Aprender a tocar guitarra como autodidata não é algo impossível de se fazer, mas sim algo que requer muita paciência, concentração e horas de treino para aperfeiçoar a sua prática e técnica. Quanto ao canto, apesar de também requerer um enorme investimento pessoal, trata-se de um talento totalmente diferente que possui as suas próprias técnicas e os seus próprios métodos de aprendizagem.

Assim, cantar e tocar guitarra ao mesmo tempo não é uma prática assim tão fácil de se aprender já que é uma atividade que implica conhecimentos musicais completamente diferentes, ainda que complementares. É preciso aprender a sincronizar o canto e o seu instrumento, e, para tal, será necessário que tenha pelo menos as bases associadas às duas técnicas para o conseguir fazer de forma harmoniosa.

Cantar e tocar guitarra
Sincronizar o canto com o seu instrumento é essencial para atingir uma melodia harmoniosa. | Fonte: Pexels

O seu conhecimento de canto deve ser um pouco mais avançado e deve ser capaz de alcançar algumas oitavas para que consiga estar confortável em cantar de forma natural enquanto se concentra noutra atividade como tocar guitarra. Da mesma forma, para cantar enquanto toca guitarra, deve dominar as bases da guitarra, saber como tocar os acordes num determinado ritmo e fazer as pausas certas para que o seu canto se ajuste ao que está a tocar e vice-versa. Se a sua base rítmica e se a sua prática de guitarra são instáveis, por melhor que seja o seu canto, o conjunto sonoro final não será agradável de ouvir pois será bastante fácil reparar nas suas falhas artísticas, ainda que apenas numa das componentes.

O que deve saber antes de tocar guitarra e cantar ao mesmo tempo

Para tocar e cantar bem ao mesmo tempo, é crucial que esteja atento à escolha quanto à sua música, principalmente se for um músico/cantor ainda inexperiente: ela deve ser fácil de se tocar na guitarra, sem contratempos complicados, seguindo um ritmo musical de 4/4, e ainda ser simples de se cantar, com um fluxo de palavras exequível e uma linha melódica de entoação acessível.

Procure não ser muito ambicioso no início, já que precisará de bastante treino para ser realmente bom, e o mais importante na fase inicial irá ser a sua perseverança de treino para treino. Não complique o seu trabalho, pois poderá ter dificuldades em executá-lo e assim pode ser difícil manter a sua motivação para aprender a tocar guitarra quando os exercícios começarem a ser cada vez mais complexos. De qualquer maneira, deve decorar a música que está a estudar, tanto os seus lyrics como as suas notas musicais e progressões, assim como saber executar bem a sua técnica.

Ao trabalhar a guitarra e o canto separadamente, será capaz de identificar melhor as suas falhas em cada uma das componentes e poderá avançar mais rapidamente ao treinar para colmatá-las de forma individual. Não existe um método único para se aprender a tocar guitarra e cantar ao mesmo tempo, no entanto, para se tornar realmente bom, siga as seguintes sugestões:

  • Trabalhe o canto e a guitarra de forma independente e, após muito treino em ambas as atividades musicais, reúna as duas práticas, após as suas aulas de guitarra para iniciantes ou em nível avançado, para obter um resultado final mais coeso;
  • Comece por treinar o que menos domina de forma a verificar uma evolução desde o início dos seus treinos para ter um incentivo para continuar, já que irá conseguir ver uma melhoria mais rápida ao usar esta sugestão; se tem mais facilidade no que toca ao canto, comece por ter aulas de guitarra e vice-versa.
Trabalhe o canto separadamente da guitarra
Uma dica valiosa é trabalhar o canto separadamente para entender o tom e melodia da música e depois introduzi-lo com o ritmo da guitarra. | Fonte: Pexels

Tocar guitarra: ouça a música com atenção

Isto parece algo simples e até bastante evidente, mas é uma etapa que os alunos e músicos iniciantes geralmente ignoram. Como já conhecemos a música em questão, por a termos já ouvido umas dezenas de vezes, temos a impressão de que sabemos tudo sobre ela, mas será que realmente a escutamos com a devida atenção?

Treine o seu ouvido para detetar os destaques sonoros de cada entoação frásica, as suas sílabas tónicas, as respetivas mudanças de acordes, as diferenças de tom e até as pausas entre cada mudança de frase e nota musical. Para tal, não hesite em pedir a ajuda ao seu professor de música que terá bastante mais experiência e sensibilidade auditiva para este tipo de trabalho e poderá aconselhá-lo sobre como o fazer.

Tocar violão e cantar.
Escute com muita atenção a música que pretende aprender a tocar.

Fique atento às frases que são mais longas do que as restantes, as que necessitam de uma dicção mais ou menos rápida, dependendo, portanto, da sua conjunção com a música e das mudanças da melodia ao longo da sua articulação.

Deve escutar a música como se quisesse dissecá-la; isso não só o irá ajudar no treino do seu ouvido como também terá uma visão diferente da música, o que, consequentemente, irá fazer com que a sua reprodução na guitarra pareça mais evidente e fácil de executar.

Tocar guitarra e cantar ao mesmo tempo é, em primeiro lugar, um trabalho de desenvolvimento da sua sensibilidade auditiva.

Tocar guitarra e trabalhar o canto

Quando for tocar e cantar ao mesmo tempo, a parte do canto continuará a ser de extrema importância, mesmo quando tiver consolidado a sua prestação na guitarra. O canto possui um ritmo e, mesmo que sob o aspeto técnico ele não passe de algumas sílabas sobre as quais se constrói uma melodia, a verdade é que se as modificar ou as substituir por uma outra entoação ou as distribuir numa forma rítmica diferente, a música torna-se incoerente e não irá encaixar de forma harmoniosa com a parte instrumental da guitarra.

Por outro lado, a guitarra não possui um ritmo imposto ou pré-definido segundo o qual deve ser tocada. Podemos fazê-lo de forma mais lenta ou mais rápida de acordo com as nossas próprias preferências, ligar as notas através de bridges e até adicionar ou suprimir algum riff, conforme acharmos mais benéfico para a composição de determinada melodia. Contudo, para o canto isto é muito mais difícil de conseguir.

A ajuda das tablaturas

Comece por escolher uma parte de uma canção para se dedicar a aprender todas as suas nuances e entoações, em vez de tentar aprender a tocar a música por inteiro de uma só vez. Pode ser algo tão simples como apenas um verso, por exemplo.

Procure reconhecer onde se encaixam todas as sílabas em relação ao ritmo.

É muito mais fácil fazer isto com a ajuda de tablaturas, pois elas mostram visualmente onde se colocam as palavras, as sílabas e as pausas em relação ao ritmo e às notas.

Técnica para acompanhar canto e violão.
A tablatura serve como um guia quando quiser começar a praticar a tocar e cantar ao mesmo tempo.

Em seguida, comece por aquecer a sua voz ao fazer alguns pequenos exercícios de vocalização e, assim que estiver pronto, cante à capella e sem utilizar a sua guitarra como acompanhamento. Utilize um metrónomo para verificar se o ritmo e as palavras se encaixam devidamente no tempo da música e tente adicionar cada vez mais frases assim que ficar confortável com o seu progresso.

Combine o canto ao ritmo da sua guitarra

A partir do momento em que sentir que tudo está de acordo com o que deseja, anime as coisas ao pegar na sua guitarra para o acompanhar enquanto canta.

Primeiro, bloqueie as cordas com a sua mão esquerda e toque somente com a sua mão direita para treinar a velocidade necessária para tocar os acordes em questão. Em fase inicial, evite tentar tocar guitarra som uma mão só.

Ao fazer este pequeno exercício preparatório, irá aprender a encaixar o seu canto ao tempo da música e isso poderá servir como um primeiro indicador de ritmo.

Tocar guitarra exige habilidade das mãos
Tocar guitarra exige uma competência com os dedos e o aquecimento dos mesmos é fundamental para evitar qualquer tipo de lesão ou até mesmo câimbra | Fonte: Pexels

Para aprender a tocar guitarra, este ajuste é essencial. A dificuldade encontra-se em não se confundir ao cantar a cada mudança de acordes. Aqui, poderá novamente pedir a ajuda do seu professor, que saberá alguns truques para o auxiliar na tarefa de cantar enquanto toca, sem se perder no ritmo da música nem na mudança dos acordes.

Esta etapa não é, de facto, muito prazerosa, porém faz parte do processo para que possa tocar bem. Quando já tiver esta parte consolidada, pode passar para a etapa seguinte: a configuração do ritmo.

 Trabalhe com a sua guitarra

A guitarra não serve apenas como suporte para acompanhar o seu canto. É essencial, também, que desenvolva as suas habilidades rítmicas para tocar as músicas que deseja aprender e até para desenvolver as suas próprias criações. Para começar, escolha um ritmo mais simples para que consiga praticar tocar uma música de início ao fim sem grandes dificuldades.

Neste momento, é prioritário que se concentre na prática da sua guitarra, ganhando confiança sempre que se dedicar a aprender uma nova canção e motivação para que persista em procurar melhorar e aprender melodias mais complexas.

Como manter o mesmo ritmo para canto ao tocar violão.
O que canta e o que toca devem estar no mesmo compasso, para que seja uma composição harmoniosa.

Não tente simplificar o modo como toca, e muito menos mantenha-se apenas a palhetar as cordas da sua guitarra de cima para baixo, pois isso tornará a prática menos interessante. Se estiver à procura de um método mais progressivo, aqui vai uma dica de como o fazer: decomponha a música e comece a tocá-la na sua forma mais simples e repita este exercício até alcançar a sua composição original.

A parte rítmica referente à guitarra é essencial para que consiga tocar o seu instrumento e cantar ao mesmo tempo. Quanto mais dominar a parte rítmica, mais fácil será depois não se esquecer de nenhum acorde e se concentrar no canto e na sincronização do mesmo com a guitarra.

Depois disso, quando a parte da guitarra estiver consolidada, comece a cantar somente em pensamento e tente que nenhum som seja emitido. Nesta fase, já irá conseguir perceber uma certa mudança na sua concentração para que continue a tocar no mesmo ritmo. Se este for o caso, continue a praticar este exercício mentalmente até que a música pareça natural.

Um dos componentes mais importantes para conseguir tocar e cantar ao mesmo tempo é estar sempre muito concentrado e atento a todas as alterações rítmicas tanto do seu instrumento como das frases da música em questão.

Só depois de conseguir solidificar a sua atenção à tarefa que tem em mãos é que será capaz de se tornar num verdadeiro músico, com todas as ferramentas disponíveis para se tornar realmente bom na guitarra e no canto.

Aprender a tocar guitarra: desenvolver o ritmo

Tocar guitarra e cantar ao mesmo tempo tem como base uma questão real: o ritmo; tudo depende disso. Se não estiver no mesmo ritmo enquanto canta e toca, verá que a sua composição será desadequada e até desagradável de ouvir.

Eis algumas sugestões para tornar o seu treino ainda mais fácil e ver melhorias constantes:

● Decompondo as sílabas: quando já tiver aprendido muito bem o ritmo da guitarra e do canto, será preciso, agora, reuni-los, coordená-los e sincronizá-los. Não hesite em decompor em sílabas as palavras ao mesmo tempo em que faz isso com as notas de guitarra correspondentes, ou com uma palhetada correspondente a cada uma das sílabas. Este método é simples, mas funciona muito bem para que compreenda como cada fase da música se encadeia na seguinte em perfeita harmonia e para que decore as diferentes partes da canção e da respetiva melodia de modo a reproduzi-las fielmente;

● Método instintivo: um outro método que o irá ajudar a progredir será o de identificar somente as sílabas importantes em determinada secção musical, sendo usualmente aquelas que coincidem com os principais acordes da guitarra. Este é um método que permite que tenha alguns pontos-chave de marcação rítmica sem ter de adotar um método extremamente rigoroso ou analítico;

● Pratique uma vez e volte a praticar: quanto mais tocar, mais à vontade irá ficar nesta atividade e, consequentemente, conseguirá reproduzir as suas músicas favoritas de forma mais natural. Assim, poderá até começar a improvisar as suas próprias melodias e compor as suas músicas originais na guitarra.

Procura por aulas de guitarra para se tornar num melhor músico? Encontre a melhor alternativa na Superprof!

Alterne a intensidade da voz e da guitarra

Outra preocupação que surge ao aprender a tocar guitarra e cantar ao mesmo tempo é a questão da intensidade. Muitas vezes, o canto está numa escala muito alta comparativamente com a guitarra, ou o som do instrumento mais forte do que o cantor consegue atingir com a sua voz. Por vezes, um som pode até encobrir o outro.

Assim, é importante mencionar que uma nota mais acentuada pode influenciar a forma como cantamos e pronunciamos uma determinada palavra. O objetivo dos seus treinos deverá ser combinar a intensidade da voz com a da guitarra para que ambos formem um som harmonioso e coerente.

Tocando guitarra e cantando.
Para tocar e cantar ao mesmo tempo é essencial que se concentre no ritmo da música.

Para se tornar cada vez melhor, reproduza o mesmo exercício cantando e tocando de forma mais intensa, mas também descontraída. Ao realizar este tipo de exercícios, será capaz de identificar as diferentes fases e nuances existentes numa música e de que forma esta flui ao longo da sua duração.

Não hesite em misturar diferentes intensidades: cante de forma mais intensa enquanto toca guitarra de forma mais doce, ou vice-versa, o mais importante será que se torne confiante em tocar e cantar, mesmo que inicialmente não o faça de forma completamente equilibrada. Com este tipo de prática irá ser capaz de descobrir novos efeitos que irão enriquecer tanto a sua forma de tocar violão ou guitarra como a sua forma de cantar.

Tocar guitarra proporciona alegria
Tocar guitarra é uma das melhores terapias! Proporciona relaxamento, felicidade e estimula o lado criativo. | Fonte: Pexels

Saiba como encontrar boas aulas de guitarra na Superprof e dê início à sua jornada como um músico de sucesso! E se precisa de inspiração, conheça os 30 melhores guitarristas portugueses de todos os tempos!

Se ainda tem algumas dúvidas quanto a aprender a tocar guitarra através da nossa plataforma, quanto à escolha do seu professor, ou até a sua modalidade de aprendizagem, veja mais abaixo algumas das perguntas mais frequentes dos nossos novos utilizadores sobre estas questões que o poderão esclarecer e ajudar a saber o que procurar aquando da sua decisão:

Precisa de um professor de Viola ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.