O exame do curso de português é já por si algo que preocupa bastante os alunos. No entanto, a maior dor de cabeça é certamente a redação ou o texto crítico que faz parte da prova. Isto porque, além de terem que expor a sua opinião sobre um tema aleatório em poucos caracteres, os estudantes têm ainda de se preocupar em cumprir todas as regras de escrita em português.

A verdade é que o artigo crítico tem um papel e um peso muito importante no exame, devido à influência que tem na nota final da prova de português. Mas, com a pressão de discutir um tema político, social ou cultural, além de ter que cumprir um comprimento específico de número de palavras e garantir que não cometem erros de escrita, construção verbal, pontuação ou gramaticais, muitos estudantes acabam por não conseguir escrever um bom texto.

Isto acontece também porque durante as aulas é raro que os estudantes tenham disponível a oportunidade de treinar as suas capacidades de escrita. Existe um grande foco em treinar a interpretação e leitura de textos, como entender aquilo que o autor quer dizer e o conteúdo gramatical mais importante. Mas, na verdade, embora saber as regras da língua portuguesa seja algo indispensável, só isso não é suficiente para escrever um texto crítico, uma vez que para tal é necessário também cultivar o sentido crítico e analítico dos estudantes. Ter uma ajuda extra e cursos ajuda imenso.

Na Superprof como sabemos que para escrever um bom conteúdo é necessário mais do que ter um plano de estudo organizado e saber gramática e regras ortográficas, deixamos as nossas dicas sobre como se preparar para a parte escrita do exame quando estiver a fazer a sua revisão dos conteúdos.

caneta antiga de tinta
A escrita é uma parte muito importante do exame de língua portuguesa e deve preparar-se também fora da escola e das aulas se quer seguir um curso superior. | Fonte: Unsplash.com

Saiba todas as nossas dicas para se sair bem no exame de português.

Os melhores professores disponíveis
Tiago
Tiago
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Tiago
Tiago
5€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Duarte
5
5 (4 avaliações)
Duarte
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Anders
5
5 (1 avaliações)
Anders
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Prof. André lamounier
5
5 (7 avaliações)
Prof. André lamounier
30€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Alberto
4,9
4,9 (34 avaliações)
Alberto
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Andrea
5
5 (25 avaliações)
Andrea
17€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Feodor
5
5 (9 avaliações)
Feodor
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Paul
5
5 (27 avaliações)
Paul
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Fábio
5
5 (8 avaliações)
Fábio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Márcio
5
5 (8 avaliações)
Márcio
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Susana
5
5 (31 avaliações)
Susana
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Kauê
5
5 (13 avaliações)
Kauê
10€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Catarina
5
5 (5 avaliações)
Catarina
16€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Cristiana
5
5 (36 avaliações)
Cristiana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Teresa
5
5 (14 avaliações)
Teresa
20€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Mariana
5
5 (12 avaliações)
Mariana
15€
/h
Gift icon
1ª aula grátis!
Vamos lá

Tipos de redação avaliados no exame de um curso de português

A parte de redação de um exame de português pode ter vários géneros. Pode ser pedido aos alunos que escrevam uma pequena reportagem, um documentário, um assunto publicitário, um relato de uma viagem, um artigo de divulgação científica, uma entrada de diário, um discurso político, uma exposição, uma apreciação crítica ou até mesmo um debate.

Mas, a tendência que se tem denotado nos últimos anos, é que é requerido aos estudantes que escrevam uma composição ou um artigo de opinião sobre um tema escolhido previamente. É claro que não podemos dizer isto com 100% de certeza, mas tendo em conta que todos os exames desde 2016 até agora têm utilizado este género, sentimo-nos confiantes em afirmar que há uma grande probabilidade de o mesmo se continuar a repetir no futuro.

Mas, na verdade, o que é um artigo de opinião? É bastante simples na verdade, é um texto dissertativo-argumentativo onde o autor apresenta o seu ponto de vista sobre um determinado tema. Neste tipo de artigos, o autor recorre a argumentação para explicar o seu ponto de vista e tentar a informar e persuadir o leitor sobre esse assunto.

Ainda que o nome possa parecer complicado, a verdade é que vivemos rodeados de textos de opinião. São este tipo de artigos que vemos todos os dias nos meios de comunicação em massa, como a televisão, os jornais, as revistas ou até mesmo a rádio. É neles que os jornalistas, colunistas ou até mesmo freelancers discutem os temas mais importantes da atualidade.

No exame de português, poderão pedi-lhe que exponha a sua opinião sobre um tema da atualidade, mas também poderão utilizar uma temática que é central numa das obras estudadas ou até mesmo pedir a opinião numa descrição de uma imagem ou cartoon apresentados na prova. Por isso, é difícil aglomerar todos os temas que podem ser utilizados na redação, mas quer dizer que não se possa preparar com antecedência. Isto porque a estrutura dos textos argumentativos é algo muito importante e isso pode ser estudado com antecedência. Um artigo de opinião é dividido em três partes: a introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

A introdução, ou seja o início, é onde faz a exposição e apresentação do assunto ou tema que vai discutir. Uma boa introdução deve ser concisa e deve conseguir captar imediatamente a atenção do leitor. O desenvolvimento é o centro do artigo, onde deve apresentar os seus argumentos para o ponto de vista que declarou anteriormente. Nesta parte pode abordar diversos aspetos relacionados com o assunto de forma a convencer o leitor o melhor possível, no entanto, deve evitar utilizar rodeios ou dizer muitas vezes a mesma coisa. A conclusão, que é a parte final do artigo, deve concluir o seu raciocínio e apresentar soluções possíveis para a questão que esteve a debater.

pessoa a escrever com lapis
Deve treinar a escrita fora das aulas da escola, o máximo de dias possível. Dessa forma consegue aprender a escrever e treinar os verbos e a gramática ao mesmo tempo. | Fonte: Unsplash.com

Sabe qual é o peso da poesia no exame de português?

Como se preparar para o artigo de opinião

Ao contrário da interpretação e leitura de textos ou do conteúdo gramatical, é mais difícil preparar-se para o grupo do exame onde tem que criar um artigo argumentativo. Aqui não existem matérias, regras ou obras específicas a estudar, ainda que por vezes o tema esteja interligado com a temática de um dos livros do curso de português. No entanto, isso não quer dizer que não seja possível preparar-se com antecedência para este exercício, principalmente se for alguém que sente dificuldade de pensar em algo para escrever no momento.

Tal como com as outras questões, pode ver enunciados dos anos anteriores para perceber que tipos de texto são normalmente pedidos aos estudantes. Isso permite que tenha uma ideia daquilo que lhe possa ser pedido e pode praticar respondendo a essas propostas.

Também pode ler artigos de opinião em jornais ou blogs onde normalmente se expõe críticas a um problema social ou político de forma implícita e breve. Daí pode tirar ideias sobre como abordar um tema expor as suas ideias de forma argumentativa.

Depois, é só ir treinando. Escreva pequenos textos sobre temas da atualidade, descrições de imagens ou até mesmo artigos inspirados numa situação que ouviu. Esse treino irá permitir que se sinta mais à vontade no momento do exame e que não fique bloqueado a pensar no que poderá escrever.

aparas de lapis
O exame de língua portuguesa é o modo de acesso aos cursos do ensino superior, onde além de obter um certificado, vai aprender além do básico e ter acesso a informações e material indispensável. | Fonte: Unsplash.com

Existem várias técnicas que podem ajudar a ter melhor nota no exame da nossa língua materna.

Critérios de correção no exame nacional de português

Os critérios de correção são o método utilizado pelos examinadores para determinar quantos pontos vale a resposta de cada aluno a todas as questões do exame. No final, todos esses valores são somados para chegar à nota final, entre 0 e 20 valores.

Os critérios de correção são elaborados por examinadores e membros do instituto de avaliação educativa, ou IAVE, o instituto do ministério da educação responsável pela avaliação dos conhecimentos dos estudantes do ensino básico e secundário.

Estes critérios permitem estabelecer quais são as informações necessárias que cada aluno deve referir na resposta às questões e como pontuar quando existem informações ou detalhes em falta. No caso da redação, são avaliados dois parâmetros distintos: a estruturação temática e a correção linguística.

Na estrutura temática são avaliadas vários itens: o formato do conteúdo, o tema e a pertinência da informação e a organização e coesão textuais. São alocados mais pontos sempre que o aluno escrever um artigo de acordo com o género ou formato solicitado, se seguir a temática sem desvios e com eficácia nos argumentos e se o seu artigo for bem organizado e coeso. Sempre que essas características não estejam presentes, o aluno perde pontos.

Na correção linguística é desvalorizado um ponto cada vez que o aluno dá um erro de pontuação, de ortografia, construção verbal como acentuação ou uso indevido de minúscula ou maiúscula, de morfologia ou não faz citação ou referência a uma obra, e de dois pontos num erro da sintaxe ou impropriedade lexical. Tudo isso são coisas que deve evitar fazer.

croissant junto a pessoa escrever
As regras de correção do artigo proposto no exame do curso de português são muito rígidas, mas tem recursos e material disponível online como ajuda para treinar. | Fonte: Unsplash.com

Também são desvalorizados pontos cada vez que não são respeitados os limites de palavras. Por cada palavra a mais ou menos é descontado um ponto, até ao máximo de 5 pontos no total. Se tiver uma extensão inferior a 80 palavras é classificada com 0 pontos. Nestes casos é importante lembrar que palavras ligadas por hífen contam apenas como uma. Tenha estes pontos em mente quando estiver a estudar e a preparar-se para o exame de língua portuguesa.

E se estiver com dificuldades na escola em escrever, com a gramática ou até mesmo com a leitura, porque não ter ajuda com um professor particular? Desta forma terá acesso a um apoio extra para as suas dúvidas e poderá estudar com a ajuda de um profissional qualificado.

Na plataforma online da Superprof existem dezenas de professores formados, com muita experiência e conhecimento que lhe podem dar aulas particulares para complementar o curso de português. Com um plano criado especificamente para as suas dúvidas, nas aulas particulares terá acesso a conteúdo, informações e exercícios para o ajudar a estudar todas as matérias de leitura, interpretação ou escrita que podem sair no enunciado do exame.

Pode escolher qualquer professor disponível de norte a sul do país, uma vez que no site da Superprof encontra também a opção de ter aulas ou cursos de forma totalmente online, o que permite ao aluno ter acesso a profissionais fora da sua área. Além disso, também pode escolher qual é o dia em que quer ter cada aula e controlar a carga horária de cada semana.

De que está a espera para procurar um professor ou professora para o auxiliar no exame e entrar no curso que quer?

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou deste artigo? Deixe a sua avaliação!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Catarina

Eterna otimista, com um bichinho por viajar. Apaixonada por literatura e ficção. Metro e meio de pessoa, vivo pelo lema "Though she be but little, she is fierce". Trabalho atualmente como tradutora e redatora freelancer.