A tecnologia está em constante evolução e é necessário que o programador esteja maleável para adaptar-se ao ritmo do processo evolutivo das linguagens da programação, assim como nós, devemos estar preparados para as mudanças que as tecnologias vão propor à nosso sociedade.

Para se tornar um grande programador é preciso uma grande carga horária de estudos e uma aprendizagem sem fim. Conhecer pelo menos o básico das maiores linguagens da computação é fator indispensável para o sucesso nesta profissão.

Quer conhecer as linguagens da programação?

A linguagem C, Java, Javascript, Python, PHP, são alguns dos exemplos mais conhecidos em todo o mundo, contudo, neste artigo vamos explorar uma linguagem de marcação, talvez a linguagem específica mais conhecido no planeta, HTML.

Qual é a origem desta linguagem? Qual é o motivo do seu desenvolvimento? Como a HTML fará com que evolua neste mercado de trabalho tão competitivo? Ela está obsoleta ou ainda é necessária para o bom funcionamento de plataformas como a nossa?

Os melhores professores de Programação disponíveis
Rui
4,9
4,9 (16 avaliações)
Rui
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (27 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (15 avaliações)
Tomás
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
5
5 (8 avaliações)
Alexandre
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Bianca
4,9
4,9 (7 avaliações)
Bianca
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
André
5
5 (12 avaliações)
André
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tiago
5
5 (8 avaliações)
Tiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
4,9
4,9 (8 avaliações)
João
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Rui
4,9
4,9 (16 avaliações)
Rui
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (27 avaliações)
João
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (15 avaliações)
Tomás
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alexandre
5
5 (8 avaliações)
Alexandre
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Bianca
4,9
4,9 (7 avaliações)
Bianca
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
André
5
5 (12 avaliações)
André
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tiago
5
5 (8 avaliações)
Tiago
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
4,9
4,9 (8 avaliações)
João
12€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

O que é a linguagem de marcação HTML?

O sistema HTML foi inventado no início dos anos 90 no centro de pesquisa CERN, na Suíça, pelo cientista da computação Tim Berners-Lee e se fôssemos resumir diríamos que o sistema é uma ideia de hipertexto para internet.

Por sua vez, um hipertexto pode ser resumido desta maneira: é um texto que contém outros links com atalhos para outros textos que poderão ser acessados imediatamente.

O sistema ou linguagem evolui muito desde a década de noventa até os dias atuais e a evolução foi tão grande, que a maioria dos programadores e cientistas da computação consideram a HTML como uma linguagem padrão de hipertexto para a internet.

Quer saber mais sobre a linguagem Java?

Livros Html
Saiba o que é a linguagem de marcação HTML e quais são as suas funções. | Fonte: Unsplash.com

Qual é a origem do HTML?

Contudo, para conhecermos mais profundamente as origens da tecnologia, devemos saber que a HTML é fruto da mistura entre os famosos padrões HyTime e SGML. Perceber profundamente os conteúdos que serviram de introdução para o HTML, é saber sobre a lógica disponível na linguagem.

Vamos perceber mais ao pormenor o que são estes padrões da net?

HyTime

Podemos dizer que é um padrão para uma representação estruturada em hypermedia e um conteúdo baseado no tempo, ou seja, um documento poderá ser visto assim como um conjunto de eventos que concorrem ao depender do tempo: estes são os áudio, vídeos, entre outros.

Estes eventos por sua vez, estão conectados via hyperlink e link e o padrão não é dependente de outros padrões de texto em geral.

SGML

Já a SGML é simplesmente um padrão em formatação de textos. Ao passo que não se desenvolveu para trabalhar com hipertexto, contudo, tornar-se-ia numa conveniente tecnologia para transformar documentos e descrever ligações.

Nos próximos capítulos vamos abordar os conceitos que facilitam a aprendizagem da linguagem num curso de programação e como é possível se inserir no mercado da programação ao dominar esta ferramenta básica para qualquer programador.

Quer aprender a linguagem Javascript num curso de programação?

Os prós e contras da aprendizagem em HTML num curso de programação

Existem muitos fatores que facilitam a aprendizagem desta tecnologia, uma das mais acessíveis do mercado da tecnologia. Vamos então saber quais são os prós e os contras de se criar com HTML no seu dia a dia como programador.

Estar em contacto com a linguagem que mais vai utilizar, aos seus conteúdos online, é a certeza de ter acesso as evoluções desta linguagem no curso da história da tecnologia, seja HTML, ou também linguagem com uma ciência e lógica mais complexas como: Java, Javascript, C, Css, Python, dentre outras.

Vamos começar pelos prós, sabemos que HTML é uma linguagem utilizada com muitos recursos e tem uma comunidade imensa, afinal é grátos e de código aberto, o que facilita a sua aprendizagem e popularização.

A HTML é utilizada em todos os navegadores, ou seja, aprender a programar com HTML é dominar a programação de navegadores e as suas funções.  Tem marcas limpas e de fácil integração com linguagens back-end como é o caso da PHP e da Node.js.

Quer aprender como programar com PHP?

Aprender a programar
Conheça as técnicas para utilizar HTML em programação. | Fonte: Unsplash.com

Conforme as linguagens evoluem algumas funções ficam defasadas ou obsoletas, é o caso de alguns contras que envolvem HTML. Sabemos que o sistema é utilizado para páginas estáticas, ou seja, para funções dinâmicas precisará usar JavaScript ou PHP, linguagens back-end.

A linguagem não permite implementar lógica, por esta razão as páginas são criadas separadamente, mesmo ao utilizar elementos como rodapés ou cabeçalhos.

A HTML é a grande ferramenta quando falamos em navegadores. contudo, alguns tomam mais tempo para adotar as novas funções e a maneira como se comportam alguns navegadores, principalmente os mais antigos, são imprevisíveis e muitas vezes não conseguem renderizar tags.

Com estes aspetos em mente, como iniciar os trabalhos, utilizando HTML? Como a ferramenta pode me qualificar melhor no mercado de trabalho?

Como utilizar HTML no mercado da programação?

A tecnologia HTML é a mais básica front-end da programação, trabalhando na estilização juntamente com CSS e nas funcionalidades com Javascript, podemos utilizá-la para a criação de estruturas para sites e aplicações web.

Contudo, mesmo sabendo que é um recurso poderoso, a HTML não é capaz de criar um site profissional sozinha, necessitando assim de linguagens como as supracitadas acima. A HTML serve então para adicionar elementos de textos e estruturas do conteúdo disponível no site.

Como aprender e utilizar a linguagem C na programação?

Vamos explorar a seguir na prática, os cursos de programação disponíveis na nossa plataforma. É possível que muitos explicadores nesta área partilhem informações e o conhecimento em HTML, afinal, como citámos, é uma tecnologia acessível com baixa curva de aprendizagem e que serve como introdução para temas e linguagens mais complexas, como C ou Python e até conteúdos online em CSS.

Cursos de programação disponíveis na Superprof

Existem centenas de professores de programação com anúncios de aulas disponíveis na nossa plataforma. Assim como o mercado de trabalho continua aquecido, o mercado das aulas de programação também é vasto.

Caberá ao aluno perceber quais são os objetivos durante as aulas para encontrar o professor que vá ao encontro das suas necessidades, das linguagens que quer aprender, do objetivo que pretende atingir com a aprendizagem.

  • Quer aulas de introdução sobre o assunto;
  • Quer melhorar em uma determinada linguagem;
  • Precisa aprender uma linguagem para uma entrevista de trabalho;
  • Precisa desenvolver um projeto pessoal de site ou aplicação.

Para cada necessidade existe o professor específico pronto para lhe ajudar. Nas maiores cidades portuguesas como Porto ou Lisboa, o aluno vai ter mais facilidade para encontrar um professor disponível na sua zona.

Contudo, sabemos que com a globalização da informação, cidades menores, a cada dia, têm uma maior variedade de professores nas áreas da tecnologia, afinal, uma das grandes pesquisas entre os amantes da tecnologia é como os avanços farão com que possamos nos descentralizar dos polos industriais do passado.

Curso de programação
Tenha um curso de programação em HTML com professores da Superprof. | Fonte: Unsplash.com

Além da nossa plataforma, é muito importante que o aluno que deseja encontrar o melhor professor, utilize-se de todos os meios para que o encontre, ao passo que é imprescindível usar das redes sociais para deixar as pessoas à par da sua necessidade.

Para avançar ainda mais no conhecimento, saiba que está matéria é volátil, está sempre a se alterar, evoluir, ou seja, é preciso um constante estudo, resiliência e muita dedicação, todos os dias, além do seu curso ou cursos principais, também é possível utilizar de conteúdo disponível na net, com fácil acesso.

  • Veja tutoriais na net e no YouTube;
  • Leia livros sobre o tema;
  • Faça parte das comunidades e fóruns;
  • Converse com os amigos sobre as novidades da profissão.

Saiba mais sobre a linguagem Python num curso de programação informática.

Quando pesquisar e reunir as informações sobre os métodos dos professores de programação na nossa plataforma, o aluno deverá ter claro quanto pode investir para receber este conhecimento. Se quer ter um curso que sirva como uma introdução à ciência ou cursos mais especializados e aulas mais completas para entrar numa das grandes empresas.

No próximo capítulo, vamos abordar quanto cobram os professores na nossa plataforma, independentemente das aulas online ou presenciais, vale ressaltar que a média de preços não costuma variar nem para baixo nem para cima, afinal existe um padrão na nossa plataforma e os professores que fogem muito à regra acabam por perder possíveis alunos.

Quanto pagar pelo curso de programação?

Uma das dúvidas mais frequentes na nossa plataforma é em relação aos preços cobrados na nossa plataforma, contudo, assim como as padronizações propostas na web pelo HTML, existe também um padrão de valores na nossa plataforma e não há uma variação tão brusca.

Ou seja, é possível encontrar um vasto material deste campo do conhecimento e ao mesmo tempo não será necessário investir num valor que poderá lhe prejudicar no futuro e que na verdade irá desenvolver as suas capacidades nesta ciência essencial para a evolução da internet.

Pagar curso de programação
Quanto pagar pelo seu curso de programação? | Fonte: Unsplash.com

Na tabela abaixo verá os valores máximos e mínimos cobrados pelos professores de cidades portuguesas como Lisboa, Porto, Beja e Viseu. Saiba que recebemos novos anúncios sempre e que a variedade de professores e valores pode mudar de um dia para o outro.

Ou seja, esteja sempre atento à nossa plataforma e aos anúncios nela disponibilizados, somente assim encontrará a aulas que melhor se encaixe com o seu dia a dia e com a sua zona, seja uma aula online, presenciais, com conteúdos online grátis ou não.

CidadeValor Máx. Hora/AulaValor Min. Hora/Aula
Lisboa25€7€
Porto30€6€
Beja20€10€
Viseu15€10€

Para mais informações sobre programação e HTML, poderá aceder ao site oficial da World Wide Web Consortium, criada pelo mesmo fundador da HTML, é a principal organização de padronização da World Wide Web (WWW).

Gostou deste artigo! Aceda aos links com os outros textos sobre programação para obter a informação mais completa da internet antes de se matricular num curso de um dos nossos explicadores e obter o conhecimento para trabalhar nas grandes empresas de tecnologia e ajudar a criar o futuro destas empresas no nosso mundo.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (2 note(s))
Loading...

Rodolfo

Sou um comunicador, músico e redator brasileiro que vive em Portugal. Escrevi e apresentei programas na televisão brasileira. Lançei 4 álbuns com minhas composições. Atualmente, sou Diretor de Comunicação de um pequeno clube de futebol português, redator freelancer e pai de um miúdo que não para de correr pela casa.