A costura é uma atividade que tem uma dupla função, uma vez que permite fazer duas coisas ao mesmo tempo. Primeiro porque serve para dar asas à criatividade, ao criar peças em tecido que foram totalmente idealizadas pela própria pessoa e proporcionando uma sensação de orgulho e concretização Depois, porque pode ser uma atividade que ajuda a libertar o stress, a relaxar e a eliminar todas as tenções que acumula durante o dia. Todas os minutos e horas que passa a costurar ajudam a abstrair-se do trabalho e dos problemas do dia a dia.

Para embarcar nesta aprendizagem, basta ter paciência, praticar e muita vontade de aprender e boa disposição. E para ajudar, o número de workshops e cursos de corte e costura no país é cada vez maior. Entre cursos profissionais, cursos intensivos, workshops de técnicas específicas e aulas particulares, existem dezenas de opções onde pode estudar corte e modelagem, a dominar todos os pontos de costura mais importantes e como montar um atelier.

E como queremos apoia-lo nos seus objetivos de aprendizagem, elaboramos este artigo sobre alguns desses pontos, o ponto reto e o ponto de ziguezague, como os executar e ainda algumas das nossas dicas.

homem a costurar
Esta arte tem ganho tanta importância nos últimos tempo que existem vários opções de curso e aulas particulares para que possa estudar num ambiente de atelier. | Fonte: Pexels.com

Pode fazer aulas de costura ou workshops para aprender os pontos flexíveis.

Os melhores professores de Costura disponíveis
Clara
5
5 (11 avaliações)
Clara
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Olinda maria
4,9
4,9 (7 avaliações)
Olinda maria
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (9 avaliações)
Susana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra cristina
5
5 (13 avaliações)
Sandra cristina
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jessica
5
5 (4 avaliações)
Jessica
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana carolina
5
5 (3 avaliações)
Ana carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (2 avaliações)
Ana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ismail
5
5 (5 avaliações)
Ismail
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Clara
5
5 (11 avaliações)
Clara
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Olinda maria
4,9
4,9 (7 avaliações)
Olinda maria
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (9 avaliações)
Susana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Sandra cristina
5
5 (13 avaliações)
Sandra cristina
8€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Jessica
5
5 (4 avaliações)
Jessica
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana carolina
5
5 (3 avaliações)
Ana carolina
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ana
5
5 (2 avaliações)
Ana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ismail
5
5 (5 avaliações)
Ismail
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Ponto reto no curso costura

O ponto reto é o tipo de ponto mais comum e mais básico da costura, uma vez que serve para unir as várias partes das peças e é utilizado para a maioria das costuras. Tal com o nome indica, a sua maior característica é que produz costuras totalmente retas. Pode ser utilizado para alinhavar, fazer bainhas, costuras embutidas, acabamentos e pregar fechos.

É um conjunto de pontos simples e retos, e cada costureiro pode escolher o tamanho entre os vários pontos, ainda que normalmente sejam executados num tamanho médio. Para evitar que o ponto se desfaça, tanto no início como no fim deve sempre rematar o ponto, quando está a coser à mão.

No caso da máquina de costura, a formação do ponto acontece quando tem linha na agulha e na bobina. Ambas as linhas entrelaçam-se e formam um ponto pontilhado, seguido um a um, formando uma linha reta. É importante manter a regulagem correta da linha para que o ponto seja sempre bem feito, com aspeto polido.

É o primeiro ponto que os alunos aprendem quando começam a costurar, a primeira coisa que os professores ensinam nos cursos e workshops de costura e o ponto mais utilizado quando trabalha com a máquina. A verdade é que pode fazer roupas inteiras com ponto reto, bem como acessórios, bolsas, capas de almofadas e detalhe mais pequenos. Até mesmo os sapatos e botas podem ser costurados com ponto reto, em máquinas específicas para calçado.

coser tecido maquina
Este ponto é uma das técnicas mais básica que aprende na primeira aula do curso ou nas aulas particulares da arte de corte e modelagem. | Fonte: Pexels.com

Num curso ou numa aula particular também vai estudar o ponto overlock.

Workshop de costura e ponto ziguezague

O ponto ziguezague é utilizado em apliques, pregar elásticos e bordados. É um tipo de ponto bastante simples, mas permite adicionar um desenho mais interessante na costura. O seu tamanho pode ser ajustado, com pontos mais curtos ou espaçados.

Este tipo de ponto pode também ser utilizado para algumas aplicações e é um ponto essencial para evitar que o tecido desfie. Mesmo não sendo considerado um ponto decorativo, pode utilizá-lo para fazer acabamentos diversos. Por isso, se tem uma máquina de costura simples e quer dar um toque especial à peça, o ponto de ziguezague pode ser a opção ideal.

Também existe uma versão do ponto de ziguezague de três pontos. Quando é utilizado na largura maior, o ponto em ziguezague puxa demasiado o tecido. Para evitar que isso aconteça, foi criado o ziguezague de três pontos. Neste ponto, a agulha faz três pontos para um lado e três para o outro. Desta forma, o pano mantém-se plano. Também pode usar o ziguezague de três pontos para terminar bordas, costurar elásticos e fazer detalhes decorativos.

Quer saber como fazer pontos industriais? Procure por um curso ou workshop de corte e modelagem com a Superprof!

Erros de costura para iniciantes que deve evitar

Aquilo que se aprende nocurso costura é o que se deve fazer. As técnicas que deve utilizar, os moldes que deve utilizar, o material adequado para cada corte, que materiais deve garantir que tem no seu atelier, a técnica mais importante para aprender, etc. Mas tão ou mais importante do que aprender aquilo que deve fazer, é saber aquilo que não deve fazer e que erros deve evitar cometer.

escolher uma cor
Os iniciantes no curso cometem vários erros durante a fase de iniciação de aprendizagem, mas se quer ter uma atelier de moda no futuro deve evitá-los. | Fonte: Pexels.com

Por isso, as nossas dicas de hoje são destinadas a todos os iniciantes na costura, que ainda têm dúvidas sobre por onde começar. Mesmo que vá ter ajuda com as técnicas de corte e costura com um curso intensivo ou aulas particulares, é muito normal cometer erros, mas também é possível evitar erros na costura e deixar a peça com um acabamento cada vez mais profissional.

Para ajudar, elaboramos uma lista com alguns erros que pode estar a cometer sem saber ou hábitos que deve evitar.

Não cortar a peça corretamente

O primeiro erro e um dos mais importantes quando está a começar a criar o artigo,  é não cortar corretamente o pano de acordo com o molde. Isto pode acontecer por estarmos com pressa, por falta de atenção ou até mesmo porque fez as medições iniciais mal.

Este tipo de erro significa que a peça pode ficar com o tamanho incorreto ou com lados desalinhados, além de ter um acabamento incorreto. Por isso, recomendamos que tenha atenção especial quando estiver a transferir o molde, uma vez que é um detalhe que pode fazer muita diferença depois.

Não comprar a quantidade correta de material

Muitas vezes pensamos que podemos economizar ao utilizar alguns centímetros a menos de material, mas, além de ser um erro comum, é raro correr bem e, muitas vezes, é necessário utilizar tecido a mais para cobrir alguns erros e falhas que possam existir.

Por isso, é preferível pecar sempre pelo excesso e não pela falta. É mil vezes melhor terminar o projeto com alguns metros de pano de sobra, do que ficar em falta e ter um artigo incompleto.

Não respeitar o tipo de tecido recomendado

Muitas pessoas pensam que devem escolher o tecido para as peças de acordo com o seu gosto e preferência pessoais. Mas, a verdade é que essa escolha é muito importante para conseguir ter o acabamento desejado, uma vez que, dependendo do tecido, poderá ter resultados muito diferentes do esperado, porque cada tecido possui uma espessura e características diferentes.

linhas na maquina
A formação e as aulas são muito importantes, mas a experiência só se ganha com a prática e muitos anos a criar peças e na confeção de roupas. | Fonte: Pexels.com

Faça uma aula de costura ou workshop para conhecer os pontos manuais.

Não transferir as marcações do molde

Vários costureiros olham para o molde e pensam que certas marcações não são necessárias e acabam por ignorar ou simplesmente esquecer algumas medidas. Mas todas as marcações do molde são importantes e se o vai utilizar deve fazê-lo corretamente, caso contrário corre o risco de perceber depois que aquela marcação era mesmo importante para a finalização e montagem do artigo.

Não passar o ferro para abrir a costura

Esse passo pode parecer muito inútil, mas pode fazer toda a diferença, tanto para facilitar a costura, como para conseguir um acabamento mais preciso. Não deve subestimar a ajuda do ferro.

Não fazer o acabamento interno

Vários costureiros descuidam a parte interior, porque pensam que se ninguém a vai ver, as costuras não são necessárias. Mas, ao contrário do que muitos pensam, é preciso ter bastante cuidado com a costura invisível interna, porque se não for realizada corretamente, a peça final não terá durabilidade e nem qualidade, e vai dar uma perceção amadora do seu trabalho.

As máquinas de costura são uma ótima ajuda para esta tarefa, uma vez que realiza diversos pontos que permitem deixar o acabamento da peça com um efeito profissional.

Não utilizar as agulhas corretas

É provável que não o saiba, mas não utilizar a agulha correta pode prejudicar o desempenho da máquina. Mas a verdade é que a escolha da agulha correta para costurar determinados tecidos é extremamente importante, tanto para garantir um bom acabamento na peça, como para não danificar a máquina de costura.

Além disso, o tempo de uso máximo recomendado das agulhas é de 10 horas, porque com o tempo e atrito entre a agulha e o pano, a ponta da agulha perde o fio e o ponto não fica perfeito.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.