Dar aulas de teclado ou piano é uma atividade muito gratificante para o professor particular. Se as suas aulas de piano forem eficazes, receberá logo elogios dos seus alunos ou dos pais deles.

Este tipo de feedback alimenta ainda mais a motivação do professor de piano, uma vez que este se sente seguro quanto à sua metodologia, à sua pedagogia, e à sua dedicação intensa.

Mas, para muitos pianistas que começam a ensinar este instrumento, é necessário passar pela etapa da prospecção, que é sempre um pouco difícil e incerta. Essa etapa corresponde à fixação do seu preço por uma hora de aula de piano.

É possível ser professor de piano sem cobrar, como quando ensina um amigo ou um parente próximo na sua família.

No entanto, não abordaremos este aspecto neste artigo. Essas dicas direcionam-se sobretudo aos professores particulares que desejam cobrar algum valor pelas aulas ou viver exclusivamente das suas aula de teclado ou piano.

Dar aulas de um instrumento como o piano exige, portanto, tino comercial. É necessário saber vender o seu serviço no mercado de cursos particular para fazer dele um "ganha pão", propondo um método, uma pedagogia e um serviço viável:

  • Ensinar teoria da música, dar aulas de teclado para iniciantes ou de piano, abordar estilos musicais diferentes (piano clássico, jazz, blues, rock)
  • Fixar um preço nem muito exagerado nem demasiado tentador
  • Adaptar-se à idade e ao nível de cada aluno
  • Saber ouvir os seus estudantes

Aqui estão algumas ideias da Superprof para o ajudar a definir o valor adequada para as suas aulas particulares de piano.

Os melhores professores de Piano disponíveis
1ª aula grátis!
Leonardo
5
5 (16 avaliações)
Leonardo
35€
/h
1ª aula grátis!
Camilla
5
5 (13 avaliações)
Camilla
16€
/h
1ª aula grátis!
Anna luisa pires
5
5 (8 avaliações)
Anna luisa pires
20€
/h
1ª aula grátis!
João
5
5 (13 avaliações)
João
25€
/h
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (8 avaliações)
Kelly
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (10 avaliações)
Diogo
26€
/h
1ª aula grátis!
Elena
5
5 (8 avaliações)
Elena
18€
/h
1ª aula grátis!
Cláudio
5
5 (4 avaliações)
Cláudio
15€
/h
1ª aula grátis!
Leonardo
5
5 (16 avaliações)
Leonardo
35€
/h
1ª aula grátis!
Camilla
5
5 (13 avaliações)
Camilla
16€
/h
1ª aula grátis!
Anna luisa pires
5
5 (8 avaliações)
Anna luisa pires
20€
/h
1ª aula grátis!
João
5
5 (13 avaliações)
João
25€
/h
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (8 avaliações)
Kelly
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (10 avaliações)
Diogo
26€
/h
1ª aula grátis!
Elena
5
5 (8 avaliações)
Elena
18€
/h
1ª aula grátis!
Cláudio
5
5 (4 avaliações)
Cláudio
15€
/h
1ª aula gratuita>

Analise a concorrência e o mercado de aulas de piano no país

Para estabelecer o preço das suas aulas de piano, precisa primeiramente de analisar os diferentes valores cobrados neste mercado específico.

Analise os melhores preços de aulas de piano.
Faça uma pesquisa sobre os preços da concorrência para aulas de piano. | Fonte: unsplash.com

Se não fizer este trabalho inicial de pesque primeiro trabalho de "inteligência competitiva", você pode correr o risco de ficar fora do mercado.

Se pretende dar aulas de piano a todas as idades, as aulas particulares podem ser a melhor alternativa. Em escolas de música ou em casa, com aulas individuais.

Mas esteja ciente de que, em Portugal, uma hora de aula particular de piano (como aulas de violino, aulas de guitarra, aulas de bateria ou aulas de canto) custa entre 12 e 35 euros, em média.

Claro, existem disparidades dependendo da localização geográfica e do nível de educação do professor. Aprender piano é um exercício muito técnico e, dependendo da qualidade do programa, esse valor pode aumentar ou diminuir.

Aqui está um passeio rápido pelos valores médios praticados nas mais diversas cidades do país para uma aula de piano:

  • No Porto - 17€
  • Em Lisboa - 21€
  • Em Coimbra - 12€
  • Em Braga - 16€
  • Em Faro - 16€

Se dá aulas em casa, já deve saber que esta atividade não é regulamentada. No entanto, se quiser obter os seus primeiros estudantes de piano, é melhor alinhar os seus valores com os da concorrência.

Daí vem a questão do valor das suas capacidades.

O seu nível de prática, a qualidade das suas aulas, o seu público-alvo (iniciantes, intermediários ou avançados). Todos esses parâmetros determinarão se se vai posicionar na média alta (35 euros por hora) ou na média baixa (12 euros por hora).

Defina um preço de acordo com o seu nível de estudos

É difícil quantificar o seu preço de acordo com as suas capacidades.

O seu nível de prática "pianística"

Se tem vários anos de prática de piano e se domina todas as técnicas , consegue ensinar teoria musical, solfejo, exercícios de sincronismo entre mãos direita e esquerda, ensinar acordes de piano, ensinar a tocar uma obra erudita e os diferentes estilos musicais, não precisa de economizar nos seus valores.

Quando  quer ensinar um instrumento musical, avaliar as suas capacidades equivale a dar-lhes um preço de venda.

A teoria aliada à prática de piano
Valorize os seus anos de estudo e de prática do instrumento. | Fonte: pixabay.com

Como qualquer competência valiosa, a qualidade tem um preço. Não seja irredutível ao negociar, nem pense apenas em ganhar dinheiro. Explique também que se pode adaptar ao orçamento de cada família, mas se baixar demasiado os valores, será mal pago.

Fazer dinheiro com o tempo das suas aulas para ensinar piano a outros também é uma maneira de pagar pelo investimento do seu próprio processo de aprendizagem.

Agora, se tiver cinco anos de prática de piano, não poderá oferecer um preço similar ou superior a um professor particular que tenha trinta anos de bagagem na ponta dos dedos.

O seu valor é baseado na qualidade das suas aulas de piano

Do mesmo modo, o preço depende do seu método de ensino. Estabeleça já a sua metodologia de formação musical e o seu material pedagógico:

  • Aulas teóricas e lúdicas;
  • Aulas de solfejo;
  • Leitura de notas, de claves (clave de sol, clave de fá, clave de dó), de partituras;
  • Sincronismo e coordenação das mãos;
  • Postura corporal;
  • Os métodos específicos para diferentes estilos musicais (piano de jazz, blues ou música clássica são mais difíceis que a música pop);
  • Estudos e exercícios de harmonia, fluidez, interpretação de cada aluno.

Fica a dica: ofereça a primeira aula de piano gratuitamente.

Todos estes parâmetros colocam-no no mercado e influenciam o seu preço.

Considere o perfil dos alunos e as suas deslocações

O preço da hora de aula não é o mesmo para um iniciante que começa do zero ou para um músico experiente.

O seu preço também será mais caro para um aluno que queira ter aulas intensivas de preparação para uma audição ou um exame de admissão, por exemplo, num conservatório ou universidade.

Por fim, se der aulas individuais de piano em casa, terá que incorporar as despesas de deslocação à sua taxa horária.

Aulas em sua casa ou online pode ser a solução.
Não se esqueça de equacionar o tempo que vai perder em deslocações. | Fonte: unsplash.com

O nível de estudos

Dependendo do tipo da aula particular de piano, não vai oferecer o mesmo serviço. Quanto mais alto o nível do aluno, mais ganha.

Para começar a tocar piano ou para aulas particulares de música (infantil ou adulto), fixe o seu preço em até 15€ por hora.

O nível de ensino exigido é baixo. As aulas particulares para aprender piano básico têm foco na sensibilização do aluno em relação à música.

  • Ensinar solfejo
  • Ensinar a ler notas
  • Conhecer os acordes de piano

Qualquer pianista com alguns anos de prática pode dar aulas introdutórias para crianças mais novas, por exemplo. Sendo ou não um músico profissional de piano de jazz, vai poder ensinar àqueles que querem começar a tocar piano do zero.

Se vai dar aulas de piano de jazz a músicos que desejam fazer uma formação musical de nível superior ou entrar num conservatório ou escola de renome, aconselhe-os a fazer um curso intensivo.

Isto exige que prepare aulas estruturadas com conteúdo e prática, ou seja, mais dedicação e disponibilidade para a preparação. Portanto, pode praticar preços mais altos.

Para uma aula intensiva e preparatória de exame de música, consideramos razoável uma taxa média de 25 euros por hora: isso não é nem muito baixo nem muito alto.

A importância dos custos de deslocação

Se é professor independente, terá de arcar com os custos de transporte entre a sua casa e a do aluno.

Portanto, se o seu aluno mora do outro lado da cidade, vai passar algum tempo num transporte público ou consumirá combustível.

A localização geográfica afeta a taxa horária da sua aula particular, mas se for um bom profissional e tiver disponibilidade para qualquer deslocação, os seus alunos irão apreciá-lo por isso, e será ainda mais competitivo do que um curso de teclado online!

Portanto, avaliar o custo do transporte é um elemento-chave para definir o seu preço, mas não exagere.

A forma de ensino influencia o preço das aulas

O último fator que deve ser considerado quando estiver a estabelecer a sua remuneração horária é o tipo de estrutura que vai adaptar nas suas aulas de piano.

Organize o seu estudo teórico de música.
Planeie o esquema e a metodologia que vai adotar durante as aulas. | Fonte: unsplash.com

Assalariado, independente (freelancer), professor diplomado, educador em associações ou numa escola de piano. As modalidades de aulas e todos esses múltiplos status podem muitas vezes dar dores de cabeça.

Saiba que se integrar uma estrutura especializada, como uma escola de música ou de piano, a remuneração é fixa. O professor particular de piano é então empregado à conta de outrem, sendo descontadas do seu salário todas as contribuições correspondentes. Neste caso, certamente vai precisar de possuir um licenciatura em Música ou em Educação Artística com habilitação em Música.

Agora se publicar uma anúncio gratuito numa plataforma de aulas de piano, pode determinar os seus próprios valores, e estes ainda podem ser flexíveis.

Se está à procura de estudantes, junte-se à Superprof ou a outros portais como este, são plataformas especializadas em fazer o papel de interlocutor entre professores e alunos, com garantia de qualidade, segurança, rapidez e simplicidade.

Cabe-lhe a si decidir qual é a metodologia mais adequada às suas necessidades financeiras, pessoais e profissionais.

Precisa de um professor de Piano ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.