Vários clichés ligados à língua alemã "giram" em torno do idioma, influenciando muitas pessoas na altura de tomar uma decisão de começar ou não a ter aulas para aprender a falar alemão.

"É uma língua muito rígida e feia";
"É muito difícil de aprender, nunca vai conseguir falar bem";
"Quem fala alemão parece que está sempre zangado".

Estas são apenas algumas das várias observações que os almejantes em aprender o idioma ouvem daqueles que não gostam da língua de Goethe. Mal sabem eles que as vantagens de se tornar um bilíngue germanófono nos dias de hoje são numerosas!

"Wenn du etwas liebst, lass es los.
Wenn es wieder kommt, ist es dein.
Wenn es nicht wieder kommt,
Ist es nie dein gewesen."
(Se amas algo, solta-o:
Se voltar, é teu;
Se não voltar,
Nunca te pertenceu.)
- Ditado alemão, autor desconhecido

Estando consciente disso, como amante da língua e da cultura do país de Angela Merkel, não tem a menor dúvida que o seu objetivo é dominar este idioma tão mal visto por uma parcela da população, mas que pode trazer enormes benefícios universitários e profissionais ao abrir portas numa escala internacional.

Existem várias maneiras de aprender e aperfeiçoar as habilidades na língua alemã. Muitas vezes até é difícil escolher qual delas adotar.

Com o intuito de o ajudar a identificar a melhor opção para o seu perfil de estudos, apresentamos algumas alternativas de aprendizagem. Entre elas, terá a oportunidade de escolher aquela que melhor se adapta às suas necessidades, objetivos e, principalmente, ao seu bolso!

Sabe qual a melhor maneira de aprender alemão?

Aulas com um professor particular

Ter aulas particulares é a melhor opção para quem procura aprender alemão de maneira personalizada, ao seu próprio ritmo.

É ideal para quem deseja assimilar a matéria rapidamente ou possua dificuldades de aprendizagem e precise de atenção especial.

Tanto crianças como jovens e adultos podem beneficiar das tutorias individuais, mesmo não possuindo nenhuma particularidade específica na hora de aprofundar os conhecimentos do idioma da Alemanha.

Os valores cobrados pelos professores particulares variam muito. Vários fatores influenciam os valores solicitados pelos profissionais.

O nível de domínio do idioma pelo aluno é um deles. Aulas para iniciantes acabam por ser mais baratas do que para aqueles com nível avançado, já que a matéria a ser ensinada aos últimos é mais complexa.

O nível da língua vai influenciar o tipo de professor e aulas| Fonte: pixabay.com

É importante ter consciência de que os valores são cobradas por hora de aula dada. A frequência e a quantidade de horas por aula vai depender do desejo, disponibilidade, necessidade e orçamento do aprendiz.

Professores nativos e estudantes

Muitos estrangeiros nativos da língua alemã fazem intercâmbio e decidem dedicar-se ao ensino do seu idioma materno para ganharem algum dinheiro extra.

Este tipo de professores pode ser encontrado em anúncios na internet (redes sociais, por exemplo) ou através de panfletos espalhados pelos campos universitários.

Não são professores formados, mas possuem um domínio muito bom do idioma, uma vez que cresceram a falar e aprender a língua de Goethe.

Optar por um professor jovem estudante pode ser a alternativa mais em conta para quem tem um orçamento regrado para as aulas de alemão.

É bom ter em mente que a pedagogia e a metodologia empregadas serão menos académicas, mas nem por isso menos eficientes.

Se se encontra num nível iniciante ou muito básico de aprendizagem do idioma, um tutor individual com este perfil pode ser ideal para o ajudar a assimilar ainda melhor as bases da língua alemã e a aprofundar os seus conhecimentos em vocabulário e expressão oral.

Um professor nativo pode ser uma boa alternativa| Fonte: pixabay.com

Se já alcançou um nível intermediário ou avançado, mas precisa de aperfeiçoar o sotaque e a pronúncia, esta alternativa de educador pode ser super adequada, porque ninguém melhor do que um nativo para trabalhar a parte oral do idioma.

Trabalhar a expressão e compreensão oral e escrita permitem ao futuro bilíngue aprimorar as suas capacidades de comunicação em alemão.

Os valores cobrados por professores não profissionais podem variar entre 10 e 25 euros. Obviamente, esta é uma base de preço, e nada impede que encontre horas de aula mais baratas ou mais caras que isso.

Quer saber como se preparar para as suas aulas de alemão?

Professores formados

Existem muitos profissionais formados com diploma especializados no ensino do idioma da Alemanha enquanto língua estrangeira. Esses docentes fizeram anos de estudo para aprender bem alemão, assim como para se capacitar a transmiti-la àqueles que não são germanófonos nativos.

Os professores formados conhecem bem as metodologias e pedagogias de ensino, assim como diversos tipos de materiais pedagógicos a serem utilizados durante as aulas.

Eles são capazes de identificar as dificuldades e necessidades de cada tipo de aluno, assim como a melhor maneira de abordá-las.

Esse conhecimento no assunto também influencia o valor a ser cobrado por hora de aula, uma vez que será, consequentemente, mais elevado.

O tempo de experiência e as especializações do profissional também interferem no preço cobrado pelas sessões de ensino. Um professor particular que acabou de se formar e começa a angariar alunos terá uma hora de aula mais barata do que aqueles que já estão há anos no mercado e possuem vários certificados de capacitação.

Os preços das aulas podem ser mais caros com professores certificados| Fonte: pixabay.com

Professores especializados são a opção ideal para aqueles alunos que possuem objetivos especiais na aprendizagem, como profissionais que pretendem assimilar a língua voltada para o mundo dos negócios ou para alguma área de atuação específica.

O preço da hora de aula pode variar entre os 20 e os 50 euros.

Cursos preparatórios para certificados

Existem vários certificados de alemão que atestam oficialmente o nível de domínio do idioma do aluno. Eles podem ser aplicados em contextos profissionais e/ou educacionais, dependendo da necessidade e do tipo de diploma escolhido.

Eles são desenvolvidos de acordo com o quadro europeu comum de referência para as línguas. Esta classificação é composta por 6 níveis de conhecimento e domínio dos idiomas: A1, A2, B1, B2, C1 e C2, sendo A1 iniciante e C2 bilíngue com domínio académico.

Certificado para estudos universitários

Se o seu objetivo ao aprender alemão é o de tirar um curso universitário num país germanófono, então tem duas opções de testes: o DAF e o DSH.

Pode-se informar mais sobre como e onde fazer os exames no site do Goethe-Institut, uma vez que é este o organismo oficial internacional que aplica as provas e distribui os certificados.

Certificado para fins profissionais

Se o seu objetivo é dominar o idioma de Albert Einstein para um contexto profissional, então existem três certificados ao seu alcance: o ZDfB, o WiDaf e o BULATS.

Estes também exigem preparação e, obviamente, possuem um foco diferente na altura das provas em comparação com os exames destinados aos que querem entrar em universidades germanófonas.

Sendo assim, dá para imaginar que o direcionamento das aulas voltadas para cada tipo de diploma será distinto, já que, para além de ensinar o idioma, estas ainda visam orientar o aluno em como fazer as provas.

Além de aplicar as provas, o Instituto Goethe propõe cursos de preparação para os diversos tipos de diploma. Estes estão disponíveis em formato extensivo, intensivo ou super intensivo; presencial ou semi-presencial. Os valores variam entre 270 e 695  euros por módulos.

Sabe como escolher um bom professor de língua alemã?

Formação numa escola de línguas

Várias escolas de idiomas oferecem aulas de alemão para grupos de alunos. As turmas possuem, normalmente, entre 5 e 15 integrantes e podem acontecer em diversas alturas do dia.

A maioria deles, no entanto, são no turno da noite e possuem jovens adultos e adultos como público alvo.

Os valores variam de acordo com a reputação da escola e da frequência de aulas semanais oferecida.

Na maioria das vezes, os preços são estipulados por mês e as matrículas são feitas por módulos trimestrais ou semestrais.

Tem opções de cursos intensivos e extensivos, com aulas particulares ou em grupo| Fonte: pixabay.com,

Aprender através da internet

Algumas pessoas aprendem melhor de maneira autodidata, estudando sozinhas. Já para não falar naqueles que preferem estudar através do computador, sem livros impressos ou o intermédio de um professor.

Para estudantes com este perfil, um grande número de sites e aplicações com exercícios ou curso de alemão online podem ser o meio ideal de aprendizagem.

Alguns deles são pagos, outros são gratuitos.

O Babbel é um dos sites pagos mais conhecidos e utilizados no mundo inteiro. O valor cobrado varia de acordo com o tipo de pacote que o aluno compra:

  • 3 meses de utilização livre: 6,65€ por mês
  • 6 meses de utilização livre: 5,54€ por mês
  • 12 meses de utilização livre: 4,95€por mês

Nas aplicações gratuitas, uma das mais utilizadas pelo mundo fora e com uma das melhores reputações é o Duolingo.

Claro que existem outros sites e aplicações igualmente eficientes, que podem ser encontrados na vasta rede que é a internet.

Já para não falar nos vários canais do Youtube cuidadosamente "alimentados" por professores e nativos do idioma. Uma boa opção para aqueles que gostam de ter aulas com um professor, mas não querem gastar dinheiro nem sair de casa.

No entanto, um aviso importante para aqueles que realmente querem aprender através destas interfaces: é preciso muito motivação, dedicação e disciplina, Porque é muito fácil desistir dos cursos a qualquer momento.

Existem vários locais para ter aulas de alemão. Descubra quais.

Precisa de um professor de Alemão ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.