Ainda que seja a nossa língua materna, o português pode ser uma língua complicada de aprender. Regra geral os alunos progridem nos seus estudos com uma grande quantidade de dúvidas e questões, que permanecem até concluírem a escola.

Para evitar que isso aconteça, é importante que o professor da escola primária e do ensino básico esteja disponível para assegurar que as crianças assimilam o conteúdo básico e desenvolvam algumas capacidades que lhes vão dar acesso a continuar os seus estudos e progredir nas restantes disciplinas escolares. Nestes primeiros anos da escola, o papel do professor é essencial para que todas as componentes do curso de português sejam ensinadas, quer sejam as regras gramaticais e dos verbos, a leitura e interpretação de texto ou a redação e a escrita.

Continue a ler para saber como as aulas de português e os métodos de aprendizagem da escola podem ajudar as criança a trabalhar a sua capacidade de expressão, a diminuir a quantidade de erros ortográficos e gramaticais que cometem e a melhorar a sua linguagem escrita e oral.

menina a desenhar no chao
No início do percurso escolar é preciso consolidar o básico, antes de se estudar a componente verbal e nominal e fazer exercícios desse material. | Fonte: Unsplash.com

Sabe a importância que o curso de português tem no percurso escolar?

Os melhores professores disponíveis
1ª aula grátis!
Tiago
Tiago
5€
/h
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
25€
/h
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
10€
/h
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
14€
/h
1ª aula grátis!
Tiago
Tiago
5€
/h
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
25€
/h
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
10€
/h
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
14€
/h
1ª aula gratuita>

Incentivar o gosto pela leitura

A primeira parte, e talvez a parte mais importante da aprendizagem das crianças, é a fluência da leitura. Isto porque não faz sentido praticar as outras competências básicas, como a escrita por exemplo, se os alunos não forem capazes de identificar o alfabeto e ler as palavras mais simples do seu vocabulário sem dificuldade.

Para exercitar a leitura, é importante que as crianças conheçam bem todas as 26 letras que compõem o alfabeto e que consigam perceber que cada uma dessas letras, ou um grupo delas, corresponde a um som e ser capazes de o identificar quando o veem escrito.

Isto requer uma grande associação cerebral e são questões que têm que ser trabalhadas desde o início das aulas. O objetivo do ensino nesta fase é que as crianças fiquem familiarizadas com as vogais e as consoantes. bem como a diferença entre uma letra maiúscula e minúscula. Esse contacto precoce cria uma maior facilidade de memorização e é uma grande mais valia a longo prazo. Desta forma, não se está só a incentivar a criatividade e imaginação das crianças, mas também a aumentar a sua capacidade lexical e de concentração.

Aprender a ler é a base da compreensão do português e da sua estrutura. Tudo isso será muito importante no estudo do curso de outras disciplinas que terão futuramente e da sua compreensão. Sem estes alicerces dificilmente o aluno será capaz de captar todas as informações necessárias ao longo da sua educação.

menina a ler livro
Ao incentivar a leitura durante o curso, os alunos tem contato com a componente nominal, aprendem novas palavras e verbos e aumentam o vocabulário para além do básico. | Fonte: Unsplash.com

Os alunos também podem complementar o que aprendem no curso com aulas particulares.

Treinar a expressão escrita

Aprender a escrever é um dos fundamentos da educação de uma criança e um passo fundamental para todos os alunos terem sucesso na escola. É um elemento de foco no ensino e algo que as crianças treinam e aperfeiçoam durante cada aula em todo o percurso escolar, juntamente com a leitura. No entanto, é algo em que a maioria dos alunos sente muita dificuldade. Não é de surpreender, uma vez que a escrita requer não só um bom conhecimento de português e da ortografia das palavras, mas também das regras da gramática portuguesa e do tipo de texto.

E é por esse motivo que se dá tanto ênfase a esta capacidade desde o início do percurso escolar de uma criança. Existem duas formas de treinar a escrita e perceber quais são as dúvidas que persistem, o ditado e a cópia. Ambas estas técnicas são utilizadas constantemente durante as aulas de português, como forma de aumentar a capacidade de escrita do aluno e também a sua confiança a escrever.

Num ditado é possível perceber quais são os erros ortográficos mais comuns e regras de pontuação com os quais os alunos têm mais dificuldades. No entanto, como são tão facilitadores de erros ortográficos, a maioria dos alunos não gosta de fazer ditados nas aulas. Para garantir que esta técnica tem o efeito desejado, o tipo de textos que é utilizado em casa aula de português deve ser adequado ao nível de compreensão e escrita das crianças, ou seja, estimulante o suficiente mas não demasiado complicado, e, se possível, num tema que seja cativante e interessante. Isto garante que os alunos não perdem "o fio à meada" durante o ditado e se mantêm concentrados até ao final.

Um outro aliado na prática da escrita é a cópia. Fazer cópias durante a aula permite não só ter contacto com regras de escrita e de ortografia que estão aplicadas corretamente, mas a sua repetição constante também estimula a memória. A prática de copiar várias vezes a mesma frase ou um texto pequeno auxilia à memorização da escrita correta das palavras, bem como das regras de concordância de género e de número.

Aliás, esta técnica é tão eficaz que é utilizada durante toda a educação da criança e é algo que continuamos a fazer no nosso dia a dia, muitas vezes sem que nos apercebamos disso. Quantas vezes é que tirou apontamentos daquilo que a professora dizia durante a aula para depois rever? Ou fez resumos da matéria para a memorizar mais facilmente. Essa forma de estudo deriva deste tipo de treino durante o inicio da escola.

crianca na escola
A redação e a escrita permitem estudar novos conteúdos, mas também fazer exercícios do conhecimento dos verbos e do tempo verbal correto bem como da construção frásica. | Fonte: Unsplash.com

Além destas duas técnicas, também é importante destinar tempo durante as aulas de português para os alunos treinarem a escrita livre e a sua capacidade de expressão de língua portuguesa. O objetivo deste treino não é ter um texto final com enorme qualidade criativa e uma história extremamente bem organizada, mas sim praticar a escrita e perceber se as crianças conseguem escrever os verbos e o seu tempo verbal, manter a concordância de número e género e estruturar frases com sujeito e predicado correto no decorrer do texto.

A redação criativa também permite que vão melhorando as suas capacidades de expressão escrita e que vão praticando a escrever e estruturar pequenos textos. Essa competência vai ser posta à prova e avaliada em todos os testes e exames que façam ao longo da sua educação, inclusive na faculdade se decidirem tentar o acesso a um curso superior. É precisamente por esse motivo que é tão importante desenvolvê-la desde muito cedo e garantir que existe ajuda suficiente para que as crianças não tenham dúvidas ou questões persistentes na ortografia, pontuação ou regras de gramática.

Isto porque é muito comum existirem dificuldades de compreensão no curso de português.

Aumentar o vocabulário e a capacidade de expressão oral

Para que o aluno se possa expressar de forma correta e coerente na sua língua e integrar o seu meio social, é necessário que tenha vocabulário suficiente para poder descrever como se sente, aquilo que se passa e o que quer fazer dentro e fora das aulas.

Este aumento de vocabulário permite que as crianças se sintam confortáveis quando têm que se expressar, que sejam capazes de reconhecer esses termos ou ações quando leem e que consigam transmiti-los corretamente para a escrita. Essa capacidade será um grande mais valia quando começarem a estudar temas das restantes disciplinas, o que por sua vez irá também aumentar o seu vocabulário. Todos os aspetos da língua se influenciam uns aos outros.

Sem uma base vocabular bem assente, será difícil consiga vocalizar os seus pensamentos e ideias e, consequentemente, que se consiga fazer entender. Mas também irá causar dificuldades acrescidas na interpretação de textos, uma vez que a maioria das palavras serão desconhecidas. É por esse motivo que o aumento de vocabulário se vai também refletir nas suas competências de escrita e de leitura, uma vez que estimula o cérebro e permite expressar o pensamento e a ideia por trás do léxico e das palavras que foram aprendidas e que estão escritas.

crianca de braço no ar
A professora deverá adaptar os recursos online e físicos que tem disponível aos estudos em questão, dando acesso a exercícios pertinentes. | Fonte: Unsplash.com

No entanto, nesta fase é importante que o professor adapte os recursos que são utilizados ao nível do aluno. Querer aumentar o vocabulário das crianças durante as aulas não implica utilizar recursos ( sejam eles físicos ou online) que sejam demasiado avançados para o seu nível de conhecimento, uma vez que podem ser bastante prejudiciais. Estimular os alunos é importante, mas nunca com material que seja demasiado avançado e acabe por ser um entrave e criar frustração, com demasiados termos que não conhecem.

Isto quer dizer, que o papel do professor durante a aula não é só ensinar a matéria, mas também adequar os recursos e as temáticas ao progresso dos alunos. Isso permite que sejam estimulados corretamente e possam assimilar o vocabulário de todas as novas temáticas que lhes são introduzidas.

Precisa de um professor de ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.