial. O slide consiste em deslizar o dedo da mão esquerda pela corda até à nota desejada, sem a necessidade de utilizar a mão direita para tocar a segunda nota. Aqui, a maior dificuldade é a precisão e um truque relevante pode ser o de se habituar a fixar o olhar na nota onde quer chegar antes de fazer o slide para que seja mais fácil o seu dedo parar no sítio certo.

  • Sweep-picking

    Igualmente conhecimento somente como Sweep, esta é uma técnica usada na guitarra em que a palheta se move como uma vassoura, ou seja, consiste em tocar todas as notas com um movimento da palheta ascendente ou descendente entre as cordas. É bastante utilizada por quem toca metal e executa-se, principalmente com arpejos, que é um acorde, mas tocado nota a nota. É necessário total sincronismo entre as duas mãos para se obter o efeito pretendido de forma fluída.

  • Palhetada alternada 

    Esta é, igualmente, uma técnica utilizada pela maioria dos guitarristas e aplicada a diversos instrumentos de corda. Consiste em ferir a corda em movimentos alternados para baixo e para cima, aproveitando, assim, o movimento de retorno da palheta e com isto dobrar a velocidade de execução de notas. É uma técnica elementar destes instrumentos, mas, mais uma vez, difícil de ser perfeitamente dominada devido ao alto grau de precisão necessária. A nossa dica é que agarre a palheta entre a palma e a lateral do seu dedo indicador e polegar e que mantenha os resto dos dedos da mão relaxados.

Encontrar aulas de violão particulares

Na Superprof vai encontrar mais de 2.480 professores em Portugal dispostos a partilhar consigo o conhecimento e a expertise que adquiriram.

Como conseguimos perceber, aprender a tocar viola, como de uma forma geral qualquer instrumento, é um processo complexo, que pode ser demorado e que envolve várias áreas, bem como o desenvolvimento de diferentes capacidades. Nesse sentido, estar acompanhado de um professor particular com quem pode esclarecer todas as dúvidas e que estará focado apenas em si durante as aulas, que poderá adaptar o plano de aprendizagem às suas necessidades e objetivos, é uma vantagem grande para se tornar um bom músico.

Aluno e professor de guitarra ensaiam
Há milhares de professores de guitarra particulares no portal da Superprof que podem ajudar a concretizar o seu sonho! | Fonte: Pixabay

Além disso, não se deve preocupar com o nível em que está, nem se vai acompanhar o grupo ou se o grupo o acompanharia, como acontece nas aulas de escolas ou associações recreativas. Não será obrigado a tocar estilos que não aprecia nem sequer terá que viver a rotina e a monotonia dos horários, aos mesmos dias e nos mesmos locais.

Com um professor particular tudo é adaptável, basta para isso conversar. Pode gerir a agenda da melhor forma e dizer o que mais gostaria de aprender.

Na Superprof é muito fácil entrar em contacto com os docentes que correspondem melhor aos seus critérios e fazer as perguntas necessárias para depois tomar uma decisão com todos os elementos importantes em sua posse. Pode filtrar a pesquisa por vários fatores, inclusive a região, mas tenha em conta que muitos dos nossos professores podem dar aulas de viola online, exatamente com o mesmo rigor e eficácia, e, nesse caso, não há necessidade que estejam geograficamente próximos. Aliás, optando por este formato de aulas vai poder considerar ofertas de professores que estão em regiões em que o preço médio por hora é tipicamente mais baixo do que noutras.

Vamos ver como são os preços nalgumas regiões portuguesas dos professores particulares de guitarra disponíveis na Superprof?

CidadeNº professores disponívelPreço médio
Lisboa116 16€
Porto6614€
Aveiro1512€
Coimbra812€

Manter a sua motivação

No início, quando decide que quer aprender a tocar viola ou guitarra, tem as músicas na cabeça e quer tocá-las custe o que custar!

Mas é igualmente importante escolher o melhor método para aprender a tocar violão ou guitarra.

Mas com o tempo, percebe que a aula de viola ou guitarra é também sinónimo de vencer obstáculos, dificuldades...

Os amigos ajudam a tocar violão ou guitarra
Toque entre amigos!

Muitas vezes vai ter vontade de abrandar o ritmo ou até de desistir por sentir que o processo é difícil e demorado, por achar que ainda não atingiu o nível esperado. Mas é também neste aspeto que um professor particular o pode ajudar. É mais fácil manter a motivação a aprender viola se tiver por perto alguém que lhe dê a segurança de que está no caminho certo, que consiga avaliar a sua evolução e dizer-lhe que está a progredir.

Além disso é importante ter sempre em mente os motivos que o levaram a iniciar a aprendizagem de um instrumento. Independentemente de o fazer por hobby ou para encontrar um novo rumo profissional ou, ainda, para melhorar competências, todos os motivos são válidos e importantes o suficiente para se manter dedicado.

E se, por ventura, decidir alterar as suas metas - o que é perfeitamente natural - recorde-se que ao tocar guitarra estará sempre a contribuir para o seu bem estar e isso é, por si só, uma grande motivação para continuar e ultrapassar as dificuldades.

Sabia que pesquisas recentes demonstram que o cérebro dos músicos apresenta um desenvolvimento superior em certos quadrantes e que estes se mostram pessoas mais alertas, dispostos a aprender e mais calmos?

Mais, existe um consenso junto da comunidade médica sobre o contributo positivo de tocar um instrumento musical para a saúde mental e, até para certasdoenças crónicas.
Saber tocar um instrumento contribui, ainda, para a destreza corporal e para a prevenção de doenças ósseas, uma vez que se mantêm os tecidos moles a funcionar. As tensões provocadas pela prática de um instrumento musical são de baixo impacto, fazem fluir o sangue e aumentam o tónus muscular por promover o movimento.

Como vê, os benefício são muitos e este lembrete pode ser uma boa ferramenta para continuar a jornada nos momentos em que se sentir de alguma forma desmotivado.

Para manter a sua motivação para tocar violão ou guitarra, não deixe de te dar sempre uma segunda oportunidade à atividade que escolheu. Encontre outros músicos, peça conselhos fazendo cursos particulares de violão ou guitarra, inspire-se em outros guitarristas ou violonistas no Youtube ou ao vivo, visualize-se a chegar onde quer chegar com a música.

Com este pensamento e com a ajuda de um bom professor particular, vai conseguir atingir todos os seus objetivos e sentir-se melhor. A satisfação de cumprir um desejo pessoal é sempre superior aos momentos de falta de motivação.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

4,00 (2 note(s))
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.