Viajar para o estrangeiro é sempre um momento de muito entusiasmo, enriquecimento e aprendizagem.

A diferença é que ao pisar alguns países da América do Sul por exemplo vai se deparar com um idioma muito parecido com a língua portuguesa e não encontrará tantas dificuldades a comunicar.

Enquanto que em certos países da Europa pode ter alguma dificuldade de compreender outros idiomas, como o alemão, holandês, sueco, etc.

Quer estudar na Alemanha?

Aprender a língua de Goethe pode ser a diferença no mercado de trabalho, desde que esteja preparado.

Está pronto? Então descubra como se preparar para estudar na Alemanha.

Aprender alemão online ou presencial antes da sua viagem

As infinitas possibilidades culturais e profissionais fazem da Alemanha um destino incrível, mas não saber a língua pode comprometer o seu projeto.

Certamente, a Alemanha está entre os países mais cobiçados pelos estudantes que desejam fazer intercâmbio académico.

Nem mesmo o clichê de que a língua de Goethe é um idioma difícil de aprender afasta o crescente número de estudantes de todas as partes do mundo que querem aprender alemão rapidamente.

Possuir algumas noções básicas sobre a língua e a cultura será essencial para aproveitar melhor a sua viagem. Mas além, disso algumas instituições podem solicitar o certificado de proficiência na língua. Então, é importante avançar seus conhecimentos do idioma rapidamente.

Como?

O tempo médio de aprendizagem do idioma gira em torno de 3 a 4 anos, mas pode acelerar o processo com aulas particulares de alemão. Seja através de:

  • Aulas de alemão online;
  • Aulas particulares de alemão no domicílio;
  • Aulas de alemão em grupo.
mulher a ler um livro
Aprofunde o seu conhecimento de alemão antes de fazer a viagem! Fonte: pixabay.com

Mas também pode:

  • Aprender alemão em cursos;
  • Aprender alemão com videoaulas;
  • Aprender alemão como autodidata.

A vantagem de aprender com um professor particular é que este está mais capacitado para o ajudar a atingir as suas metas de conhecimento na língua rapidamente, uma vez que as aulas serão estruturadas com base nas suas necessidades.

Por isso, esteja disposto a aprender e dedique-se bastante, porque o teste de proficiência na língua alemã pode ser indispensável para alguns projetos no exterior, como o programa Erasmus.

Somente alguns cursos internacionais estão isentos da exigência do teste de conhecimento no idioma. Outros exigem os seguintes testes de idioma alemão:

O DSH - exame para estudantes estrangeiros acederem ao ensino superior alemão.

O TestDAF - teste de proficiência na língua alemã destinado a alunos que desejam fazer um curso numa universidade na Alemanha.

O Erasmus é um dos principais programas de intercâmbio para estudar na Alemanha com bolsa, mas exige o teste!

Quanto custam esses testes?

Normalmente, os testes que certificam proficiência na língua alemã custam à volta de 13o euros. Ter aulas de alemão online também é um boa opção para aumentar as suas hipóteses de passar no teste.

Ter aulas de alemão com um professor particular pode prepará-lo para receber a certificação de proficiência na língua. Assim, estará mais apto para o seu projeto no estrangeiro.

Mas, se  não possuir a habilidade necessária no idioma, há outras soluções possíveis:

  • Ter aulas de alemão em cursos intensivos;
  • Ter aulas com um professor particular;
  • Fazer o exame antes do final das inscrições.

Formalidades para os estudos na Alemanha e estudar no estrangeiro

São várias as formalidades administrativas e, muitas vezes, o melhor a fazer é recorrer à ajuda do departamento de relações internacionais da sua universidade.

Mas quais são as formalidades para estudar na Alemanha?

Primeiro, precisa de planear o motivo da sua viagem, porque, no geral, as candidaturas ocorrem no início do ano, por volta de março, e o início do curso é em setembro. Qual é o seu motivo para viajar:

  • Curso de idiomas?
  • Estágio?
  • Programa de intercâmbio?
  • Programa Erasmus Mundus/Erasmus +?

Em todas as opções acima, a competição é renhida, porque as universidade alemãs recebem milhares de inscrições de estudantes estrangeiros.

pessoa a estudar
É importante que se prepare e organize com antecedência| Fonte: pixabay.com

Então, siga as nossas dicas para ter vantagem:

Pesquise as vagas – Pesquisar faz parte do processo para conseguir uma boa vaga, e nem todos os sites disponibilizam informações claras sobre as vagas, por isso seja persistente.

Tenha um bom currículo académico – Ter um bom currículo pode ajudar a garantir a sua vaga. Por isso, melhore o seu currículo com boas notas, cursos extracurriculares e participe em programas de voluntariado. Estas ações são muito valorizadas pelas universidades no exterior.

Invista em aulas de alemão – Alguns programas de intercâmbio exigem certificado de proficiência na língua no ato da inscrição.

Seja persistente - Receber um sim logo de início requer que siga corretamente todas as formalidades. Se a sua candidatura não for aceita à primeira, não desanime. Verifique o que pode melhorar e tente entrar em contacto com outros estudantes que fizeram o mesmo programa de intercâmbio.

Recebeu uma reposta positiva? Parabéns ! Fique atento, porque serão solicitado alguns documentos para validar o seu registo.

Muito provavelmente será solicitado um certificado de proficiência na língua alemã.

Saiba quais são as formalidades para estudar na Alemanha.

Erasmus: escolha a sua universidade alemã

Aos interessados em obter um diploma internacional e de aprofundar os seus conhecimentos na língua germânica, aqui têm uma boa notícia: o ensino superior na Alemanha pode ser mais acessível ao estudante estrangeiro.

Desde que este possa comprovar condições financeiras para se manter nos países ou ingressar nas universidades através de um programa de intercâmbio académico com bolsa.

A segunda opção é a mais interessante por quem deseja conquistar um diploma estrangeiro e não tem condições de arcar com as despesas de se manter no exterior.

A maioria dos programas de intercâmbio  não disponibilizam oportunidades para quem está no início do curso, geralmente as universidades exigem a candidatura a partir do terceiro período.

O que faz todo o sentido, se consideramos que nos primeiros semestres o universitário ainda se está a habituar. Neste sentido, as metas profissionais vão-se definindo com o tempo.

Com o projeto específico em mente, chega o momento de ter a sua experiência no exterior. Seja para:

  • Descobrir um novo país e uma nova cultura;
  • Ampliar o seu desenvolvimento pessoal e profissional;
  • Aprender ou aperfeiçoar a língua alemã;
  • Estágio ou voluntariado internacional;
  • Validar o seu currículo universitário através de um programa de intercâmbio.
pato com diploma
No final vai poder receber um diploma internacional| Fonte: pixabay.com

E nas diferentes opções acima, as suas hipóteses de crescimento pessoal e profissional são gigantescas, fora a vantagem de receber um diploma internacional, ao terminar o curso.

O intercâmbio é uma troca cultural com vantagem para ambos os países, ganha a universidade e o estudante estrangeiro.

Dito isso, a escolha da sua universidade alemã será um passo importante rumo ao seu sucesso profissional. Confira as melhores universidades alemães onde realizar o seu intercâmbio:

  • Universidade de Munique Ludwing-Maximilians - (LMU München);
  • Universidade de Bonn - (Universität Bonn):
  • Universidade Técnica de Munique - ( TUM: The Entrepreneurial Universität);
  • Universidade Técnica de Berlin - (Technisch Universität Berlin);
  • Universidade de Heidelberg - ( Universität Heidelberg);
  • Universidade Livre de Berlin - ( Freie Universität de Berlin);
  • Universidade Humbolt de Berlim - ( Humbolt - Universität zu Berlin);
  • Universidade de Friburgo - ( Universität Freiburg);
  • Universidade Técnica da Renânia do Norte-Vestfália em Aachen - (Rheinich - Westfaelische Hochschulen Aachen);

Fique atento às exigências estabelecidas na candidatura do programa de intercâmbio, pode encontrá-las no Departamento de Relações Internacionais da sua faculdade.

Quais são as condições para conseguir um visto para estudar na Alemanha?

Antes da sua partida pode ser necessário solicitar um visto para entrar na Alemanha.

O Tratado de Schengen é uma política de abertura das fronteiras e livre circulação para os países que assinaram esse acordo, por isso os cidadãos que fazem parte desses países têm trânsito livre pela Europa.

Nesse caso, se é de um desses países não precisará de nenhum tipo de visto para estudar na Alemanha, basta apresentar o seu documento de identificação.

Quem precisa de visto?

Se a sua estadia na Alemanha for menor que 90 dias e o seu país encontra-se na lista abaixo, não precisa de um pedido de visto.

Segue a lista:

  • Argentina, Albânia, Andorra, Antígua e Barbuda, Austrália;
  • Bahamas, Barbados, Bósnia, Brasil;
  • Canadá, Chile, Costa Rica, Coreia do Sul, Croácia;
  • El Salvador, Estados Unidos, Guatemala;
  • Honduras, Hong Kong;
  • Israel, Japão;
  • Macau, Macedônia, Malásia, Maurícia, México, Mônaco, Montenegro;
  • Nova Zelândia, Nicarágua;
  • Panamá, Paraguai;
  • Servia Montenegro, Taiwan, Uruguai, e Venezuela.

Não é preciso fazer pedido de visto em caso de estadia mínima, mas existem algumas condições exigidas pelo país, que são:

  • Passaporte válido;
  • Passagem de ida e volta;
  • Seguro de viagem;
  • Comprovar condições para se manter no país (cerca de 50 euros por dia);
  • Recibo da hospedagem no país com a data de entrada e saída.

E se o seu projeto de estudo ultrapassar esses 90 dias, a sua viagem para o exterior pode ser sinónimo de alguma papelada.

mapa do mundo
Nem todos os países necessitam de visto para ir para a Alemanha| Fonte: unsplash.com

Onde solicitar o visto para Alemanha?

A solicitação de pedido de visto deve ser requisitada na Embaixada e Consulado da Alemanha no seu país.

Quais são os documentos necessários para solicitar o seu visto?

Como mencionado acima, as exigências para solicitar o visto alemão podem variar de acordo com a sua nacionalidade, motivo da viagem, duração da sua estadia no país. No geral, precisará dos documentos a seguir:

  • Formulário devidamente preenchido de solicitação de visto para Alemanha;
  • Fotografia recente;
  • Comprovativo do motivo da sua estadia no país;
  • Comprovativo do local onde residirá durante toda a estadia na Alemanha;
  • Passagem aérea de ida e volta;
  • Seguro de saúde durante toda a estadia no país;
  • Comprovativo de que terá recursos financeiros suficientes para se manter no país durante todo o curso.

Atenção! Os processos administrativos podem demorar mais tempo do que o esperado, por isso aconselhamos que faça o seu pedido de visto com antecedência.

Planeie como financiar os seus estudos na Alemanha

Está a planear estudar num dos países mais ricos da União Europeia, mas não tem orçamento? Aproveite as nossas dicas para estudar no exterior financiado por um programa de intercâmbio como o Erasmus.

Como mencionado acima, estudar na Alemanha pode ser gratuito desde que o estudante tenha uma bolsa integral ou possa comprovar condições de se manter no país durante os seus estudos. Entre os custos estão:

  • Despesas com a taxa de inscrição que podem variar de um curso para outro;
  • Despesas de viagem, alimentação, passagens do dia a dia;
  • Despesas com alojamento ( dormitório, residência universitária, família anfitriã ou apartamento);
  • Seguro de saúde válido durante todo o tempo de viagem;
  • E um cartão internacional para emergências;

No entanto, a primeira coisa que precisa de saber antes de listarmos os programas de bolsas é: todos os viajantes devem planear com antecedência as despesas dos seus estudos na Alemanha, assim evitam surpresas desagradáveis quando chegarem às terras germânicas.

E para quem está curioso, aqui tem uma lista de algumas maneiras de financiar os seus estudos na Alemanha, são bolsas de estudo emitidas por diversas organizações, como:

  • Bolsas Erasmus para mobilidade internacional em países na União Europeia;
  • O programa Goethe Goes Global;
  • Programa DAAD Helmut-Schmidt;
  • O programa de bolsas da Fundação Alexander von Humboldt.

Se não preencher as exigências dessas instituições, ainda tem a opção dos empréstimos estudantis com taxas reduzidas, oferecidas pelos grandes bancos que incentivam os programas de crescimento profissional de universitários e professores.

E não se esqueça de ficar atento aos prazos para se inscrever!

Estudar na Alemanha por intercâmbio

O Erasmus é um programa de intercâmbio financiado pela União Europeia que possibilita que estudantes, docentes, estagiários, voluntários, lideres, organizações juvenis e pessoas que trabalham em organizações de desporto possam estudar na Europa ou em países parceiros fora da União Europeia.

uniao europeia
O programa Erasmus é financiado diretamente pela União Europeia| Fonte: unsplash.com

Qual a vantagem de estudar com o programa Erasmus?

A vantagem de estudar com o programa Erasmus é poder fazer uma programa de mobilidade académica financiado pela União Europeia e ainda obter um diploma internacional reconhecido.

Qual é o período de inscrição do programa?

Cada universidade alemã tem o seu próprio calendário de inscrição, por isso fique atento ao site das universidades alemães e às candidaturas divulgadas na sua universidade.

Como se inscrever no programa Erasmus?

Normalmente, as vagas para o programa Erasmus ficam disponíveis no site das universidades que fazem parte do programa. Assim que abrirem as candidaturas, deve fazer a sua inscrição.

Quais são os passos para se inscrever no programa Erasmus?

A fase de aplicação:

  • Apresentação de currículo;
  • Carta de motivação;
  • Apresentação de um projeto;
  • Apresentação de despesas;
  • Certificado de proficiência em língua estrangeira, neste caso alemão;

A fase de resultados: fornecida algumas semanas após a fase de aplicação, onde ainda não há um sim por parte da universidade.

A fase de aceitação: o momento em que o candidato fornece todos os documentos comprobatórios e certificados necessários para ser aceite.

A fase de acerto financeiro ou receção: é a fase onde se define se a bolsa será paga de uma vez ou regularmente na conta do candidato.

Alojamento, um procedimento a parte

O pedido para os alojamentos deve ser feito o quanto antes, uma vez que a confirmação na universidade não garante ao estudante uma vaga na residência. Sendo assim, será necessário fazer as duas solicitações.

Para mais esclarecimentos, saiba como estudar alemão por Erasmus!

Algumas dicas práticas para viver num país germânico

O que faz da Alemanha um dos principais destinos de viagem é a sua história, cultura, arquitetura, gastronomia, entre outras coisas.

Se se está a preparar para viver num país germânico, aqui tem algumas dicas práticas para conhecer bem a Alemanha:

Arquitetura
A Alemanha é mundialmente conhecida pela sua arquitetura de uma beleza inconfundível. O país abriga diversos museus, paisagens naturais e construções históricas.

Clima
De certeza que já ouviu dizer que a Alemanha é um país frio, principalmente no inverno. No verão a temperatura oscila ente 18°c a 24°C. No inverno a temperatura pode chegar a mínima de -5°C. E nas estações da primavera e outono, as temperaturas podem ficar entre 8°C e 18°C.

cabana com neve
As temperaturas na Alemanha podem chegar aos -5°C e até nevar| Fonte: unsplash.com

Moeda
A Alemanha faz parte da zona do euro, por isso a moeda de circulação no país é também o Euro.

Principais cidades alemãs
Entre as cidades mais famosas do país estão: Berlin, Munique, Frankfurt, Dresden, Bonn, Heidelberg, Colónia e Baviera.

Gastronomia
Engana-se quem acredita que a gastronomia alemã é feita apenas do famoso chucrute. Entre os pratos mais famosos do país estão o chucrute, batatas e vários tipos de salsichas. Aproveite para conhecer a gastronomia alemã nas barracas de rua.

Bebida
Se você gosta de beber e pode, saiba que as cervejas alemãs estão entre as melhores do mundo. Experimente com moderação!

Transporte público na Alemanha
É possível viajar muito bem pela Alemanha com os transportes públicos. Entre os meios de transporte mais utilizados pela população estão o comboio, o autocarro e o carro.

As melhores atrações do país de Nietzsche

Para os estudantes estrangeiros obter um diploma internacional, assim como aprofundar os conhecimentos numa língua de grande prestígio, representa uma grande vantagem.

Não é nenhuma novidade que as instituições educacionais da Alemanha se destacam mundialmente na qualidade de ensino.

Além das universidades merecem destaque outras questões:

A Alemanha faz parte da zona do Euro, um termo usado para se referir os países que adotaram o Euro como a única moeda de circulação.

A língua alemã é um dos idiomas mais falado na Europa – Depois do inglês, a língua alemã é a segunda língua germânica mais falada no mundo. E é falada em países de grande prestígio como Suíça, Bélgica e Áustria, além da Alemanha.

A língua alemã é o idioma mais falado na União Europeia!

As cidades alemãs são vastas em riqueza cultural – As cidades alemãs destacam-se pelos belos monumentos históricos e arquitetura tipicamente germânica que encantam visitantes de todas as partes do mundo.

A Alemanha é o país da cerveja – Durante a sua estadia pelo país, não deixe de participar nas festas tradicionais do país e experimentar a imensa variedade de cerveja alemã, mas beba com moderação.

O tradicional Oktoberfest é fascinante – Em Munique celebra-se uma das festas mais importantes do país. Além de comidas típicas e degustação de cervejas locais, pode aproveitar para aprender muito sobre a cultura germânica.

A Alemanha tem um boa reputação – As taxas de criminalidade são muito baixas na Alemanha, o que torna o país muito atraente para os estudantes estrangeiros, uma vez que se sentem mais seguros. E a população alemã chama a atenção pela educação, pontualidade e cordialidade.

Descubra as principais razões para viajar para a Alemanha.

Então, se já chegou até aqui, está preparado para fazer as malas e ir estudar para a Alemanha?

Precisa de um professor de Alemão ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.