"Uma fotografia é um fragmento de tempo que não vai voltar", Martine Frank

Como uma arte praticada por várias pessoas, a fotografia está hoje acessível a todos graças à popularização e dinamização dos dispositivos digitais. Mas antes de aumentar o seu conhecimento de fotografia, pode ser interessante para o estudante perceber a história e o desenvolvimento que teve até chegar aos dias de hoje.

Graças à história da fotografia, os alunos têm acesso a cursos onde podem descobrir novas técnicas e estudar a sua evolução ao longo dos anos. Quer fazer um pequeno tour pela história da fotografia antes do workshop?

Os melhores professores de Fotografia disponíveis
Dumi
5
5 (6 avaliações)
Dumi
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (10 avaliações)
Luís
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisca
Francisca
7€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gil
5
5 (8 avaliações)
Gil
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rodrigo
5
5 (16 avaliações)
Rodrigo
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (6 avaliações)
Luís
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (4 avaliações)
Joana
14€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Dumi
5
5 (6 avaliações)
Dumi
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (10 avaliações)
Luís
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisca
Francisca
7€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gil
5
5 (8 avaliações)
Gil
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rodrigo
5
5 (16 avaliações)
Rodrigo
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (6 avaliações)
Luís
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (4 avaliações)
Joana
14€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Os primórdios do workshop fotografia

Inventada na década de 1830, a fotografia precisou de uma década até que fosse finalmente reconhecida pelo grande público.

Ainda antes da criação da fotografia como a conhecemos hoje, os fundamentos da arte já estavam presentes. Um fotógrafo profissional capturava uma imagem na sua câmara, apenas não era possível fazer a impressão. Para a pós-produção, era utilizada uma câmara escura, num um processo que ainda é utilizado hoje em dia para longa exposição.

A câmara escura e os seus mecanismos já existiam desde o século XIV, mas o processo não era bem visto pelos grandes pintores da época que receavam a possibilidade da fotografia substituir a pintura em tela.

A máquina utilizada também estava longe de se assemelhar a uma câmara fotográfica atual. O fotógrafo utilizada uma espécie de cabine gigante, onde entrava para conseguir capturar a imagem do modelo. E a sua utilização estava reservada a uma elite que queria desenvolver imagens mais precisas do que as reproduções das pinturas.

manusear uma maquina
A história desta arte está presente na formação de todos os cursos, seja um curso profissional, um workshop fotográfico, cursos do ensino superior ou aulas particulares. | Fonte: Pexels.com

Mas o processo era tão desaprovado que o seu inventor Giovanni Battista, foi preso e condenado por feitiçaria, uma vez que os nobres não entendiam a função desta sala portátil. Resumindo, imagine como era difícil ser fotógrafo antes do século XIX, certamente que não pensavam que anos mais tarde existiriam dezenas de cursos por onde escolher.

Sabe quem são os melhores fotógrafos portugueses?

Invenção da primeira câmara e do daguerreótipo

A fotografia é uma invenção francesa. A primeira fotografia conhecida foi tirada pelo inventor Joseph Niepce em 1825 e mostra uma visão simples de uma janela numa cidade francesa.

A foto em si não é reconhecida por suas qualidades estéticas, uma vez que tem pouca qualidade e falta de técnica. Foi a inovação no processo que a tornou uma referência para fotógrafos especialistas. Na época, os inventores eram capazes de projetar imagens, mas não sabiam como preservar e conservar a luz.

Depois de morrer, Joseph Niepce deixou o trabalho inacabado e foi Louis Daguerre que assumiu as suas pesquisas. Em 1835, descobriu como reduzir o tempo de exposição à luz de várias horas para cerca de meia hora e, dois anos depois, resolveu o problema da fixação da imagem, criando o processo de Daguerreotipia.

De uma forma resumida, criou uma imagem positiva em chapa de cobre coberta por uma fina camada de prata polida e sensibilizada com vapores de iodo. Esta técnica tornou-se rapidamente um sucesso entre os aficionados da fotografia e Louis Daguerre chegou a patentear a sua invenção no Reino Unido. Desta forma, cada pessoa que quisesse fazer um daguerreótipo tinha que pagar uma quantia ao inventor.

Nos anos que se seguiram, outros inventores contribuíram para o projeto como, por exemplo, William Henry Fox e o seu famoso calótipo, uma melhoria do daguerreótipo clássico. Além disso, Frederick Scott Archer desenvolveu o princípio do colódio húmido para fixar a emulsão no vidro, mas acabou por se afastar da primeira invenção para se dedicar ao processo de revelação de negativos.

maquina antiga
A primeira máquina fotográfica não tinha o aspeto que conhecemos, nem permitia qualquer técnica de composição e edição de fotos a que temos acesso num estúdio atual. | Fonte: Pexels.com

Se estiver a fazer um curso ou a ter aulas com professores particulares, também pode investir em livros sobre fotografia.

Os melhores professores de Fotografia disponíveis
Dumi
5
5 (6 avaliações)
Dumi
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (10 avaliações)
Luís
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisca
Francisca
7€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gil
5
5 (8 avaliações)
Gil
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rodrigo
5
5 (16 avaliações)
Rodrigo
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (6 avaliações)
Luís
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (4 avaliações)
Joana
14€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Dumi
5
5 (6 avaliações)
Dumi
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (10 avaliações)
Luís
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisca
Francisca
7€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gil
5
5 (8 avaliações)
Gil
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rodrigo
5
5 (16 avaliações)
Rodrigo
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Luís
5
5 (6 avaliações)
Luís
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Joana
5
5 (4 avaliações)
Joana
14€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

O início do século XX e a popularização dos cursos fotografia

Nos anos que se seguiram, os artistas ainda não estavam prontos para aceitar a fotografia como uma arte que fosse reconhecida como tal. Só na Exposição Universal de Paris em 1859 é que as fotografias e as artes clássicas (escultura, pintura, gravura, etc.) foram expostas lado a lado. A comercialização da primeira máquina Kodak em 1888 também ajudou a tornar a fotografia acessível à classe média.

Mas foi apenas no século XX que a fotografia conheceu o seu verdadeiro auge. Os cientistas encontraram um interesse particular na arte da fotografia e os fotógrafos tiveram a oportunidade de documentar com grande precisão os eventos importantes da vida política, cultural ou científica da época. As fotografias permitiam imortalizar momentos breves demais para um indivíduo.

Durante a Primeira Guerra Mundial, a fotografia e a tecnologia tornaram-se verdadeiros vetores de progresso e mudança na sociedade. Os artistas combinavam tecnologia e história para registar as trincheiras e o quotidiano das pessoas. Depois deste período, a fotografia tornou-se um meio de imortalizar as mudanças na sociedade e a reconstrução do povo entre as duas guerras.

Assim, durante a primeira metade do século XX, os fotógrafos registaram os primeiros comboios, a construção de indústrias e fábricas, o desenvolvimento de centros urbanos e a utilização de carros na classe trabalhadora. A fotografia teve um verdadeiro impacto na população do mundo, que podia testemunhar os novos desenvolvimentos na sociedade. Isto foi em parte também devido ao aparecimento das fotografias a cor nos anos 30.

História do fotojornalismo no curso fotografia

O conceito de fotojornalismo surgiu após a Segunda Guerra Mundial. O movimento de reconstrução da Europa e o progresso tecnológico exigido pela destruição da guerra proporcionaram a criação de uma forma nova de comercializar a fotografia e a sua função em geral. A criação desta nova forma de proporcionar imagens vem modificar a profissão do fotojornalismo no mundo.

Agência Magnum

Em 1947, após a Segunda Guerra Mundial, quatro fotógrafos fundaram uma aliança que se tornou lendária. Com uma variedade de estilos individuais, Henri Cartier-Bresson, Robert Capa, George Rodger e David Seymour criaram uma poderosa colaboração de artistas, a agência Magnum Photos.

lentes fotograficas
Um curso permite ter formação com um profissional, onde o estudante tem acesso a informações dadas pelos professores a que não teria acesso de outra forma. | Fonte: Pexels.com

A agência de fotógrafos tinha um objetivo único, ter liberdade de pauta, discutir os trabalhos realizados, aprofundar as reportagens e sobretudo lutar pelos direitos autorais e a posse dos negativos originais.

A Magnum Photos representa alguns dos fotógrafos mais conhecidos do mundo, mantendo os ideais dos fundadores mas com uma mistura idiossincrática de jornalista, artista e contador de histórias. Os seus fotógrafos partilham uma visão para narrar eventos mundiais, pessoas, lugares e cultura com uma narrativa poderosa que desafia as convenções, redefine a história e transforma vidas.

Desde a sua criação, a Magnum Photos fornece conteúdo fotográfico da mais alta qualidade a uma base internacional de comunicação social, instituições de caridade, editores, marcas e instituições culturais. A sua biblioteca é um arquivo vivo atualizado regularmente com novos trabalhos do mundo inteiro.

A Magnum documentou a maioria dos principais eventos e personalidades do globo desde os anos 30, incluindo a indústria, a sociedade e as pessoas, locais de interesse, eventos políticos, desastres e conflitos. Resumindo, aquelas fotografias icónicas que vê utilizadas várias vezes provavelmente vieram da Magnum.

Além disso, a fotografia tem uma grande importância como fonte de informação nos meios de comunicação, e é publicada em jornais, primeiro a preto e branco e depois a cores, há mais de cem anos. Estes são alguns géneros de fotografia jornalística que podem ser destacados:

  • Fotografia social: estão incluídas nesta categoria a fotografia política, de economia e negócios, bem como fotografias de acontecimentos do país ou do mundo, incluindo a fotografia de tragédia;
  • Fotografia cultural: com um aspeto mais artístico, esta categoria de fotografia costuma chamar a atenção para a notícia antes de lerem o texto;
  • Fotografia policial: esta categoria é associada a imagens de combate, apreensão e repressão policial, crimes e mortes. Este tipo de fotografia costume ter um lugar de destaque na publicação, de forma a provocar reações.

Século XX e a máquina fotográfica digital

Hoje em dia, toda a gente sabe utilizar uma câmara digital, mesmo sem ter formação num curso do ensino superior ou fazer um workshop profissional. Mas como já mencionamos, o formato original era muito diferente. As primeiras fotografias estavam muito longe de ter a qualidade fotográfica da atualidade, com apenas 100 pixels em comparação com os 14 megapixels do século XXI.

Apenas com o desenvolvimento dos filtros digitais pelos laboratórios de pesquisa Bell é que os fotógrafos puderam dar luz à sua própria estética, com adaptações a preto e branco, sépia ou a cores. Influenciados pela arte abstrata, os fotógrafos profissionais começaram a dar cursos da disciplina nas universidades do ensino superior mais prestigiadas dos Estados Unidos. O aparecimento destes cursos no ensino superior permitiu popularizar os vários estilos da arte e que proliferassem opções de aulas particulares, workshop e muito mais.

Além do desaparecimento da câmara escura, o século XXI deu asas aos retoques de fotografias digitais, com a comercialização de softwares como o Photoshop. Na era digital, os fotógrafos amadores já não precisam de esperar para revelar a foto, uma vez que a impressão é feita diretamente para o computador, onde o estudante pode efetuar a edição. E com o desenvolvimento dos smartphones, que permitem tirar fotografias com qualidade, já quase que nem é necessário comprar uma máquina fotográfica digital específica.

fotografar com maquina antiga
Hoje em dia um estudante consegue encontrar uma máquina digital profissional em qualquer loja, mas a grande maioria nem a compra para o workshop porque pode fazer edição de fotos no smartphone. | Fonte: Pexels.com

Mesmo assim, existem vários fotógrafos que continuam a trabalhar com o modelo analógico, um estilo mais focado em arte e estética do que a fotografia digital. No entanto, pode ser difícil dominar estas técnicas sozinho, sem a ajuda de professores profissionais. E é precisamente por esse motivo que muitos alunos optam por fazer um curso ou ter aulas de fotografia online.

Num curso profissional, num curso do ensino superior, num workshop ou com aulas particulares, os alunos têm acesso a disciplinas que ensinam as informações necessárias para dominar as técnicas e trabalhar com a câmara.

Melhores escolas do mundo para fazer curso profissional de fotografia

Com a proliferação das câmaras digitais e dos smartphones com boas lentes, temos visto um aumento nos curso do ensino na área das artes fotográficas. Cada vez são mais os estudantes que querem saber fotografar e fazer disso a sua profissão.

E é precisamente por esse motivo que existem cada vez mais escolas de fotografia, com opções de cursos para fotógrafos amadores e cursos para fotógrafos profissionais.

Hoje em dia, a formação que cada estudante recebe num curso destes, seja um curso do ensino superior ou um curso profissional, e o diploma na sua conclusão já são reconhecidos profissionalmente. No entanto, normalmente são necessários alguns anos de experiência juntamente com a formação no ensino superior para um fotógrafo ter acesso a um cargo numa agência de notícias respeitável ou para poder dar aulas particulares de fotografia a vários alunos.

Estas são algumas das escolas de fotografia mais famosas do mundo:

  • Sir JJ School of Applied Arts na Índia;
  • California Institute of Arts nos EUA;
  • Film and TV School of the Academy of Performing Arts na República Checa;
  • Tokyo Zokei University em Japão;
  • Spéos na França;
  • Parsons The New School for Design nos EUA;
  • Royal College of Art no Reino Unido;
  • Instituto New York of Photography nos EUA;
  • Vevey Escola de Fotografia na Suíça;
  • Ryerson University no Canadá;
  • Escola do Instituto de Arte de Chicago nos EUA;
  • European Academy of Fine Arts na Alemanha;
  • IED - Istituto Europeo di Design em Itália.

Então, porque não começar a aprender técnicas de fotografia com cursos de fotografia presenciais ou um curso online?

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.