Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Desporto Artes e Lazer
Partilhar

A construção gramatical do espanhol

O estudo da estrutura gramatical é frequentemente o primeiro tijolo que se coloca na construção de habilidades lingüísticas,  para aprender um idioma. Estudar espanhol segue o mesmo caminho: a gramática espanhola é fator indispensável para o aprendizado.

Na língua espanhola, há cerca de 25.000 termos de vocabulário.

No entanto, baseando-se no princípio de Pareto, alguns linguistas dizem que saber apenas 5 a 7% das palavras do vocabulário do idioma permite entender entre 90 a 95% do espanhol falado.

Nesse post, apresentamos alguns pontos gramaticais espanhóis para aprender a construir frases em espanhol.

A ordem e a natureza das palavras na fala e escrita espanhola

De Ricardo, publicado dia 01/10/2019 Blog > Idiomas > Espanhol > É difícil construir uma frase na língua espanhola?

Para aprender a falar espanhol, é fundamental assimilar gramática e sintaxe. A boa notícia é que o uso de gramática da sentença espanhola é semelhante ao da nossa língua materna portuguesa.

A ordem das palavras

Na tipologia sintática, dizemos que o espanhol é uma linguagem “SVO” , cujas sentenças seguem a ordem ” sujeito-verbo-objeto “.

Por exemplo, no idioma de Cervantes, escreve-se: “Pedro trabaja en la biblioteca”, frase que se traduz na mesma ordem para o português: “Pedro trabalha na biblioteca”.

Esta ordem é encontrada na maioria das frases e preposições, aqui estão alguns exemplos:

  • Ei! Cuanto cuesta viajar a la América Latina? – Olá! Quanto custa viajar para a América Latina?
  • Maria toca la guitarra muy bien. – Maria toca violão muito bem
  • Que hora pode comer acquí ? – À que horas podemos comer aqui?
  • Podría decirme más sobre la cultura española, mexicana, argentina o colombiana? – Você poderia me falar mais sobre a cultura espanhola, mexicana, argentina ou colombiana?

Observamos nessas poucas frases que a ordem das palavras é a mesma nas duas línguas.

Isso deve facilitar a tarefa de um aluno iniciante!

Organizando uma frase Só o fato de o espanhol apresentar a mesma ordem das palavras do português evita a confusão das palavras embaralhadas.

Agora que sabemos disso, devemos aprender a colocar os adjetivos.

Os adjetivos – adjetivo possessivo, qualificativo, demonstrativo – concordam em gênero e em número e são escritos após o nome que descrevem:

  • Uma mulher bonita:  una mujer guapa;
  • Um homem bonito:  un hombre guapo;
  • Duas lindas maçãs: dos manzanas guapas;
  • Três belos personagens: tres personajes guapos.

A comparação na frase

Em uma aula do idioma, qualquer aluno também aprenderá que na língua espanhola, a comparação de superioridade ou inferioridade é feita adicionando “menos” ou “mais” na frente do adjetivo:

  • más fuerte (mais forte);
  • más rápido (mais rápido);
  • más alto (maior);
  • menos guapo (menos bonito);
  • Menos inteligente (menos inteligente).

Com isso, poderemos fazer algumas frases simples com a ordem + verbo + comparativo + adjetivo + que + nome.

Por exemplo, “Julio é menos rápido que su hermana  ” (Julio é mais lento que sua irmã), e assim por diante.

Comparando em vários graus O comparativo de superioridade em espanhol é formado por más + adjetivo (ex. “más rápido que”)

Esta etapa requer conhecimento de tabelas de conjugação em espanhol, verbos irregulares, finalização de verbos comumente usados ​​e a concordância.

Note que não há necessidade de incluir o pronome em toda sentença. Os falantes de espanhol marcam o final do verbo para indicar para qual pessoa ele está sendo conjugado. Bem parecido com o que fazemos em português.

Tipos de frases espanholas e sua construção gramatical

A gramática na aprendizagem de línguas modernas é a parte menos “divertida” do processo: o aluno tropeça em certas palavras, erra no sotaque espanhol e leva tempo até conseguir “se virar” sozinho.

Para dominar a construção frasal em espanhol, você tem que aprender os diferentes tipos de frases.

A sentença afirmativa

Em uma sentença afirmativa, seguimos a ordem sujeito-verbo-complemento, a menos que haja um complemento de objeto direto ou indireto, em cujo caso colocamos o objeto direto na frente do indireto:

Assim: Pedro ha tocado piano con sus amigos (Pedro tocava piano com seus amigos): sujeito + verbo + objeto direto + objeto indireto.

Mas se o objeto direto é acompanhado por uma proposição subordinada relativa, a ordem é invertida:  Pedro ha tocado con sus amigos el piano que tenga en su casa (Pedro tocava com seus amigos o piano que tem em sua casa).

Um curso de espanhol online ajudará você a entender essas e outras particularidades para progredir mais rapidamente.

A sentença negativa

Para construir uma sentença negativa, coloque o advérbio negativo “no antes do verbo. Assim, podemos escrever: Pedro no ha tocado el piano con sus amigos. (Pedro não tocou piano com seus amigos).

Mas quando substituímos o complemento do objeto (o piano)  por um pronome, isso faz mudar a ordem das palavras: Pedro no lo ha tocado. (Pedro não o tocou).

Esta regra da gramática é útil especialmente para encurtar a frase, por uma questão de clareza, tanto na expressão oral quanto na expressão escrita:”Lo hice sin saber si estabas allí ”  (Eu o fiz sem saber se você estava lá) .

Finalmente, a negação requer aprender alguns pronomes utilizados:

  • Nadie: ninguém;
  • Ningún: nenhum;
  • Nunca / jamás: nunca;
  • Tampoco: também não;
  • Yá no: não mais;
  • Nada: nada.

Esses pronomes são usados ​​especialmente para expressar a dupla negação: quando queremos construir uma sentença negativa, com nadie, nada, nunca,  etc., devemos também usar o advérbio “no”:

  • No veo a nadie en la calle – Não vejo ninguém na rua;
  • No hay nada más bonito –  Não há nada melhor;
  • Yo no lo sé tampoco – Eu também não sei;
  • Yo no he ido nunca a Sudamerica : Eu nunca estive na América Latina.

A sentença interrogativa

Como aprender espanhol sem passar pelas interrogativas?

O ponto de interrogação espanhol As frases interrogativas em espanhol são marcadas por uma pontuação diferenciada.

Como em português, existem dois tipos de sentenças interrogativas: as fechadas (que demandam uma resposta sim ou não) e as abertas (que pressupõem uma sentença verbal em resposta).

Muitas vezes vemos o ponto “¿” nos exercícios de espanhol: trata-se da pontuação que deve marcar o início de uma pergunta (o mesmo vale para a frase exclamativa, com o ponto de exclamação).

Para fazer perguntas em espanhol, devemos aprender os seguintes pronomes interrogativos:

  • Quién/quiénes – quem;
  • Qué – que;
  • En qué, de qué, con qué, sobre qué – em que, de que, com que, sobre o que;
  • Dónde, a dónde – onde, aonde;
  • Cuándo – quando;
  • Cuál/cuáles – qual, quais;
  • Cuánto/cuánta/ cuántos/cuantas – quanto, quanta, quantos, quantas;
  • Por qué, para qué – por que, para que;
  • Cómo – como.

Alguns exemplos de frases simples:

  • ¿A dónde vive José? Vive en Colombia. – Onde mora José? Ele mora na Colômbia.
  • ¿Desde cuánto tiempo juegas la guitarra? – Há quanto tempo você toca violão?
  • ¿Puedes hacer algo mas? – Pode fazer mais alguma coisa?
  • ¿A qué hora necessitamos llegar? – À que horas precisamos chegar?

Com esses princípios básicos da gramática, você certamente consegue sobreviver na América Latina ou na Espanha. Só resta treinar para enriquecer o seu vocabulário!

Então, por que não fazer um curso de espanhol em Toulouse?

Cursos e exercícios para progredir na gramática espanhola

Se você quer se familiarizar com o idioma ibérico, diferentes possibilidades se abrem à sua frente: fazer uma viagem à Espanha, tomar aulas particulares (pense em nossos professores do Superprof) ou estudar on-line. Viu só como há opção para todos os gostos (e bolsos)?

Outra boa notícia: há muitos sites com exercícios corrigidos e atividades de fixação para todos os níveis de espanhol. Entre eles está o site da Universidade de Austin, no Texas (Estados Unidos), uma ótima pedida para quem deseja alcançar a proficiência espanhola.

O site inclui um amplo banco de dados com gramática, vocabulário, exercícios, vídeos e podcasts para aprofundar os seus conhecimentos de acordo com o seu nível (iniciante, intermediário, avançado ou fluente). O site está todo em inglês, o que significa que será necessário traduzir o conteúdo do inglês para o espanhol.

Também recomendamos o site ver-taal.com, que oferece cursos de francês, espanhol , holandês, inglês e húngaro. Esse site oferece acesso gratuito a exercícios de vocabulário (léxico temático, palavras cruzadas e jogos de memória) e podcasts para estimular sua memória auditiva.

Você pode, por exemplo, se aprofundar no sotaque espanhol, aprender a pronunciar palavras em espanhol com mais segurança, aperfeiçoar a sua ortografia, revisar a construção da frase espanhola e aumentar seus conhecimentos gerais relacionados ao tema.

Quer ver outro portal ótimo para aprender espanhol online? A famosa escola de idiomas Altissia. Da iniciação – aprendendo a dizer olá (Buenos días ), muito obrigado ( muchas gracias ), etc. Dos cursos intermediários – gramática, verbos irregulares, etc. Independentemente de qual seja o seu nível prévio no idioma, a Altissia afirma utilizar um método eficaz para você evoluir no aprendizado.

Se você tem meios (funcionais e financeiros) para isso, não podemos recomendar nada melhor que ir aprender espanhol direto da fonte: na Espanha! Por que não visitar os encantos de Sevilha, Granada, Toledo, Salamanca, Valência, Barcelona, ​​Madrid? Se preferir, você pode embarcar para um país de América Latina (Peru, México, Argentina, Chile, Colômbia, Cuba …). Opções de destino para seus estudos certamente não vão faltar!

Por que não fazer aulas de espanhol com um professor particular?

Viajando para aprender Uma viagem à Espanha pode ser decisiva no seu aprendizado do espanhol.

Se você é do tipo que adora viajar e não perde nenhuma oportunidade de conhecer novos povos e culturas, você precisa saber que a cultura latina é festiva, amigável e calorosa, além de ter um belo idioma.

Ainda que você nunca tenha estudado espanhol na escola, é possível começar do zero em uma viagem. É claro que, no início, a comunicação sempre é um pouco difícil, mas com o tempo você vai se acostumando ao ritmo e às vertentes da língua. A evolução de nível é muito mais rápida quando você está em um intercâmbio.

Alternativamente – guardamos o melhor para o final! – você pode contratar um dos nossos professores na plataforma Superprof. Você aprenderá pronúncia e ditongos espanhóis, além de conhecer parte da cultura do país.

Partilhar

Os nossos leitores adoram este artigo
Este artigo contêm as informações que procura?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar