Sou um aventureiro. Eu gosto da invenção, eu gosto da descoberta. – Karlheinz Stockhausen.

Atualmente, não é raro ouvir que os amantes de música aprendem a tocar o seu instrumento musical sozinhos, principalmente se considerarmos a valiosa ajuda dos recursos online para este efeito.

Na verdade, hoje em dia, são pouquíssimos os músicos que percorrem o trajeto tradicional de se inscreverem numa escola de música ou num conservatório, preferindo uma abordagem mais independente no que toca à evolução da sua carreira musical.

Dentro dos instrumentos musicais ditos mais fáceis de aprender sozinho estão o ukulele, a guitarra, o cavaquinho, a flauta doce, o teclado e o bongó, por isso não será difícil ter diferentes opções a explorar até encontrar o seu verdadeiro chamamento musical.

Apesar de ser um instrumento bastante popularizado na cultura contemporânea, a bateria certamente não está presente na lista dos instrumentos musicais mais fáceis de aprender em modo autodidata. Isto quer se trate de bateria eletronica, bateria eletrica ou bateria acústica.

Isso deve-se principalmente ao facto de que a bateria é um instrumento que requer muita técnica e conhecimento musical para ser tocado de forma harmoniosa. Caso contrário, o único resultado dos seus esforços será um grande barulho sem nenhuma musicalidade.

ter a própria bateria
Para evoluir na bateria é muito importante que tenha o seu próprio instrumento. | Fonte: Pixabay

Não obstante, não se desmotive ao pensar que será impossível aprender a tocar bateria sozinho e ao seu próprio ritmo. Na verdade, alguns bateristas famosos relatam que tiveram essa experiência antes de se tornarem profissionais da bateria e de enveredar por uma carreira mais convencional nesta área.

É claro que se tiver a possibilidade de pagar por um professor de bateria para aulas de bateria particulares, ou se tiver tempo de frequentar uma escola de bateria ou até mesmo um conservatório de música para aprender este instrumento, é claro que irá aprender muito mais rápido tudo o que precisa de saber sobre a técnica da percussão.

Porém, caso não possua um orçamento disponível para esse efeito ou, simplesmente, quer aprender a tocar bateria sozinho pelo prazer pessoal de se sentir realizado enquanto músico, não deixe de o fazer! Tudo o que é feito com garra e determinação leva ao sucesso!

Se procura começar a ter aulas de bateria para iniciantes, a Superprof escreveu este artigo com o objetivo de facilitar a sua aprendizagem. Veja então as nossas dicas para aprender a tocar bateria!

Os melhores professores de Bateria disponíveis
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula gratuita>

Curso de bateria: o que saber sobre a bateria, antes de se lançar a solo?

No começo dos anos 1900, o papel do baterista ainda não estava tão bem definido como em pelo século XXI. Na verdade, as bandas e orquestras tinham entre dois e três percussionistas a quem cabia uma tarefa específica no que tocava à prática do seu instrumento: um tocava o bombo, outro tocava a caixa e o outro tocava os blocos de madeira que faziam os diferentes efeitos sonoros.

Só mais tarde, com o desenvolvimento do pedal é que se tornou possível que a mesma pessoa executasse todas estas funções.

A bateria tal qual a conhecemos é geralmente usada nos estilos musicais jazz, hip-hop, rock, pop, entre outros, e tem sido uma componente essencial da música contemporânea desde a década de 1920 até ao surgimento da percussão digital, quando se deu o aparecimento das primeiras baterias eletrónicas.

Como aprender a tocar bateria sozinho
A bateria evoluiu com o passar dos anos até se transformar no instrumento tal como o conhecemos atualmente. Aprenda bateria eletronica!

Se ainda está a dar os primeiros passos na sua formação musical, veja aqui como funciona uma bateria (com imagens)!

Caixa

Esta pode ser de madeira ou de metal e é geralmente coberta com pele de acrílico dos dois lados. O seu formato achatado garante um som seco e marcante.

Chimbal

Também conhecido como pratos de choque, são dois pratos presos numa haste, geralmente posicionada à esquerda do baterista, que podem ser tocados tanto com as baquetas de bateria quanto com o pedal. Assim como o prato de condução, esta peça produz a base da melodia e do ritmo da percussão.

Para um som mais ressonante basta apenas posicionar os pratos do chimbal mais distantes um do outro e poderá ajustá-los à sua preferência pessoal conforme for necessário.

Bumbo

Esta parte é o maior tambor do kit e é o que produz o som mais grave do conjunto. É o único tambor posicionado diretamente no chão e na posição vertical, e é tocado exclusivamente com o pedal, normalmente acionado com o pé direito do baterista.

Para atingir uma nota mais sonante e tocar no bombo com mais força, o pedal deve ser pisado apenas com a ponta do pé, deixando o calcanhar suspenso.

Veja um curso de bateria para iniciantes na Superprof e torne-se num músico de sucesso!

Timbalão

As baterias costumam ter dois timbalões, ou tom-tons, com sonoridades distintas: um de som médio e um mais grave. Segundo os bateristas, são os tom-tons que conferem o “charme” ao batuque, graças ao som intermédio entre o grave e o agudo.

O volume e a ressonância crescem de acordo com a profundidade do tambor, ou seja, tambores mais fundos, também são mais potentes, pelo que poderá escolher o mais indicado à sua preferência sonora sem grandes dificuldades.

Aprender a tocar bateria sozinho
Aprender a tocar bateria sozinho exige muita dedicação e comprometimento. | Fonte: Pixabay

Pratos

Existem dois tipos de pratos: os de condução e os de ataque. Os primeiros costumam ficar à direita do baterista e ditam o ritmo da música. Já os de ataque ficam à esquerda e produzem um som mais explosivo.

Os melhores pratos do mundo são os da Turquia, sendo destacados os da marca Zildjian pelos bateristas profissionais.

Baquetas de bateria

Todas as baquetas de bateria são de madeira, mas o material da sua ponta pode variar e ser constituído de materiais diferentes consoante o som que pretende: madeira (para um som aveludado), nylon (realça os tons agudos), feltro (som suave), ou vassourinhas (timbre mais suave).

Cada baqueta deve ter o mesmo tamanho do seu antebraço para que consiga obter uma manipulação fácil e uma melhor destreza perante o seu instrumento.

Surdo

O som desta importantíssima parte da sua bateria só não é tão grave quanto o do bombo. Por ter uma sonoridade tão marcante, é usualmente usado para marcar o tempo e o ritmo da música em questão.

Os tambores de madeiras mais porosas, como mogno ou cedro, produzem um som mais aveludado. Por outro lado, caso pretenda um som mais vivo, prefira madeiras mais compactas, como pinho ou ácer.

São muitos os detalhes a conhecer antes de se decidir tornar num praticante deste instrumento maravilhoso, como é a bateria. Por isso, que tal fazer aulas de bateria numa escola de música?

Como definir se a bateria é realmente para si e deverá investir em aulas de bateria?

Como já fomos explicitando ao longo deste artigo, a bateria é um instrumento bastante complexo. Se, após ter lido o parágrafo anterior ainda quer muito aprender a tocar bateria sozinho, então saiba o que é preciso para que realmente tenha uma aprendizagem fluida e recompensadora.

Aprender a arte de bater
Depois das suas primeiras aulas de bateria vai orgulhar-se de si mesmo quando tocar o seu primeiro hit na bateria.

A motivação é o motor que o ajudará a aprender a tocar bateria sem tantas dificuldades, principalmente se nunca teve nenhum contacto com o mundo da música até à data. Se alimenta o desejo de aprender a tocar bateria e tem como inspiração os seus bateristas favoritos, como o baterista slipknot ou baterista metallica, para conseguir atingir os seus objetivos musicais, bastará treinar de forma consistente e manter o foco nas suas metas.

Para o motivar ainda mais, veja aqui esta lista de benefícios que a aprendizagem da bateria instrumento lhe poderá proporcionar (isto depois de conhecer alguns dos bateristas mais famosos):

  • alivia o stresse;
  • estimula o sistema imunológico;
  • melhora a sua criatividade;
  • facilita a aprendizagem de outros domínios;
  • contribui para desenvolvimento do cérebro;
  • melhora a sua autoconfiança;
  • potencializa as suas habilidades de comunicação;
  • melhora a sua capacidade de se relacionar com outras pessoas;
  • proporciona uma maior agilidade e coordenação motora;
  • traz alegria e bem-estar;

Com todos estes benefícios fica muito mais fácil encontrar a motivação necessária para finalmente se decidir a perseguir o seu sonho e começar a aprender a tocar bateria, não é?

Pois saiba que além destas vantagens, a prática de um instrumento musical traz muitas outras regalias para a sua saúde física e emocional. A partir do momento em que começar a aprender a tocar bateria, o ser círculo de amizades e relacionamentos irá aumentar, incluindo novas conexões no mundo artístico-musical, o que lhe permitirá obter uma melhoria visível na sua autoestima e carisma.

Se, com o passar do tempo, quiser tornar-se num especialista da bateria através de um tipo de ensino mais profissional, poderá fazer uma formação de baterista no Conservatório de música mais perto de si e verá que as suas bases enquanto autodidata lhe serão muito úteis ao longo das suas aulas em graus mais avançados.

Otimize a sua prática da bateria e garanta a sua motivação nas aulas bateria!

Como já se deve ter apercebido ao longo da sua vida, não apenas no que toca a aprender a tocar bateria, cada pessoa tem um ritmo de aprendizagem distinto mesmo se seguirem exatamente o mesmo percurso académico e profissional.

Assim sendo, o que difere um bom músico de um mau músico? De maneira bastante simplificada, resumimos tudo o que precisa de saber a uma só palavra: dedicação.

Por mais conhecimento teórico que tenha sobre a sua bateria instrumento, por mais horas que passe a estudar os melhores compositores musicais ao longo dos séculos, por mais estilos musicais que ouça e que admire, nada irá fazer de si um bom baterista se não tiver um verdadeiro compromisso perante o seu instrumento.

Para realmente ver alguma evolução na sua prestação, será preciso praticar - e muito - pois só assim é que se irá sentir realmente à vontade atrás dos bombos e dos pratos, o que o conduzirá a uma enorme liberdade criativa e motora.

É natural que numa fase inicial se sinta bastante intimidado com os vários constituintes da sua bateria. Desde pratos, a bombos, a tarolas, a baquetas, enfim, a diferentes utensílios sonoros para construir a melodia perfeita, será completamente normal que um aprendiz de bateria tenha alguma dificuldade em produzir os sons que deseja e ter a ginástica e resistência suficientes para não falhar uma única nota.

No entanto, depois de algum tempo de treino e dedicação constante à sua aprendizagem, qualquer baterista iniciante poderá tornar-se num verdadeiro às no seu instrumento e avançar cada vez mais ao longo da sua aprendizagem, mantendo-se motivado ao longo das suas sessões, mesmo perante os exercícios e os acordes mais complexos.

O segredo para o sucesso será continuar a praticar, mesmo quando estiver a ponderar desistir.

Os melhores professores de Bateria disponíveis
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula grátis!
Tomás
5
5 (14 avaliações)
Tomás
20€
/h
1ª aula grátis!
Guilherme
5
5 (8 avaliações)
Guilherme
25€
/h
1ª aula grátis!
Pedro
5
5 (11 avaliações)
Pedro
20€
/h
1ª aula grátis!
Ricardo
5
5 (6 avaliações)
Ricardo
15€
/h
1ª aula grátis!
Vini
5
5 (6 avaliações)
Vini
30€
/h
1ª aula grátis!
Fernando
5
5 (12 avaliações)
Fernando
15€
/h
1ª aula grátis!
Diogo
5
5 (8 avaliações)
Diogo
20€
/h
1ª aula grátis!
Sonia
5
5 (6 avaliações)
Sonia
20€
/h
1ª aula gratuita>

Dicas para aprender a tocar bateria fora das aulas bateria

Nesta fase é natural que se esteja a perguntar como é que vai aprender a tocar bateria sozinho. Por onde começar? Como se organizar para aprender a tocar bateria de forma eficaz? Que materiais de estudo terá à sua disposição e como utilizá-los para melhor fazer face às suas necessidades enquanto estudante de música?

Como se tornar um bom baterista
Motivação, foco e disciplina são as características essenciais para aprender a tocar bateria.

Para começar, seria mais viável que tivesse a sua própria bateria, o que lhe iria permitir ter a tal independência de estudos que procura.

Apesar de já existirem aplicações que o podem ensinar a tocar bateria sem precisar de ter uma em sua casa, a nossa sugestão é que tenha um instrumento físico onde poderá praticar regularmente para ser capaz de se familiarizar com todos os componentes que a constituem.

Faça uma pesquisa pelos sites de venda de instrumentos musicais usados e compre a sua bateria em segunda mão, se quiser economizar um pouco na compra do seu primeiro instrumento, principalmente se ainda não se comprometeu a 100% com a ideia de se tornar num baterista avançado.

Devido à elevada despesa que é comprar uma bateria completamente nova - tendo ainda em atenção os diversos componentes da mesma dependendo do seu estilo musical de atenção - será mais vantajoso ter um maior nível de compromisso perante a sua aprendizagem antes de ter uma despesa tão alta.

Depois de ter a sua bateria, seja ela bateria eletronica ou bateria acustica, à sua frente, será também muito mais fácil motivar-se diariamente rumo ao seu objetivo de aprender a tocar bateria sozinho.

Tenha em mente estas sugestões que podem facilitar a sua aprendizagem de bateria:

  • seja versátil, estude e toque o máximo de ritmos distintos que puder;
  • explore diferentes estilos musicais para ter uma formação o mais completa possível;
  • estude com a ajuda de um metrónomo, pois assim terá uma prova concreta de que está a evoluir;
  • aprenda a ler e a escrever partituras, já que isso fará de si um músico mais completo;
  • nunca pense que já estudou o suficiente, pois existe sempre algo mais a aprender;
  • tenha uma boa dinâmica ao tocar, certifique-se sempre de que está a tocar num volume agradável e que não está a exagerar nas suas progressões;
  • aprenda e estude a teoria musical, pois entender fórmulas de compasso, andamentos, duração das notas, etc., será bem útil para a sua formação musical;
  • organize os seus horários de estudo e planeie o que irá estudar a cada sessão das suas aulas bateria;
  • seja criativo: inove, entregue-se à sua bateria instrumento, sinta o ritmo e, acima de tudo, divirta-se.

Caso pretenda um acompanhamento adicional ao seu estudo em casa, também pode optar por fazer aulas de bateria para iniciantes com um professor particular!

Tocar bateria por prazer e ter aulas de bateria

A primeira pessoa que deve agradar na sua vida é a si mesmo.

Ao compreender esta frase e ao pô-la em prática ao longo dos seus estudos musicais será algo que o vai ajudar, e muito, aquando da sua aprendizagem de bateria a solo.

Benefícios de tocar bateria
Toque bateria e seja feliz na sua carreira musical.

Como artista, muitas vezes não vai receber o incentivo e o elogio das pessoas à sua volta, principalmente na fase inicial em que você mesmo ainda está a aprender o básico da sua bateria instrumento. Para não se deixar cair em atitudes derrotistas, é preciso estar preparado para isto e não se deixar desmotivar, pela não aprovação, ou até mesmo, pela rejeição, dos outros.

Acredite na sua capacidade, acredite no seu estilo e no seu desejo de se tornar num músico baterista de sucesso. A verdade é que, se quer aprender a tocar bateria sozinho, terá que se convencer a si mesmo, em primeiro lugar, de que vai conseguir. Talvez não será capaz de o fazer num dia, num mês ou mesmo num ano, já que qualquer aprendiz encontrará bastantes obstáculos na primeira fase da sua aprendizagem, mas convença-se de que será capaz de aprender ao seu próprio tempo.

Para tal, não se coloque sob muita pressão. A diversão deve vir primeiro, antes da preocupação com a sua carreira e com o seu retorno financeiro, pois só assim é que irá continuar a ter vontade de praticar e estudar um pouco mais todos os dias. Sabemos que o medo de fracassar é real e que às vezes o fracasso vem do julgamento do outro, por isso, deixe de lado as suas inseguranças e satisfaça o seu desejo de começar a aprender a tocar bateria sem quaisquer reservas.

Como tirar vantagem dos equipamentos digitais para aprender a tocar bateria nas suas próprias aulas bateria?

Nos dias que correm é bastante fácil qualquer pessoa ter acesso a diferentes tipos de formações dentro da área de estudos que lhe é mais atrativa para o seu percurso em particular.

Atualmente, é até possível aprender a tocar um instrumento sem sequer o comprar, algo ideal para os alunos iniciantes que ainda desejam avaliar se encontraram o instrumento mais indicado às suas motivações e necessidades musicais.

Assim sendo, tire partido da infinidade de ferramentas que terá à sua disposição através de uma simples pesquisa pelo seu navegador: desde aplicações interativas que emulam verdadeiras baterias de diversos estilos disponíveis para diferentes dispositivos móveis, vídeos tutoriais no youtube, websites de ensino online, a partituras disponibilizadas por diversas escolas e Conservatórios para estudantes de música, terá à sua disposição uma enorme quantidade de materiais de aprendizagem que podem ser bastante apreciados independentemente do seu perfil enquanto aluno, motivações enquanto músico e metas musicais.

A melhor parte deste tipo de recursos é que podem ser acedidos em qualquer lado, desde que tenha acesso à internet, claro, o que lhe irá conferir uma maior independência aquando das suas sessões de treino. Se, de facto, se decidiu a aprender a tocar bateria enquanto autodidata, não haverá nada melhor para a sua evolução do que praticar sempre que quiser e onde quiser.

Dedicação na bateria
Sonha em dar um concerto de bateria? Por que não? Com muita dedicação poderá chegar lá! | Fonte: Pixabay

Aprender a tocar bateria como um verdadeiro mestre: escolha o professor mais indicado para si e tenha aulas de bateria!

Se já analisou todas as variantes quanto à escolha do instrumento musical que mais lhe agrada, então só lhe faltará refletir sobre as suas ambições enquanto músico baterista.

Neste caso em particular, por se tratar de um instrumento com alguma complexidade, recomenda-se que os alunos iniciantes tenham um acompanhamento personalizado para que consigam manter a sua assiduidade ao longo das suas aulas de bateria, já que lhes faltará a disciplina necessária, pelo menos nesta fase inicial, para praticarem de forma regular e também a motivação para enfrentarem potenciais obstáculos e frustrações de aprendizagem sozinhos. Como tal pode ser o suficiente para considerarem desistir da prática do seu instrumento por inteiro, a Superprof surge com o objetivo de contornar esta dificuldade.

Com a ajuda da nossa plataforma, será bastante fácil encontrar o professor mais indicado para as suas aulas de bateria, já que poderá fazer uma pesquisa pela nossa seleção de bateristas de acordo com as suas necessidades e ainda visitar o perfil de diferentes tutores antes de tomar a sua decisão.

Por exemplo, algo que deve avaliar antes de se comprometer com qualquer professor será: a sua disponibilidade horária para as suas sessões, a tipologia de aulas de bateria que lhe for mais conveniente - poderá optar por ter aulas presenciais, online, ou prestadas ao domicílio -, e ainda o valor que irá estar disposto a pagar por cada uma das suas sessões de bateria. Estes tópicos irão, naturalmente, influenciar o seu leque de escolhas, pelo que deve tentar fazer uma introspeção sincera quanto às suas motivações para aprender a tocar bateria antes de saltar de cabeça para esta aventura.

excelente baterista
Para se tornar um excelente baterista, deve praticar todos os dias! | Fonte: Pixabay

Do ponto de vista financeiro, terá vários preçários à sua disposição já que cada professor é responsável por definir o valor que irá cobrar pelo seu tempo. Não obstante, caso queira ter uma ideia do que esperar, saiba que o valor médio praticado pelos nossos Superprofessores de bateria rondam os 11€ por hora.

A melhor forma de decidir qual será a escolha mais indicada para si será aproveitar a oportunidade que alguns dos nossos professores oferecem de frequentar uma das suas aulas de bateria sem qualquer compromisso, o que lhe permitirá esclarecer eventuais dúvidas relativamente à sua formação, negociar preços pela sua orientação e ainda definir qual o plano curricular que será mais atrativo tendo em consideração as suas motivações enquanto baterista.

A Superprof e a sua equipa, composta de professores de qualidade, incentiva os seus alunos a serem felizes e a seguirem os seus sonhos. Então, baquetas de bateria nas mãos, pés nos pedais e boa sorte com a sua aprendizagem de bateria. Com as doses certas de dedicação e esforço vai ver que vai conseguir evoluir sem grandes dificuldades!

 

Precisa de um professor de Bateria ?

Gostou deste artigo?

5,00/5 - 1 voto(s)
Loading...

Ricardo

Marketeer. Professor. Country Manager. Redator. Dedicação a 200% em tudo o que me comprometo ao longo da minha vida. Adoro as diferentes personalidades existentes em ambiente profissional e social. Em constante transformação. Escrevo para partilhar o meu conhecimento e entusiasmo aos leitores que queiram ver respondidas as suas questões ou aprofundar algum tema.