Embora o Funchal não seja uma cidade tipicamente cosmopolita, onde se encontra alguém a tocar e a cantar a cada esquina, não lhe falta cultura musical nem eventos próprios. A cidade acolhe um universo cultural extremamente diversificado, com manifestações artísticas e musicais para todos os gostos – do erudito ao popular.

Provavelmente a sua condição de ilha em pleno oceano atlântico fez com que se tornasse permeável a influências internacionais e acabasse por encontrar espaço para vários estilos e instrumentos que mais tarde “viajaram” pelo mundo e se transformaram.

Então quando se pergunta onde pode aprender a tocar viola em Portugal, se o seu primeiro instinto é pensar que Lisboa é a capital do País e da música, por exemplo, saiba que nem tudo o que parece é! No Funchal também pode encontrar ótimos locais para aprender música.

O Funchal e a ilha da Madeira são, historicamente, locais de diversidade cultural e musical: aproveite esse universo rico e estude guitarra! | Fonte: Pixabay

E se o instrumento em questão for guitarra, tem algumas opções à sua disposição que variam em método, estilo e valor. Pode procurar um conservatório ou academia, escolas de música ou centros culturais, e ainda pode optar por ter aulas de guitarra em casa, com um professor particular. As possibilidades não são infinitas, mas existem! Não estivéssemos, aliás, a falar da “ilha dos cordofones”.

É comum pensar que cidades de menor dimensão não estejam tão evoluídas ao nível da oferta educacional de música, mas tal como acontece no Funchal, se pesquisarmos por exemplo por escolas de música em Faro, percebemos que existem ótimas opções.

De acordo com o seu orçamento e a sua disponibilidade, descubra connosco alguns sítios onde pode aprender a tocar viola na Madeira – e não importa qual é o seu estilo! Mas antes, vamos falar um pouco sobre a cultura musical desta região portuguesa.

Tiago
Tiago
Profe de Matemática
10€/h
1ª aula grátis!
Laura
Laura
Profe de Massoterapia
20€/h
1ª aula grátis!
Anders
Anders
Profe de Viola
5.00 5.00 (1) 20€/h
1ª aula grátis!
Prof. André
Prof. André
Profe de Coach vocal
5.00 5.00 (7) 35€/h
1ª aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Português para estrangeiros
5.00 5.00 (25) 15€/h
1ª aula grátis!
Mariana
Mariana
Profe de Física
5.00 5.00 (2) 20€/h
1ª aula grátis!
Andrea
Andrea
Profe de Francês
5.00 5.00 (19) 17€/h
1ª aula grátis!
Feodor
Feodor
Profe de Viola
5.00 5.00 (5) 20€/h
1ª aula grátis!
Paul
Paul
Profe de Inglês
5.00 5.00 (22) 10€/h
1ª aula grátis!
Fábio
Fábio
Profe de Matemática
5.00 5.00 (6) 16€/h
1ª aula grátis!
Márcio
Márcio
Profe de Baixo
5.00 5.00 (3) 20€/h
1ª aula grátis!
Susana
Susana
Profe de Inglês
4.96 4.96 (24) 15€/h
1ª aula grátis!
Melissa
Melissa
Profe de Saúde pública
5.00 5.00 (4) 10€/h
1ª aula grátis!
Catarina
Catarina
Profe de Explicações
5.00 5.00 (5) 16€/h
1ª aula grátis!
Marisa
Marisa
Profe de Compreensão oral - Português
5.00 5.00 (1) 12€/h
1ª aula grátis!
Miguel
Miguel
Profe de Matemática
10€/h
1ª aula grátis!
Glória
Glória
Profe de Japonês
5.00 5.00 (1) 20€/h
1ª aula grátis!

Madeira – a ilha dos cordofones

Pode dizer-se que a Madeira tem uma longa tradição musical ligada aos cordofones que, por definição como é possível ler no dicionário de língua portuguesa, são os instrumentos “cujo som é produzido pela vibração de uma ou mais cordas esticadas entre dois pontos fixos”.

O rajão, a braguinha e a viola de arame (ou madeirense) são os mais conhecidos instrumentos tradicionais da ilha e contam uma história rica que os leva a dar a volta ao mundo.

Chegavam à Madeira do do continente ou de Espanha e foram depois adaptados à realidade madeirense pelos construtores e artesãos locais, alguns cuja qualidade de trabalho os tornou figuras de referência incontornável. Além de os receber de bom grado e de os adaptar, a Madeira fez com que o seu trabalho fosse conhecido pelo mundo e foi desta ilha que, por exemplo, saiu a viola de arame para se transformar na viola brasileira. Consta que os construtores de instrumentos madeirenses estão, também, na origem do célebre Ukulele havaiano.

Dentro do conjunto dos cordofones tradicionais na Madeira, encontramos aqueles versões madeirenses de cordofones comuns ou ainda instrumentos únicos. Mas todos têm em comum pertencer ao tipo alaúde – com caixa-de-ressonância.

Desta família faz ainda parte o bandolim, com o seu formato semelhante a uma pera, quatro pares de cordas e uma afinação com a mesma forma que a do violino.

É frequente afirmar-se que o bandolim é um instrumento musical muito tradicional na Madeira, até pela alargada existência de orquestras de bandolim na região. Mas a história sobre a entrada do bandolim no Funchal continua por concretizar.

Porém, a Orquestra de Bandolins da Madeira (OBM), fundada a 18 de fevereiro de 1913 na freguesia de São Roque, Funchal, é conhecida como a Orquestra de Bandolins mais antiga da Europa, mas também como a mais jovem, tendo em conta a média de idades dos seus músicos.

Bandolim
O bandolim faz parte da faília dos cordofone e destaca-se pelo formato de pera, quatro pares de cordas e uma afinação com a mesma forma que a do violino | Fonte: Pixabay

Com uma história centenária, depois de mais de 500 concertos nacionais e internacionais e de muitas conquistas, a OBM mantém como objetivo envolver e cativar a juventude local para um projeto cultural e musical. 

Festivais e música ao vivo no Funchal

Por mais que festivais e locais com música ao vivo não sejam escolas de música, são espaços de frequência quase obrigatória para os aspirantes a guitarrista ou estudantes de guitarra.

Em Portugal existem inúmeros festivais de música ao longo do ano, com maior incidência no verão, e não menos espaços em que bandas atuam ao vivo fazendo ecoar as cordas das suas guitarras.

O Funchal não é exceção! Nesta cidade, capital da ilha da madeira, vai encontrar vários bares, cafés e restaurantes com artistas que atuam regularmente, nos mais variados estilos.

Quer conhecer alguns? Espreite estas sugestões:

  • DTOX
  • Café do Teatro
  • Copacabana Garden
  • Barreirinha Bar Café
  • Trap Music Bar
  • Come Together
  • SCAT Music Club & Restaurant

Não menos importantes são os festivais que acontecem na ilha da Madeira e que são ótimos para descobrir novos estilos, novos artistas e ganhar inspiração para novas aprendizagens. Por norma associamos a os eventos à jovem e cosmopolita cidade do Porto, onde se encontram ótimas instituições de ensino musical, mas o Funchal não fica atrás.

Destacamos o Summer Opening, um festival que acontece no verão, no Parque Santa Catarina e que é visto por muitos especialistas como um dos mais bonitos festivais do país. Com um cartaz variado e sempre de muita qualidade, junta o urbano à natureza, numa ligação quase perfeita que acontece com o gigante Oceano Atlantico a emoldurar.

Outro festival de música pleno de particularidades e que não poderíamos deixar de mencionar é o Festival Raízes do Atlântico: o mais antigo festival de música do mundo em Portugal. Este evento acontece nos belos jardins da antiga casa senhorial Quinta Magnólia. O alinhamento é diversificado, funde diferentes estilos musicais e, de acordo com a própria organização, “a escolha é baseada sempre numa perspetiva de músicos que encontrem a sua inspiração nas raízes populares dos povos e, que, de alguma forma encontrem, por via da miscigenação social e cultural, uma fusão que carateriza a música e o sentir dos povos do Atlântico”.

Para dar ritmo às noites de verão madeirenses acontece, ainda, anualmente o Funchal Jazz Festival, também no Parque Santa Catarina, cujo nome não deixa margem para dúvidas quanto ao estilo que predomina este evento. Não esquecer um dos mais recentes eventos a marcar a vida cultural da Madeira: o Festival Aleste. Com uma proposta musical alternativa – e de conceito também – o Aleste nasceu em 2014 e, desde então, preenche espaços nobres do Funchal, descobrindo-lhes novas potencialidades, promovendo a diversificação do espaço público e a partilha da boa música.

 

Numa cidade pequena e com tanta música a acontecer ao vivo, parece que não há dúvida: as cordas guitarra vão soar bem alto!

Universidades da Madeira para aprender a tocar viola

Vamos começar pelo que não é possível fazer no Funchal ou na ilha da Madeira no âmbito da música: tirar um curso superior.

Se pretende seguir uma formação musical mais aprofundada para se tornar professor de música ou um guitarrista profissional, deverá deslocar-se ao continente. As Instituições de Ensino Superior do Funchal têm formações de muita qualidade, mas nenhuma delas incide sobre os estudos da música.

É por isso que a nossa sugestão é que vá, por exemplo, até Coimbra para tirar um curso superior de música.

Mas não desanime! Esta ilha portuguesa oferece outras opções para que aprenda a tocar o seu instrumento de sonho.

Tiago
Tiago
Profe de Matemática
10€/h
1ª aula grátis!
Laura
Laura
Profe de Massoterapia
20€/h
1ª aula grátis!
Anders
Anders
Profe de Viola
5.00 5.00 (1) 20€/h
1ª aula grátis!
Prof. André
Prof. André
Profe de Coach vocal
5.00 5.00 (7) 35€/h
1ª aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Português para estrangeiros
5.00 5.00 (25) 15€/h
1ª aula grátis!
Mariana
Mariana
Profe de Física
5.00 5.00 (2) 20€/h
1ª aula grátis!
Andrea
Andrea
Profe de Francês
5.00 5.00 (19) 17€/h
1ª aula grátis!
Feodor
Feodor
Profe de Viola
5.00 5.00 (5) 20€/h
1ª aula grátis!
Paul
Paul
Profe de Inglês
5.00 5.00 (22) 10€/h
1ª aula grátis!
Fábio
Fábio
Profe de Matemática
5.00 5.00 (6) 16€/h
1ª aula grátis!
Márcio
Márcio
Profe de Baixo
5.00 5.00 (3) 20€/h
1ª aula grátis!
Susana
Susana
Profe de Inglês
4.96 4.96 (24) 15€/h
1ª aula grátis!
Melissa
Melissa
Profe de Saúde pública
5.00 5.00 (4) 10€/h
1ª aula grátis!
Catarina
Catarina
Profe de Explicações
5.00 5.00 (5) 16€/h
1ª aula grátis!
Marisa
Marisa
Profe de Compreensão oral - Português
5.00 5.00 (1) 12€/h
1ª aula grátis!
Miguel
Miguel
Profe de Matemática
10€/h
1ª aula grátis!
Glória
Glória
Profe de Japonês
5.00 5.00 (1) 20€/h
1ª aula grátis!

Estudar viola no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira – Eng. Luiz Peter Clode

Com uma história de constante evolução, esta é uma das instituições musicais com maior reconhecimento na Madeira. Em função do seu tempo, do dinheiro e do estilo musical que deseja seguir, esta pode ser uma ótima opção para seguir estudos de guitarra, até porque é onde estão alguns dos melhores profissionais da ilha.

Foi fundada em 1946 e começou por ser a Academia de Música da Madeira, mais tarde convertida em Academia de Música e Belas Artes da Madeira, convergindo em si o ensino de várias formas de arte. Depois de abril de 1974 formou-se o Governo da Região Autónoma da Madeira e é então que, em 1977, esta Academia se converte no Conservatório de Música da Madeira.

Já no ano 2000, por falta de cursos profissionais nas áreas performativas na região, transforma-se este espaço em Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira.

Desde então, é aqui que se encontram os cursos mais tradicionais de Conservatório (música, canto e dança), mas também cursos profissionais de Instrumentista de Cordas e Teclas, Instrumentista de Sopros e Percussão, Instrumentista de Jazz, Artes do Espetáculo – Interpretação e Intérprete de Dança Contemporânea, que proporcionam aos alunos certificados de habilitação profissional e equivalência ao 12º ano e, assim, o acesso ao ensino superior. Existe igualmente nesta escola uma formação de adultos e um curso de Jazz em horário pós-laboral.

A cidade do Funchal, na ilha da Madeira
O Funchal é uma cidade muito inspiradora para tocar guitarra! | Fonte: Pixabay

As melhoras escolas do Funchal para os melhores acordes guitarra 

No funchal encontra vários centros culturais, associações e escolas que propõem cursos, aulas livres e oficinas de guitarra com preços muito interessantes (ou até gratuitas!). Como já vimos, a Madeira destaca-se pela tradição e variedade no campo musical e, por isso, é possível encontrar escolas onde, além de aprender, vai descobrir e divertir-se muito. Algumas delas têm reputação nacional e internacional pela competência e na formação de excelentes músicos.

Nestes locais, aulas teóricas e práticas de viola e outros instrumentos são lecionadas para todas as idades.

Alguns dos locais que se podem destacar no Funchal são os seguintes:

  • Casa do Povo da Camacha: foi criada em 1937 e situa-se freguesia da Camacha, concelho de Santa Cruz. Dinamiza muitas atividades culturais e artísticas, nomeadamente formações musicais, concertos e a organização de festivais. O grupo Folclórico da Casa do Povo da Camacha (fundado a 1 de novembro de 1948) e a Tuna de Bandolins (formada em 1978) são alguns dos grupos afetos a esta já antiga instituição.

 

  • Casa do Povo do Caniço: foi fundada em janeiro de 1998 e localiza-se freguesia do Caniço, concelho de Santa Cruz, perto do Funchal. Disponibiliza uma ampla variedade de cursos e aulas, inclusive de instrumentos de cordas, bem como conferencias e workshops.

 

  • Estúdio 21: é uma escola de música e um projeto já antigo, com uma longa tradição. Nasceu no seio de uma família de músicos e teve continuidade nas gerações seguintes, sendo hoje um espaço multifacetado e de amplo sucesso na Madeira, que a levou a mudar de instalações em 2014 por necessidade de alargamento. Além de ministrar vários instrumentos, promove muitos workshops e formações especializadas e está continuamente envolvida em projetos musicais e artísticos da praça pública. Esta escola dispõe de salas para o ensino de instrumentos musicais, aulas de combo e ensaios, um auditório para espetáculos, um estúdio de gravação e, ainda, uma régie, equipada com material de captação, gravação e mistura de excelente qualidade. O Estúdio 21 destaca-se também por lecionar o programa Rockschool®, certificação internacional formação musical,  desde a iniciação até o nível 8, em Voz, Bateria, Guitarra, Baixo e Piano. Existe também um Curso Livre nesta escola.

 

  • GIG Escola de Artes: em funcionamento deste 2013, é um projeto relacionado com as várias vertentes da música, cujo tipo de ensino, ministrado por formadores especializados, alia o divertimento à aprendizagem. Entre as atividades disponíveis, é possível ter aulas de instrumentos como a guitarra eletrica, a guitarra acustica, a guitarra portuguesa ou a viola baixo. Na GIG também são realizados workshops, concertos e outros espetáculos de música.

 

  • Associação Cultural Encontros da Eira (ACEE): foi fundada por dois amigos na freguesia da Camacha, concelho de Santa Cruz e surgiu para criar uma entidade que se dedicasse à recolha, recuperação e divulgação da música tradicional madeirense, projeto que decidiram levar a cabo. A primeira reunião aconteceu em 1995 e no ano seguinte formou-se um grupo musical de 16 elementos. A partir desse momento, o conjunto Encontros da Eira cumpriu o propósito de dar a conhecer a música tradicional da Madeira e tornou-se o holofote da associação com o mesmo nome. Ao longo do tempo a ACEE evoluiu, estando envolvida na promoção de várias atividades. Na área da formação musica em particular, a ACEE ministra hoje vários cursos de instrumentos tradicionais de cordas (braguinha, rajão e viola de arame) e cursos de guitarra portuguesa.

 

  • Oasys – Academia de Música: recente, esta escola tem três anos de existência e já conta com cerca de 80 alunos. Com um método de ensino adequado a todas as idades, nesta academia é possível aprender a tocar, entre outros instrumentos, guitarra acústica, guitarra elétrica e baixo. O objetivo dos fundadores passa por aliar a parte teórica com o gosto dos seus alunos, dando liberdade para experienciar vários instrumentos e vertentes e potenciando a apresentação pública dos seus alunos em vários contextos de exposição.

 

Cursos particulares de guitarra eletrica no Funchal

Enfim, há ainda uma outra alternativa para quem quer aprender a tocar guitarra no Funchal, que se adequa ainda mais se a disponibilidade for reduzida: contratar um professor de música para aulas particulares em casa ou via webcam.

As aulas particulares de viola são acessíveis para qualquer nível de estudo, seja um guitarrista iniciante ou um profissional em buscar de melhorar uma determinada área. É uma maneira perfeita para aprender a improvisar na guitarra, por exemplo.

Aluna de guitarra a praticar em casa na companhia do seu cão
Ter aulas particulares pode ser uma ótima opção para aprender guitarra no Funchal | Fonte: Unplash

Os professores particulares são profissionais apaixonados pelo que fazem, seguem métodos reconhecidos e oferecem aulas de alta qualidade.

Mais do que simplesmente praticar, com um professor vai ter a oportunidade de falar descontraidamente sobre música e aprender mais do que a teoria e mais do que prática. E se um dia mude de cidade poderá procurar as melhores escolas de música em Viseu, imaginando que é para onde vai, ou sugerir ao seu professor particular que continuem a ter aulas via webcam.

Com um professor, as suas aulas vão se tornar um palco para trocas de conhecimento e de experiências. Para isso, é importante pesquisar e procurar um docente com um percurso que lhe interesse e um estilo que se adequa ao seu ou ao que pretende vir a ter.

No portal da SuperProf, com uma rápida pesquisa vai encontrar os melhores professores de guitarra no Funchal e na região da Madeira.

Quanto mais rápido começar a procurar, mais rápido se vai tornar um verdadeiro ás da guitarra.

Precisa de um professor de ?

Gostou deste artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Laura

Apaixonada por comunicação sob todas as suas formas, sempre soube que faria dela minha profissão. Sempre com as palavras e as pessoas no centro, tenho o privilégio de já ter sentido o poder transformador desta área nalgumas das suas múltiplas dimensões: no jornalismo, em marketing e em comunicação empresarial.