O exame nacional de inglês é apenas mais um no leque de exames nacionais que milhares de estudantes do ensino secundário realizam ano após ano, entre português, matemática, história ou ciências sociais. Para alguns deles, principalmente aqueles que estão a concluir a sua educação no ensino secundário e vão seguir formação no ensino superior, ou mesmo aqueles que por algum motivo estão a repetir provas, saber como se organizar no calendário da época de exames e em que fase se inscrever é algo a que estão bastante habituados.

Mas, para todos os estudantes do 11º ano do ensino secundário que vão realizar as provas nacionais pela primeira vez, toda esta informação pode parecer muito complicada. Afinal de contas devem inscrever-se na primeira fase ou na segunda? É facultativo ou as diferentes fases são ambas obrigatórias? Têm acesso à prova de inglês ou não terão que a realizar?

Se não sabe a resposta para estas perguntas. basta continuar a ler e descobrir toda a informação mais importante sobre as fases das provas do ensino secundário que podem servir como provas de ingresso, tal como o inglês, e quando estas ocorrem.

livros para estudar ingles
As provas de língua inglesa, tais como as restantes provas nacionais têm um enunciado distinto nas duas fases. | Fonte: Unsplash.com

Saiba todas as informações necessárias para realizar o exame de língua inglesa.

Os melhores professores de Exames Nacionais disponíveis
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (12 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cátia
5
5 (8 avaliações)
Cátia
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (15 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra
5
5 (31 avaliações)
Sandra
9€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gabriel
4,9
4,9 (9 avaliações)
Gabriel
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (12 avaliações)
Ana
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cátia
5
5 (8 avaliações)
Cátia
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Maria ana
5
5 (9 avaliações)
Maria ana
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sara
5
5 (4 avaliações)
Sara
11€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Margarida
5
5 (9 avaliações)
Margarida
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Conheça as fases do exame nacional do curso de inglês

Todos os exames nacionais do ensino secundário têm duas fases distintas, a primeira e a segunda, e o exame de inglês não foge à regra. Todos os anos, estão inscritos em média 15.000 alunos para realizar um exame nacional e podem fazê-lo na primeira fase, na segunda ou em ambas, se quiserem ou for necessário.

A primeira fase, tal como o nome indica, é a inicial e aquela onde estão inscritos todos os alunos que vão realizar o exame da disciplina. A segunda fase, por outro lado, pode ser facultativa ou até mesmo desnecessária e, regra geral, são menos os alunos que a realizam.

Isto porque, só estão obrigados a ir à segunda fase os alunos que não obtenham uma nota positiva no exame da primeira fase ou que obtenham uma nota demasiado baixa para serem aprovados nos critérios da nota final da disciplina. Esses estudantes são obrigados a realizar exame também na segunda fase, sejam eles alunos internos ou autopropostos.

No entanto, um aluno pode realizar a segunda fase do exame sem ter que ser obrigado a tal. Falamos dos alunos que se inscrevem na segunda fase do exame para realizar melhoria da classificação final. Se um aluno faltar no dia da primeira fase do exame é também automaticamente reprovado e terá que realizar a prova na sua segunda fase.

Sabemos que para alguns estudantes este método possa soar tentador, principalmente se não se sentirem bem preparados para realizar o exame. No entanto, aconselhamos vivamente a que não o faça, uma vez que, ainda que tenha uma outra hipótese de realizar a prova, esta ganha muito mais importância porque não a pode repetir. Isto quer dizer que se não obtiver nota suficiente para passar à disciplina ou se tiver uma nota demasiado baixa para a média que tenta alcançar, não terá hipótese de a melhorar e poderá correr o risco de ter que repetir a disciplina e a prova no ano seguinte.

alunos a descer um corredor
Os exames do ensino secundário estão espaçados ao longo de duas semanas e servem como provas de ingresso para o acesso ao ensino superior. | Fonte: Unsplash.com

Sabe se vai ter ou não que fazer o exame nacional de inglês? Descubra quem são os estudantes que realizam estes exames.

Datas das respetivas fases dos exames nacionais

Antes da época de exames é feito um calendário com os dias específicos para cada um dos exames que vão ser realizados pelos alunos nesse ano.

É alocado um dia para cada um dos exames, ao longo de um período de mais ou menos duas semanas, dependendo do número de exames a realizar, tanto na primeira fase como na segunda. É tomada especial atenção para que os estudantes de cada curso não tenham os seus exames no mesmo dia e, se possível, haja algum distanciamento entre eles. Na eventualidade de isso acontecer, ou de um aluno ter dois exames à mesma hora (no caso de um exame autoproposto ou da repetição de um exame de ano anterior), o aluno poderá realizar a prova dessa componente na segunda fase.

A primeira fase ocorre normalmente entre a última semana de junho as primeiras semanas de julho. A segunda fase, por outro lado, ocorre entre o final de agosto e o início de setembro.

Convém mencionar que os alunos que pretendem realizar provas e exames durante a segunda fase devem proceder à sua inscrição e estes exames só podem ser utilizados como provas de ingresso na candidatura à segunda fase dos concursos de acesso ao ensino superior.

Lembramos ainda que em qualquer uma das fases é estritamente proibido o uso de telemóveis, smartphones, computadores ou tablets, aparelhos de vídeo e audição, smartwatches ou relógios de controlo remoto e ainda tinta corretora. No caso do exame de língua inglesa em particular, bem como nos exames de línguas estrangeiras, já não é permitido o uso de um dicionário.

folha de um dicionario
Agora já não é permitido utilizar dicionário durante a prova para ajudar com os termos desconhecidos no enunciado. | Fonte: Unsplash.com

Pode perceber como os examinadores avaliam cada enunciada ao consultar os critérios de classificação das provas de língua inglesa de anos anteriores do ensino secundário.

Dicas para o dia do exame

Ainda que esteja muito bem preparado e mesmo que tenha revisto e estudado todas as matérias das aulas de inglês que podem sair na prova, pode acabar por deitar tudo a perder se não conseguir controlar os nervos e a ansiedade antes e durante o exame. Todas as pessoas são diferentes, e nem todos lidamos bem com o nervosismo da época de exames, mas é importante que não se deixe controlar por isso se quer seguir formação no ensino superior.

É perfeitamente normal sentir alguns nervos, principalmente se for fazer o exame de inglês para o utilizar como prova de ingresso para acesso ao curso do ensino superior que quer. Mas se deixar os nervos controlar o seu desempenho, pode dizer adeus à oportunidade. Por isso, deixamos aqui as nossas dicas para garantir que tudo corre da melhor forma:

  • Verifique as datas: confirme a data e a hora do exame escrito e da prova oral com antecedência para garantir que não há enganos e chegue sempre pelo menos meia hora mais cedo. Lembre-se que a prova oral é feita num dia marcado pela escola;
  • Verifique se lhe não falta nada: confirme se tem o CC, uma caneta, folhas de teste e outras coisas de que possa precisar antes de sair de casa. Não se esqueça da máscara e lembre-se que agora já não é possível utilizar um dicionário de apoio;
  • Durma o suficiente: mesmo que sinta vontade de ficar a rever matéria até ao último momento possível, deite-se o mais cedo que conseguir. O nosso cérebro funciona muito melhor se estiver descansado e não vai sentir tanta dificuldade em concentrar-se durante o exame;
  • Mantenha a calma: tem 2 horas e 15 minutos na totalidade para realizar o exame, por isso tenha calma a responder às questões do enunciado e pense bem nelas. Esteja concentrado durante a componente de audição e deixe tempo suficiente para a parte da redação;
  • Evite perder tempo: se não souber imediatamente como responder a uma componente, passe à frente. Volte apenas no final, para evitar não perder demasiado tempo e deixar algumas questões por responder;
  • Reveja tudo: deixe tempo suficiente para reler toda a prova e o enunciado, de forma a garantir que não falta nada.

Esperamos que estes conselhos possam ajudar a preparar-se para esta prova com mais calma e sem tantas preocupações. Os exames nacionais como o de inglês são uma componente importante sim, principalmente no que diz respeito ao acesso ao ensino superior, mas não devem ser encarados como um obstáculo gigante na sua educação. Não é pedido nada mais do que aquilo que foi aprendido durante as aulas e não existe razão nenhuma para que não consiga ter uma boa nota na prova.

caderno em branco
Pode optar por ter explicações de inglês e estudar os critérios de classificação do enunciado de provas anteriores para ter melhor nota no exame do ensino secundário. | Fonte: Unsplash.com

Se sentir que ainda tem muitas dificuldades pode sempre optar por ter explicações de inglês com um professor particular, que o possa ajudar com a revisão das componentes. Na plataforma da Superprof consegue encontrar vários desses profissionais, com formação variada e anos de experiência de educação diferentes, que lhe podem dar dicas para se preparar para o enunciado do exame nacional de língua inglesa.

Estas explicações são uma ótima forma de ter apoio personalizado para se preparar para os exames nacionais, sejam eles de inglês, português, matemática, história ou outra disciplina qualquer. Existem professores com formação em educação e ensino, que estão disponíveis para explicações em todas as cidades do país. Nelas vai poder realizar exercícios, esclarecer as dúvidas daquela componente que não entende, analisar a estrutura de um enunciado, ver os critérios de classificação de provas anteriores e preparar-se sem problemas para a primeira fase.

Esta preparação é particularmente importante se quiser utilizar o exame de língua inglesa como prova de ingresso ao ensino superior. Se for o caso, as explicações com um professor particular são a melhor forma de ter o máximo de pontos nos critérios de classificação do enunciado. Isto porque só essa análise profunda de questões tipo no enunciado e dos critérios de classificação anteriores garante um boa nota no exame de língua inglesa, e essa análise apenas é possível em explicações particulares.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.