Ensinar a língua de Shakespeare não é para qualquer um. Não há como improvisar! é preciso ter um nível muito bom, mas não somente!

Como professor, a gente tem uma responsabilidade muito grande com relação aos alunos: a de ensinar uma língua da melhor maneira possível. Isso implica em uma boa pedagogia.

Por isso, você poderá dar algumas aulas ou mesmo um curso de ingles para colegas e familiares para ter certeza de que é isso mesmo.

É uma ocasião de verificar se temos o bom perfil e todas as condições necessárias para ser professor.

Os estudos são árduos, mas nada fora do normal, pode ficar tranquilo!

Faça já um mergulho no mundo dos futuros profissionais de inglês.

Quem pode se tornar professor de inglês?

Há somente um critério necessário para dar aulas de ingles... é querer. Como toda perspectiva profissional, é antes de tudo uma questão de orientação, de projeto e de vontade.

Aprenda tudo com Shakespeare sobre o idioma
Tenha amor pela literatura e a língua inglesa! Esses são dois requisitos para ser professor na área (letras ingles mercado de trabalho)
  • Se uma pessoa não se sente a vontade com o inglês, é evidente que a língua não foi feita para ela.
  • Se a pedagogia não é o seu forte, é melhor escolher outra opção...
  • Se a pessoa é bilíngue em inglês mas não tem nenhuma vontade de dar aula em ingles, é melhor ela esquecer a formação de inglês.

Todos nós tivemos professores que não tinham ou perderam a vontade de ensinar. É um gosto bem particular esse de transmitir o conhecimento!

Quais são nossas lembranças dessas aulas? Ou a gente não se lembra ou tomou um verdadeiro desgosto pela matéria.

"Eu gosto muito de ensinar para o colégio. A gente se dirige aos jovens em plena transformação pessoal e isso implica uma relação particular com os alunos. O professor continua sendo uma figura de autoridade cujo o papel é de transmitir os saberes", "Adriana C., professora de ingles.

É melhor ter certeza como Adriano C. que é realmente o trabalho que você quer fazer antes de se lançar nessa aventura. A formação e os concursos requerem motivação e dedicação. Se uma pessoa não tem certeza de sua escolha, ele ficará rapidamente cansado, angustiado e, infelizmente, o resultado não será bom...

A escolha não pode ser feita de uma hora para outra. A gente deve entrar de cabeça, para vida! Na verdade, a maioria dos professores com o diploma em letras vai para o ensino público. Eles formam recrutados através de concursos e, amando seu trabalho, eles continuam o desafio até a aposentadoria (para aqueles que resistem até o fim).

Desse modo, a carreira de professora de inglês é garantida.

Da mesma forma, nós poderíamos falar do professor do curso de ingles particular. Ou ainda, os vários professores de escolas de línguas distribuídas em todo o Portugal e Brasil.

Enfim, em qualquer situação ou idade, é possível dar aulas particulares de inglês. Há professores que dão aula todos os dias da semana e outros que dão em algumas vezes e que têm outra atividade complementar. Nada pode te impedir de seguir atrás de seus sonhos.

O perfil típico de um professor de inglês

Se a gente pudesse estabelecer um perfil típico de um prof em ingles, ele seria este (curriculo professor de ingles exemplo):

  • Graduado em Letras, Línguas e Literatura em inglês.
  • Estudantes da área de humanas que já tiveram uma experiência no exterior.
  • Nativos de países anglófonos ou bilíngues com dupla nacionalidade.
Escutar, ser paciente e didático são essenciais para dar aula do idioma
Você tem muita vontade, mas não sabe quais são as qualidades de um bom educador da língua inglesa?

Claro, os caminhos podem ser variados, mas o destino é certo, ser professor de inglês. Não há um percurso obrigatório para ser professor de inglês. A não ser para concursos públicos que eles pedem pelo menos um diploma de graduação.

Colégio e ensino médio

Ensinar em escolas de idioma (letras ingles mercado de trabalho)

Vários estabelecimentos procuram por professores de inglês regularmente. Além das escolas tradicionais de idiomas que todo mundo conhece, você pode dar aulas de inglês específicas para cada público:

  • Aulas de inglês para profissionais. Você pode dar aulas específicas para administradores, jornalistas, comerciantes, business english, agentes de turismo, etc.
  • Aulas de inglês para aposentados: sim, não há idade para aprender e esse campo é ainda pouco explorado.
  • Aulas de inglês para o vestibular e Enem: preparar os alunos do ensino médio para as provas de inglês dos diversos vestibulares e Enem, aplicar simulados, etc.
  • Aulas para turistas: sabe aquele inglês básico para se sentir seguro antes de viajar para o exterior? Esse curso de ingles só pode dar certo!

Já pensou dar aula como voluntário? Caso não tiver razões financeiras para ser professor, essa pode também ser uma boa ideia. Temos certeza que não vão faltar alunos interessados!

Se a remuneração for importante para você, você pode procurar faculdades e universidades particulares de ensino superior ou empresas para dar aula aos empregados que precisam aprender a língua.

Eles pedem normalmente um nível superior e experiência em dar aulas de inglês. Mas é preciso mostrar sua competência e qualidade para tal!

Dar aulas de inglês para o ensino superior

Quem quer dar aula no ensino superior deve estar preparado para fazer pelo menos um mestrado em literatura ou línguas.

Porém, mestrado é o mínimo. Se quiser dar aulas em universidades públicas, estaduais ou federais, você com certeza terá que fazer um doutorado. Isso quer dizer 6 anos de estudos fora a graduação, ou seja, 10 anos de estudos! Preparado?

As universidades onde têm o curso de Letras são as mais indicadas. Você poderá dar aulas de literatura ou línguas como: gramática aplicada, leitura e literatura, interpretação e produção de texto, línguas e culturas, linguística, morfossintaxe, práticas de ensino, psicologia, semântica e pragmática, semiótica, teoria da comunicação, teoria literária, teoria do texto, etc. Ou seja, dar aulas de inglês é possível de vários ângulos!

Idioma combina com sala de aula? Sim!
Ensinar inglês na escola é um grande desafio! Cada vez mais precisamos de bons educadores na língua inglesa

Essas matérias estão na grade currículos de várias graduações em letras. A vida acadêmica exige muitos sacrifícios, mas também é muito prazerosa!

As discussões em torno da literatura e da língua devem ser interessantíssimas!

Faculdade de ingles vale a pena?

Essa é uma dúvida que pode passar na cabeça de muitos futuros professores. Isso porque hoje em dia é possível dar aulas de ingles sem um diploma de ensino superior. Então

Em geral, uma boa opção para estudantes que desejam aprofundar seus estudos em ingles, mas também para aqueles que querem se tornar professores, são os cursos oferecidos pelas instituições de ensino superior. Você encontra modalidades diversificadas: desde cursos livres, de extensão, a distância, graduação e pós-graduação.

O profissional de Letras Inglês conta com conhecimentos contextuais, culturais e metalinguísticos da língua. Ao optar pelo bacharelado, ele tem como principais funções refletir de forma crítica sobre os usos do inglês e sobre a cultura anglófona. Pode atuar como pesquisador, tradutor, ou intérprete.

Já quem opta pela licenciatura deve ter conhecimentos sobre teorias e práticas de ensino atuais e inovadoras, e o principal campo de trabalho está nas escolas de ensinos Fundamental e Médio ou de idiomas. Sem licenciatura, não é possível lecionar para esses níveis de estudos. Os estudos preparam o acadêmico para a rotina de um professor em escolas regulares, com matérias como Linguística Aplicada, Didática e Psicologia da Educação. Nesse caso, o estágio supervisionado é obrigatório.

O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira foi reajustado em 12,84% para 2020, passando de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24

Após a graduação, cursos de especialização, mestrado e doutorado servem para aumentar as possibilidades de atuação do profissional de Letras.

Grande parte das escolas de idiomas não exige que seus professores tenham feito curso superior na área. Isso porque você também pode aprender uma língua a partir de outras experiências. Morar por um tempo em um país que tenha como língua-mãe o Inglês e estudar em cursinhos, ou com professor particular, ou por conta própria são algumas das formas mais comuns de aprender um novo idioma.

No entanto, com o curso superior, há possibilidade de ampliar o leque de atuação nessas instituições, como ocupar cargos de coordenador pedagógico e diretor. Se concluir um curso de pós-graduação, a pessoa estará habilitada a lecionar em faculdades e universidades.

Segundo o site da Catho, graduação em letras ou pedagogia, mestrado e doutorado podem significar salários melhores, tanto na educação básica como no ensino superior e em escolas livres. Certificações internacionais, como o “Teaching English as a Foreign Language” (TEFL), assim como vivências no exterior, costumam ser bastante valorizadas em escolas de idiomas.

Dar aulas particulares de inglês

Aulas particulares podem ser a chave do sucesso para ser professor de inglês. Escolher essa modalidade tem várias vantagens:

  • Independência: você faz os seus horários e pode não ter nenhum patrão. Além disso, pode dar mais ou menos aulas, de acordo com seus planos financeiros.
  • Flexibilidade: como você mesmo faz os seus horários, eles serão mais flexíveis.
  • Liberdade: você pode escolher seu método de ensino sem precisar depender de um organismo ou instituição como o MEC (Ministério da Educação).
  • Ganhar mais: se for um excelente professor, não vão faltar alunos que queiram fazer aulas com você.
  • Complemento de renda: você pode dar aulas particulares junto com outra atividade profissional. Assim, as aulas serão um complemento para pagar as contas no final do mês.

Convencido? O ensino em domicílio está em plena expansão. Vários alunos e pais estão à procura.

Há todos os tipos de alunos: os com dificuldades na matéria, os que querem fazer aulas intensivas para o vestibular, aqueles que querem morar em um país anglófono, outros que precisam para sua profissão, etc.

Todos requerem uma atenção diferenciada. Então, as aulas particulares ou um curso de ingles particular são uma boa maneira de colocar a pedagogia em prática.

Além disso, eles estão à procura de um ensino personalizado, diferente do que eles possam encontrar em salas de aulas das escolas tradicionais.

Outra vantagem é que as aulas particulares podem ser dadas sem ter um diploma específico. Claro que é bom ter tido uma experiência em inglês para conquistar seus primeiros clientes (estudos de inglês, trabalho, experiências em países anglófonos).

É uma boa maneira de ter um ganha-pão ou um dinheiro extra dando aulas particulares. Elas também podem te ajudar a ter uma base e, principalmente, saber se quer mesmo seguir essa carreira.

Ser professor do idioma face a face tem muitas vantagens
Quer ensinar do seu jeito e onde quiser? Dê aulas de reforço escolar da língua inglesa!

Se não souber por onde começar, nós temos uma super dica! Por que não fazer um perfil no nosso site? Assim, você estará dentro de uma rede de professores com vários alunos precisando de aulas ou de um curso de ingles online !

É simples e rápido! Faça como os vários professores que estão disponíveis na nossa plataforma. Você também pode criar o seu perfil no Superprof e ter seus primeiros alunos!

Para uma aula de uma hora, o custo médio é de R$70 em São Paulo.

No site, você é quem fixa sua remuneração. Ela depende de sua situação geográfica, sua experiência, do nível dos alunos  e seus objetivos.

Em síntese:

  • Para ser professor, o primeiro passo é querer. Depois, você deve gostar de passar seus conhecimentos para as pessoas, ser pedagógico, ter paciência, gostar de escutar e ser sociável.
  • A vocação de professor de inglês é bem abrangente. Você pode dar aulas para a escola pública, privada, escolas e cursos de idiomas, aulas particulares, etc.
  • Você não precisa ter necessariamente um diploma de Letras para ser professor de inglês. Você pode ter um diploma na área de humanas, ter um curso de magistratura, ter tido uma experiência em um país anglófono. Claro que isso vai depender de onde quer dar aula. O jeito mais flexível de ser professor é as aulas particulares.

Antes de começar, prepare-se para ensinar!

Para ser professor particular é necessário uma preparação. Essa organização permitirá que você dê seu curso com segurança e serenidade, passando confiança para seus alunos.

Antes de mais nada, é certo que um aluno deseja escolher um bom professor de inglês. Um professor totalmente organizado. Ele deverá possuir diploma e/ou certificados que comprovem suas competências. O poder de venda da sua imagem face ao seus clientes: credibilidade e reconhecimento.

Portanto, um certificado que comprove suas competências e pedagogia tranquiliza às pessoas que desejam de contratar.

Para começar, e para que você pratique, você pode dar cursos em associações, de forma voluntária. Isso vai te permitir de iniciar suas atividades como professor particular de inglês, de forma gratuita ou recebendo uma pequena contribuição simbólica, eles serão mais condescendentes. Evidentemente, isso não impede que você prepare seus cursos com antecedência, para isso, é aconselhável que você conheça o percurso do seu aluno (ou grupo de alunos). Desta forma, você poderá acompanhá-lo(s) trabalhando os pontos fracos, evoluindo os pontos fortes e criando uma linha de ensino que permitirá o(s) aluno(s) evoluírem junto com você.

Além disto, não se esqueça de adaptar o seu curso em função ao aluno, por exemplo, prepare um curso de inglês para iniciantes. Um outro para alunos que já possuem algum conhecimento da língua inglesa e quais os pontos que precisam melhorar e um outro curso para pessoas que desejam melhoras um ponto preciso (vocabulário, compreensão oral, conjugação....).

Seguir o manual escolar na aulas
Dar aulas particulares implica no conhecimento da gramática, vocabulário, etc... | Fonte: Unsplash

Tudo isso é necessário para desenvolver seus cursos no sistema de ensino particular, mas se você der curso em uma escola ou para uma classe privada, será necessário se adaptar ao sistema da escola e evolução da turma.

Para ser um bom professor é necessário ouvir seus alunos

Uma vez que você preparou alguns cursos padrões para te auxiliar no inícios das aulas com seus alunos, não serão raras as vezes em que você encontrará necessidade de modificá-los ou melhorá-los. O que diferencia um bom professor de um professor genérico: sua capacidade de ouvir seus alunos e adaptar seus cursos em função das diferentes situações. Isso te ajudará a encontrar vários alunos que desejam curso de inglês.

Todos nós tivemos professores tediantes e eles eram experientes em suas matéria, sem dúvida alguma. Portanto, eles não conseguem ter a atenção dos alunos em suas aulas. Também tivemos a oportunidade de conhecer excelentes professores, que mudaram nosso conceito sobre uma matéria ou tema. A grande diferença entre esses dois tipos de professores: amor ao que fazem, doação ao trabalho e a vontade de sempre agregar algo na vida do outro. Dar aulas e exercícios prontos encontramos na internet é fácil, mas para cativar de verdade seus alunos é necessário criar um método único, com a sua marca pessoal.

Para isso, você precisa criar cursos lúdicos e que despertem o interesse o interesse do aluno. Uma dica importante é não se prender somente aos seus conhecimentos, um professor aprende muito com seus alunos, talvez o mesmo tanto que um aluno aprende com o professor. Uma aula não é um documento do Word ou slides no PowerPoint, uma aula baseia-se em uma troca dinâmica.

Para motivar os seus alunos a aprenderem inglês, faça com que o seu curso evolua em função das expectativas e demanda de seus alunos. Ele prefere mais um tema que outro? Trabalhe o vocabulário do tema que lhe agrada, have fun!

Contudo, não esqueça do profissionalismo. Criar uma experiência divertida, ok. Parecer amigo do seu aluno, não. Foque no progresso de seus alunos acompanhando o máximo possível suas evoluções, sabendo separar as coisas.

Algumas dicas para evitar contratempos

Para finalizar, seguem algumas dicas que te permitirão de praticar sua atividade de forma segura. Algumas podem parecer bobas ou óbvias, mas achamos necessário listá-las para você.

  • Antes de tudo, quando você leciona cursos para crianças, insista para que os pais estejam sempre presentes. Se for necessário que o curso ocorra em um local que não a casa do aluno, opte sempre por um local público.
  • Também, não fique nunca sozinho com uma criança para evitar também possíveis impasses com a justiça. Sabemos que esta é uma situação que acontece raras vezes, mas é melhor prevenir que remediar. O melhor é evitar sempre que possa ocorrer à possibilidade deste tipo de acusação.
  • Sobre suas tarifas, busque conhecer os valores em vigor. Qual é o custo de uma aula de ingles?
  • Os custos de uma aula deve levar em consideração tudo que você gasta
    É importante você calcular seus custos quando decidir o valor de hora/aula.

Se você estiver começando no universo de aulas particulares o melhor é você começar “por baixo”, levando em conta todos os custos que você terá você deve calcular quanto você precisará para conseguir um retorno que seja interessante. Conforme o tempo for passando e você for adquirindo experiência, você vai aumentando os valores dos seus cursos para os futuros alunos. Veja a tabela de preços médios pelo Brasil: 

Sao Paulo - R$ 63,00

Rio de Janeiro - R$ 57,00

Vitória - R$ 47,00

Salvador - R$ 48,00

Goiânia - R$ 51,00

Belo Horizonte - R$ 49,00

Distrito Federal - R$ 58,00

Fortaleza -  R$ 46,00

Sao Luiz - R$ 44,00

Cuiaba - R$ 47,00

Campo Grande - R$ 47, 00

João Pessoa - R$ 57,00

Curitiba - R$ 46,00

Recife - R$ 44,00

Natal - R$ 39,00

Porto Alegre - R$ 51,00

Porto Velho - R$ 53,00

Boa Vista - R$ 55,00

Florianópolis - R$ 49,00

Valor médio de uma hora/aula de curso de inglês nas capitais do Brasil, valores extraídos do Superprof

Uma outra coisa muito importante: evite de se sobrecarregar de trabalho. Claro, na teoria funciona melhor que na prática, ainda mais quando começamos em uma atividade nova e ainda não pegamos o ritmo das coisas. Para conseguir ficar concentrado e se dedicar 100% nesta nova proposta, é necessário que você se sinta tranquilo para conseguir se organizar o melhor possível e jamais se sentir constantemente sobre pressão ou cansado.

E, finalmente, recuse trabalhar sem declarar. Pode parecer tentador receber e não ter necessidade de pagar nada por isso, mas uma hora todo mundo é pego pelo famoso leão e aí a vantagem de ontem passa a ser a dor de cabeça de hoje, com juros e correção.

Precisa de um professor de Inglês ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.