A música permite, desde sempre, expressar sentimentos e a própria personalidade. E o mesmo se aplica em relação ao piano. Seja para um pianista iniciante ou mais avançado.

É natural que cada pianista opte pelos estilos musicais de que mais gosta e para os quais tem uma maior sensibilidade. Muitos vão optar pelos compositores de musica clássica, como Bach, Mozart, Beethoven ou Schubert. Outros vão preferir tocar músicas de Kate Perry.

O mais importante é que se encontre na sua arte. Nenhum estilo é melhor do que outro e ainda bem que existem gostos diversificados. Isto independentemente do instrumento a que estiver a tocar. Pode ser o piano, a guitarra, a flauta ou o saxofone. O mais importante é que tire prazer do mundo das artes e que evolua como aluno.

Para quem está a aprender piano, existem sempre alguns estilos que são mais acessíveis do que outros para começar.

Pode imaginar-se com alguma facilidade a aprender a tocar os acordes piano de uma música de Beethoven. Já tocar as músicas mais conhecidas de Bob Marley no seu piano de cauda ou piano vertical poderá ser bem mais difícil.

diferentes estilos que poderá tocar no piano
Existem sempre diferentes estilos que poderá tocar no piano. | Fonte: Pexels

Fique a conhecer alguns dos estilos mais improváveis para aprender a tocar piano que nunca tinha pensado antes. Descubra tudo sobre as aulas piano e os estilos que podem ser tocados.

Os melhores professores de Piano disponíveis
Leonardo
5
5 (16 avaliações)
Leonardo
38€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (15 avaliações)
João
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (17 avaliações)
Francisco
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (10 avaliações)
Diogo
26€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (8 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Elena
5
5 (8 avaliações)
Elena
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anna luisa pires
5
5 (8 avaliações)
Anna luisa pires
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (6 avaliações)
Catarina
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Leonardo
5
5 (16 avaliações)
Leonardo
38€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
João
5
5 (15 avaliações)
João
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Francisco
5
5 (17 avaliações)
Francisco
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (10 avaliações)
Diogo
26€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kelly
4,9
4,9 (8 avaliações)
Kelly
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Elena
5
5 (8 avaliações)
Elena
18€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anna luisa pires
5
5 (8 avaliações)
Anna luisa pires
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (6 avaliações)
Catarina
25€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

É possível nas aulas de piano aprender a tocar os rappers e cantores do R&B?

É possível juntar ao piano, o rap e o R&B, na sua educação musical?

Por muito estranho que possa parecer, sim, é completamente possível.

Existem muitas canções de rap e R&B que são compostas no piano ou incorporam algumas notas musicais de piano.

Para ser um aluno que consiga dar um concerto e integrar estes dois géneros musicais, deverá conhecer um pouco da história.

Foi no final da década de 1970, no Estados Unidos, que surgiu o rap. As conhecidas “Block Party” começaram a espalhar-se pelos guetos negros de Nova Iorque. Tratavam-se de grandes festas populares, com uma banda ao vivo, que reuniam um DJ e um MC.

Certamente que qualquer aluno já deve ter assistido a um “block party” em algum filme norte-americano. Normalmente, dois grupos de breakdance confrontam-se na rua, para cada um demonstrar a respetiva experiência.

Para quem está à procura de musicas com acordes faceis para iniciantes, deve investir cada vez mais na sua educação. E saber curiosidades como a do MC que subia no palco junto ao DJ e animava a multidão, gritando e encorajando com palavras e rimas neste pequeno festival. É importante que tenha presente as aulas piano e aprender um instrumento para todos.

tocar uma música de rap no piano
Sabia que poderá tocar uma música de rap no piano? | Fonte: Pexels

Mas a verdadeira origem do rap veio da Jamaica, em meados de 1960, quando surgiram os sistemas de som para animar bailes. Por vezes, estes momentos terminavam em discussões e confusões, devido ao debate de temas polémicos, como a política, o sexo ou as drogas.

O rap surgiu através do hip hop americano de grandes cidades como Nova York ou Chicago. Os DJs começaram a integrar gradualmente sintetizadores nas suas músicas para dar um som mais popular.

Em todos estes casos, cada pianista inspira-se nas músicas clássicas e utiliza o piano para compor as suas canções. Trata-se de uma estratégia de encontrarem a melodia certa com um instrumento de base, sem sons periféricos.

Já pensou em descobrir todas as musicas para tocar no piano, em aulas de piano, com uma professora? Um curso de teclado poderá ajudar a marcar a diferença e ajudar na aprendizagem do ritmo. Saiba também mais sobre as aulas piano e os estilos essenciais que precisa.

Nas aulas piano, aprenda mais sobre a música eletrónica que pode tocar

Dar um concerto de música eletrónica com o piano? Parece estranho?

Pode ficar descansado. Se tem contacto e gosto por este estilo musical, saiba que poderá tocar ao piano.

Embora os alunos durante o ensino possam pensar que a eletrónica é um estilo recente, não é bem assim. Nasceu na década de 1930 e para muitos não passa apenas de “barulho”.

Desde esta década que muitos músicos vanguardistas testaram todas as possibilidades que conseguiam retirar dos instrumentos que iam surgindo. Foi necessário aguardar até 1950 para os estúdios e centros de pesquisa desenvolverem este estilo de música que era muito experimental e agregava poucos interessados.

Foi só a partir de 1960, que a música eletrónica conquistou o seu lugar no mundo das artes. As guitarras elétricas acabaram de chegar ao mercado e muitos músicos passaram a adotar estes novos sons. Uma banda de pop, rock, jazz, blues, reggae ou disco, também acabou por ir absorvendo todas as novidades electrónicas.

No mercado, acabaram por surgir vários recursos eletrónicos. Todos permitiam a modificação do som com pedais ou efeitos de amplificadores. Ou então alteravam o som de sua voz para cantar.

A música eletrónica também poderá ser adaptada
A música eletrónica também poderá ser adaptada para o piano. | Fonte: Pexels

Hoje em dia, a música eletrónica acaba por englobar vários sub-géneros. Por exemplo, em 1980, o house music e a techno acabam por surgir pelas mãos de músicos norte-americanos. Tratam-se de estilos que acabaram por se espalhar por todo o mundo, dando origem a novos artistas e grupos.

Quando estiver a aprender a tocar piano, também irá verificar que a partir de 2000, com a chegada da Internet e o surgimento de novos programas, surgiu uma grande disseminação e distribuição de músicas. Cada música passa a ser partilhada e vão existindo também misturas.

Muitos músicos iniciantes, amadores ou profissionais passam a criar os próprios sons, contribuindo para a complexidade da música electro.

Deve estar a perguntar-se onde é que tocar piano entra nesta equação?

A música eletrónica tem sofrido imensas influências ao longo dos dias e dos anos. A sua evolução é notória e inclui também algumas musicas classicas famosas com piano.

Existem muitos DJs que também usam o piano na composição musical, como por exemplo, o David Guetta.

Por muita experiência que possa ter ou formação musical, saiba desde já que um computador não é suficiente para criar os melhores sons das casas noturnas.

Quando dominar o teclado de piano, entrar no universo da música eletrónica poderá ser muito útil. O aluno aprende o básico do solfejo (ler uma partitura, escalas, clave de sol, ...), mas também irá adquirir muita teoria e prática sobre o ritmo da música.

Toda a sua formação e aprendizagem nas artes, será essencial para que se distinga e consiga criar composições muito bonitas.

Existem muitas canções que pode tocar ao piano. Peça ajuda à sua professora nas aulas de piano para ajudar a encontrar a melodia de cada uma das canções. Saiba mais sobre as aulas piano e as dicas para evoluir rapidamente.

Descubra melhor o reggae e o sintetizador no curso de teclado

Sempre que pensa em Bob Marley, lembra-se de um piano? Muito dificilmente… É mais natural que pense na Jamaica, percussão e no reggae.

Já se imaginou a aprender tocar piano uma canção de reggae?

Este estilo surgiu na Jamaica na década de 1960, através de cruzamentos entre o jazz importado dos Estados Unidos e a música tradicional do Caribe.

Muitas músicas de reggae apresentam composições para o piano. Mas os músicos jamaicanos raramente utilizam pianos acústicos. Para tocar música reggae, o teclado é o instrumento mais utilizado.

O sintetizador ou teclado vai, então, desempenhar o papel de acompanhante. Este toca o contraponto. No piano reggae tem de tocar no contratempo com a sua mão esquerda, a mão do ritmo.

Peça ajuda a um professor da Superprof
Peça ajuda a um professor da Superprof e explore todos os estilos musicais ao piano ao longo dos dias. | Fonte: Pexels

Sempre que tocamos uma música que está em 4/4, significa que terá quatro tempos por compasso e cada compasso com tempos fortes e fracos. Tocar no contratempo significa acentuar o tempo fraco do compasso. Ou seja, tocar exatamente na hora em que não tocaria normalmente, ou seja, os tempos intermediários.

Se pedir aos seus professores para o ensinar a tocar músicas de reggae, irá provavelmente usar o metrónomo. Poderá assim localizar o ritmo com maior facilidade.

Aulas de piano e os estilos desconhecidos

Como acabou de comprovar, embora muitos estilos pareçam impossíveis de se tocarem ao piano, existe sempre uma maneira ou outra de avançar. Especialmente, no caso de se tratar de um pianista mais experiente.

Mas, claro, que também existem algumas limitações.

Não existem é limites para a arte. Novos estilos vão sempre surgindo, como o trance na década de 1990 ou o hardcore techno, que atrai imensos jovens.

Todos estes géneros musicais são caracterizados por um ritmo muito rápido (algumas canções alcançam os 200 beats por minuto). A parte instrumental pode ser realizada por sintetizadores, mas acaba por surgir muito pouca ou mesmo nenhuma margem para a melodia. Torna-se impossível tocar piano.

Sempre que escutar, vai perceber mais o bater de grandes tambores do que a quinta sinfonia de Beethoven. Não adianta procurar muito por harmonia neste tipo de repertório.

É preciso ter consciência que nem todos os estilos de música são passíveis de se adaptarem a um piano. Mas existem muitos géneros que são acessíveis. Especialmente se os alunos forem crianças, que são verdadeiras esponjas no que toca à formação.

Poderá aprender a tocar piano sozinho, como autodidata. Mas a melhor opção passará sempre por contratar um professor da Superprof. Não aguarde mais dias e avance já para a sua aprendizagem.

Se precisa de uma inspiração extra, descubra a importância do piano para o Sérgio Godinho.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Maria

Copywriter e Produtora de Conteúdo. Dirige o projeto dedicado à criação de conteúdo: Maria Escreve. Gosta de criar artigos que esclareçam as dúvidas e acrescentem valor aos leitores.