A área da informática é um dos setores profissionais com maior empregabilidade para qualquer recém-formado, pois, para além de existirem poucos profissionais especializados no mercado, a área de soluções e recursos tecnológicos está em pleno desenvolvimento e a ganhar cada vez mais relevância na sociedade contemporânea do século XXI. Por isso, trata-se de uma indústria com uma enorme visibilidade e que está sempre à procura de novos profissionais que acompanhem o ritmo acelerado típico das inovações deste ramo e que sejam criativos o suficiente para criar novas soluções para os nossos problemas informáticos.

Está a acabar o Ensino Secundário e prestes a candidatar-se à universidade ou quer mudar de carreira, optando por uma profissão mais dinâmica? Que tal pensar em tirar um curso superior em engenharia informática e especializar-se num setor em constante crescimento e especialização?

Muitas escolas profissionais e universidades espalhadas por todo o país oferecem hoje uma formação de alta qualidade para se tornar um engenheiro de computação, programador ou webdesigner. No entanto, muitos potenciais alunos do ensino ponderam sobre as seguintes questões quanto à sua formação, principalmente no que toca ao domínio do ensino:

  • Será que é possível tornar-se num professor de informática sem um diploma específico?
  • Como dar aulas de informática sem certificados?

Continue a ler o nosso artigo para que encontre uma resposta adequada quanto a estas questões.

Encontrar um emprego na área da engenharia informática ou de TI sem diploma superior: realidade ou mito?

Aulas de informática: onde estudar?
Onde poderá encontrar um curso adaptado à sua formação ideal para se tornar num profissional de informática?

Mesmo que seja possível tirar um curso na área de informática ou de tecnologias digitais como autodidata, vai enfrentar bastantes dificuldades na altura de encontrar emprego se não tiver um diploma ou, no mínimo, uma certificação oficial como referência de que possui os conhecimentos necessários a uma posição neste setor profissional. Para certas profissões, o seu potencial empregador vai preferir, na grande maioria dos casos, contratar o candidato que se distinguir dos demais no que diz respeito à sua formação e experiência prévia na área.

Além disso, estudar por conta própria requer muita motivação e dedicação por parte do estudante, especialmente quando se trata de uma disciplina tão técnica como é o caso da informática, algo difícil de manter se não tiver o acompanhamento adequado. As instituições de ensino superior e outros centros educacionais, para além de fornecerem os tão valiosos diplomas, preparam os seus alunos para uma entrada mais suave no mercado do trabalho, apresentando-os a conceitos básicos como a transdisciplinaridade, o networking, e as pesquisas mais recentes sobre determinados assuntos para que se mantenham sempre atualizados quanto às inovações recorrentes neste setor. Trata-se assim, definitivamente, de o local mas indicado para adquirir todos os conhecimentos inerentes a qualquer profissional de engenharia de informática.

Estudar engenharia informática
Gosta de engenharia e também de informática? Que tal unir as duas paixões no curso de Engenharia Informática? | Fonte: Unsplash

Atualmente, somos capazes de encontrar uma série de cursos distintos em diferentes faculdades de ensino superior, e em inúmeras escolas profissionais espalhadas por todo o país, nos quais os alunos podem estudar assuntos particulares desta área, tais como obter noções de programação, organização de dados e segurança de rede, sem terem que perder a sua motivação ao longo dos seus estudos por estarem inscritos num plano curricular demasiado generalizado.

Por um lado, hoje é perfeitamente possível tornar-se num webmaster, num analista de sistemas, num analista de suporte técnico, num programador ou num web developer sem ter um diploma universitário. No entanto, se o estudante procura obter uma formação mais sólida, com mais tempo de prática, incluindo a possibilidade de realizar estágios curriculares e profissionais em várias empresas tecnológicas de sucesso, a melhor alternativa será mesmo procurar entrar num curso superior que diga respeito a este setor, numa das várias universidades do país que poderá oferecer inúmeros programas curriculares distintos para quem se quer especializar como informático.

Profissionais informática diversas áreas de atuação
Uma das grandes vantagens de estudar informática é que esta área possui diversas oportunidades de carreira como web developer, analista de sistemas ou suporte técnico. | Fonte: Unsplash

Por fim, a grande dúvida permanece: poderá trabalhar na área das tecnologias da informação sem ter uma formação superior na área? Poder, pode. Em qualquer setor do mundo de trabalho poderá encontrar um exemplo de um profissional que seja bem-sucedido na sua área sem ter quaisquer qualificações académicas para tal. No entanto, a nossa sugestão é que, se tiver tempo, orçamento e motivação, invista num curso superior. Porquê? Reflita sobre o que falamos mais acima, na carência de profissionais qualificados no mundo do trabalho, pense na crise que, infelizmente, vivemos, avalie a concorrência, pondere no que o recrutador procura obter dos seus candidatos e verá que só irá ganhar com o facto de ter um diploma no seu currículo. Definitivamente vale a pena investir na sua formação e irá notar que isso o irá realmente distinguir dos demais na altura de se candidatar a uma nova posição na sua atual empresa, ou até a um novo trabalho.

A boa novidade é que hoje em dia, muitas universidades, entre elas públicas e privadas, oferecem várias opções de cursos superiores relativamente ao setor informático.

Uma opção valiosíssima que deve considerar caso estiver a pensar matricular-se numa universidade, será entrar em contato com um professor particular de informática para ajudá-lo a preparar-se para os exames nacionais de admissão ou para lhe dar orientações mais assertivas sobre o assunto.

Cursos de informatica ou outros cursos superiores tradicionais

Qual formação para dominar tudo de informática?
Pesquise sobre os cursos de ensino superior disponíveis na sua cidade ou região. Tornar-se num Engenheiro da Computação pode ser realmente um ótimo investimento para o seu futuro profissional!

Deseja obter habilitações académicas nesta área, mas não tem possibilidades para estudar numa universidade? Encontre um bom curso de informática online e aprenda tudo o que será necessário para se tornar realmente bom nesta profissão, sem ter de sair de casa!

Os principais cursos na área da informática e que poderá encontrar em quase todas as universidades do nosso país são:

  • Engenharia Informática: curso dedicado a formar profissionais especializados no desenvolvimento e análise de softwares, redes de computadores e sistemas digitais, capazes de desenvolver projetos de automação industrial das mais variadas complexidades, focando-se também nas vertentes de hardware, e na atualização dos variados dispositivos tecnológicos;
  • Ciências da Computação: este curso estuda o desenvolvimento de sistemas para as múltiplas plataformas e a construção de soluções computacionais para problemas da sociedade moderna. O estudante com esta formação trabalha nas diversas etapas e abordagens do desenvolvimento de novos softwares e está preparado para resolver problemas reais presentes no dia a dia dos demais, aplicando soluções que unam a teoria e a prática desta disciplina. Desenvolver e implementar projetos de software e propor soluções computacionais eficientes e económicas para a melhoria e evolução da sociedade como um todo são apenas algumas de suas atividades mais motivadoras. Mas atenção! Este curso é para aqueles que gostam de programação, sendo altamente focado nesta vertente da aprendizagem informática!
  • Sistemas de Informação: este curso habilita qualquer aluno a tornar-se num profissional altamente qualificado para atuar no desenvolvimento de produtos e oferecer serviços de Tecnologia de Informação (TI), organizar os processos de TI nas mais variadas empresas, analisar e propor o aperfeiçoamento de sistemas já existentes e gerir equipas de desenvolvimento tecnológico nos mais diversos níveis. Comparado com as possibilidades anteriores, espere um currículo com menos cadeiras sobre hardware e com uma programação a nível mais elementar.

Ao optar por um curso superior tradicional na sua universidade de eleição, saiba que:

  • Vai ter de estar presente nas suas aulas diárias, já que a generalidade dos cursos são, na sua maioria, lecionados em regime presencial;
  • A formação é longa, sendo capaz de durar entre 3 e 5 anos, contando com um mestrado e estágio já incluídos;
  • O programa curricular é mais genérico do que se tirar um curso profissional ou fazer um curso livre online. Caso deseje especializar-se em algum assunto em específico, como, por exemplo, tornar-se num especialista de excel, será preciso que faça formação complementar nessa área após terminar o seu curso.
Faça um curso superior tradicional informática
Existem diversos cursos superiores tradicionais ligados à área da informática. | Fonte: Unsplash

Quais os cursos profissionais tecnológicos ou de engenharia informática à sua disposição

Para aqueles que desejam ter um diploma superior, mas preferem uma formação mais focada no mercado de trabalho e menos no aspeto académico, inscrever-se num curso profissional será a melhor opção. Com uma duração mais curta quando comparados com os cursos do ensino superior - decorrendo, em geral, durante 2 anos e meio -, este tipo de iniciativas de ensino possuem um plano curricular voltado para áreas mais específicas do setor das tecnologias e da informática.

Apesar de cada escola de ensino profissional oferecer cursos distintos, conheça aqui alguns dos cursos que são geralmente praticados nesta modalidade:

  • Análise e Tecnologia de Sistemas: tem como objetivo formar profissionais para atuar na análise, projeção, especificação, documentação, teste, implementação e manutenção dos sistemas computacionais de informação pertencentes a qualquer empresa deste ramo. Para tal, o aluno utilizará os conhecimentos mais pertinentes, adquiridos durante o seu curso, nos pilares técnico, organizacional e comportamental, voltados para uma análise e desenvolvimento eficientes e adequados aos diferentes sistemas de informação. Voltado para o desenvolvimento de sistemas para uso empresarial, este curso também possui umas boas doses de conteúdos relacionados com a área de gestão e administração como partes basilares do seu currículo;
  • Gestão da Tecnologia da Informação: a procura por profissionais de Gestão da Tecnologia da Informação com foco nos serviços e gestão tem vindo a crescer em Portugal, principalmente em organizações que prestam serviços com base na área dos Sistemas de Informação. O curso tem como foco formar profissionais capazes de gerir, por meio de técnicas consolidadas e através modelos e processos provados serem eficientes, os recursos da Tecnologia da Informação (TI) das organizações prestadoras de serviços, considerando os conceitos modernos da Ciência de Serviços;
  • Sistemas para Internet: este curso profissional forma profissionais capazes de atuar na conceção e no desenvolvimento de um sistema em ambiente web, como, por exemplo, uma loja de e-commerce, compreendendo todas as etapas envolvidas no processo de criação, garantindo que todos os passos são efetuados de forma funcional. O profissional desta área pode atuar tanto na parte de interface, usabilidade e layout de um sistema (frontend) quanto na programação dos componentes envolvidos para que a plataforma funcione de forma estável e no armazenamento e tratamento do seu banco de dados (backend).

Cursos de informatica livres e ensino particular

Por fim, tem ainda a opção de escolher um regime de aulas mais relaxado, como é o caso dos cursos livres, que podem ser encontrados em várias modalidades distintas como, por exemplo, em regime presencial, semipresencial e à distância. Em geral são formações de curta duração, voltadas para um assunto específico de determinada área, tais como: redes de computadores, banco de dados, programação, webdesign, noções básicas de informática, segurança da informação e, ainda, especialização em programas específicos como os do Office e da Adobe. A principal diferença deste tipo de ensino em relação aos cursos tradicionais e tecnológicos abordados previamente é que os cursos livres não lhe conferem um diploma de nível superior, não possuem nenhum vínculo com o Ministério da Educação, nem é possível obter um título como licenciado e/ou mestre após a sua conclusão.

Então, qual é a vantagem desses cursos? Tratam-se, pois, de uma excelente maneira de conhecer as novas áreas da TI, assim como aumentar o leque do seu conhecimento de um assunto específico e, ainda, consolidar a sua compreensão numa vertente singular como, por exemplo, ao realizar um curso de excel ou curso de photoshop.

Onde estudar computação?
Vai começar a aprender informática do básico? Por que não começar pelos cursos livres online?

Tem dificuldades com o pack de programas do Office? Faça um curso de excel online com os melhores professores a partir da nossa plataforma!

Em síntese:

  • É bem possível começar a sua carreira na área das tecnologias da informação sem ter um diploma. Em geral, para se inserir no mercado de trabalho deste setor, a formação acadêmica é menos importante do que a competência técnica para a função a que se candidata. Para muitos cargos nas empresas modernas, o curso superior não é mais do que uma simples formalidade, deixando até, por vezes, de ser um pré-requisito, quando se encontra o candidato com as competências ideais para determinada posição. O setor está constantemente à espera de novos talentos e as empresas desenvolvem cursos e formações de qualidade para muitas pessoas que não têm acesso ao ensino superior, mas que desejam fortalecer a sua sabedoria na área da informática. No entanto, se optar por não tirar um curso superior neste ramo, saiba que a concorrência será maior e os salários mais baixos;
  • Dependendo dos seus objetivos profissionais, poderá optar entre um curso superior tradicional, um curso profissional ou experimentar a vasta oferta de cursos livres disponíveis tendo em conta as suas motivações. Na Internet, há uma vasta opção de formações online e de curta duração, que poderá realizar dependendo das suas preferências curriculares. Escolha a sua e melhore já o seu conhecimento numa das áreas com maior saída no mercado de trabalho moderno!
  • Em todas as opções de formação disponíveis para que se torne num informático de sucesso, é necessário manter a sua motivação e disciplina, ser independente e ser curioso nos seus estudos, ser consistente aquando da sua aprendizagem e gostar muito da área das ciências exatas. Caso contrário, é melhor deixar a sua vaga para outro!

Se já decidiu que se trata de uma área do saber que gostaria de estudar e na qual deseja desenvolver as suas capacidades para, um dia, ter uma profissão neste setor, ou se está à procura de se especializar numa das vertentes da informática, nada será melhor que optar por ter um acompanhamento profissional personalizado com um professor com qualificações nesta temática.

Estudar informática e ter oportunidades de negócios
Na área de informática é possível fazer o que gosta e ainda ter muitas oportunidades de negócios. | Fonte: Unsplash

Para que tenha o mentor mais adequado para o seu percurso, alguém que responda de forma eficaz a todas as suas dificuldades e o motive a atingir todos os seus objetivos, a Superprof tem uma oferta variadíssima de possíveis soluções das quais poderá optar a que achar ser mais indicada para si.

Veja aqui tudo o que precisa de saber para dar início à sua jornada pelo mundo dos computadores:

Precisa de um professor de Informática ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.