Falar a língua inglesa de forma fluente é, hoje em dia, uma mais valia essencial para qualquer pessoa que procure atingir o sucesso, quer em aspetos da sua vida profissional, académica ou pessoal.

Ao ser a terceira língua mais falada no mundo, este idioma continua a ser a ponte de ligação entre diferentes culturas, contribuindo para o enriquecimento profissional e pessoal de cada um dos seus falantes, já que se trata da língua oficial de mais de 75 países espalhados pelo mundo inteiro.

Adicionalmente, existem também vários benefícios para o cérebro e para a memória associados à aprendizagem de inglês nas aulas de ingles ou de qualquer outra língua estrangeira, independentemente da sua idade, pelo que deve ser algo prioritário ao longo da sua formação académica.

Apesar disso, apenas 70% dos portugueses admitem conhecer uma segunda língua e menos de 27% afirma dominar o inglês de forma semelhante a um nativo. Trata-se de uma infeliz realidade, especialmente se considerarmos o quanto a educação do nosso país precisa de evoluir para formar os seus cidadãos no que diz respeito ao ensino de línguas estrangeiras de maneira eficaz.

Se está interessado em saber mais, neste artigo iremos apresentar o status do ensino do inglês nas diferentes instituições de educação do país. Descubra todas as razões para ter um curso intensivo de ingles!

inglês nem sempre foi uma disciplina obrigatória nas escolas de Portugal
O inglês nem sempre foi uma disciplina obrigatória nas escolas de Portugal. Na verdade, isso só aconteceu em 2014 quando foi decretada como disciplina obrigatória para alunos a partir do 3º ano de escolaridade. | Fonte: Pexels
Os melhores professores de Inglês disponíveis
Gerben
5
5 (16 avaliações)
Gerben
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (16 avaliações)
Daniela
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ksenia
5
5 (60 avaliações)
Ksenia
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kerri
5
5 (10 avaliações)
Kerri
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Natasha
5
5 (48 avaliações)
Natasha
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Oliver
5
5 (11 avaliações)
Oliver
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mónica
5
5 (16 avaliações)
Mónica
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Gerben
5
5 (16 avaliações)
Gerben
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Daniela
5
5 (16 avaliações)
Daniela
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Ksenia
5
5 (60 avaliações)
Ksenia
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kerri
5
5 (10 avaliações)
Kerri
22€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Natasha
5
5 (48 avaliações)
Natasha
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Oliver
5
5 (11 avaliações)
Oliver
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mónica
5
5 (16 avaliações)
Mónica
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Aulas de ingles: o ensino da língua inglesa em Portugal

As aulas de ingles sempre tiveram um papel preponderante no que diz respeito à formação dos nossos alunos desde cedo, sendo promovidas diferentes iniciativas e colaborações entre escolas públicas, privadas, centros de explicações e institutos linguísticos para que as suas aulas cheguem a um maior número de alunos todos os anos, independentemente da sua localização geográfica, faixa etária ou ano de escolaridade.

Um dos exemplos de maior sucesso neste sentido foi a criação do Programa Escolas Bilingues em Inglês (PEBI), no ano letivo de 2016/2017, no âmbito de uma colaboração entre o Ministério da Educação e o British Council Portugal, com o objetivo de criar uma oferta de ensino bilíngue no sistema educativo português desde o Ensino Pré-Escolar.

A verdade é que os principais objetivos desta proposta de cursos de inglês em Portugal estão assentes na perspetiva universal de saídas profissionais dos mais diferentes setores e áreas do saber. É mais do que reconhecida a importância de ter aulas de ingles na escola.

Assim sendo, é prioritário desde cedo, uma formação de profissionais bilíngues que poderão atuar em várias posições do mercado de trabalho, impulsionando o desenvolvimento económico do país, multiplicando e fortalecendo as relações comerciais com nações estrangeiras.

Para além da implementação de diferentes disciplinas de línguas no currículo dos anos de escolaridade obrigatórios, houve ainda um enorme crescimento de escolas de línguas privadas nos últimos anos, espalhadas por todo o país, que oferecem um curso intensivo de ingles aos seus alunos com o intuito de que estes obtenham diplomas mundialmente reconhecidos para que consigam ser contratados por diversas multinacionais de sucesso que irão contribuir para a nossa evolução socioeconómica enquanto sociedade portuguesa contemporânea.

Havendo esta prioridade formativa, o inglês é agora uma disciplina que acompanha qualquer aluno nos seus primeiros doze anos de formação curricular, podendo o seu estudo ser aprofundado a nível universitário nos cursos de Letras e Humanidades. Hoje em dia ter aulas de ingles e saber falar inglês é essencial!

As aulas de ingles na educação portuguesa: o ensino básico

Já se passaram sete anos desde que o inglês se tornou numa disciplina obrigatória nos currículos nacionais.

Antes desta reforma, o ensino de línguas estrangeiras era apenas uma realidade a partir do 5º ano, o que acabaria por adiar a fluência dos seus alunos e, muitas vezes, era valorizada a língua francesa em vez da inglesa nos seus programas curriculares. Atualmente, a obrigatoriedade do inglês é facilmente justificada pelo Ministério da Educação já que “a língua inglesa é a mais disseminada e a mais ensinada no mundo inteiro.”

inglês ajuda nos desafios profissionais
O ensino do inglês é realmente uma mais valia curricular ímpar nas escolas portuguesas já que vai ajudar os alunos a prepararem-se para os desafios profissionais! | Fonte: Pexels

Diversidade regional

Para uma verdadeira análise sobre a presença da língua inglesa no ensino português é preciso debruçarmo-nos sobre algumas questões relativamente ao planeamento escolar a nível nacional, tais como:

  • O contexto das escolas: será que as escolas do interior têm a mesma oferta curricular que as escolas do litoral?
  • Qual o perfil dos professores que dão aulas de ingles e qual a qualidade das suas aulas?
  • Que desafios são encontrados ao longo do ensino nos diferentes níveis de inglês?

Uma das principais preocupações ligadas ao ensino de uma nova língua estrangeira, tanto no ensino público como no privado, é assegurar a qualidade curricular dos seus professores para que estes sejam capazes de prestar um acompanhamento eficaz aos seus alunos. Não falar a língua inglesa é um problema que pode resolver com aulas de ingles!

Segundo Fátima Vieira, coordenadora do Centro de Inglês e Estudos Anglo-Ingleses da Universidade do Porto, as habilitações requeridas aos professores responsáveis pelos cursos de inglês “não asseguravam a qualidade do ensino” necessária, pelo que seria imprescindível formalizar a obrigatoriedade desta disciplina e atribuir uma formação específica a estes professores que dão aulas de ingles.

O inglês no Ensino Básico

O ensino de línguas estrangeiras a partir do terceiro ano de escolaridade já é algo bastante mais assente e planeado pelo Ministério de Educação que considera que formar os seus alunos em áreas com uma determinada multidisciplinaridade é de primordial importância, para que estes nunca corram o risco de se verem confrontados com as taxas crescentes de desemprego.

Como a aprendizagem de novos idiomas, nomeadamente aprender ingles, é algo fundamental para essa formação, através deste investimento educativo, é possível que os alunos ampliem os seus horizontes de comunicação e de intercâmbio cultural, científico e académico e, nesse sentido, terão novos percursos de acesso a diferentes cargos profissionais, construindo conhecimentos que os ajudarão a participar na sociedade. Descubra qual o interesse de um português tirar um curso de ingles.

inglês ajuda nas viagens
Os alunos portugueses que começam desde cedo a ter cursos de inglês podem aproveitar para colocar em prática toda a aprendizagem numa viajem! | Fonte: Pexels

É precisamente esse caráter formativo que faz com que aprender ingles basico deva ser algo consciente na qual as dimensões pedagógicas e políticas da nossa sociedade estão intrinsecamente ligadas.

Conheça os principais eixos organizadores do ensino de uma língua estrangeira:

  • Oralidade;
  • Leitura;
  • Escrita;
  • Conhecimentos linguísticos e gramaticais;
  • Dimensão intercultural;

Por esta altura no seu percurso de aprendizagem da língua inglesa em cursos de ingles, um aluno deste grau irá conseguir:

  • Distinguir e identificar os nomes das cores em inglês;
  • Contar até one hundred (100) de forma sequencial;
  • Saber construir, fazer afirmativas, negativas e interrogativas;
  • Conhecer o vocabulário básico de diferentes temas como o vestuário, árvore genealógica, material de sala de aula e animais domésticos;
  • Manter uma conversa informal, com qualquer falante nativo, independentemente do seu contexto sócio-cultural, ainda que de forma rudimentar;
  • Compreender diálogos entre pessoas de língua inglesa sobre assuntos do dia a dia;

O inglês no Ensino Secundário

Apesar de podermos considerar que as aulas de ingles já estão bem cimentadas no dia a dia das crianças desde muito cedo, a verdade é que, por vezes, só quando estas chegam ao Ensino Secundário é que nos apercebemos de várias lacunas presentes na sua aprendizagem dos vários níveis de inglês que foram sendo deixadas de parte por ainda não terem o conhecimento da sua própria língua bem solidificado para poderem perceber os mesmos assuntos num idioma estrangeiro. Por exemplo, como vamos explicar como se forma a voz passiva em inglês, se os alunos nem sequer percebem tal conceito nas suas aulas de português?

Assim sendo, o ensino do inglês, nesta fase, não pode continuar a ser baseado no estudo de diferentes assuntos e consolidação de vocabulário de forma mecanizada, mas deverá ser reformulado e passar pela real compreensão do que é que está a ser abordado, do seu papel linguístico, e quais as suas aplicações reais num discurso fluente da língua em questão.

aulas de ingles na escola com explicações ingles.
Os alunos portugueses podem sempre complementar as suas aulas de ingles na escola com explicações ingles. Na Superprof, encontram os professores ideais para os ajudarem neste percurso. | Fonte: Pexels

Na verdade, um curso de inglês complementar ao seu currículo escolar tradicional pode ajudar qualquer aluno a aprimorar o seu conhecimento de forma mais rápida e alertá-lo para várias etapas da sua aprendizagem. Descubra o que poderá aprender nas explicações particulares das aulas de ingles ou então as vantagens de falar inglês após ter aulas de ingles!

Representação e comunicação

  • Escolher o registo adequado à situação e o vocábulo que melhor reflita a ideia que pretende comunicar;
  • Utilizar os mecanismos de coerência e coesão na produção oral e/ou escrita;
  • Tirar partido das estratégias verbais e não-verbais para compensar as falhas do seu discurso, favorecer a comunicação e alcançar o efeito pretendido em situações de produção textual e de leitura;
  • Conhecer e usar as línguas estrangeiras modernas como instrumento de acesso a informações a outras culturas e grupos sociais distintos.

Investigação e compreensão

  • Compreender de que forma determinada expressão pode ser interpretada tendo em consideração diferentes aspetos sociais e/ou culturais;
  • Analisar os recursos estilísticos da linguagem verbal, relacionando textos e contextos mediante a sua natureza, função, organização e estrutura, de acordo com o público-alvo de determinada mensagem.

Contextualização sociocultural

  • Saber distinguir as variantes linguísticas de um mesmo idioma;
  • Compreender em que medida os enunciados refletem a forma de ser, pensar, agir e sentir de quem os produz.

A importância da língua de Shakespeare é enorme para o cidadão do século XXI. Não aprender inglês pode gerar uma série de inconveniências na sua vida enquanto membro de uma sociedade ligada entre si à escala mundial, deixando-o à margem de incríveis inovações culturais, profissionais, e até pessoais.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Maria

Copywriter e Produtora de Conteúdo. Dirige o projeto dedicado à criação de conteúdo: Maria Escreve. Gosta de criar artigos que esclareçam as dúvidas e acrescentem valor aos leitores.